~paytuci

paytuci
Onih é minha
Nome: Pyetra Patuci
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 13 de Agosto
Cadastro:

Como se comporta um esquizofrênico


Postado


~Harry Styles nunca foi dos mais inteligentes mesmo qq~


Olá, novamente a pedido de uma moça na ask do DOW , venho eu explicar algumas coisas com uma abordagem mais fácil. Ou não q

Primeiro vamos ao que é esquizofrenia: A esquizofrenia é um transtorno mental complexo que dificulta na distinção entre as experiências reais e imaginárias, interfere no pensamento lógico, nas respostas emocionais normais e comportamento esperado em situações sociais.
Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, a esquizofrenia não é um distúrbio de múltiplas personalidades. É uma doença crônica, complexa e que exige tratamento por toda a vida.


Segunda explicação de esquizofrenia: A esquizofrenia é uma doença mental crônica que se manifesta na adolescência ou início da idade adulta. Sua freqüência na população em geral é da ordem de 1 para cada 100 pessoas, havendo cerca de 40 casos novos para cada 100.000 habitantes por ano. No Brasil estima-se que há cerca de 1,6 milhão de esquizofrênicos; a cada ano cerca de 50.000 pessoas manifestam a doença pela primeira vez. Ela atinge em igual proporção homens e mulheres, em geral inicia-se mais cedo no homem, por volta dos 20-25 anos de idade, e na mulher, por volta dos 25-30 anos.

Como pode notar, não é algo que se parece com a bipolaridade. A esquizofrenia nunca para de ser tratada por ser algo crônico, ou seja, algo diário. Estou aqui para explicar o comportamento de um esquizofrênico por que ao que tudo indica, logo mais alguém estará fazendo uma fanfic com esse tema, então vamos tratar dignamente como um personagem esquizofrênico, ou esquizofrênica.

A começar de que se esse personagem for adolescente, a fanfic deve tratar do inicio do caso, o começo do comportamento esquizofrênico, pois como visto, é ai que começa, mas geralmente só se agrava ou fica mais evidente na vida adulta, após os 20 anos.
Isso não quer dizer que o personagem ira agir em tal momento como se fosse outra pessoa, ou simplesmente como se não ligasse para as coisas a sua volta, isso é bipolaridade e asperger¹. (explicação de asperger no final do texto) Ele apenas ira se comportar de modo completamente diferente e inesperado, pois um esquizofrênico as vezes não sabe diferenciar a realidade com o sonho, então ele pode achar que aquilo é só mais um de seus sonhos super realistas e achar que pode fazer o que quiser. Ou então, ele também tem momentos em que se sinta familiarizado ou com espécie de déjà vu, pois pode ter imaginado já ter feito aquilo antes sem realmente fazer. Um esquizofrênico não sabe a diferença de certas coisas que já viveu com as que imaginou.

Digamos que um esquizofrênico queira muito ir a Disney, ele sabe sobre a maioria dos brinquedos e atrações do parque, ele já viu vídeos de pessoas lá dentro, lembra-se do nome da sorveteria que fica ao lado da loja de bonecos do Mickey, e então ele começa a imaginar como seria ele dentro do parque da Disney, de como ele faria cada coisa, e do que diria a sua mãe, e imagina a resposta que ela daria a ele. O esquizofrênico imagina tudo isso com muita vivacidade, por que ele quer mesmo ir a Disney. E então, ao fim de imaginar tudo o que ele poderia ter feito, e imaginar a volta pra casa, ele pode simplesmente começar a achar que realmente foi pra Disney, que já faz um ou outro dia, ou que acabou de chegar, e ele não vai fazer a mínima ideia de que foi sua imaginação.

Compreendeu? Ele imagina, sua doença esquizofrenia o ajuda a tornar real. Ou, em outro caso, se for algo real, a esquizofrenia o ajuda a tornar aquilo um sonho.

Mas isso não é tudo, o esquizofrênico principalmente ouve vozes. Sim, ele ouve vozes que não existem. Isso é um dos sintomas, como convicções falsas, alterações de pensamentos – quando tudo começa a ficar confuso na sua mente e você não sabe o que fazer -, alterações da afetividade – muitos esquizofrênicos perdem a capacidade de reagir emocionalmente às circunstancias – e diminuição da motivação.

Esses sintomas, aparecendo pouco a pouco em uma pessoa, pode levar seus próximos a acharem que está ficando louco e depressivo. Pois como visto, é muito fácil você estar jantando na sua cozinha, com a sua mãe e família, e de repente achar que está sendo observado e que logo milhares de tiros serão disparados e irão matar a todos ali, você tem tanta certeza que começa a ficar nervoso e quer que todos saiam dali, que vão para um lugar seguro, mas no final, eles o taxam de louco por que vocês moram em uma casa afastada da cidade onde ninguém tem acesso permitido.
Ou, você pode estar parado no seu quarto, sozinho, sem nada pra fazer e com um tédio muito grande pra ligar o computador, até que uma voz diz na sua cabeça que se sentar na cadeira é melhor que na cama. Você pode acreditar ou duvidar daquela voz, mas você senta na cadeira, e então a voz pode te dizer pra desenhar um sol, e você desenha.
Ou pode parar de sorrir pra sua mãe no café da manhã, parar de dar abraços na sua irmã mais nova ou ficar feliz por que seu pai conseguiu um aumento. Você para de mostrar emoções diante as situações.

A esquizofrenia pode vir de genética ou da ambientação onde a pessoa cresceu. Se for um lar muito instável, pode levá-la a se tornar uma pessoa instável, e logo esquizofrênica. São fatores que, em uma fanfic, devem ser muito bem trabalhados para serem convincentes.

Ou então você ai do outro lado é mesmo um esquizofrênico, mas você pensa que não, e você começa a avaliar a sua vida para achar incidentes mas você não consegue pensar em nada, pois tudo é tão real mesmo que só você acredite nisso, e então as coisas se tornam confusas por que você não entende o que aquela pessoa quer dizer.

Pode ser tudo verdade, ou pode ser tudo uma mentira. Mas como é que você vai saber diferenciar? :)

links que podem ajudar:
saudemental.com - esquizofrenia
minhavida.com - esquizofrenia

asperger¹: Síndrome de Asperger era um transtorno do espectro autista, diferenciava-se do autismo clássico pelo portador ter fala compreensível. Como parte do transtorno global do desenvolvimento, a Síndrome de Asperger é identificada através de uma série de sintomas ao invés de uma característica em especial. O transtorno é caracterizado pela deficiência significativa na interação social, repetição e restritividade de comportamentos, atividades e interesses, e pela não ocorrência de atrasos no desenvolvimento da linguagem. O interesse excessivo por um assunto específico, fala monótona, e inaptidão à atividades físicas são características típicas da condição, porém não são estritamente necessárias para a conclusão de um diagnóstico. (de acordo com a wikipédia)

Escutando: Eminem
Lendo: Escolha de Mestre
Bebendo: água

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...