~SahKatrina

SahKatrina
Xxx
Nome: Katrina
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Jundiai, São Paulo, Brasil
Aniversário: 29 de Julho
Idade: 17
Cadastro:

SPOILER + Pessoas bonitas + Kpop + KDramas + Desculpas + Agradecimentos


Postado

SPOILER + Pessoas bonitas + Kpop + KDramas + Desculpas + Agradecimentos

[Você consegue chegar até o fim? Ficou um pouquinho grande ;D]

Ei! Faz um tempo que não apareço, não é mesmo?

Ando pensando muito em como eu simplesmente sumi daqui, e vendo os comentários e favoritos que as fanfictions continuam a receber, senti-me meio que no dever de vir aqui e agradecer.

As minhas desculpas por não postar são sempre as mesmas: "estou sem tempo" e "não tenho inspiração", eu sei disso, mas são sempre os maiores fatores para esse intervalo enorme entre as postagens. Eu queria muito poder postar todos os dias e terminar logo esses projetos que comecei há dois, três anos. Muito tempo, não é? Eu mesma fiquei pasma quando parei para ver e pensar sobre esse tempo todo. Eu tenho enrolado muito, e isso deve ser cansativo. Sinto muito...

Resumo básico desses meses sem postar: escola, escola, escola, escola. Simples. Eu podia jurar que esse ano, talvez, fosse ser um pouco mais tranquilo. Doce engano. Tenho seminários e mais seminários, e trabalhos, e deveres... Gente, é enlouquecedor. Minha mente não fica mais em paz para que eu possa criar algo bom. Eu não consigo parar de frente ao computador, mal tenho entrado nas minhas redes sociais, acho que quem me segue ou me tem como amiga no facebook percebe. Eu simplesmente não tenho mais cabeça para isso. Nem mesmo seguir os acontecimentos ao redor do Justin eu estou seguindo direito.

Nesses últimos tempos, o que me tem livrado um pouco a mente são os KDramas* que assisto quase diariamente. Os conheci há uns dois meses, acho que pouco menos, e eles estão sendo a minha libertação dessa rotina, e um completo vício.

*Para quem não sabe o que são KDramas (ou Doramas, vocês escolhem), eles são como novelas, no entanto, coreanas. São bem mais curtas do que as novelas brasileiras (cada uma tem em torno de 20 episódios, algumas mais, algumas menos), e são bem melhores.


Eu fiquei completamente encantada. Eu queria tanto saber o por quê da minha melhor amiga gostar da cultura asiática e tal, ai eu vi no Netflix o dorama "Boys Over Flowers" ("Meninos antes de flores" lá no Netflix). Foi algo quase instantâneo (no início eu achei um pouco estranho porque eles são, como posso dizer... Escandalosos. Um pouquinho, eu acho. Quer dizer, para mim, que nunca havia assistido nem um pouquinho, eu achei que eles gritavam do nada, e a entonação da voz era diferente, em fim), eu me apaixonei por cada detalhe. Os caras coreanos são perfeitos. Lee Min Ho, Kim Hyun Joong, Kim Bum e Kim Joon conquistaram meu coração. Eu sei que BOV abriu minha mente, até então fechada, para a cultura coreana, e então, cá estou eu: escutando músicas coreanas, assistindo coisas coreanas e fall in love ainda mais. Sério, é uma cultura encantadora e completamente diferente. Para vocês terem uma noção, minha mãe virou fã do Hyun Joong e hoje ele é o papel de parede do celular dela, e ela vive lamentando o fato de ele ter ido para o exercito (todo coreano tem de ir até seus trinta anos, famoso ou não).

Então, eu deixo uma pequena dica aqui: assistam um KDrama ou escutem alguma musica coreana e se deixem levar por essa cultura, porque é maravilhosa. Tem me livrado a mente um pouco, e até me dado algumas inspirações.

