~Simplified

Simplified
+reindeer.jpg
Nome: ⊰ 𝑒 𝓍 .::{ 𝒸 𝑒 𝓃 𝓉 𝓇 𝒾 𝒸 } ✧
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 5 de Fevereiro
Idade: 5
Cadastro:

//Daddy – Ficha✧


Postado









( Coloquei uma musiquinha complementar, não pude resistir ;p, mas a "principal" é Fluorescent Adolescent mesmo )

Flicking through a little book of sex tips
Remember when the boys were all electric?
Now when she tells she's gonna get it
I'm guessing that she'd rather just forget it
Clinging to not getting sentimental
Said she wasn't going but she went still
Likes her gentlemen not to be gentle
Was it a Mecca Dobber or a betting pencil?

Arctic Monkeys – Fluorescent Adolescent

Crawling back to you
Ever though of calling when you've had a few?
'Cause I always do
Maybe I'm too
Busy being yours to fall for somebody new
Now I've thought it through
Crawling back to you

Arctic Monkeys – Do I Wanna Know?





*:・゚✧FICHA*:・゚✧



Nome

Elizabeth ( Lizzie ) Turner

Idade

Nasceu no dia 05 de fevereiro de 1999, tendo hoje 17 anos

Aparência











Seu longo cabelo possui naturalmente de um tom de fogo inconfundível, é suavemente carregado de leves ondulações, e desce como uma bela cascata pelos seu ombros chegando na altura de seus seios. Costuma deixá-lo solto, preso em um rabo de cavalo ou em algum coque mal feito.
Seus olhos carregam um belíssimo tom de azul semelhante ao do céu, passam a impressão de estarem sempre brilhando como estrelas. Seus cílios são curtos, porém naturalmente espevitados, suas sobrancelhas são bem feitas e possuem a mesma coloração de seu cabelo.
Seu nariz é "normal", pequeno, rosadinho e cheio de sardas, assim como suas bochechas. Sua boca é pequena e possui uma coloração levemente rosada, possui dentes brancos e um sorriso encantador. Sua pele é branquinha e rosada nos pontos certos, além de possuir algumas sardas nos ombros.
Seu corpo é magro e bonito, e tem lá suas curvas! Dona de seios, coxas e bumbum medianos, o que combina perfeitamente com o seu corpo! Tem 1,69 de altura, tendo assim uma estatura mediana, e pesa 50kg

