~Soow

Soow
Lalala <3
Nome: Retardada
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 17 de Novembro
Idade: 5
Cadastro:

Gossip Girl - - Ficha


Postado

Gossip Girl - - Ficha



MODELO DE FICHA


Nome Completo:


♥ Oneida Hernandez Hall. Oneida: Significa “pedra que está de pé”, “pedra erguida”. O primeiro sobrenome pertence ao pai, e claro, sempre está citado em revistas de negócios pois os Hernandez são donos de uma grande e importante empresa de bebida alcoólica mundialmente conhecida, possuindo estão um império inabalável. O segundo sobrenome é por parte de mãe, quando as garotas de Upper East Side questionam o nome completo de Oneida, já gritam: ‘Ai meu Deus, você é filha da estilista Holly Hall?’ ♥



Apelido:

♥ One. É um apelido ironicamente carinhoso, pois significa: ❝um❞. Tipo, a Oneida esforça muito para agradar as pessoas, e faz tudo ao mesmo tempo, surpreendendo a todos com a sua rapidez e agilidade, comprovando que ela é só uma e não várias. ♥


Idade:

♥ 15 anos de idade. Está a prestes de completar 16 anos (o sonho dela é fazer uma superfesta de seus 16). 30/09.♥


Signo:

♥ Virgem. ♥

Sexualidade:

♥ Heterossexual. ♥



Sexo:

♥ Feminino. ♥


Aparência:










♥ Cabelos castanhos escuros quase confundíveis como negros, seus olhos são considerados castanhos escuros, mais muitas pessoas o classificam como negros. Pele naturalmente bronzeada, lábios naturalmente carnudos. Possui seios médios e curvas largas (ela não tem um corpo muito proporcional). Mede 1,65 m de altura e o seu peso é 43,5 kg. Os cabelos de Oneida tem uma bipolaridade capilar, tem dias que está mais liso e arrumadinho (fazendo que esta mesma não necessitasse pentear) e outros, o cabelo está mais ondulado e bagunçado (Oneida não arruma do mesmo jeito, por não ser muito vaidosa como outras garotas da Elite).♥

【Selena Gomez】

Em que seus pais trabalha?

Pai – John Hernandez – 52 anos de idade – empresário de umas das grandes empresas de bebidas alcoólica, a marca internacionalmente conhecida a ICE, vende cervejas e vodcas. Foi formado em Direto em Harvard. Rico e sempre está sendo escampado nas capas de revistas de negócios e já apareceu na Times. {vivo}

Mãe – Holly Hall – 43 anos de idade – estilista, já trabalhou para várias modelos e famosas, como a Katie Holmes e Angelina Jolie. Já vinha de uma família tradicionalmente rica, e enriqueceu mais ainda quando criou a própria marca: Angels Love. Formada em Designer em Moda uma faculdade conhecida lá na França, em Paris. Também é uma socialite e já escampou em várias revistas de modas, principalmente a Vogue. {viva}

Personalidade:

❝Não é o mundo que te faz, é você que faz o mundo❞. Oneida é uma garota séria, e estão é complicado brincar com ela, pois a jovem sempre leva a sério levando estão, uma fama de ‘careta’. Não gosta muito de infantilidade ou ser interrompida, pois Oneida adora estar presa em seus pensamentos, para ela, as pessoas deviam respeitosamente chegar nela e perguntar ‘uma moeda?’, digamos que as pessoas devam pedir uma licença enquanto ela pensa. É bizarro mesmo. Quando faz essa pergunta, Oneida responde educadamente e conta o que pensa. É. Ela é um livro aberto, não tem nada a esconder dos outros e às vezes, a maioria dos segredos que guarda NÃO SÃO DELA, e sim, de outras pessoas. Sendo estão, um túmulo perfeito para cultivar os segredos dos outros, Oneida é muito boa em escutar as pessoas e é um excelente ombro amigo, sabendo estão esconder bem os segredinhos de seus amigos ou de desconhecidos.
❝Há em mim, várias garotas em uma só❞. Obediente e educada, nunca faz questionamentos nem reclamações, pois considera isso de gente fútil. Sendo então uma boa escrava fiel para as patricinhas de plantão, um perfeito cachorrinho coleirinha para as miss popularidade. Honesta e sempre segue corretamente as regras e ordens, é uma boa cidadã (que cumpre a lei e conhece várias leis/diretos). Extremamente responsável e inteligente. Sabichona e tem senso de orientação/direção, aprende rápido e saca fácil a jogada.
❝Não sou uma garota cheia de amigos. Não sou uma garota verdadeira nem tampouco perfeita. Não sou a garota favorita. A única salvação que eu tenho, é os meus pensamentos❞. Conservadora em relação ao seu próprio corpo, pois Oneida não se considera bonita ou adequada para usar vestidos sexys, acha horrorosa e feia demais para vestir uns vestes desses, sente inveja pelas garotas lindas de sua escola que tem a audácia de usar vestidos ou saias, sempre sonhou em usar um vestido rosa igual da protagonista do filme A Garota de Rosa Shocking (é o filme preferido da jovem). Sempre usando roupas largonas demais (já que possui curvas largas, isso desfavorece muito a sua aparência), usando estão toscas ou sempre por baixo do capuz. Tímida em primeira vista, aos poucos ela vai se abrindo mais não signifique que a garota vai deixar o seu lado sério. Pensativa e intelectual, sempre está com um livro ou pega lendo, o melhor lugar para encontrá-la é na biblioteca. A-MA citar citações e ditados populares, tem uma memória fotográfica, Oneida nunca esquece das coisas ou detalhes importantes, por isso, evite de trai-la porque a jovem nunca vai esquecer da traição nem seus detalhes.
❝Eu invejo as estrelas, pois algumas estão mortas... Mais continuam brilhando, há tanto tempo. E eu, morta... Não brilho.❞ Profunda e melancólica, sempre faz questionamentos sábios ou dá respostas profundamente sensatas. Sossegada e tranquila, não gosta de provocações ou comentários machistas, Oneida fica sem graça e não consegue defender, fica muda, também fica desse jeito quando as pessoas a ofende. Oneida não é boa defensora por conta de sua timidez, e claro, o seu ar sensível a prejudica muito na sua confiança. É cautelosamente paciente, é daquela tipo de pessoa que explica milhões vezes pacientemente, se a pessoinha não entendeu, Oneida explica mais uma vez, outra vez, mais outra vez. A sua paciência é serena e calma. Nunca grita nem discute, pois, Oneida acredita que há outros meios de resolver sem causar brigas. Uma artista nata, por conta de sua habilidade, Oneida é observadora e analista meticulosamente cuidadosa. Organizada e tem uma mania doida de manter tudo no lugar, detesta bagunça ou falta de limpeza.
❝Espero que um dia, essas lágrimas se tornem um belo sorriso.❞ Oneida não tem frescura (pegaria um sapo, por exemplo), realista uma maneira que ela necessita separar o sonho e a realidade, pois, não gosta de criar expectativas. Quando está com os amigos, Oneida é sarcástica e seriamente irônica, conselheira e companheira. Em relação aos seus inimigos, como descrevi, Oneida não sabe se defender ou pensa numa resposta esperta para atingir o seu inimigo. Se magoa fácil, mais não demostra por conta de ser uma garota durona (puxou a dureza de seu pai, e o lado sensível de sua mãe). Prefere chorar sozinha do que adiante de um alguém, ou a um público. Não é popular nem muito vaidosa, sempre está desarrumada e de cabeça baixa. Criativa e atenta, é caseira e caretinha. Sempre está corrigindo as pessoas ou alertando (Oneida preocupa muito com as regras). Estudiosa e dedicada. É secretamente romântica (ela gosta de gestos romanticamente românticos) e uma boa aliada. Compreensiva, ela não julga as pessoas antes de escuta-las, primeiro a palavra e depois, um consolo. Sabe muito bem respeitar as divergências, tem uma cabeça dura por isso, é difícil de influenciá-la. Protetora e sente ciúmes em relação quando o seu par está com outras garotas, Oneida é carente (necessita atenção e um pouco de compaixão). Informativa e aventureira, péssima em fazer piadas (todo mundo já conhece a piada). Péssima em magoar as pessoas ou manipulações, como descrevi, Oneida é muito honesta. Nerd chata e rato de biblioteca, é um bicho do mato. Comilona e não importa em comer coisa calórica (ela A-MA pizza e burritos).


História:

História baseada na música Big Girls Cry da Sia:


Garotas Crescidas Choram
Garota durona
Vivendo no risco
Sem tempo para amar
Sem tempo para odiar
Sem drama
Sem tempo para jogos
Garota durona
Cuja alma dói