Em fim, estou aqui para afirmas mais uma vez a vocês o que sempre deixei claro: NUNCA ABANDONAREI MINHAS FANFICTIONS. Pode demorar mais vinte anos para que eu as conclua, pode ficar tudo ainda pior quando eu estiver na faculdade, posso passar a pensar diferente, escrever diferente, mas eu darei continuidade. Eu prometi a mim mesma que eu iria terminar pelo menos isso, e terminarei. Estou imensamente desanimada com Common Denominator, já pensei inúmeras vezes que essa foi uma fanfic que comecei sem ter a capacidade para terminá-la, mas, ainda assim, é algo ao qual quero chegar ao fim.

Eu já comecei tantas coisas que não cheguei ao fim. Essas fanfics são tão especiais para mim que não quero que seja mais uma dessas coisas na lista de não terminadas.

Talvez eu vá demorar mais algumas semanas, ou meses, não sei... O que posso falar é que não vou desistir, nunca.
Por fim, quero fazer o que foi meu motivo principal para começar mais um jornal: agradecer!

Obrigada por você que ainda está me apoiando com as minhas fanfics. Obrigada a você que favoritou. Obrigada a você que observa o meu perfil. Obrigada a você que me manda mensagens de apoio e carinho, e a você que me manda ameaças. Obrigada a você que comentou em cada um dos capítulos, ou a você que nunca comentou ou pensou em fazê-lo. Realmente obrigada a cada um. Obrigada por fazer parte da minha vida, e por torná-la melhor. Sinto-me honrada por ter cada um de vocês.


Por fim, para terminar esse post, deixo um pequeno spoiler dos próximos capítulos de Common Denominator e de Forbidden Love, no entanto, sem previsão de postagem. E, alguns gifs para que conheças os novos amores da minha vida, okay? Espero que apreciem.

Common Denominator:

CAPÍTULO 37


- Estão achando que você está grávida. - falou de uma vez, finalmente sem enrolação. Era óbvio.
[...]
- Uma das boates queimou.
- Queimou?
- Incendiaram. Tom incendiou. Nós perdemos tudo e a policia está em cima.
- Puta que pariu. Filho da puta.
Tom estava quieto. E ele me queria de volta a cidade, eu tinha certeza. Mas para quê? O por que eu precisava estar na cidade? E minhas perguntas foram respondidas no mesmo instante. Meu pai veio em minha mente. Ele já havia me explicado tudo sobre isso. Hereditariedade. Essa era a palavra chave.

[...]
- Eu não estou grávida, Jazmyn! - falei irritada, levantando-me da cama. - Que saco! Por que não confia em mim?
- Como você quer que eu confie em você? Você sempre foi a minha melhor amiga. Minha irmã. Mas desde que você voltou, não parece você mesma. Eu sei que você tem me escondido coisas. Eu sinto. - falou, levantando-se junto a mim. Jazmyn começou a andar pelo quarto. - Você acha que eu engoli totalmente aquela história daquele menino? Christian, ou seja lá qual for o nome dele. Em um momento você o conheceu em uma fila do MC Donalds, e então ele se torna seu melhor amiguinho, seu irmão? Uma simples conversa numa fila para comprar batatas fritas não faz pessoas criarem laços fraternais assim. Então, ou você sempre mentiu para mim, ou você está escondendo coisas. E, sinceramente, para que possamos continuar nossa amizade, a sinceridade tem que aparecer em primeiro lugar.

[...]
- Teve um cara. Nesse tempo...

CAPÍTULO 38


[...]
O carro veio em nossa direção, cada vez mais rápido. Olhei para trás, dando de cara com um muro de tijolos que dava para o fundo do nosso colégio. Ao meu lado, era perceptível as mãos de Jazmyn tremendo. Eu não conseguia pensar. Queria proteger Jazmyn. Eu queria poder proteger eles. Não me perdoaria se algo acontecesse a qualquer um dos três. Justin veio a minha mente: sorrindo e maravilhosamente lindo. Mamãe veio em seguida: abraçando-me, completamente esplêndida. À medida que o carro se aproximava, meus lábios se abriam e fechavam rapidamente em uma reza silenciosa, e então, meu corpo foi lançado para algum lugar e eu caí em cima de Jazmyn.
[...]
- Allyson, minha mãe e Pattie... Elas também foram atacadas.
[...]
- Você acha que tudo isso foi conhecidência, Jaden? Você realmente acha que foi uma conhecidência? - gritei, sentindo lágrimas desesperadas descerem por meu rosto.
- Desculpe, eu não tenho permissão para...
- Vá para o inferno, você e essa porra de permissão! - falei furiosamente, cortando-o no meio da desculpa esfarrapada que me daria, e me virei para Christian: - Acho que sei como contatar Justin.

