~Soow

Soow
Lalala <3
Nome: Retardada
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 17 de Novembro
Idade: 5
Cadastro:

Haunted School - - Interativa


Postado

Haunted School - - Interativa



Nome completo

♥ Hana Sakamoto. Hana: Significa “dom da graça de Deus”, “graça”, “graciosa”, “bem aventurada”, “feliz”, “flor”. Sakamoto é o sobrenome da jovem, e pertencente a umas das famílias mais tradicionais e importantes da cidade Tomoyeda. ♥
✖ A garota é apelidada carinhosamente de Hana_Sama, por conta de ser a presidente do grêmio. ✖


Idade

♥ 17 anos de idade. Nascida no dia 10/11, é do signo Escorpião. ♥

Aparência

【La Folia Rihavein - - Strike The Blood】
Descrição da aparência
♥ Cabelos brancos longos descem até a nádegas, olhos profundamente azuis claríssimos como as safiras. Pele pálida como o papel. Hana é uma garota atraentemente bela e naturalmente sexy, possuindo seios fartos e curvas. Mede 1,65 m de altura e pesa 43 kg. Muitas garotas a retrucam como ❝A cabo de vassoura peituda❞, pois a Hana é magra e tendo os peitos bem grandes isso gera comentários e apelidos maldosos, muitos falam que ela fez silicone e outros, acreditam que ela é toda plastificada em geral. Como a jovem possui uma autoridade máxima, as pessoas tem medo de critica-la. ♥

Personalidade
❝Eu rugirei a todos esses meus medos❞. Hana é uma garota séria e solitária, dificilmente relaxa a sua fria postura. Raramente é vista sorrindo ou rindo, pois sempre está tão concentrada com a papelada ou com as coisas que acontece no Grêmio de sua escola, é sociável e dinâmica, digamos que ela é boa em explicações, por exemplo, Hana lhe explica claramente o que é uma maça (um exemplo), se não entendeu, ela vai explicar uns milhões de vezes até que perca a paciência para quebrar a cara da pessoa com o seu super soco. É ousada e calculista, extremamente inteligente e é uma nata estrategista, sempre está com um plano em sua mente. Indiferente e fria à pessoas bobas e infantis, pois, para a Hana , é perda de tempo para lidar com esse tipo ser. SURPREENDENTEMENTE corajosa e valente, Hana não é muito de se assustar ou de hesitar, quando ver imagens fora do normal, a garota é dura e fala: ‘Tem que ter uma lógica para isso’ em invés de dar uns gritinhos ou sair correndo, Hana prefere enfrentar o sobrenatural.
❝Quebrei todos esses meus espelhos. Às vezes, acho que nem é eu mesma que está refletida ali, sim, uma desconhecida❞. Hana frustra muito com a sua aparência, principalmente ao tamanho de seus seios (muito grande do que o normal), ela fica irritíssima quando os rapazes encaram para os seus peitos, por conta disso, Hana tem uma personalidade temperamental, começa a dar socos e tapas para evitar momentos constrangedores. Leva as críticas e brincadeiras muito a sério, pois ela é ambiciosa e sempre está disposta a melhorar para conseguir o que quer e claro, para agradar as pessoas mais do que a si mesma. Impaciente e odeia atrasos, Hana é perfeccionista e pontual, é obcecadamente organizada.
❝A vida é muito importante para ser levada a sério❞. Cautelosa e EXTREMAMENTE atenta, nunca perde os detalhes ou alguma informação. Hana possui um raciocínio lógico discreto e sabe raciocinar pelo menos, uns quinze segundos. Analista e observadora, popular entre os rapazes por conta de seu cargo e claro, a beleza. Hana odeia só ser vista pela a sua aparência, orgulhosa e dedicada. É possessiva e MUITO ciumenta, tem ataque de ciúmes bem cósmicos e é protetora (somente com aqueles que ela importa muito). É realista e pragmática, ótima em formular argumentações razoáveis. Carente (ela adoraria receber carinhos ou abraços).
❝A vingança é um delicioso prato, principalmente para pessoas frias como eu❞. É MUITO VINGATIVA, quando é traída, Hana planeja perfeitamente um plano de vingança e quer transformar a vida desta pessoa num belo inferno, ela só encerra a vingança quando a pessoa implora piedade, e ela apenas sorri indiferente: ‘Todo o preço tem que ser pago. Agora, tome cuidado comigo’. É forte e determinada, nunca desiste de seus ideias ou salvar um alguém que ama (mesmo que todos tenham desistido de salvar essa pessoa, Hana mante a sua fé e faz de tudo para salvar). É confiante em suas decisões e teimosa, detesta ser intimidada/subestimada. Sabichosa e educada com quem merece, e com quem não merece, Hana é arrogante e fria.
❝Não importa se há um coro de “não” em sua cabeça, você é capaz!❞ Boa incentivadora e gentil com quem merece, respeita muito bem as divergências mais mante a sua opinião com dureza. É sedutora e sexy (ela usa o seu corpo para conseguir o que quer), adora fazer provocações sensuais principalmente ao seu par romântico (ela sempre faz comentários pervertidos). Manipuladora e exigente. É mandona e só recebe ordens quando a consideram justas, competitiva e odeia perder. É responsável e esperta, é sábia e sensata, é irônica e sarcástica quando o necessário. Metida a sabe de tudo e quando sorri verdadeiramente, é com quem tem muita afinidade. É durona e não gosta de mostrar a fraqueza, uma boa aliada e pior inimiga possível. É estudiosa e refinada.
❝O mal existe e sempre existirá❞. Hana gosta de lendas sobrenaturais, por causa de seu melhor amigo de infância, o Yuki. Ela é a única que acredita nele e claro, investiga e pesquisa casos anormais para o seu amigo, mesmo não aparentando ser aquele tipo de pessoa que gosta de terror, Hana é especialista em sobrenatural. Intelectual e defensora brutal.

