~SamaraSachiko

SamaraSachiko
It's Just Me, Myself and I
Nome: Micaela
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 7 de Novembro
Idade: 16
Cadastro:

Plisetsky Yuri


Postado

Plisetsky Yuri

Você pode ouvir as batidas do meu coração?
Cansado de me sentir nunca o suficiente
Eu fecho meus olhos e digo pra mim mesmo
Que meus sonhos se tornarão realidade

Nome Completo:
Plisetsky Yuri
Idade:
19
Apelido:
Yu-san/ Yui-chan/ Naka-kun/ O punk russo (somente quem tem um mínimo contato com ele)

Personalidade:
Yuri é ambicioso, e determinado a tornar-se o melhor dos melhores em dança. Devido a isso, ele é muito sério sobre sua prática e absolutamente se recusa a permitir que qualquer um ficar em seu caminho. Ao contrário de sua beleza e graça no palco, uma vez que Yuri pisa fora de lá, ele torna-se grosseiro, rude, e desprezível de outros ー ganhando-lhe seu segundo apelido, o punk russo.
Para garantir que ele obtém o que ele quer, ele não está acima de ameaçar ou intimidar sua concorrência. Ele é de mau humor e muito acostumado a gritar. Entretanto, um lado mais macio a sua personalidade pode ser visto ao pensar em sua avó. Ele tem um amor imcompreensível por felinos, que são os únicos que podem fazê-lo se sentir melhor em certas situações; o felino não precisa estar necessesariamente vivo digo, ele pode ver uma camisa com uma estampa de tigre e perder toda a irá. Yuri é muito crítico de si mesmo, e determinado a impressionar. Ele odeia ser subestimado e projeta um forte ar de confiança, por que esteja inseguro por dentro.
Costuma tratar os outros com certa frieza, mas não os deixaria na mão. Abaixa a desistencia e acha que cada um dece acreditar em si mesmo.
Por mais que ame dançar, não se sente confortável em ficar falando disso com outras pessoas e justamente por causa desse “desconforto” , muitos não sabe sobre sua paixão.

Aparência:
Yurio é um garoto bastante magro. Tem o cabelo loiro batendo nos ombros com olhos verdes reluzentes. Medindo 1,69 de altura, ele pesa 48kg.



Nacionalidade:
Russo.
Pais de Origem e Cidade Natal:
Rússia, Samara.

Historia:

Os pais de Yuri eram patinadores, na categoria “dupla”, famosos que rodavam o mundo fazendo apresentações e ajudando jovens que desejavam inserir-se na patinação artística (no gelo). Justamente por isso, ele vivia com sua avó, vendo seus pais uma ou duas vezes por ano. Sua admiração por eles era perceptível, mas os patinadores não via Yuri como um filho e sim como um fã.
A avó de Yuri era uma professora de bale que, quando mais jovem, havia sido uma bailarina famosa. Yuri se apaixonou pela dança e começou a praticar com cinco anos, tendo todo apoio de sua vó e de seus pais, que nem sabiam direito do que o garoto gostava.
Ele sempre se esforçou, pois via como mesmo que ocupada, sua vó conseguia arrumar um tempo para ensiná-lo. E, mesmo sofrendo algo de bullying por fazer algo que parte da sociedade considera “coisa de menina”, Plisetsky não abandonou a dança e a pratica até hoje, mas não deseja tornar-se famoso. Esse desejo desapareceu logo que sua avó morreu e lhe pediu para seguir um caminho diferente do de seus pais- que viveram da fama. Mas como o loiro já era algo conhecido na Rússia por ser filhos dos patinadores famosos, resolveu reiniciar sua vida no Japão.
Família:
Mãe -> Plisetsky Maryse, atuais 45.
Relação: Maryse adorava dizer que tinha um filho e se gabar por ele, sendo que muitas vezes dizia mentiras, pois não possuía um conhecimento mínimo sobre Yuri. Mesmo assim, não havia ódio entre eles, mas, sim, indiferença. O loiro admirava a mulher, mas não como mãe, como patinadora no gelo.
Emprego: patinadora.