Personalidade

Lizzie é uma garota inicialmente quieta, ela prefere ficar na dela para analisar a situação, e se até algum momento ninguém puxar assunto, ela mesmo vai lá e começa a conversar com alguém, afinal, ela não ia ficar plantada no lugar olhando para o chão não é?! Oh, como ela é boa de conversa, não importa qual seja o assunto ela sempre vai dar um jeito de estar por dentro. Ela gosta de fazer piadinhas, seja para fazer as pessoas rirem, ou para provocar alguém indiretamente, esses pequenos tipos de joguinhos mudam o dia dela, para melhor é claro. Ela é alguém perceptiva, são raras as vezes que ela não percebe as intenções das pessoas com ela, mas como sempre, ela é movida com sues joguinhos de mistério, por isso ela percebe, não fala nada e segue o jogo da pessoa, as vezes isso é o certo a se fazer para na hora de dar o bote ser como um xeque-mate! Mas quando tem que falar algo, é aquela que não enrola, vai lá e fala na cara!
É alguém que apesar de ser lerda e ingênua em algumas situações, é também inteligente quando preciso, por essa mesma razão são raros os momentos em que ela se fode, porém vários os que ela consegue o que quer usando sua inteligencia e lábia.
É daquelas que aceita, porém odeia ouvir um não! Quando fica brava começa a aumentar a voz sem nem mesmo perceber, além de ficar com a língua super afiada fica agressiva, toda galudinha pronta pra meter a mão na cara de qualquer um que ouse aumentar a sua raiva momentânea. Porém como todas as outras emoções negativas que ela tem, essa também passa rápido, então é preciso alguns minutos apenas fazendo aquela baboseira de "inspira, expira" e logo ela volta ao normal.
Apesar se não parecer por ter esse jeitinho irônico (?) e brincalhão, ela é alguém séria em alguns momentos, quando esse "lado" aparece alguns ficam tão surpresos e acham que é brincadeira, o que acaba a deixando mais brava e mais séria ainda, porém ela só fica assim em casos extremos.
E para a surpresa de pessoas que não a conhecem direito, ela também é super sentimental, as vezes pequenas coisas insignificantes abalam seu sentimental. Ah, vai me dizer que nunca viu aquelas coisas de "parecer forte pra esconder que é um humano normal, e que sente como qualquer outra pessoa"? Bem, é isso que acontece com ela, e por isso mesmo quando ela fica triste e de olhos marejados, ela pisca, olha pra cima para impedir que as lágrimas escorram e depois vai se isolar em algum lugar para tentar acalmar essa confusão toda.
Ela sempre fala que não pede desculpas e que muito menos perdoa nada, mas isso é uma grande mentira, coisas que não mudam na vida dela, ela realmente 'tá pouco se fodendo, então no fundo, isso é uma maneira de perdoar o que a pessoa fez, já que não é algo que afeta ela. E em casos extremos, ela pede sim desculpas, não tem um orgulho tão grande a ponto de fazer a burrice de "perco o amigo mas não perco a piada", ela sabe assumir seus erros sim!
Antes ela costumava esconder, mas hoje praticamente todos que olham pra cara de santinha do pau oco dela percebem o quanto ela é uma pervertida, que não se importa em olhar descaradamente para seja lá o que for, e que não se importa de falar sobre como se fosse a coisa mais normal do mundo, afinal, pra ela é, e nem venha com sermões, quem for a santinha da vez que atire a primeira pedra!
Egoísta, não gosta de dividir nada que é, ou que considera ser dela. Capaz até mesmo de brigar ou ficar emburrada por esse motivo besta. Também é super possessiva e ciumenta, mas não costuma demonstrar a menos que já esteja a ponto de "explodir".
Lizzie é daquelas que sente atração facilmente – não é aquele facilmente de quem se apaixona com 30 segundos de atenção que a pessoa dá pra ela –, porém manter isso para evoluir para um sentimento maior é uma tarefa um tanto quanto difícil, pois qualquer mancadinha que dão com ela a garota já fica chateada e muitas vezes acaba perdendo o interesse, porém quando continua é o terrível sinal de que o sentimento já é algo a mais de que uma simples atraçãozinha, e dai pra frente as coisas começam a se enrolar na cabeça dela, porque ela simplesmente não gosta de ter que lidar com isso, muito menos quando ela olha pra quem é e pensa "Por que caralhos eu fui me apaixonar por alguém que a menos que aconteça um milagre, nunca vai olhar pra mim da mesma forma?" ai ela começa a querer se afastar da pessoa na esperança de afastar o sentimento por ela, mas como sempre algum maldito fica pressionando e ela não sabe como agir sobre pressão e "BOOM" ela acaba falando tudo e depois querendo enfiar a cabeça em um buraco de tanta vergonha! Ah, isso é uma prova de como ela não sabe lidar com paixões!
Enfim, ela é uma garota excêntrica e temperamental, aquela que faz o que der na telha na hora sem se importar com as consequências, mas que no final acaba se preocupando. É aquela que finge ser de pedra mas é mais frágil que vidro, que tenta esconder o ciumes que sente mas esse disfarce fica tão merda quanto um gordo tentando se esconder atrás do poste. Enfim, essa é Elizabeth, uma caixinha de surpresas, uma garota talvez, incompreensível.

