~Alazkya

Alazkya
Come to the dark side!
Nome: ✗☨☽ // Queen of Death // ☾☨✗ V4D3R ✗ Honey Darkness ✗ - Molly -
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 11 de Março
Idade: 12
Cadastro:

Ficha Feminina & Masculina


Postado

------------------------------------
W A R
I S
W A R
------------------------------------


F I C H A F E M I N I N A





Nome: Lilian Montgomery Beveri Potter.

Nome de Guerra: Chase (significa ''A Caçada'').

Idade: 25 | 11/03 (você não pediu, mas eu coloquei para você saber).

Vilão ou Herói?: Vilã(o).

Apelido: Lily & Molly.

Lugar Onde Nasceu: Londres, Inglaterra.

Família:
Mãe - Vivaice Montgomery-Potter, mas a chamavam de Vive.
Status - Morta.
Relacionamento - Lilian e sua mãe sempre brigavam. Sempre que conversavam acabavam brigando, talvez devesse ser pelo motivo das duas serem muito teimosas. Em parte, por Lily ter sido um adolescente rebelde; era difícil alguém entendê-la. Mas, no fim, ela sabia que sua mãe só queria protegê-la e queria tê-la ouvido.
Aparência - Vive tinha uma pele alva, era alemã, mas havia se mudado para Londres. Seus olhos eram verdes, cabelos negros que tinham um porte médio, que batiam na metade de suas costas; eram lisos e macios. Tinha sardas quase invisíveis pelo rosto. Alta, magra e muito gentil, porém muito teimosa.

Pai - Willian Beveri Potter, apelidado de Will.
Status - Morto.
Relacionamento - Willian era um pai protetor. Faria de tudo por sua menininha, ela era seu mundo; Lilian era especial. Sentia-se responsável por toda dor que a garota sentia, mesmo que não tivesse nada a ver com isso. Will tinha orgulho de ser pai de Lilian, quando ela não tinha medo: ele sentia por ela. Os dois sempre tiveram uma relação forte de pai e filha. Lily herdara muito de seu pai, o que faria com que se entendessem mais.
Aparência - Will tinha uma pele clara, tanto que era um pouco rosada. Seus olhos eram azuis profundos, a cor da água; podia hipnotizar qualquer um com aqueles lindos olhos, os olhos que sua filha herdou. O seu cabelo era louro, pouco ondulados, estava mais para o liso. Willian é alto e magro, mas nem sempre foi magro: isso porquê com o tempo teve que emagrecer por quase ter tido início de diabete.

Filho - Thiago Montgomery Beveri Potter, não tem apelidos.
Status - Vivo.
Relacionamento - Ela nunca soube o que era sentir amor desde a morte de seus pais. Lily, mesmo não ter tido tanta presença em sua vida, a partir do momento que se reencontraram a relação dos dois começou a fluir e com o tempo, Lilian não conseguia se ver sem seu filho. Thiago era como ela: Solitário e sofria uma ''diferença'' entre as crianças de sua escola. Então, nunca brigavam. Tinham uma relação forte.
Aparência - Thiago possuí a mesma pele alva de sua mãe. Olhos azuis intensos, a cor da água, que marcavam em seu rosto. Cabelos louros, pouco escuro, com pequenas mechas mais escuras; lisos e macios, que na maioria das vezes ficam desarrumados. São um pouco longos, quase impossível de ser cortados, pois logo crescem de volta.

Sobrinho - Luke Beveri Potter Hill.
Status - Vivo.
Relacionamento - Todos que os conhecem sabem que o relacionamento de mãe e filho dos dois é impossível de ser quebrado, Thiago e Lilian são unidos e quase não brigam. E, mesmo Lilian não sendo sua mãe de verdade, ela é como se fosse. O relacionamento dos dois é de dar inveja; todos sabem. Ambos fariam qualquer coisa um pelo outro e não conseguiriam viver sem o amor que compartilham.
Aparência - Thiago possuí cabelos escuros, um castanho na maioria das vezes, ficam bagunçado. Seus olhos são um azul profundo; a cor do céu. São intensos e podem fazer com que qualquer um fique preso aos seus olhos. Tem uma pele clara, mas não tanto quanto o de sua mãe. Seu nariz é mediano e pouco empinado. Seu rosto é um tanto oval como é quadrado.

