~Dramaturgo

Dramaturgo
O Arlequim do Drama
Nome: Irrelevante
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 18 de Julho
Idade: 17
Cadastro:

Poesia: Desesperança e Ressentimento


Postado

Esse poema eu fiz com um grande amigo meu, mas só pude postar agora. Fica aqui como uma homenagem à ele.

Quantos sonhos esse mundo já tirou de você?
Quantas vidas você teve que ver se esvair?
Quantas palavras tiveste que deixar se perder?

Se não existe nada, para que lutar agora?
Se oque era bom foi embora e não volta mais?
Se não existe para quem orar na sua hora?
Quantos sonhos você já deixou ficar para trás?

Esqueças tudo o que sabes sobre a palavra com E;
Esqueças tudo o que sabes sobre o que quer evitar perder;
Percas o persistir;
Ganhe o desistir;
A falsidade a flor da pele se faz;
Para que o mundo não o perturbe nunca mais;

De repente aquela lâmina pareceu sedutora;
De repente o seu sangue banhava a parede toda;

E eu não consigo deixar o passado passar;
São tantas coisas para eu conseguir apagar;
São tantas marcas que eu ainda sinto sangrar ;
E o resto eu deixo só para, outra vez, você rimar;

Pois não tem volta, não tem volta;
(E o seu passado pode te fazer sangrar)
E eu vou embora, dessa cidade, dessa casa;
(Pois nada mais aqui pode me fazer querer ficar)

E as rosas que deixei enegreceram no seu jardim;
E hoje tenho marcas das maldades que você fez a mim;
Meus sorrisos que são tão vazios, mostram a dor;
Que tive de aprender a destilar até conhecer o amor;

Teus quadros carmim ainda estão úmidos;
Teu coração, assim não parece de nenhum dos mundos;
A cada passo seu, uma vida se esvai ao pó;
A cada passo seu, tudo vai ficando pior;


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...