Historia

A história de Elizabeth começa em algum hospital sujo de Ventura ( Califórnia ), no momento em que uma adolescente qualquer enfrenta sozinha o parto de uma criança na qual ela obviamente não teria condições de cuidar. Elizabeth só passou poucos dias com a mulher no hospital, e assim que ambas saíram sozinhas de lá, a jovem de 16 anos pegou um ônibus em direção a cidade vizinha, Los Angeles, ela estava decidida a deixar seu bebê em algum orfanato de lá, e nem era por maldade, ela apenas não teria condições de criar sua pequena Elizabeth, já que não tinha emprego, o pai da pequena não assumiu e para piorar a situação seus pais extremamente religiosos a colocaram para fora de casa dizendo que aquilo era uma desonra à família! E foi em um orfanato que ela viveu até seus 3 anos de idade, quando um casal que não podia ter filhos a adotou. Michelle e Michael eram seus pais adotivos, e eles eram legais, foram bons pais, a educaram e sempre deram muito amor para Lizzie, ela se sentia em casa, mesmo depois que contaram para ele que ela era adotada. A partir dai as coisas só melhoraram para a bela menina ruiva, na escola não havia uma pessoa que não olhasse para ela, além da cor de seus cabelos, era inteligente e bonita, não era popular porque simplesmente preferia ter a sua turma ao invés de se juntar ao grupinho de vadias mirins de lá! Os ventos estavam soprando ao seu favor! Seu grupinho de amigos era pequeno, porém eram todos verdadeiros, era engraçado como todos se davam bem mesmo com os desentendimentos! Ela teve essa vida boa até seus 16 anos, quando as coisas começaram a mudar. Como o mais clichê para causar situações infernais, um maldito acidente aconteceu com alguns parentes de sua mãe, e agora uma prima distante viria morar com ela, já que os pais da garota haviam morrido. Até lá tudo bem, ela estava com pena da menina, estava preparada para tentar ser legal com sua prima "desconhecida". Porém sua prima era o que poderia ser chamado de demônio em pessoa, era apenas uma vadia mimada mais do que a própria Lizzie, uma vaca que acabou com a paz de Elizabeth, o que acarretou em uma briga, alguns tapas em Elizabeth e um olho roxo em Eleanor, uma carta e emancipação de Elizabeth e duas chaves, uma de um grande apartamento na cidade, e o outro de um carro... Enfim, por infantilidade das duas Elizabeth iria morar sozinha, e bem longe daqueles que ela chama de família. Seus pais sempre mandavam dinheiro para ela poder sobreviver, e quando ela se mudou, mesmo relutante aceitou pegar aquela grande quantia para poder mobiliar seu tão espaçoso apartamento, era engraçado, tão grande para apenas ela, e era isso que ela sempre ficava pensando quando se debruçava na sacada enquanto fumava algum cigarro de cereja. E ela ter sido mandada para a cidade foi o que mudou quem ela era antes, ela passou a ser mais livre, e gostou disso, poder sair por ai as três da manhã sem que ninguém reclamasse, bem, algumas vezes ela se sentia sozinha, mas nada que um copo de Whisky não fizesse ela esquecer.
Ela até namorava, mas nada muito grande coisa, nem mesmo deixou ele passar de preliminares, a verdade é que isso tudo estava ficando monótomo para ela, ela precisava de algo novo, queria viver de verdade!

Gostos

❥ Ler – Não aparenta, porém ler é uma das coisas que ela mais gosta de fazer em seu tempo livre!

❥ Música – Ela gosta de música, isso muda o humor dela em questão de segundos! Por isso ela escuta todo tipo de música!

❥ Mistérios/Aventuras – Se tem algo que a atrai é isso! Curiosa do jeito que ela é isso chama a atenção dela fácil, fácil!

❥ Rosas – Ah as rosas, flores que além de cheirosas são lindas! Lizzie adora as rosas brancas e as vermelhas!

❥ Companhia – Uma boa companhia junto de uma boa conversa sempre é bem vinda, já que o que ela não suporta é ficar no tédio.