Aparência: [Kacey Rohl]






Lily têm cabelos de coloração castanho bem claro, são de porte médio, batendo um pouco abaixo de seus seios; são lisos e macios, mas que as vezes pode querer deixá-los um pouco ondulados nas pontas. Sua pele é alva, possuí sardas em seu rosto, mas são pouco visíveis; seu rosto tem um formato pouco oval, há covinhas em suas bochechas quando sorri e possuí lábios carnudos. Tem um nariz pequeno e arrebitado. Lilian é magra, possuí um corpo atraente e cochas grossas, mas nem tanto; seus seios são redondos e médios. Sua bunda é mediana e empinada.

Poder: A garota tem o poder de detectar o medo das pessoas: a capacidade de descobrir os pontos fracos e fortes de objetos e seres vivos. Pontos de pressão, lugares sem proteção, e de modo geral, todos os lugares que eles não gostariam que você os acertasse. Também é possível descobrir fraquezas não-físicas, como uma fraqueza contra água de pessoas que produzem eletricidade, ou um medo de sangue para pessoas traumatizadas.
Auracinese - Lilian também tem a capacidade de ver controlar e absolver a aura astral de uma pessoa. Essa habilidade possibilita que o usuário faça qualquer dano ou alteração mental ou espiritual em uma pessoa, possibilitando que este possa enfraquecer, tirar a consciência, apagar a memória, absolver essa aura (o que fará o usuário se sentir mais forte e a vítima mais fraca), fazer entrar em coma ou estado vegetativo, ou até mesmo matar qualquer um que possuir uma aura astral.
Fonocinese - Capacidade de criar, controlar e absorver o som para distorcer ou imitar sons, frequências, replicar e criar explosões sônicas de proporções tão devastadoras quanto uma explosão atômica ou tão forte quanto um tsunami e muito mais.
A fraqueza dela é que os poderes dela a deixam um pouco fraca, se depois de uma luta ela puder descansar ela teria que descansar por várias horas até estar recuperada.

Personalidade: Lilian é estrategista e poderosa. Tem uma personalidade forte, mas nem sempre foi assim, porém, para ela aquela nova Lilian era melhor. Não era mais uma menininha chorona que tinha medo de si mesma, que tinha medo de machucar seus entes queridos. Ela era uma garota forte agora. Independente, estratégica e flexível; com seus movimentos rápidos, que era quase como se pudesse prever o futuro, mas sem ao menos ter um tipo de contato com esse tipo de coisa. Ela é uma garota observadora, na mesma hora em que vê algo: ela guarda, nem que seja em pequenos detalhes, mas em ambas personalidades: jamais deixaria alguém para trás. Pode ser fria, mas não seria capaz.
Lilian é sedutora, sexy e atraente, então, usa tudo isso ao seu favor quando quer algo. Usar seus poderes está como segunda opção, ela não se entrega fácil. E, mesmo jovem: é madura o suficiente, porém, no fundo, ela ainda tem aquela diversão de garota.
Sua personalidade poderia se resumir em sarcasmo e ironia, mas eu estaria mentindo sobre ela. Acredito que mesmo alguém sendo do mal, ela também poderia ter uma segunda personalidade. A menina tem uma dupla personalidade, a uma guerra: Chase; em casa: Lilian.
Chase é cruel e impiedosa, é uma garota que não se importa se vai machucar alguém; ela sente sede de sangue e não descansaria até ver um. É independente, é forte e acredita em si mesma; com tudo isso: ela pode ser seu pior pesadelo. Não é muito de trabalhar em equipes, mas as vezes dá pro gasto se tiver. E, como eu tinha dito: Ela usa sua sensualidade como segunda opção para conseguir o que quer.
Lilian é diferente disso. E esse é o lado que a garota mostra para poucos. É gentil, como sempre foi; uma garota que faria de tudo para pôr um sorriso no rosto de seu filho, ou até mesmo seu parceiro, sua alegria espontânea e divertida pode fazer qualquer um sorrir na mesma hora. Lily, embora seja alegre, sempre fora uma garota bastante tímida e também sempre foi difícil arrancar um sorriso seu. A menina cresceu solitária; cresceu ouvindo todos a chamando de esquisita. É observadora e guarda tudo o que vê e muito detalhista, o que a ajuda bastante em seus planos.

