~Samosa

Samosa
Fala com meu ultimate hair
Nome: Samira M.
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Curitiba, Paraná, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Ficha - Manicômio


Postado

Ficha - Manicômio


Nome:
Alex Hirsch Agnolleto

Apelido:
Ale

Idade (13-17):

16

Sexo:

Masculino

Sexualidade:
Bissexual

Data de Nascimento:
29 de Abril de 1942


Signo:

Touro

Cidade Onde Nasceu:
New Orleans

Aparência:




Tem 1,77 de altura, tem um corpo definido e pesa 57Kg, sua pele é clara porém não chega a ser pálida. Seus cabelos são castanhos escuros e seus olhos são de cor castanha.

Photoplayer:
Dylan O'Brien

Personalidade:

Sua psicologia se resume em 3 estados emocionais: Seu estado alegre, brincalhão, eufórico, hiperativo e feliz, seu estado com raiva, agressivo, impulsivo, ofensivo, teimoso e explosivo, e por fim seu estado inseguro, triste, depressivo e carente. No seu dia, ele costuma a mudar de estado emocional várias vezes, passando por todos seus 3 extremos, graças a sua síndrome que tem desde que completou seus 13 anos.
Apesar de ser bastante "bipolar" (na verdade é culpa de sua síndrome, e não bipolaridade), na grande maioria das vezes está sendo alegre e hiperativo, sempre mandando algumas piadas (das mais estúpidas e ruins até as que exigem um maior intelecto, nunca coloca pessoas no meio delas, a não ser com irmã Constance) e toda vez que pode, tenta se aproximar mais das pessoas e arrumar uma amizade com elas, mas apesar de tudo, ele é literalmente uma bomba relógio, pode "explodir" a qualquer momento que acontecer algo que realmente não seja de seu agrado e que tire-o do sério (ou só aleatoriamente mesmo), ficando totalmente agressivo, irracional e fazendo tudo por impulso, sem pensar nas consequências. Ele costuma a quebrar bastante as regras, não importando seu estado, e também é teimoso por natureza. Sua autoestima é muito baixa, e quando fica sozinho, se torna inteiramente sensível e medroso, ele, nessas horas, se torna totalmente "depressivo", sente-se como seu "eu" se torna-se um completo vazio sem conteúdo, ele sozinho tem medo que as pessoas em sua volta tenham abandonado ele e ele começa a comer impulsivamente, tremer, chorar e até mesmo a gritar, ou seja, ele entra num período de pânico.
É bem carinhoso com as pessoas que valoriza e tem medo de perder seu controle sob seus sentimentos e ter seus ataques de fúrias, e nesses períodos, perder quem ele ama, e ele é uma pessoa extremamente confíavel e sempre tenta evitar conflitos, ficando mais “de boas”, não se importa com ofensas.

(Eu passei um pouco do número de linhas, mas espero que não faça mal, desculpa ;u;)

História:
Nasceu numa família de classe média-baixa, viveu a vida com uma mãe viciada em drogas e um pai que nunca esteve presente. A mãe apesar de viciada, sempre foi carinhosa com o filho (que era único) e tentou dar tudo do melhor para ele. O garoto cresceu normalmente, até os 13 anos, onde a mãe faleceu e ele foi mandado para morar com o pai, o qual sempre foi bastante atencioso, que nem a mãe, porém continuou sendo pouco presente, já que trabalhava durante o dia inteiro e só tinha algumas horas de sono. (Trabalho também foi o motivo de o pai nunca ter sido presente durante a vida que Alex tinha levado até então, já que por causa do trabalho o pai de Alex teria que se mudar e a mudança causou a briga entre ele e a mãe, fazendo assim ambos se divorciarem um pouco antes de Alex nascer.) Porém, Alex ainda não tinha superado a morte da mãe (causado por overdose, já que a mesma era viciada) e começou a desenvolver piromania e a syndrome de Borderline, a qual começou a mexer com sua personalidade e deixou completamente inseguro, cheio de medo e chances de dar ataques de fúrias, que ficavam cada vez mais aleatórios e frequentes.
Tanto que em um de seus ataques, ele estava na escola, ele se retirou da sala, foi até o corredor e acendeu um fósforo (que sempre levava consigo, para se acalmar, já que era um piromaníaco), e acabou sendo seguido por um “valentão”, que começou a caçoar Alex, que por sua vez pulou em cima do mesmo, e com seu estado irracional e irritado, pegou o fósforo e impulsionou com força em cada olho do “valentão”, deixando-o cego e com queimaduras de 3° grau, porém nada além disso. O mesmo foi expulso da escola, e algumas semanas depois, acabou colocando fogo na casa em qual Morava e matou o pai que dormia, e por pouco, Alex saiu vivo e intacto. A causa do incêndio havia sido a hiperatividade de Alex enquanto brincava com fogo. Como as pessoas em volta já sabiam dos problemas psicologicos do menino e agora se encontrava orfão, ele foi mandado para o manicômio de Varlak, com 15 anos, no dia do aniversário.