Oneida odeia o seu próprio nome, considera-o como esquisito sem sentido. Detesta quando as pessoas aproximam dela, e lhe perguntem o significado e porque fora dado o nome. Mais o seu ar calmo a ajuda responder sem problemas. Esse é o seu maior principal problema. Oneida não é forte. Oneida não é confiante. Oneida não é popular.
Oneida não é como os seus pais queriam, principalmente a sua mãe.
— Esse seu cabelo... Sempre desarrumado. – sua mãe resmungou penteando pela primeira vez o cabelo de Oneida, tinha sete anos de idade na época. – Conserta a postura e ergue o queixo. Isso. A beleza é importante para nós, é o fruto da juventude eterna.
Abaixou os olhos, evitando de encarar a sua compulsivamente vaidosa mãe. A mulher tentará de todas as maneiras, de transformar a Oneida em uma belíssima dama, mais pela timidez e falta de jeito da garotinha não ajudava muito nos desejos maternos.
— Você é uma gorda! – gritou uma das suas coleguinhas, estava com oito anos de idade, Oneida tinha um problema de apetite, assim como o seu pai. – Gorda!
De repente, venho um grupo de crianças aproximando da Oneida e juntaram a um coro aclamando-a de gorda, e vários adjetivos terrivelmente maldosos.

Estou em casa
Sozinha
Confiro meu telefone
Nada, embora
Ajo ocupada
Ordem em
Pago a TV
É uma verdadeira agonia
Eu posso chorar estragando minha maquiagem
Lavar todas as coisas que você tomou
Não ligo se não pareço bonita
Garotas crescidas choram quando seus corações quebram
Garotas crescidas choram quando seus corações quebram
Garotas crescidas choram quando seus corações quebram

Sofria bullying desde pequena por causa de seu peso. Oneida estava REALMENTE acima do peso normal de uma criança, já tentou resolver isso com os professores sobre as maldades de colegas, mais nada adiantou. Continuou até quando a Oneida estava no sétimo ano:
— Porque não posso ser como aquelas garotas das capas de revistas? Porque não posso ser que eu sou de verdade? As garotas magras e lindas são realmente felizes? Sou um monstro...! Sou gorda...! Sou uma vaca horrorosa...! Ninguém me ama... – gritou com todas as forças adiante do espelho, em seu quarto malditamente cor de rosa descorado pela sua própria mãe. Foi ao seu próprio banheiro, correu até privada e enfiou os dois dedos até a garganta provocando uma ânsia. Vomitou. E mais uma vez, vomitou: – Vomitarei toda essa dor que sinto.
Tinha doze anos de idade na época, foi a partir dali que começou a praticar anorexia. É. ❝Teve momentos, que eu sentia prazer de vomitar... Era um vício doentio de jogar de toda aquela merda na privada. Eu podia ter morrido. ❞ Sempre descreve essa experiência com tristeza, Oneida já fora anoréxica, também praticava bulimia toda vez que depois de comer uma refeição. Tinha medo de ganhar peso.
— A vida é uma porra! – quebrou a garrafa da ICE contra a parede. O seu pai estava irritíssimo por ter perdido um negócio milionário. – Ah, Oneida não te vi.
Permaneceu em silêncio, estava assistindo Friends. Oneida já tinha acostumado com as crises de surto de seu pai, afinal, os seus pais viviam em casas separadas por questões do trabalho mesmo, quando se encontravam, agiam como um tolo casal de namorados apaixonadíssimos. Pareciam mais namorados do que mulher e homem.
— A vida não é uma... – Oneida fez um gesto como a palavra fosse pesada demais: – É assim mesmo. Tem dias bons e ruins, e a vida segue adiante.
Seu pai sorriu, e foi a abraçou carinhosamente. Por isso, Oneida preferia morar com o pai por conta de ele respeitar a sua privacidade. Mesmo que o homem vivia sempre ocupado, tentava perceber a existência de sua estranha filha. Há boatos, que o pai de Oneida queria um menino e claro, que este fosse o herdeiro para assumir a empresa ICE.

Garota durona
Estou com dor
É solitário no topo
Blackouts e aviões
Eu ainda não te servi uma taça de champagne
Garota durona
Cuja alma dói
Estou em casa
Sozinha
Confiro meu telefone
Nada, embora
Ajo ocupada
Tudo em ordem
Pago a TV
É uma verdadeira agonia

Aos 13 anos de idade, ainda continuava praticando bulimia. Estava assustadoramente magra e começou a sofrer desmaios repentinos, um certo dia estava conversando com um colega seu, um rapaz simpático e bem popular, algo que Oneida estranhava:
— Ele gosta de você. – riu umas das suas colegas, eram as mesmas que fazia bullying com a Oneida. – Convidou você para a festa da Cathy!
E realmente convidou. Oneida ficou contente, por conta de não ser muito confiante, resolveu ir a à festa junto com o rapaz que tinha a convidado. Estava maquiada e usava um vestido vermelho lindíssimo que a sua mãe tinha comprado para ela há meses:
— Esse vestido não combina com você. – a mesma garota e as suas amiguinhas juntaram, com os sorrisos maldosos. – Tenho pena de você, Oneida.
Estranhando quando viu que todos estavam afastados de si, olhou para o rapaz que dizia que era o seu ‘amigo’ de longe, rindo ao lado de seus amigos babacas. De repente, percebeu que era uma armadilha.
Um barulho brusco. Algo estava caindo.
Um balde despejou tinta vermelha em Oneida, que ficou muda. Não conseguia mexer nem falar nada, todos riam. Tonta e assustada.
Correu para o mais longe puder.