Tem algum animal de estimação? Como é o nome dele?: Sim, um Husky Siberiano filhote. O nome dela é Lucy.



História: O que é ouvir durante toda sua infância que você é esquisita? Ou até mesmo depois de um certo tempo você descobrir que possuí poderes sobrenatural? O destino pode ser muito cruel as vezes, ainda mais quando você é rejeitada em um lugar. Lilian nasceu especial; nasceu com poderes inexplicáveis, ela não conhecia essa existência de poderes até uma certa idade, claro; eles despertam na hora em que você mais precisa, pode ser que o ajude, mas nem sempre pode ser assim.
Ela sofria bullying desde que entrara para a escola, se sentia isolada, sozinha no mundo. E se ela já sofria; tudo piorou quando ela tinha 15 anos, mas uma vez estava sofrendo na escola. As meninas que a odiavam passaram a temê-la:
Eram 9:20 da manhã. Não era um dia amigável, parecia que ele estava triste como Lily estava; era como se os dois se movessem em perfeita sincronia. Mas o que poderia se esperar daquele dia frio e cruel? Além de mais um dia de implicância, podia se esperar de tudo.

E, dessa vez as três meninas que tornavam sua vida um inferno, pretendiam fazer o pior dos piores. Elas só aguardaram a hora certa para esperarem que Lilian passasse pelo corredor, o corredor que estava vazio. Contratar um cara mais galinha da escola para fazer um serviço sujo, isso pode ser ainda pior de tudo que Lily já passou. Ele iria violentá-la ali; naquele corredor. Mas isso não aconteceu, ao invés disso, de alguma maneira, a garota conseguiu detectar seu medo. E talvez, aquilo que aconteceu a salvou de algo que poucas conseguem escapar, mas talvez ela preferisse ter sido violentada do que ter matado alguém, porém sua vida já estava marcada como um inferno, de qualquer maneira.


E, após tudo isso ela fugiu para casa de seu pai, para ela, seu pai era o único que podia confortá-la naquele momento de fraqueza. Não poderia ir para casa de sua mãe - onde a mesma morava -, ela não entenderia; ninguém a entende. Lilian era um monstro. Quando voltasse para a escola iria sofrer e ela não poderia fazer nada, mesmo se mudasse de escola. A cada ano ela mudava de escola, mas Lily teve de parar com isso. Seus pais não tinham condições para fazer isso sempre e a cada dia que se passava Lilian sofria em silêncio.
Mas, depois de um tempo tudo mudou; tudo mudou quando ela viu seus pais mortos. Disseram que tinha sido um incêndio, mas, mesmo não tendo provas, ela acreditava que não tinha sido acidental. Alguém havia matado seus pais. E ela teria sua vingança.

Sua vida depois disso começou nas ruas. Ela roubava para sobreviver e distraía para roubar. Sim, Lilian tinha uma herança de seus pais, e não era pouca coisa, porém, para ela: não podia gastar aquilo, não agora. Iria guardar para que a hora certa chegasse. E, mal ela sabia que Chase crescia cada vez mais dentro dela...
Lilian tinha acabado de roubar comida em uma loja e ela só pensava em como o vendedor era um trouxa. Lily era jovem, então não levantava muitas suspeitas e, mesmo jovem, a garota tinha um talento em ser ágil e isso facilitava as coisas quando pretendia pegar algo. Porém, após fugir da loja despercebida a garota precisava de um veículo para se deslocar e foi aí que roubou um carro, um fusca para ser mais exata.