[...]
- Alô, Justin? Por favor, é você, não é? - apertei o telefone em minhas mãos, engolindo o choro. Ele estava do outro lado, eu sabia que sim. - Esse é o nosso número de emergência lembra? Por favor. Você precisa voltar.
- Não posso. - sua voz soou tão forte e determinada quanto nunca.
- Por favor. Você precisa voltar. Você precisa nos proteger. Nós precisamos de você. - ele permaneceu em silêncio, sua respiração parecia acelerada. - Eu preciso de você, Justin.


Forbidden Love:

CAPÍTULO 63

[...]
Estávamos praticamente sozinhos em nossa nova casa. Faltavam dois dias para o natal, e os outros ainda não haviam vindo. Pattie estava ajudando na arrumação da festa da rua; Jullie e Chaz estavam com os pais dele, que tentavam descobrir se ela era uma boa moça para o filho; Jennifer e Ryan estavam na França, iriam passar o natal com a minha avó; Chris e Ashley passariam o natal em Atlanta, já que a irmã mais velha de Christian, Caitlin, viria do Japão; Jaxon estava aqui conosco, aproveitando a pequena casa dos fundos que ainda estava vazia e Jazzy estava no seu quarto, discutindo com o namorado pelo Skype. Parece que ele havia ficado preso esquiando não sei aonde, e não chegaria há tempo.
[...]
- Eu estou chateada. - Jazzy argumentou e Justin acariciou seus cabelos. Ela sorriu, apoiando a cabeça no ombro dele.
Mellanie ofereceu-me um pouco do chocolate e eu agradeci, sorrindo. Ela puxou mais um biscoito e me deixou morder a cabeça dele.
- Carl é um idiota. - Jazmyn resmungou. - Prefiro ficar encalhada.
- Acho melhor mesmo. - Justin concordou e ela lhe deu um tapa. - Ai!
- Idiota. - eu e ela resmungamos juntas e rimos em seguida.

[...]
Eu ainda não havia entrado ali. Caminhamos lado a lado para a casa e abrimos a porta silenciosamente. As paredes dali eram coloridas, uma delas era de um vermelho sangue, a outra de um verde água, também tinha uma cor amarelo-canário e a outra era rosa choque. Os moveis pareciam ser restaurados e reaproveitados, e tudo branco. Havia uma TV grande na parede, com aparelhos de DVD e videogame. A cozinha não era muito equipada, mas tinha uma mesa de madeira grande, como os que encontrávamos em parques e nós sorriram. Era perfeita. Avançamos para pegá-la, mas paramos ao escutar ruídos estranhos vindos de um dos quartos. Eram... Gemidos! Eu e Jazzy nos encaramos, segurando o riso, e resolvemos espiar. Na ponta do pé, seguimos pelo corredor, até os ruídos tornarem-se barulhos altos. A porta do quarto estava escancarada. Foi inevitável para Jazmyn soltar um grito ao perceber que Jaxon estava montado em cima de uma garota morena e que parecia ter um corpo escultural. Ele arregalou os olhos a nos ver.
[...]
Na casa da frente ficamos apenas Justin, Mellanie - que já estava no décimo sono -, Jake e Jazzy.
A casa estava silenciosa, todos já estavam dormindo. Subi as escadas e passei no quarto de Mellanie. Ela dormia tranquilamente. Sorri, acariciando seus cabelos e beijei sua testa; ajeitei seu cobertor antes de sair do quarto. Parei na janela do corredor, para ver se Justin já havia chegado, mesmo sabendo que não.
Segui para o quarto de Jake, e paralizei na porta. Tracy estava ali. Tracy! Ela estava com Jake no colo, nanando ele.
- O que... O que está fazendo aqui? - perguntei, gaguejando. Eu estava tremendo. - Solte o meu filho! - ela sorriu para mim.
- Ele é lindo. A cara de Justin. Ele poderia ser meu, não?


