~Soow

Soow
Lalala <3
Nome: Retardada
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 17 de Novembro
Idade: 5
Cadastro:

Eien no Yume


Postado

Ficha


Nome:

❤ Aiko Hikogi. Aiko: Significa “filha amada”, “criança amada”. E Hikogi é o sobrenome nobre e vinda de umas das famílias mais importantes de guerreiros. ❤


Poder:

❤ Água. ❤


Idade:

❤ 17 anos de idade. 17/11. Escorpiana. ❤

Aparência (apenas a imagem e o nome original da personagem):

【Nobara Yukinokōji】

Roupas:

Escola:



Casual:






Para luta:




Personalidade:

❝Não quero estar a sombra de ninguém, quero estar no meu lugar❞. Aiko é uma jovem tímida e solitária, isso é chocante para muitos, por trás daquela aparência atraente e firme, há um vazio inexplicável em Aiko. Sempre evita olhar nos olhos das pessoas, às vezes, quando faz um contato visual, fica envergonhada e perdida. É inexpressiva por conta de sua rigorosa educação que recebeu de sua lendária família. É péssima em iniciar em diálogos, por conta de seus gaguejos e da interminável timidez. Cora com facilidade quando é elogiada pelo senpai ou por alguém que admira muito, fica sem graça com indiretas (sem reação ou ela fica muda). É cautelosa e responsável, evita os descuidos.
❝Não entendo o porquê as pessoas choram... ❞ Como já tinha descrito antes, a Aiko não compreende as emoções humanas e é indiferente a relação isso, fica sem jeito quando fala sobre sentimentos (já que ela nunca amou). Ela raramente é vista sorrindo ou rindo, mais quando faz isso, é quando Aiko se sente próxima e feliz. Durona e forte, não gosta de aproximar das pessoas por ter medo de machucar a si mesma e desonrar a sua família. Educada e refinada, ela fica envergonhada quando alguém encara os seus peitos, Aiko os escondem e gagueja: ‘P-por favor...´ e mais se a pessoinha ficar bobeira e resolver encarar os peitos dela pelo resto da vida, Aiko chutar o carinha para longe. É fofa e “inocente” (ela é intuitiva, percebe as segundas intenções).
❝Eu quero sempre te protegerei... ❞ Aiko é corajosa e determinada, é a mais inteligente das guerreiras, tendo um QI altíssimo e é uma nata intelectual (ela sempre está com um livro na mão ~estilo Kakashi [ELA NÃO É TARADA]). É uma excelente estrategista e é sábia, ela é boa em escutar as pessoas e é conselheira. Quando está com os seus amigos, Aiko fica mais na vontade mais ela não é muito de falar, não gosta de ser o centro das atenções. Protetora e ariscaria a sua vida para salvar um desconhecido, é realista e não possui muita confiança em sua aparência. Ciumenta quando vê o senpai com as outras garotas, mais ela esconde isso para si mesma por causa de sua timidez. É fria com os inimigos, e quando é traída, Aiko apenas sorri triste: ‘Nunca esquecerei quem você já foi um dia’. É. Ela não é violenta nem agressiva. Calma e sossegada, a sua paciência tem aquele certo limite, Aiko esforça para manter paciente até que não aguenta a injustiça, ela grita e sai correndo brava. É fiel aos seus aliados e amigos, só sorri com quem tem mais afinidade. Perfeccionista e atenta.
❝Algum dia, eu entenderei o amor❞. Nunca reclama nem dá ordens, é obediente e bem comportada. Sempre choca as pessoas com os seus gestos generosos (ela é bem fria mesmo por não muita emoção humana), é uma guerreira zelosa. É sincera e crítica quando o necessário, séria em momentos conflitosos e é boa em criar planos ousados. Organizada e gentil com os mais próximos, intuitiva e péssima em declarações de amor. Profunda e tranquila. Ela tem o outro lado, sendo estão uma dupla personalidade: É sedutora e sexy, usa a linguagem corporal para os seus planos ousados, adora provocar com comentários pervertidos e quando está lutando SOZINHA, Aiko é sanguinária e maliciosa (estilo Yuno Gasai).

História:
História baseada na música Lovers do anime Naruto.

Amantes
Agora mesmo derramaste lágrimas
Como uma criança chorona
Mesmo que não possa mais ver o amanhã, eu te protegerei
Enquanto eu continuar contemplando o céu estival


Eu sempre agi forte, nunca mostrei minhas lágrimas
Na verdade eu estava assustada
Eu venho perdendo pessoas preciosas para mim
E continuei correndo desesperadamente
É sempre como se pudessemos superar qualquer coisa juntos
Se continuarmos assim, tudo bem em não ser forte


Agora mesmo derramaste lágrimas
Como uma criança chorona
Mesmo que não possa mais ver o amanhã, eu avançarei
Enquanto eu continuar gritando para o céu estival


Dançando numa armadilha
De palavras murmuradas por alguém
As coisas importantes em meu coração

Aiko nasceu numa das famílias mais importantes e nobres de Fiore. Os Higoki tem uma lema radical que é “Pelo sangue e honra dos selvagens”, interpretando que os membros não podem ter emoções humanas, fazendo que a jovem Aiko não possa ter laços com os seus pais.
Desde pequena, fora encarregada com o treinamento rígido e doloroso como guerreira.