O que ela não imaginava que havia alguém lá dentro: um garoto, da sua idade e o garoto, James o seu nome, tinha roubado um carro. "– Interessante. Um carro roubado de um cara, que roubou de um cara que tinha roubado de algum velhinho – disse o menino, se apoiando no banco do carona e o banco do motorista". Não posso deixar de admitir que aquelas simples palavras do rapaz ''fisgou'' seu coração que era de pedra, pela primeira vez, desde a morte de seus pais, ela se lembrou como era amar e eles roubavam juntos; causavam o caos. Lilian contou a James que possuía poderes e o irônico que ele reagiu bem; aquela era uma boa prova dizendo que ele a amava de verdade.

Eles deram o primeiro passo do relacionamento deles – se é que me entende. Mais de um mês havia se passado; ela descobriu que estava grávida. Lilian decidiu que ficaria na casa de sua tia até que o bebê nascesse e quando ele houvesse uma certa idade ela iria buscá-lo. Exceto que ela não contava com a morte de seu amado que se sacrificou em seu lugar, levando uma bala no peito pelo policial que estava abordando seus ''bandidos''. Lilian não conseguiu correr, ainda mais grávida. E, na verdade, ela não conseguia é deixar seu amado para trás.

Ela foi para cadeia, é claro, meses depois saiu de lá. Deu a luz a um menino que se chamava Thiago, a pior coisa foi ver que seus cabelos louros eram iguais ao de seu pai, e que ela se via nos olhos do bebê que se encaixava perfeitamente em seu colo. Foi tão difícil deixá-lo que resolveu ficar com ele até seus 2 anos. Depois de 2 anos ela saiu da casa da tia, Chase cresceu dentro dela e somente Lilian se libertava para o filho. Chase caçou o assassino de seus pais e o torturou até a morte. Em seguida, matou os policiais que tiraram a vida de seu amado, a partir desse momento Chase tinha sede por sangue e queria ver todos aqueles que a rejeitaram mortos. E, quem sabe, pouparia a vida de alguns só para vê-los se curvarem diante de seus pés.

Medos: Ela tem medo de ficar sozinha, tem medo de perder seu único bem: Thiago.

Par romântico?: Yes, please.

Habilidades: Ela é ágil o que facilita no uso de armas, em especial a pistola que carrega duas em sua bota. E graças a sua flexibilidade isso lhe dá uma vantagem em luta corporal, que sempre acaba vencendo independente com quem irá lutar. Ela usa mais os pés para fazer certos golpes, mas não quer dizer que ela não use os braços. Lilian usa os braços como segunda opção, derrubou a pessoa com suas pernas usa o braços em seguida. Caso esteja em situações delicadas e ela tiver de impedir alguém para dar cobertura a(o) seu(sua) parceiro(a) de luta, ela usará os braços para impedir que a pessoa de atrapalhar seu(sua) colega. Também é boa com QUALQUER tipo de arma. Quando está em meio de uma luta ela usa todas as suas habilidades ao mesmo tempo e também seus poderes.

Armas que usa: 2 pistolas que ficam escondidas em suas botas, Lilian também utiliza bastante as adagas para torturar pessoas; são quatro adagas que ficam em seu sinto e como eu havia dito Chase pode usar QUALQUER tipo de arma, mas esses são os de sua preferência.

Qual será sua relação com os seus colegas de equipe?: Ela não seria diferente, embora fosse um pouco mais fria e maliciosa, faria pequenas brincadeiras, mas nada muito que fariam pensar que ela é irresponsável. Chase não seria aberta a eles, mas não os abandonaria em uma situação delicada. Chase, não depende deles, mas se quer acabar com os heróis: não pode fazer isso sozinha.

Sexualidade: Heterossexual.