Apresento à todas (os) vocês, meus oppas maravilhosos e meus atores favoritos:

Lee Min Ho: bem, com o Min Ho eu pensei em mostrar-lhes suas fases, mas são várias, então lhes deixarei um gif dele como Goo Jun Pyo (em Boys Over Flowers "2009", como eu o conheci) e como Kim Tan (em The Heirs "2013"):

Goo Jun Pyo



Kim Tan



Além de maravilhoso, é um ótimo ator, vale a pena dar uma chance, garanto. Caso alguém queira mais gifs, saber como ele está agora ou já foi antes, esse tumblr é maravilhoso:
I Gif Min Ho


Kim Hyun Joong: apenas foquem no sorriso desse moço (aliás, o sorriso dos coreanos são maravilhosos, principalmente os de lado. Não sei se comentei que são sempre os sorrisos que me prendem a uma pessoa, pois é! Se você tem um belo sorriso, esconda-se de mim!)




Apenas morra com esse homem:


Tumblr (desatualizado) para mais fotos: Fuck Yeah! Hyun Joong e
Dear Kim Hyun Joong


Kim Bum: ele é a coisa mais fofa do mundo e seu sorriso também é matador:





Aqui tem um pack com diversos gifs dele em Boys Over Flowers: PACK :D


Kim Joon: o único KDrama que vi com ele até agora foi BOF, mas eu me apaixonei. Em BOF era ele quem manjava dos paranauê (apesar de que lá todos lutam e é perfeito ver isso em cena), e o modo como ele dizia pequenas frases em inglês fizeram meu coração derreter.





Fofo, sim ou claro? Quem quiser vê-lo falando inglês, como eu disse, o vídeo está aqui:

E ele lutando (a imagem é péssima, desculpe):


Bom, obviamente, há muitos outros atores e cantores coreanos que são maravilhosos, porém, esse Jornal já saiu grande o suficiente apenas com os meninos do F4 (grupo do Boys Over Flowers), imaginem se eu colocasse mais Hyun Bin, So Ji-sub, Lee Jong-suk (sim, eu o acho bonito, okay?), etc, etc, etc... Em fim, o que era para ser um jornal de agradecimentos e desculpas, passou a ser um jornal de entretenimento coreano, hein? Bom, eu quis compartilhar uma de minhas paixões com vocês, e eu espero que vocês tenham gostado. Se alguém ai não gosta de orientais como muitas das minhas amigas (eu só achei uma que acha eles bonitos), então sinto muito por tomar seu tempo; agora, se você compartilha dos meus sentimentos e foi pesquisar mais sobre as minhas beldades, abrace-me amiga e vamos chorar juntas porque quando não estão nos Canadá ou EUA , estão na Coréia ~~eu sei é triste~~ Ah, e lá, todos eles cantam! Eu me acostumei com eles cantando em coreano e em japonês muito rápido, e eu acho perfeito. As vozes são suaves, e as batidas incríveis. O mais famoso lá como cantor é o Hyun Joong, e ele é realmente bom, vou até deixar aqui um vídeo dele dançando (sério, vejam isso, é muito bom e no final fica melhor ainda), ao som de uma de suas musicas "Unbreakable":



Espero que os pequenos spoilers estejam bons, e que esse jornal tenha amenizado um pouco a minha falta. A quem leu até aqui obrigada!
Beijos, amo vocês, e lhes deixo com o amor da minha vida:

Escutando: [Mini Album]Lucky - Kim Hyun Joong
Lendo: Playboy Irresistível - Christina Lauren
Assistindo: The Master's Sun

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...