Família:

Mary Agnoletto- Tornou-se a mãe de Alex com 34 anos e faleceu com 47-Mãe
John Hirsch Morgan- Tornou-se o pai de Alex com 31 anos e faleceu com 46-Pai
"Crime" que cometeu:
Incendiou a casa em qual Morava e matou o seu pai com o ato, e cegou o aluno “valentão”.

Diagnóstico:
Piromaníaco e sofre da sindrome de Borderline

Quanto tempo está em Varlak:
1 ano e alguns mêses.

Gosta:
-Fogo
-De estar perto das pessoas que gosta
-De receber atenção
-De não estar sozinho
-Piadas (de todos os jeitos)
-Pessoas carinhosas
-Chá
-Comidas apimentadas
-Lugares quentes

Não gosta:
-Solidão
-Frio
-Neve
-Remédios
-Agulhas
-De perder o seu controle sob si mesmo
-Conflitos


Defeitos:

-Sua sindrome e sua piromania
-Seus ataques de fúria
-Sua teimosia
-O seu medo de ficar sozinho

Qualidades:

-Seu carinho e atenciosidade
-Sua alegria e positividade de quando está em seu estado eufórico
-É confíavel
-Seu jeito amígavel
-É bastante inteligente
-Sabe valorizar as suas relações

Traumas:
-A morte de sua mãe
-Ele já foi perseguido por um pato quando tinha 7 anos.

Fobias:
-Anatidaefobia
-Medo da solidão (eu não sei o nome exato, mas enfim)

Sonhos:

-Ele gostaria que sua síndrome fosse curada e viver como uma pessoa normal, sem perder ninguém que ele ama.

Tiques:
-Ele roe as unhas quando está nervoso
-Tem costume de querer sentir as coisas quando está ansioso
-Morde os lábios fortemente

Manias:
-Ele tem mania de sempre checar se a porta ou janela está trancada
-Ele gosta que os objetos sempre fiquem simétricos/retos
-Alex tem mania de ingerir pílulas sem nenhum líquido.

Alergias:
Não tem.

Relação com:

-Irmã Constance:

Acha ela uma mulher sem sentimentos e que é capaz de qualquer coisa, ele, assim, sempre a obedece quando pode e tenta ser submisso, mas claro, sempre pensando no seu próprio bem. Quando ela não está por perto, ele sempre solta algumas piadas de mau gosto se referindo a ela.

-Irmã Grace:

Acha ela uma mulher normal e de acordo com ele, a presença dela nas salas onde está deixa o lugar mais agradável e menos tenso, já que ele a acha meiga.

-Sophia:

Alex acha que Sophia parece ser uma pessoa legal, mas tem receio de se apróximar porque, bem, ainda é “novo demais para morrer”. Fora a isso, a trata de forma amigável, até porque, “fora aos psicopatas, todas as pessoas podem ser amigas.”(Uma das frases que Alex gosta de falar)

-Monsenhor Nicolas:
Ele acha ele uma pessoa chata e entediante, simplesmente “sem conteúdo”.

-Outros Pacientes:

Desde que não sejam psicopatas, Alex tenta sempre se aproximar e ser amigavel com a pessoa, amigos novos sempre são bem-vindos na visão dele. Apesar de nunca ter lidado com um psicopata, ele sabe do que são capaz e o que podem fazer.

-Sua família depois de ser internado:

Mesmo mortos, Alex continua amando eles como sempre, sabe dos esforços que eles passaram para manter Alex vivo.

-Sua família antes de ser internado:

Nunca tiveram uma briga realmente significante, Alex sempre se deu muit bem e foi totalmente unido com sua mãe e seu pai, e sempre valorizou eles muito.

Algo Mais ?
É o primeiro jornal que faço, então não sei fazer literalmente nada, desculpe-me por qualquer erro, sou inexperiente ><



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...