História
História baseada na música Ichirin No Hana, do anime Bleach:



Você tem que ser você
Não há quem possa te substituir
Não seque, flor solitária.
Quase nunca recebe a luz
Você é como uma flor que nasceu
E que se abriu nas sombras
Enraizada e imobilizada, em um lugar não desejado

Hana Sakamoto é filha de uma das famílias mais ricas e importantes de Tomoyeda, que é uma família tradicional com a cultura conservadora de Samurais. É a sétima e única filha mulher dos Sakamoto, por conta de ser a mais nova e última dos filhos, Hana não tem uma atenção merecida. Pois o seu pai é dono de um hipermercado (é o único e mais frequentado da cidade) e fica ocupado nos negócios, já os seus irmãos, ambos todos estudam no exterior. Enquanto a sua mãe, está numa longa viagem numa excursão lá na América do Sul.

Exponha os sentimentos que tentou ocultar
Aguentarei tudo, até as dores e os sofrimentos
Por isso não chore, Flor Solitária.
Ainda é cedo para secar
Quero ver você de novo com seu jeito ingênuo

As crianças riam e puxavam o cabelo da pequena Hana, tinha cinco anos de idade na época, choramingava triste e assustada, estava no parquinho da escola e na época, nevava muito:
— P-por favor parem... – chorava a Hana, pois as crianças a odiavam por conta de ser de uma família rica.
— Olha a princesinha está mandando ordens para a gente. – riu debochado, um menino mais alto deles.
Do nada, uma bola de neve foi atingida no mesmo menino, fazendo que todos virassem para saber quem é o dono da bola:
— A deixem em paz, seus bobocas! – gritou um garoto de cabelos negros.
Todos os garotos partiram para cima dele, deixando a Hana boquiaberta e sem ação, fez uma coisa que nunca teria coragem de fazer. Partiu para cima dos valentões e defendeu o menino que era o novo alvo dos covardes, todos os envolvidos se assustaram com a força bruta de Hana e saíram correndo de medo:
— É... Não fiz nada, só apenas te atrapalhei. – resmungou baixinho o menino. Hana sorriu docemente e entendeu a mão, ajudou o menino a levantar e ambos se encararam.
— Não, pelo contrário, você me salvou. – diz Hana, deixando o menino confuso. – Você me fez ser corajosa. Obrigada.
— Sério mesmo? – o menino a olhou espantado, talvez seja pela firmeza por trás das palavras de Hana, ou pela sua beleza fascinante. – Obrigado por me defender também.
Timidamente, Hana olhou para ele e perguntou:
— Podemos ser amigos? Sempre te protegerei, é uma dívida que lhe pago pela lealdade por ter me defendido. Mais também pela amizade, que acredito que vai surgir. – Hana olhou ansiosamente, pois nunca tivera amigos.
— Sim! – riu o garoto, e logo apresentou o seu nome: – Sou Yuki Akabane, prazer!
— M-meu nome é Hana Sakamoto. – suspirou baixinho, a pequena.
— Sakamoto!? – exclamou o Yuki, mais logo puxou a Hana: – Vamos brincar?
Naquele instante, surgiu uma longa e interna amizade.