Algo mais?: Ela tem uma casa e mora junto de seu filho e seu sobrinho. Lá, ela é apena Lilian Montgomery Beveri Potter e não Chase, seu filho e seu sobrinho sabem que ela é Chase. Os três vivem um vida normal juntos, tirando que os dois têm poderes.



F I C H A M A S C U L I N A






Nome: Luke Beveri Potter Hill.

Nome de Guerra: Killian (significa ''lutador'').

Idade: 16 | 01/08.

Vilão ou Herói?: Vilão.

Apelido: Não tem.

Lugar onde nasceu: Londres, Inglaterra.

Família:
Tia – Lilian Montgomery Beveri Potter, chamada de Lily por pessoas íntimas.
Status – Viva.
Relacionamento – Todos que os conhecem sabem que o relacionamento de mãe e filho dos dois é impossível de ser quebrado, Thiago e Lilian são unidos e quase não brigam. Bem, na verdade, eles não brigam. E, mesmo Lilian não sendo sua mãe de verdade, ela é como se fosse. O relacionamento dos dois é de dar inveja; todos sabem. Ambos fariam qualquer coisa um pelo outro e não conseguiriam viver sem o amor que compartilham.
Aparência – Lily têm cabelos de coloração castanho bem claro, são de porte médio, batendo um pouco acima de seus seios; são lisos e macios, mas que as vezes pode querer deixá-los um pouco ondulados nas pontas. Sua pele é alva, possuí sardas em seu rosto, mas são pouco visíveis; seu rosto tem um formato pouco oval, há covinhas em suas bochechas quando sorri e possuí lábios carnudos.

Primo – Thiago Montgomery Beveri Potter.
Status – Vivo.
Relacionamento – O relacionamento de ''irmãos'' deles é forte. Os dois sempre fizeram tudo juntos, são melhores amigos. Os dois sempre dão conselho um ao outro ou até mesmo fazem companhia quando estão tristes.
Aparência – Thiago possuí a mesma pele alva de sua mãe. Olhos azuis intensos, a cor da água, que marcavam em seu rosto. Cabelos louros, pouco escuro, com pequenas mechas mais escuras; lisos e macios, que na maioria das vezes ficam desarrumados. São um pouco longos, quase impossível de ser cortados, pois logo crescem de volta.

Aparência: [Nash Grier]








Luke possuí cabelos escuros, no qual foram herdados de seu pai, são lisos e macios. Na maioria das vezes, ficam bagunçado. Seus olhos são um azul profundo; a cor da água. São intensos e podem fazer com que qualquer um fique preso aos seus olhos. Tem uma pele alva. Seu nariz é mediano e pouco empinado. Seu rosto é um tanto oval como é quadrado.

Poder: Anulação de Habilidade. É a habilidade de gerar barreiras psíquicas na mente dos outros mutantes capaz de bloquear uma parte dos seus poderes ou bloqueá-los completamente, impedindo o alvo de usar suas habilidades
Maestria corporal. É a capacidade de assumir o controle dos movimentos de outras pessoas e fazer o corpo da vitima se movimenta contra a sua vontade.
Rajadas de energia maciça. Consiste em manipular um certo nível de energia com as mãos e dispará-la em forma de rajadas ou esferas, capazes de desintegrar qualquer material, dimensão ou ser existente. Para isso, o usuário tem que ter a sua energia vital despertada.
Fraqueza: Apesar de ter uma forte energia, tudo tem seu limite. Caso fique durante 10 horas usando seus poderes ele tende a ficar fraco e não poder usar seus poderes em seguida.

