~BooBaka

BooBaka
,-,
Nome: Samantha
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 7 de Agosto
Idade: 19
Cadastro:

Viver é uma Sentença - Interativa


Postado

Ficha:



『 Gênero: 』
Masculino.



『 Orientação sexual: 』
Homossexual.



『 Nome completo: 』
Charlie James McCoy.



『 Data de Nascimento: 』
07 de Agosto de 1998.
{18 anos}




『 Signo: 』
Leão.



『 Aparência: 』







Troye Sivan.

Charlie tem olhos azuis e cabelos castanhos claros que estão sempre arrumados. Ele tem a pele realmente bem pálida, o que faz seus machucados ficarem bem visíveis.




『 Características físicas: 』
Charlie em apenas 1,63 de altura, então é considerado baixinho. Ele não é o que podemos chamar de forte, mas seu jeitinho carismático acaba lhe dando bastante charme.



『 Personalidade: 』
Charlie é muito pessimista. Ele absolutamente não consegue pensar positivamente por mais que tente, parece que seu cérebro foi programado para pensar nas piores situações o possíveis, por mais absurdas que sejam. Ele pode ser pessimista, mas é muito engraçado e tem bom humor, sempre fazendo piadinhas para acabar com o clima ruim. Charlie é um garoto muito inteligente, o primeiro em quase todas as classes, mas quando se trata de colocar os estudos em prática ele é um fracasso. É aquele tipo de pessoa que funciona melhor fazendo os planos e preparando tudo para que o ator principal fique com a glória. Charlie tem um emocional realmente muito fraco e já teve depressão duas vezes. Ele admite que sempre foi um medroso e as vezes fala de si mesmo com um ódio tão claro na voz que surpreende a todos ao seu redor. Se tem uma coisa que ele não é, é orgulhoso. Parece que essa palavra simplesmente não existe em seu vocabulário, ele sempre é o primeiro a desistir em alguma briga e definitivamente aquele que vai se desculpar, mesmo que ele esteja certo.



『 Não posso prometer que terá, mas gostaria de uma relação: 』
Se possível, sim.



『 Selecione uma das alternativas: 』
(✗) Estupro
Ou
(✗) Suicídio por danos psicológicos

Você decide, não quero que seja algo muito repetitivo. Que tal os dois? Tanto faz, sinceramente.
Quem disse que o sequestrador tem que ser hétero? Existem homossexuais/bissexuais ruins também, um estupro não seria a coisa mais impossível. Mas eu tenho quase certeza que todo mundo colocou estupro porque ninguém quer que o personagem morra, então vou ser diferentona, já que o Charlie é um garoto frágil, porque ele não ajuda o povo a escapar (se você for gentil, né) mas acaba se suicidando depois por não aguentar os danos psicológicos?



『 A roupa que estava quando foi sequestrado: 』




『 O que estava fazendo quando foi sequestrado: 』
Aconteceram duas coisas que acabaram com ele naquele dia: Charlie havia perdido a final do campeonato de beisebol e brigado com seus pais. O time todo estava contando com ele e por causa se um único arremesso ruim o outro time saiu vitorioso. Como se não bastasse, mais tarde naquela noite, ele teve uma briga com seus pais (esta em que acabou apanhando e machucando o ombro direito) e decidiu dar uma volta para se acalmar. Já era noite e ele decidiu ir à um parque um pouco longe de casa. Estava distraído e com os fones de ouvido, então acabou só percebendo quando era tarde demais.



『 Por que acha que foi sequestrado: 』
Porque estava no lugar errado na hora errada. E porque tem um azar do caralho.



『 Está disposto a matar: 』
Não.



『 Breve história: 』
Desde que se entende por gente Charlie foi fascinado por esportes. Principalmente o beisebol. Era completamente apaixonado e não demorou muito para se juntar à um time e começar a jogar como arremessador. Por mais que não demonstrasse, Charlie sabia que seu pai tinha muito orgulho de ter um filho tão obcecado pelo esporte quanto ele próprio, já que Sebastian, seu irmão mais velho, era muito mais chegado ao basquete. Durante toda sua infância teve uma relação muito próxima com o pai, mas isso só durou até a adolescência. Charlie percebeu que não gostava de garotas aos seus 14 anos, quando todos os garotos da sua classe já estavam namorando (ou pelo menos já tinham beijado) e ele não tinha a menor vontade de se aproximar de uma garota daquele jeito. Quando contou a família como se sentia, o único a o apoiar foi Sebastian, seu irmão super-protetor. Seu pai ficou furioso, completamente louco de raiva. Naquele dia, a relação entre os dois mudou completamente. Charlie tomou uma surra que ele nunca mais seria capaz de esquecer. Sua mãe, na época grávida, também não foi capaz de aceitar; mas ao invés de ficar brava, ele ficou desacreditada. Passou a achar que era tudo por conta de más influências e que seu filhinho só precisava encontrar uma garota descente. Por mais que quatro anos tenham se passado, as coisas continuam exatamente iguais.



『 Qual era a sua relação com seus pais: 』
Jordan McCoy, seu pai, acha que um dia Charlie vai acordar e perceber que na verdade ele não é homossexual e que estava apenas querendo chamar a atenção, o que faz com que os dois briguem o tempo todo. Jordan é um ignorante que se recusa a aceitar o filho do jeito que ele é e se recusa a o mandar embora porque, apesar de tudo, ainda é seu filho. Resumindo: Jordan o ama, mas se recusa a aceitar que Charlie gosta de garotos, o que causa conflitos inesperados boa parte do tempo. Alguns até mesmo violentos.