Quero dar força para você
Mesmo que eu me torne inimiga de todo o resto do mundo
Vou proteger você até o fim
Você deve perceber que não há outro
Você deve perceber que não há próxima vez
Você deve perceber que não há outro
Você deve perceber que não há próxima vez
Você Devia ter percebido que
Percebido que não há outro

Quando tinha oito anos de idade, ocorreu uma situação desagradável para si mesma, fora um alvo de bullying, uma das suas colegas descobriam que Hana tinha sentimentos por Yuki, e estão a forçou ir no banheiro feminino do colégio:
— Ouvi falar que o Yuki não gosta de garotas com cabelos curtos. – riu maldosa uma de suas colegas, fazendo que a Hana tentasse compreendesse o que estava acontecendo.
Um som de uma tesoura cortando fez que Hana, tentar livrar das garotas que a seguravam, usando a sua força física, conseguiu quebrar a cara de todas as garotas. E todas se assustaram com a força bruta de Hana, fugiram de medo.
— Será que as meninas tinham razão? O Yuki... – choramingava triste, a Hana.
— Hana? – a garota se assustou e tentou socar: – Sou eu, o Yuki... O que aconteceu com você, Hana? – a garota contou tudo para o seu melhor amigo, e logo perguntou para ele se o que achava de seu novo “corte”: - Eu gosto do jeito que você é, afinal, Hana... Você é a única amiga que tenho, e importo muito com você. Não ligue pelo para essas garotas invejosas.
Fico pasma com as palavras calmas de Yuki, e apaixonou mais ainda por ele. Mais tinha medo de declarar para ele, com receio de perder a sua amizade. Como era muito criança, resolveu esperar ficar mais velha para declarar os seus sentimentos.

Você tem que ser você,
antes, agora e daqui pra frente
Mesmo que eu me torne inimiga de todo o resto do mundo
Vou proteger você até o fim
Por isso, não seja derrotada, Flor Solitária.
Você deve perceber que não há outro
Você deve perceber que não há próxima vez
Você deve perceber que não há outro
Você deve perceber que não há próxima vez
Você Devia ter percebido
Perceba que não há outro

Hana sempre defendia o Yuki dos valentões de sua escola, e ambos envolveram uma paixão pelo terror, investigavam casas e lugares que achavam que eram assombrados. Sempre assistiam filmes de terror juntos, a famosa sessão A Hora (Yuki foi que apelidou). Cada dia, mais se apaixonava pelo garoto.
Com 14 anos de idade, Hana já era uma garota com um corpo desenvolvido, e ela odiava muito isso, porque causava comentários invejosos e maldosos sobre isso. Envolveu-se nos estudos e numa rotina rigorosa adotada pelo próprio pai, com treinos puxadíssimos de artes marciais (a família dela é de samurais), aprendeu falar três línguas (inglês, francês, russo), sendo uma aluna exemplar e bem aplicada, era a favorita dos professores. Hana se tornou uma pessoa fria e solitária, por ter afastado de Yuki misteriosamente, mais ainda assistiam filmes de terror uma vez por mês.
Raramente recebia cartas ou visitas de sua mãe, e também, de seus irmãos. Tornou-se a presidente do Grêmio aos 16 anos (está no cargo há dois anos e meio), e sempre atende os alunos de sua escola com seriedade. Tendo estão, uma vida monótona e sem graça.
Quando escutou o Yuki falando sobre uma lenda com umas pessoas, a Hana ficou com esperanças que poderia usar isso como reaproximar de sua paixão, pesquisou e investigou sistematicamente a lenda, para poder ajudar o seu amigo.
E claro, protege-lo como tinha prometido a si mesma e a ele.
O que gosta

Hana adora ler ficções cientificas e de terror, é fã do gênero de terror psicológico.
Assistir filmes de terror com exorcismos. De citações e escutar músicas clássicas. Tocar piano e violino. De estudar algo que a interessa. De pesquisar e de dar ordens.
Cozinhar e fazer doces (o preferido dela é pudim de leite com condensado). De gatinhos e coisas fofas. De dar broncas e corrigir os outros.
Explorar lugares e antiguidades. De ir a museus, do inverno e patinar no gelo. De artes marciais e observar as estrelas quando está pensativa. De escrever poesias e andar de bicicleta. De café e batata frita, ama comer costela.


O que não gosta


De mentiras e traições. De olhem para os seios dela ou o peguem sem a permissão dela. Cantadas machistas e machismo.
De brincadeiras e pessoas infantis. De pessoas covardes e fracas. De ser subestimada.
De perder a paciência e de mal trato aos animais.


Você acredita na lenda que fale que tem na escola sim ou não porquê?

♥ Não. Mesmo sendo uma fã fanática por filmes de Terror, porque a Hana acredita que é necessário ter provas, que é ver pelo próprios olhos. ♥

Se chegar ver uma morte bem na sua frente qual seria sua reação?
♥ Se for uma pessoa que ela não tem muita afinidade, ficaria fria e muda. Logo em seguida ela iria encobrir os olhos da pessoa e sussurrar: ‘Que descanse em paz’. Mais se for com uma pessoa que ela ama ou sente próxima, ficaria chocada e com raiva, ao mesmo tempo culpada por não ter feito nada. ♥

Par romântico?

♥ Se o Yuki Akabane tiver disponível, pode ser ele. Mais se não, eu mesma escolho. ♥

Roupas


Casual
{Por ser de uma família tradicional, a Hana usa o quimono}
Escolar



Algo mais?

♥ Ela usa o colar do Yuki que a deu, no seu aniversário de 16 anos: ♥



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...