~asthetxc

asthetxc
Amphetamines
Nome: Hey angel ᶠᶸᶜᵏᵧₒᵤ
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 7 de Fevereiro
Idade: 16
Cadastro:

Dor


Postado

Dor

Isso é mais um desabafo do que um jornal, igual eu sei que preciso disso. Por mais que ninguém irá ler, é uma forma de liberar o que eu sinto sem ser julgado. Se eu alguém ler, com certeza vai pensar "Ela é louca", mas não estou preocupada com as criticas nesse momento e sim, com a minha dor.

O que é amar e o que é odiar? Duas coisas que não sei ao certo explicar com exatidão. Toda vez que chego naquele lugar me sinto deslocada, perdida, confusa. Pode parecer doideira, mas me sinto um E.T assim que entro em minha sala de aula, não preciso perguntar para saber que sou a esquisita da turma 10M. Não preciso levantar a cabeça e ver os olhares estranhos sobre mim, não preciso dizer uma simples palavra para saber o que eles dizem sobre mim. Não odeio ninguém, porem não sou do tipo que finge ser alguém para tentar ser "Popular", o Ensino Médio é um campo de batalha, jogamos como pudemos. Eu jogo com o meu silêncio, essa é minha maior arma.

Desculpe senão consigo fingir um sorriso quando na verdade quero chorar, desculpe senão consigo gritar quando na verdade apenas quero ficar calada, desculpe senão consigo fingir ser outro pessoa apenas eu mesma, desculpe senão sou quem cada um esperava que eu fosse, desculpe senão consigo esconder o que sinto, desculpa cada vez que as palavras saíram de minha boca sem permissão, mas acredite, elas doeram mais em mim do que em você. Desculpe...

Na maior parte das vezes sou o tipo de menina que gosta de fazer todos sorrirem, sou debochada ao extremo, calada na tristeza, faladeira na alegria. Sou o tipo que fica mal por mentir, mas se essa mentira vale á pena deito minha cabeça no travesseiro sem me preocupar se a verdade ao amanhecer será revelada.

Me chamam de "Psicopata" por dedicar grande parte do meu tempo á "Fanfics", mas se essas pessoas que me chamam assim soubesse o quanto toda tristeza que não consigo contar eu escrevo, mudariam de opinião. Não me arrependo de dedicar meu tempo aos meus ídolos, pois cada um mesmo sem saber, me ajudou nos piores momentos quando ninguém estava lá. Be Alright me faz realmente acreditar que tudo vai ficar bem, Skyscraper me inspira á aceitar que se alguém tentar me derrubar irei me levantar do chão como um arranha-céu. Never Be Alone não é pela letra e sim, pela voz do cantor que acabara de fazer 17 anos hoje, sua voz transmite uma paz sem igual, assim como todos meus ídolos transmitem algo através de sua música, letra ou a voz. We Can't Stop me ensinou á não ligar para os julgamentos, foda-se as criticas. All I Ever Need me toca me maneira sem igual, fazendo-me acreditar meus ídolos são a luz que iluminam minha vida.

A maior prova de qualquer amor verdadeiro já sentindo por mim, é minha mãe, meus ídolos e meu irmão. O resto? Tanto faz! Na realidade, a vida deveria vir com um dicionário, mas sem duvidas viria em árabe. Daqui á algum tempo possa ser que eu leia novamente esse jornal e pense "Porra, eu estava deprimente", talvez daqui á algumas semanas eu leia esse jornal e diga: Nikolle, você não sabia que estava dizendo mesmo, maluca. Talvez eu olhe, sorria de canto e sussurre para apenas eu ouvir: O mundo dá voltas não? Ontem você chora, amanha? Você levanta a cabeça e sorri. Por quê a vida é curta demais para se lamentar por coisas tão pequenas e insignificantes.

Escutando: Flashlight
Lendo: Promises
Comendo: Comida '-'
Bebendo: Coca

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...