Jannett McCoy é a mãe de Charlie. Ela acha que as amizades de Charlie o influenciaram a sair com outros garotos e que isso tudo é pra ser aceito por seu grupo de amigos. Ela vive apresentando Charlie para garotas bonitas e caras héteros filhos de amigos dela para ver se Charlie não ❝acorda❞ e percebe de uma vez que aqueles garotos são má influência.




『 Manias: 』
Ele tem mania de esconder o sorriso; colocar a mão dentro dos bolsos; bagunçar o cabelo quando não sabe o que fazer, morder o lábio quando está envergonhado/com vontade de chorar; abaixar a cabeça quando está envergonhado e olhar para cima para impedir as lágrimas de caírem quando está triste.



『 Traumas: 』
Ele tem trauma de elevadores, palhaços e de abelhas.



『 Medos ou fobias: 』
✗ Astrapofobia — medo de trovões e relâmpagos.

✗ Claustrofobia — medo de espaços confinados ou lugares fechados.

✗ Coulrofobia — medo de palhaços.

✗ Entomofobia — medo de insetos.




『 Gostos: 』
Pizza e qualquer tipo de fast-food, sorvetes e doces, esportes {principalmente beisebol, tênis e vôlei}, música, cantar, seu violão, sweaters, Sebastian e Nate.



『 Desgostos: 』
Grosseria gratuita, ver alguém se machucar, machucar alguém, sentir medo, chorar na frente dos outros, se sentir inútil, lembrar das brigas com os pais, calor, comida vegetariana e bebida alcoólica.



『 Habilidades: 』
✔ Por causa das frequentes brigas violentas com seu pai, Charlie ficou realmente muito bom com curativos e tratamento de ferimentos.
✔ Charlie tem bastante resistência e corre bem rápido graças ao beisebol.
✔ Ele tem bastante experiência com tarefas domésticas (habilidade muito útil, tá!).




『 Inabilidades: 』
✘ Não consegue agir sobre pressão
✘ Tem o corpo mais rápido que o cérebro e quase sempre age de acordo com o que sente, deixando de lado o que a cabeça lhe dita.




『 Defeitos: 』
✘ É pessimista.
✘ Não sabe agir sob pressão.
✘ Se finge de forte mesmo estando um caco e sabendo que todo mundo já percebeu isso.
✘ Ele liga muito para o que as pessoas falam sobre ele.




『 Qualidades: 』
✔ É muito inteligente.
✔ É engraçado.
✔ Faz de tudo pra ajudar um amigo.
✔ É extremamente confiável.




『 Pontos fortes: 』
✦ Ele é ótimo para fazer planos e sempre nota detalhes que normalmente passariam despercebidos por boa parte das pessoas. Por mais que pareça estar completamente incapacitado de fazer algo, ele estaria o tempo todo pensando em um jeito de sair dali.
✦ Ele tem bastante resistência e corre bem rápido, mesmo machucado.
✦ É a pessoa mais leal que conhecerá na sua vida.




『 Pontos fracos: 』
✦ Ele não tem força física.
✦ É muito pessimista.
✦ Não consegue agir sobre pressão.
✦ Está um caco, emocionalmente falando.




『 O que faria: 』
✦ Se meteria entre o sequestrador e um amigo pra tentar ajudar, nem que seja pra apanhar no lugar dele.
✦ Ele analisaria a ❝rotina❞ cuidadosamente e qualquer pequena brecha que ele encontrasse, mínima que fosse, diria aos outros com a esperança de que pudessem escapar.




『 O que não faria: 』
✦ Ele não resistiria as ordens do sequestrador. Ele sabe que deveria ao menos lutar por sua vida, mas já está tão desacreditado que não consegue mais se debater.
✦ Ele nunca mataria, não importa o que esteja acontecendo, ele não mataria. Ele poderia até mesmo servir de distração para que outro mate, mas sozinho ele não mataria.




『 Seu sonho e seu medo: 』
✦ Seu sonho era ser um jogador profissional de beisebol, mas agora é conseguir escapar sem perder sua sanidade.
✦ Seu maior medo é que ninguém consiga os achar e que não existam brechas ou chances de escapar e ele seja assassinado sem conseguir fazer nada.




『 Morreria por alguém ali: 』
Certamente.



『 Segredos: 』
Nenhum.



『 Possui algum objetivo?: 』
Ser útil e ao menos auxiliar na fuga dos outros, nem que tenha que ficar pra trás, só de saber que uma única pessoa conseguiu escapar ele morreria mais feliz.



『 Acha que alguém específico está preocupado: 』
Sebastian deve estar se descabelando de preocupação. Nate (seu irmão de quatro anos) provavelmente nem deve estar dormindo, sentindo falta do irmão mais velho que sempre ficava com ele até que ele conseguisse dormir. Nate provavelmente nem entende o que está acontecendo, mas sente muita falta do irmão. Charlie acha que seus pais devem estar preocupados, mas também sabe que eles devem estar pensando que ele arrumou um namorado e fugiu de casa.



『 Poderei mudar algo nele?: 』
O que quiser, menos a sexualidade. A sexualidade dele é a única coisa que simplesmente define metade da vida dele, se você mudar isso vou ter que reescrever o personagem inteiro...



『 Algum problema caso seu personagem morra?: 』
Nenhum, mas se for matar o Charlie, pode fazer isso um pouco {lê-se muito} mais pra frente? E se possível faça ser algo pra me fazer chorar litros {sou meio doente, mas tá né, fazer o quê?}



『 Algo à mais ou que eu esqueci?: 』
Nop



『 Seu acesso é frequente?: 』
Yep, acesso quase todo dia, mas o Spirit não me manda notificações das fanfics que favorito, não sei porquê. Talvez haja capítulos que eu nem vi que você postou, mas sempre tentarei comentar, Okay?




Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...