Pai-> Plisetsky Georgi, atuais 47 anos.
Relação: Georgi era mais influente na vida de seu filho como pai do que Maryse como mãe. Talvez pelo garoto morar com sua mãe, ele ao menos se lembrava do aniversário de Yuri sem ter que se lembrado pela avó do garoto. Ele tentara inserir o garoto no mundo da patinação, mas o lugar dele era na dança. Georgi manda presentes para seu filho, às vezes, e algum dinheiro para ajudar o loiro a se sustentar.
Emprego: patinador.

Avó (paterna)-> Owaera Kaede, faleceu aos 80 anos.
Relação: ela era mais mãe para Yuri do que Maryse e tinha estremo carinho pelo garoto. Seu sonho era continuar a vê-lo dançando, sempre.
Emprego: bailarina, professora de dança.


Como se unio a Catedral:
Uma semana após o enterro de sua avó, Yuri já havia decidido não entrar em outra aula de dança, mas para não perder a habilidade, ele foi até uma loja de jogos comprar um Just Dance. Porém seu conhecimento em jogos era mínimo e ele estava prestes a cometer uma besteira e comprar uma versão ruim de outro jogo de dança (qual a vendedora estava desesperada para vender para liberar espaço- já que o jogo era bem ruim) quando um grupo de jovens (se possível-> Aira, Alice, Felipe e Matheus) lhe alertaram da besteira que estava prestes a fazer e o aconselharam melhor. Eles foram conversando e se deram bem. Uns dias depois, se reencontraram e, no meio tempo entre seu primeiro e segundo encontro, Yuri havia ouvido falar sobre os clãs e comentou o assunto com o grupo. Ele disse querer encontrar um para se juntou, mas não sabia que os jovens ali eram do reino cinza. Talvez por ele ter pedido ou por ter visto algo de valor no jovem, Aira o aceitou.

Arma:
Katana.


Do que..
Gosta:
-Felinos.
-Dançar.
-Alguns jogos.
-Bebidas geladas.
-Frio.
-Manjar Turco.
-Ver as gravações ruins das apresentações que sua avó fez quando jovem.
-Música.

Não gosta:
-Ser chamado de “fofo”, “delicado” e semelhantes.
-Que reparem em sua altura.
-Cachorro.
-Comida sem tempero.
-Lugares silenciosos.
Hobbies:
Dançar.
Manias:
Ouvir música antes de dormir e idealizar coreografias.

Medos:
Ele tem medo de não poder mais dançar, de ratos e baratas.
Quer Par?
Sim, Awashima Seri.

Relação com...

Kaido Aira/Rainha Cinza:
Eles não se falam muito, é uma relação mais de rainha e clasman. Porém não é como se fossem indiferentes um ao outro.
Rokudo Alice, Miuru Felipe e Fernandes Matheus: Yuri pode ser extrovertido e se dar bem com eles, bater altos papos, mas não é como se fossem marcar de sair juntos todos os dias ou passar muito tempo juntos.

Kaido Haru: talvez, do clã inteiro, Haru seja o mais próximo de Yuri. Eles são algo como amigos e Kaido sabe um pouco da história do loiro.

Membros da Catedral:
Inicialmente, demonstrara desinteresse e será até algo frio. Mas se algum tiver um assunto em como consigo, pode se abrir um pouco.

Membros da Homra:
Ele é totalmente fechado para estes, não por um motivo especifico, apenas não consegue interagir com 95% do clã.
Membros de outros clãs:
O mesmo com os membros do Homra. Ele dificilmente diz algo sobre si mesmo para pessoas de outros clãs, dando um aparência de alguém algo rebelde que está sempre de cara fechada.

Seu Par:
Yuri e Awashima se conheceram em um metrô. Ele estava indo comprar algumas coisas para o Clã e encontrou com a loira na ida. O transporte estava algo lotado e o braço de ambos se encostava. Em determinado momento, Awashima se desequilibrou e teria ido ao chão se o pensamento de Yuri não fosse rápido o suficiente como para fazê-lo agir e conseguir segurá-la pelo pulso. Quando Seri ia agradecer, o russo disse algumas plavaras grosseiras como “Por que usa salto se nem consegue se manter de pé?” e “Como conseguiu espaço para cair? O metrô está lotado!”. A tenente do Scepter4 não gostou e agiu de forma fria, tossindo um “obrigada” como se fosse força de habito.
Eles começaram a ter algo como um ódio, pois sempre que se viam trocavam farpas e agiam de forma grosseira um com o outro. Mas Yuri sempre viu a loira mais alta que si com outros olhos e o mesmo para ela em relação ao russo. O tempo foi passando e, ao terem momentos a sós, perceberam que o que sentiam não era bem ódio e Seri aprendeu a lidar com a mascara de indiferença de Yuri, que logo parou de usar tal mascara com a garota; sendo mais gentil com esta.