Eu posso chorar estragando minha maquiagem
Lavar todas as coisas que você tomou
Não ligo se não pareço bonita
Garotas crescidas choram quando seus corações quebram
Garotas crescidas choram quando seus corações quebram
Garotas crescidas choram quando seus corações quebram
Eu acordo, eu acordo, eu acordo, eu acordo
Eu acordo, eu acordo, eu acordo, eu acordo
Eu acordo, eu acordo, eu acordo, eu acordo
Eu acordo, eu acordo sozinha

A maquiagem borrada, lágrimas grossas desciam de seus olhos castanhos escuros, Oneida sentia um peso imenso em seu coração. ❝Eu quero morrer... Não sirvo para esse mundo, porque merda estou fazendo aqui❞ Seus pensamentos eram como uma tempestade tenebrosa e intranquilizaste. Estava no banheiro do seu quarto, no apartamento luxuoso de seu pai. Sentada na banheira vazia, pegou um estilete que tinha no estojo de maquiagens, encarou por horas e pensou o que viria depois.
O seu pai chegaria daqui a pouco, talvez a encontre morta. Talvez, não.
— Não aguento...
Sussurrou chorosa, fechou os olhos com força temendo da dor que iria sentir. A lâmina encostou na pele, fez o corte em reto. Gritou de dor e agonia, Oneida implorou que fosse o fim de tudo. Conseguiu cortar o outro pulso, afundou na banheira. Seus olhos fixavam no teto, sentia o mundo girando como um remoinho.
A dor ainda permanecia. Mais a sua alma não.

Eu posso chorar estragando minha maquiagem
Lavar todas as coisas que você tomou
Não ligo se não pareço bonita
Garotas crescidas choram quando seus corações quebram
Garotas crescidas choram quando seus corações quebram
Garotas crescidas choram quando seus corações quebram

Seu pai chegou mais cedo, por sorte ou azar de Oneida, conseguiu leva-la a tempo ao hospital e como estava desidratada o bastante, precisou de doações de sangue e conseguiu rapidamente. Oneida recuperou bem e ficou arrasada que os médicos revelaram que a jovem era anoréxica ao seu pai (a mãe não estava lá).
Depois disso, fora mandada ao psicológico e diversos grupos de apoio. Oneida melhorou bastante e conseguiu largar o vício, o pai passou a ter mais intervalo para poder passar um tempo com a filha, as coisas melhoraram bastante depois disso. A mãe apenas diz: ‘Ela apenas é uma adolescente problemática’. Só teve apoio do pai, e da mãe nunca. Oneida passou a vestir roupas largas e se esconder de pessoas maldosas, os estudos eram a única solução para si, para não criar rivalidades ou problemas de socialização, tornou uma escrava fiel das garotas populares da escola. Conseguiu emagrecer e ter uma vida saudável (ela ainda tem alguns impulsos como comer chocolate numa hora errada).


O que você é no grupo da elite?

♥ Nerds invisíveis estilo escravas das populares. ♥


Roupa Casual:


E sempre está usando o seu fiel casaco de frio que evita as medidas do seios ou ver as curvas:


Você tem algum segredo super secreto?

♥ Nenhum. Como descrevi, a Oneida é um livro aberto. Talvez, ao decorrer da fic, ela crie segredos (depende de você, autora diwa) ♥

Pode Hentai?
♥ YES❣❣❣ ( ͡° ͜ʖ ͡°) ♥

Está ciente que seu personagem está em minhas mãos?

♥ MEGA ULTRA HIPER CIENTE❣ ♥


Eu poderia te fazer Gossip Girl?

♥ Sim, poderia sim. Não vejo problema nenhum rsrs ♥

Algo mais?
♥ Oneida possui cicatrizes em seus pulsos, por causa da tentativa de suicídio. Ela evita puxando a manga da blusa pois não gosta de comentar muito a história sobre o ocorrido. E é novata em Upper East Side. ♥

Escutando: Alive - - Sia
Lendo: Os Grandes Enigmas de nossa História
Assistindo: Velho Chico
Jogando: Nada :(
Comendo: Pipoca :p
Bebendo: Suco de laranja : p amuuuu

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...