Graças a ti, eu entendi


Minhas crenças me olvidaram as lágrimas de medo
Com o vento empurrando-nos as costas, se formos juntos poderemos certamente continuar


Eu te segurei a mão fortemente
Como uma criança inocente
Mesmo que desta vez seja roubando o nosso presente, nós vamos continuar
Correndo em direção ao céu de verão
Correndo em direção ao céu de verão

Aiko sempre amou a água e claro, a estação do Verão. E era uma atividade que a salvava de seu sofrimento, toda vez que ela não conseguia fazer perfeitamente as ordens, era recebida com uma punição física:
— Estica os braços. – o homem segurava o chicote com força, e a Aiko tinha nove anos na época. – Estica mais. – e ergueu o braço, a garota tremia de medo. Um corte no ar, fazendo que a garota mordesse com força os lábios para evitar os gemidos, tinha que ser forte. – Nunca mais repita de novo. Promete?
A garota sentia zonza, e os seus cabelos loiros foram puxados bruscamente:
— S-sim. – gaguejou baixinho. Aiko queria chorar, mais não podia.
Os seus pais não importavam com a existência da garota e de seus irmãos (a garota é a segunda filha mulher).
Uma certa noite, tudo mudou.

Num mundo tão grande
As pessoas são deixadas sozinhas
Vou-te levar o fardo que não puderes carregar


Agora mesmo derramaste lágrimas
como uma criança chorona
Mesmo que não possa mais ver o amanhã, eu te protegerei


Enquanto eu continuar gritando ao céu estival
Enquanto eu continuar contemplando o céu estival

— Tsunuke! – gritou assustada, a Aiko. Tinha os seus doze anos de idade, não resistiu e chorou de vergonha e raiva: – Porque?
O seu irmão mais velho a olhou com deboche:
— Você é uma vergonha. – riu cruelmente, o Tsunuke. Que andava para fora da sede da família. – É uma criança inútil, perda de tempo em matá-la.
O seu irmão tinha massacrou todos os Higoki, menos Aiko que tinha indo no lago próximo para nadar, e a mesma voltou encontrando o seu irmão finalizando a chacina.
— E-eu nunca te esquecerei, quem você já foi um dia! – gritou brava, a Aiko: – Quando eu for mais forte, voltaremos a lutar... Como os Higoki!
— Hmm... É uma ótima proposta, irmãzinha. – riu mais uma vez, o Tsunuke. – Adeus, e será uma batalha inesquecível.
Ele desapareceu. Aiko nunca mais o viu, depois do famoso massacre, a jovem fora recolhida por uma guerreira, fora treinada e cuidada. A jovem sente culpa e deseja reencontrar o irmão, e lutar igualmente para vingar pela sua família.
Até hoje, Aiko não sabe o porquê da misteriosa traição do irmão.

Família:

Todos estão mortos, menos Tsunuke Higoki, o irmão mais velho (27 anos de idade):


O que gosta:

Ler biografias e romances policiais japoneses. De comer bolinho de arroz. Cozinhar doces e comida italiana. De arrumar e fazer limpeza. Assistir filmes dramáticos. De ursinhos de pelúcias e bonecas de porcelanas.
De treinar e lutar. De assistir UFC e de artes marciais. Da água e do verão, nadar e praias. De pessoas confiantes e destemidas.
De gatos e coelhinhos, da natureza e sentir a vontade. De estudar e aprender coisas novas. Tocar piano e violino, de cantar quando está sozinha. Observar as estrelas no telhado/terreno e fazer pedidos para elas. De cartas de amor e escrever poemas.
O que não gosta:
De multidões e filmes legendados (ela dorme). De bagunça e sujeira. Maltrato aos animais. Machismo e preconceitos (em geral). De que fiquem olhando para os seus peitos.
Comida muito temperada e ser o centro das atenções. Chorar na frente dos outros e mentiras/traições.

Como se apaixonou por ele:
❤ Quando ela estava a prestes de derrotar um inimigo (a jovem Aiko estava gravemente ferida, mais continuava em pé), o senpai percebeu isso e foi defende-la deixando a garota confusa e questionar se o rapaz era louco ou algo assim, o senpai ficou machucado por ter sido um escudo humano, e ele a olhou e sorriu: ‘Desculpe por não ter a protegido o suficiente’, corou no instante quando ele diz essas palavras, Aiko sentiu algo estranho e ela regenerou, conseguiu derrotar o inimigo, e salvou o senpai.
Depois do acontecimento, Aiko cuida dos ferimentos do senpai desacordado e ela sussurra: ‘Como ele é bonito... É uma pena que senpai nunca vai olhar para mim´. E se assusta quando ele escuta, envergonhada e pede desculpas mais é interrompida por um abraço dele, e ele pede desculpas por ter colocado a vida dela em risco, e a Aiko resmunga e sorri: ‘Deixa ser b-baka! É... Bem... É O MEU DEVER!´ e depois fica corada.
Dias se passam depois do acontecimento, Aiko percebe que as outras guerreiras também são apaixonadas por ele. Guardando o sentimento para si mesma, como um fardo sufocante. ‘O seu sorriso me salvou, senpai_kun.’ Ela pensa toda vez que lembra dele. ❤

Como será a relação deles:
❤ Ela será a conselheira secreta dele (tipo, quando estão sozinhos, ambos conversam assuntos profundos e Aiko sempre o aconselha), e ela o treina e o ajuda a envolver as suas habilidades. É bem tímida, e em momentos cósmicos, ela dá uns desmaios quando ele sorri para ela ou a elogia. ❤

Quer que aconteça alguma cena?
❤ YES! ❤

Comida preferida:
❤ Bolinho de arroz. ❤
Sabe que se não comentar tirarei sua personagem da fanfic?
❤ S-sim o.O ❤


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...