Personalidade: Luke é um garoto fechado, ele não tem amigos, apenas um. Ele é do tipo de garoto difícil, que banca o durão e que só se importa consigo mesmo, exceto sua mãe. Luke pode ser uma pessoa difícil de se conviver as vezes, já sofreu bullying quando era um pouco mais novo. Mas, agora, ele era uma espécie de garoto popular na escola. Não sai com muitas garotas e nunca teve um relacionamento sério com nenhuma delas. Ele pensa em querer ser um pouco livre antes da responsabilidade.
Ele quando está mal ou revoltado, normalmente, Luke, começa a ficar rebelde, frio e sarcástico. Nunca teve medo de dizer a verdade na cara de alguém, ele nunca se importou se iria machucar alguém. É apenas um garoto irritado que pensa em si mesmo. Luke, na verdade, só age dessa maneira porque sua mãe morreu. No fundo, ele é uma pessoa boa e sensível; que se importa com as pessoas que ama. É divertido, quando está com sua família, faz piadas e se diverte com todos, mas não deixa de ser grosso em certas horas.
É um garoto corajoso e gosta de mostrar a todos do que é capaz, não tem medo de consequências e muito menos o que aconteceria com ele.

Tem algum animal de estimação? Qual o nome dele?: O mesmo de Lilian.

História: Apenas uma história normal, para ele, sua vida não é interessante; mesmo com seus poderes. Sua mãe morreu em um acidente e seu pai... sabe-se lá onde está. Luke e sua mãe jamais tiveram uma relação instável. Viviam brigando e sempre que conversavam acabavam discutindo, mas o menino era rebelde, e sua mãe havia se casado com um imbecil que ele odiava e Luke tinha nojo de dizer que ele era seu padrasto. Jamais iria ser seu pai. Nunca. Esse era um motivo pelo qual brigavam, o outro é que ele se envolvia com drogas e isso causava uma discórdia entre os dois.
Luke sempre soube que tinha poderes, mas não os usava. Não gostava disso. Aliás, ele não entendia porque tinha poderes. Talvez, ele devesse ter puxado sua tia. Ela sim tinha poderes, porém seus poderes eram diferentes de sua tia Ela sim tinha poderes, porém seus poderes eram diferentes de sua tia. Quando mais novo ele sofria bullying na escola por ser nerd. Luke não via mau nisso. O que havia de errado em ser muito inteligente? Nada. Apenas, que o mundo precisa de alguém para se divertir. E ele era a diversão favorita dos meninos da escola, mas, muita coisa mudou no sétimo ano. Finalmente, Luke, enfrentou os garotos que o atormentavam e eles choravam. Aliás, se ele era a diversão deles; aqueles garotos eram sua diversão. Com o tempo ele mudou, virou um garoto mais fechado e grosso. Um garoto marcado pela dor.
Sua mãe e seu padrasto morreram em um acidente de carro. O menino ficou inconsciente por semanas, quando acordou sua mãe estava morta. Luke só se lembrava de flashes e uma luz ofuscante que o deixava com dor de cabeça. Lembrava, também, de duas vozes gritando de raiva; sua mãe brigava com seu padrasto, viu ele lhe acertar uma mão em seu rosto delicado e quando Luke ia reagir, ele só viu uma luz ofuscante e sentiu a dor.
A partir do momento ele começou a morar com sua tia avó, onde sua tia, Lilian, se hospedava na casa da velhinha, apenas para cuidar de seu pequeno bebê. Lilian ficou apenas 2 anos morando com eles. Ele cresceu uma pessoa amargurada em busca da dor dos outros. Despois de 6 anos ela voltou e decidiu levar seu sobrinho junto. Agora, os três vivem juntos; como uma família.


Medos: Claustrofobia, tem medo de lugares apertados ou pequenos.

Par Romântico?: Sim.

Habilidades: É bom em luta corporal. Luta Judô e Karatê. Aprendeu a usar QUALQUER tipo de arma, mas prefere as armas brancas. Ele utiliza mais adagas durante lutas.

Armas que usa: Adagas, 2 pistolas e uma reserva, também gosta de usar metralhadoras ('-').

Qual seria sua relação com os colegas de equipe?: Ele seria fechado com eles, mas com os que se enturmar não seria tão calado. Seria durão, e tals, mas faria piadas. Mas, independente de quem é seu amigo ou não, ele jamais os deixaria para trás.

Sexualidade: Heterossexual

Algo mais?: No

Escutando: Demi Lovato <3
Lendo: Harry Potter s2

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...