~shrekzzz

shrekzzz
Nome: Leo
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Cadastro:

DECODE


Postado


you can't decode my power
Ficha

Nome/Apelido:

Alexander Frey
Alec

Idade:

17 anos

Aparência:

Alec possui olhos azuis, cabelos castanhos e pele clara. Espalhadas em seu corpo, existem diversas pintinhas, sua sobrancelha é grossa, seu nariz é pontudo e seu sorriso largo. Ele tem 1,88m de altura e seu porte físico é de atleta.




Artista que o representa:

Grant Gustin

Sexualidade:

Hetero

Personalidade:

Alec com sua malignidade e seu senso de dever sempre acaba conseguindo o que ele quer. Às vezes pode parecer rígido, mas nunca deixa de realizar suas tarefas, tanto do ponto de vista profissional quanto do pessoal. Ele é de confiança. Seu caráter é muito forte, é ambicioso e muito responsável. Ele é brincalhão e gosta de ter as pessoas que amam por perto. Ele é carismático e isso faz com que muitos queiram estar por perto. Paciente, ele gosta de observar para então agir. Manipula e mente, se isso for necessário para seu benefício.

História:

Alec sempre teve uma vida que todos os garotos do colégio queriam. Era capitão do time de futebol americano da escola, namorava a menina mais inteligente da classe e chefe dos jornalistas da escola, conseguia tudo que pedia aos pais e no fim do dia ainda tinha a atenção que queria deles.
Isso começou a mudar quando seu pai começou a chegar mais tarde em casa. Sua mãe parecia não se importar com o fato dele demorar mais tempo no trabalho que o costume, mas isso levantou uma dúvida em Alec, já que toda vez que perguntava ao pai o que exatamente ele ficava fazendo no Departamento de Policia e o mesmo mudava de assunto.
E foi então num jantar em família que questionou ao pai e acabou recebendo uma bronca por isso. Ele cerrou o punho e logo sentiu uma ardência na palma de sua mão, quando a trouxe para que visualizasse atentamente; havia uma bolinha dourada brilhando e em segundos ela estourou, assustando todos os presentes naquela mesa. Não haviam muitos, somente: seu pai, sua mãe, sua namorada e Lila, a empregada. Quando encontrou os olhos de seu pai, pode perceber que ele sabia de alguma coisa e logo uma discussão iniciou-se entre seu pai e sua mãe. Eram frases do tipo “Você levou ele para tomar aquela maldita vacina, não levou?”, “Emma, eu trabalho na DECODE, e se não levar meu filho imediatamente para eles estarei encrencado.”
Depois disso tudo ficou confuso para Alec, seu pai correu para o quarto e voltou com uma seringa, injetando um líquido estranho em suas veias. Tudo estava começando a ficar turvo e escuro, então centenas de bolinhas saíram de suas mãos e tudo naquela casa explodiu.
Naquela madrugada, policias chegaram até a casa, encontrando apenas quatro corpos perdidos em meio aos estilhaços da casa que fora levado ao chão: Kennedy Frey, Emma Frey, Jade Tolskin e Lila Menezes.
DECODE havia agido mais rápido, e antes mesmo de os policias chegarem, levaram Alec – cujo não sofreu nenhum ferimento, mas estava desacordado – para o laboratório.

Vai querer par?

Por não saber o que houve realmente naquele dia, acredita que Jade ainda esteja viva e que ele conseguirá fugir da DECODE e encontrá-la. Mas sempre rola química com outros personagens quando ta rolando a história, então se for ficar legal, pode ser KKKKKK confuso, porém né.

E cenas hot?

Sim.

Poderes/ Habilidades:

Seu poder é o de produzir descarregar energia plásmica ("fogos de artifício") que são projetados de suas mãos. Essa energia é comandada mentalmente por ele até o local onde deva ir e o momento em que deve explodir; ele pode fazer com que seja um ataque energético, cegante ou apenas ilumine. Ele não se fere ao manipular seus plasmas e ao ser atingido por algo energético.

Família:

- Kennedy Frey -
- Policial na DECODE –
- 40 anos –

Seu pai sempre fora rígido com o garoto, mas não numa forma ruim, ele apenas queria que Alec seguisse suas regras e fosse bem educado. Os dois se davam super bem e costumavam ir aos jogos nos estádios de futebol aos domingos.

- Emma Frey –
- Psicóloga -
- 39 anos -

Sua mãe sempre fizera seus gostos, acabando deixando seu filho mimado até demais. Sempre se preocupava mais com o bem estar dele do que o próprio.

Trabalharia em equipe?

Sim, Alec acharia que seria a melhor forma de sobreviver.

Concorda com todas as regras?

Sim.

Algo mais?

Não.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...