❥ Doces – Elizabeth poderia viver apenas de doces! Ah como ela adora sentir o chocolate derretendo no céu da boca...

❥ Internet – Vai me dizer que não ama também? Ah, ela ainda se lembra de como descobriu coisas novas e exóticas com a internet, bendito seja quem a criou!

❥ Jogos – Não importa qual jogo seja, de conversas ou até mesmo os de internet... Como dito, ela não vive sem joguinhos.

❥ Liberdade – Nada melhor do que ser livre para falar e fazer o que quiser.

Desgostos

∴ Café – O gosto para ela é extremamente ruim, ela não bebe a menos que esteja com muito açúcar!

∴ Preconceito – Isso é pedir para levar um sermão daqueles.

∴ Traições – Se tem algo que Elizabeth não perdoa, essa coisa é traição!

∴ Palhaços – Não é nem medo, ela só acha bizarro demais para ser algo para entreter pessoas.

∴ Azeitona – Hor-rí-vel!

∴ Arrogância – Ela odeia isso, mas mesmo que com o nariz torcido, abre exceções para pessoas que ela gosta.

∴ Que tentem mandar nela – Para ela o único com esse direito é o Daddy dela, caso contrário a pessoa ao invés de ter uma resposta amigável vai levar uma alfinetada mesmo!

∴ Tédio – Ela odeia ficar entediada, por isso está sempre por ai a procura do que fazer!

Favoritos

☾ Suas cores favoritas são: Azul, preto e branco ☽

☾ Seu gênero favorito de música é indie ☽

☾ Seu tipo de doce favorito é chocolate! ☽

☾ Ela gosta muito de Dalmore ( whisky ), porém não costuma beber muito ☽

☾ O único cigarro que ela fuma é L.A. Ice, porque ela gosta do gostinho de cereja, porém ela não fuma frequentemente ☽

☾ Sua banda favorita é Arctic Monkeys, e a cantora é Lana del Rey ☽

☾ Os gêneros de livros favoritos dela são os romances ☽


Quem é seu Daddy? Qual sua relação com ele?

Miguel


Ah, eles parecem ter tudo para darem errado, já que ele é reservado e Elizabeth é extremamente falante. Mas de certo modo é como se ambos se equilibrassem, ambos se dão bem, apesar de ter sido um pouco confuso no começo para puxar conversa, com poucas horas tudo ficou ótimo. Quando Lizzie fica falando demais, na maioria das vezes ele ouve atentamente tudo o que é dito, e são poucas as vezes em que ele está pensando em outra coisa. E Lizzie também sabe respeitar o espaço dos outros, ficar um tempinho calada certamente não irá mata-la. Então no quesito convivência ambos se dão extremamente bem. Fora que para Elizabeth, Miguel é como se fosse um Deus grego, é mais do que óbvio que há uma grande atração física um pelo o outro, ah, e como isso aumenta o ego de ambos, logo, também é uma relação cheia de desejo. Elizabeth não costuma ter muita paciência para provocações, porém em alguns momentos é tão tentador que ela abre uma exceção, e é uma sensação maravilhosa, saber que ela certamente será punida é como um incentivo para ela o fazer. Ela acha incrível o fato dele ter conseguido faze-la submissa a ele, já que ela não costuma dar o braço a torcer. Inicialmente ela realmente estava lá para ser um tipo de cobaia, mas parece que as coisas foram ficando mais sérias e melhores do que o esperado, então talvez, ela tenha aceitado toda essa loucura e se apaixonando não só pela personalidade de Miguel, mas por tudo nele, a forma violenta dele demonstrar amor, ah e ela se sente estranhamente feliz com tudo isso.
Claro que com a paixão a típica confusão de todos os sentimentos vieram no pacote, o que acaba a deixando transparecer toda a sua personalidade confusa, é como se com a paixão viesse de brinde o poder de fazer Miguel olhar para ela e faze-la se sentir como se ele pudesse ver a sua alma, é estranho como ela sente que tudo é uma desordem mas ao mesmo tempo tão... Normal.