Outros Reis:
O mesmo com os clãs. Só conversa se forma alguma missão.

Sua opinião sobre os outros Reis e seus deveres:
Ele acha que, talvez, a cidade seria melhor sem poderes, mas adora fazer parte de um clã. Em sua mente, os reis existem por um motivo e sua melhor hipótese é que é para manter o equilíbrio.

Se seu rei estive-se em perigo:
Ele faria o seu melhor para ajudar, mas dificilmente entraria em pânico.

Se seu rei morre-se:
Ele se sentira mal, mas não chroaria.

Se ameacem alguém querido para você:
Não perdoaria está pessoa.

Se lhe desafiasse:
Só aceita se julgar que o adversário está a sua altura.

Quando em uma luta com alguém como age:
Por causa de anos com dançarino, Yuri tem uma flexibilidade inegável e ela o ajuda a desviar dos ataques, logo atingi-lo torna-se algo difícil. A pesar de não ser o melhor espadachim, consegue pensar rápido, virar o jogo a seu favor no último instantes e movimentar a arma rapidamente sem se cansar.

Se ofender seu Rei:
Ele não se importa muito com o que falam alheiamente. Mas se vierem falar diretamente para si sobre seu rei ele fara uma cara de indiferença e, antes que a pessoa possa terminar, passara por ela como se esta fosse ninguém e pisaria em seu pé “sem querer”.

O que acha do fato de sua Rainha, Kaido Aira levar a vida como leva ( Lembrando ela é Geek ) e de seu humor e amor por jogos:
ele não vê problema algum e acredita que seja umas das melhores características da jovem.

Musica que lhe define:

Comida Preferida:
Manjar Turco
Filme ou Serie preferido:
Se ela dança eu danço.
Livro Preferido:
Dan Brown- O símbolo perdido.
Bebida Preferida:
Chá gelado
Algum Vicio:
dançar
Como age quando esta a Trabalho/Missão:
Sério e inexpressivo. Ele procura realiza, mas costuma fazer as coisas do seu jeito.

Amigos:
Kusanagi Izumo -> ele é o único membro do Homra com que Yuri se dá bem. Se conheceram na primeira vez que o loiro foi até o bar e se deram bem simplesmente por que o russo sentou-se em uma cadeira próxima ao balcão e, por estar sozinho, o segundo no mando do terceiro clã início uma conversa com este. No início foi bem complicado, mas logo Yuri o viu como alguém de confiança.
Sorakawa Rei -> se conheceram logo que o ruivo entrou para o clã e não sai do pé de Yuri. Por mais que o loiro gritasse com Rei, o último achava o dançarino engraçado. E acabaram por serem próximos.

Inimizades:
Mishakuji Yukari -> se conheceram em uma cafeteria, quando ao estar saindo desta, Yukari derramou seu suco de uva em Yuri sem querer, pois este estava adentrando o local. Logo o loiro começou a insultar o clasman verde e deram início a uma batalha. Quando se vem, o russo fica provocando o de cabelos arroxeados ficando próximo a Natsume*.
*Natsume: nome da minha OC que vai ficar com o Mishakuji.

Roupas..
Sair:

Luta:

Festa:

(No lugar do patins de gelo, um all star branco)
Habitual:


Trairia a Catedral: não.
Morreria pelo seu Clã: não.

Algo mais que queria acrescentar:

Ele é algo exigente em relação ao tempero dos alimentos.

Não nos pare agora, é o momento da verdade
Nós nascemos para fazer história
Nós vamos fazer isso acontecer, nós vamos dar a volta
Sim, nós nascemos para fazer história


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...