~Schwerdtner

Schwerdtner
Nome: Fernanda Schwerdtner
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 19 de Fevereiro
Idade: 15
Cadastro:

Adolescentes


Postado

Adolescentes

Novo demais.
Velho demais.


Quando vamos nos considerar perfeitos para fazer tal coisa se nunca temos a idade certa? Existe um meio termo?

“Já está na hora de ajudar seus pais nas tarefas da casa”
Mas não pode ir à padaria que fica no outro lado da rua

“Tem que buscar o irmão mais novo na escola”
Porém não pode pegar um meio de transporte, como táxi ou ônibus, para ir se encontrar com os amigos

“Você é nova demais para transar com seu namorado”
Todavia, ela confia demais nele e os dois se amam.

“Você não pode ter sua própria opinião”, “ Não se meta em conversa de adulto”, “Fez quinze anos e agora acha que é gente?”

Esses tipos de comentários enjoam-me. O adolescente nunca é levado a sério por ser ele mesmo. “É só uma fase, daqui a dois anos esquece isso”. Em alguns casos, até é verdade, mas não porque esqueceu mesmo, e sim porque não foi levado a sério.

Pais são hipócritas. É verdade, eles mesmos sabem. Também fazem chantagem emocional e psicológica. “Deixei-te ir naquela festinha que queria, mas quando é para sair comigo para a reunião em homenagem ao cachorro da filha da mulher do fulano – que sempre nos segurou no colo quando éramos pequenos – você não quer ir”

Não, é claro que não quero. Se há uma coisa que não desejo é morrer de tédio. Além do mais, quem sai perdendo são vocês, pois seriam as primeiras pessoas que eu iria atormentar com meu mau humor. Mas é claro que não podemos reclamar. Trazem-nos para um lugar sem noção, contra a nossa vontade e ficam de cara feia quando reivindicamos?

Pais não sabem dar liberdade. Acham que deixar a pessoa andar sozinha para o curso está a deixando livre. Parece brincadeira, certo? Mas não, existem pais no quais acham isso mesmo.
Parece que eles têm medo de tudo, medo do mundo, então aqui vai o meu conselho: O mundo se torna menos perigoso se você parar de temê-lo.

Não excluam seus filhos de conversas, deixem saber, orientem, deixem ter suas próprias experiências – mesmo que ruins – assim podem aprender com elas e acima de tudo conhecerem a si mesmos.

Se mostrarem confiança neles, não irá crescer uma raiva no peito de sufoco. Não vão querer forjar coisas escondidas. Sejam compreensíveis. Adolescentes são complicados, admito. O que mais os proibirem de fazer, mais eles irão lutar para fazer.

“Enquanto viver debaixo do meu teto, não pode fazer tal coisa”

Eles fazem. Acobertado, mas fazem.

Oprimir os filhos não é a melhor opção. Eles não são e não serão como vocês, pais, foram na adolescência de vocês. Claro que não estou aqui para meter-me no meio em que cada um educa os filhos, mas estou falando por eles.
Falando pelas crianças, em olhos de outros, que na verdade são adolescentes.
Que parecem atrizes
Por causa no medo constante dos pais
E Fingindo serem felizes.

Escutando: https://www.youtube.com/watch?v=rsxUDjfhj5Y

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...