( Lembrei fortemente de Ultraviolence )

Como vai agir ao chegar no grande castelo em Roma?

Vai chegar como sempre chega em qualquer lugar, com um sorriso sincero e ao mesmo tempo irônico nos lábios, com o cenho franzido enquanto da uma breve olhada no lugar. Vai tentar aproveitar tudo enquanto joga uma conversa pra sacar qual é a de todo mundo naquele lugar, se ela foi lá pra viver bem, que esteja prepara e com as cartas na manga.

Nacionalidade

Americana

Roupas

→Casual















→Pijama













→Festas













→Roupa íntima











→Baile De Máscaras





Família


( Jessica Chastain )

Michelle Wood Turner, 40 anos. Mãe adotiva de Lizzie

Ela é uma boa mulher, Michelle e Lizzie sempre se deram muito bem, ela era aquele tipo de mãe que mimava bastante a filha, e que vivia passando a mão na cabeça de Lizzie! Ela foi aquela que fez a Lizzie não sentir falta de sua mãe biológica, já que elas sempre foram muito unidas como se fossem do mesmo sangue! Michelle é alguém que mesmo depois de Lizzie ter ido morar sozinha, continuou se preocupando com que rumo a vida de sua filha ia tomar, porém elas já não se falam faz uns 2 meses.


( Ben Stiller )

Michael Turner, 42 anos. Pai adotivo de Lizzie

Ele é um cara engraçado, o que proporcionou uma infância cheia de risadas para a pequena Lizzie! Ele é alguém quietão e que só se abre com a família, vivia se preocupando com Elizabeth, sempre procurando faze-la tomar um bom rumo na vida para quando saísse da escola ela pudesse fazer uma boa faculdade, mas ela não gosta muito disso, é como se ele estivesse escrevendo a vida dela e ela teria que seguir na risca, e bem, ela talvez não queira tudo isso. Porém em geral se davam bem, e ele era o mais próximo dela na família.


( Chloe Moretz )

Eleanor Wood, 17 anos. A prima vadia de Lizzie

Uma perfeita de uma vadiazinha, toda arrogante e irritante, as duas vivam como cão e gato, uma querendo botar a outra "na merda". Nunca se deram e certamente nunca irão se dar bem, ficar longe dela foi a melhor parte de ter se mudado para aquele apartamento!

Qualidades

✧ Sociável ✧

✧ Engraçada ✧

✧ Confiável ✧

✧ Inteligente ✧

✧ Direta ✧

✧ Determinada ✧

✧ Perceptiva ✧

✧ Boa lábia ✧

Defeitos

✦ Agressiva ✦

✦ Egoísta ✦

✦ Ciumenta ✦

✦ Possessiva ✦

✦ Sincera (?) ✦

✦ Irônica ✦

Medos ou Traumas?

➸ Lizzie tem MUITO medo de cobras!

➸ Ela tem fobia de lugares muito altos!

Alguma cicatriz ou marca?

Não.

Poderes ou Habilidades?

• Ela é bem ágil, então consegue correr bastante! •

• Ela desenha super bem, inclusive gosta de matar o tempo desenhando nsfw

• Por ser bem flexível, ela consegue dançar bem! •

Segredos?

❇ Quando ela soube dessa história de ir para Roma, ela resolveu preservar a sua virgindade, ela achou a ideia divertida, afinal, estava criando expectativas com esse seu Daddy que ela nem mesmo conhecia. Ela ainda quer ver a cara dele quando simplesmente sair um pouco de sangue! ❇

❇ Quando ela topou tudo isso ela achou que estivesse ficando louca, porém mais tarde notou que essa foi a escolha certa ❇ ( mais tarde ela poderá contar isso para seu Daddy u.u )

Algo mais?

✖ Elizabeth sempre roe a unha do dedo mindinho quando está ansiosa ✖




Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...