~Sakasaki-Aldi

Sakasaki-Aldi
SrAlditore
Nome: Haou show ko ou ken!
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 7 de Abril
Idade: 20
Cadastro:

O Mago Andarilho


Postado

O Mago Andarilho

Minha historia? Por quais propósitos você quer saber isso? Quanto menos souberem dos meus verdadeiros objetivos será melhor para a humanidade, eu falo serio. Insistente, você é insistente, mas talvez se eu explicar você possa entender meus motivos. Não vou lhe dizer meu nome, isso é algo que eu não revelo a ninguém... Já faz muito tempo desde que precisei usá-lo, para todos os casos, eu mesmo abandonei o nome que me foi dado...

Eu não consigo lembrar de minha família, isso é uma vergonha, mas não foi minha culpa, esse mundo me separou deles antes que eu pudesse criar alguma memória de apego a eles, nem mesmo lembro da face ou da voz deles. Em minha memória mais distante eu já acompanhava Karlai Fanred em suas viagens. Karlai era um sábio e velho mago, rígido e jamais recuava com sua palavra, pois sabia quando estava certo e não deixava ninguém dizer o contrario. Eu era seu aprendiz. Nunca foi me dito de onde eu vim, meu mestre disse que eu não possuía família e por isso ele me adotou como aluno, então eu acreditei, ele não faltava com sua palavra e isso era motivo suficiente para eu acreditar.

Junto do meu mestre nos viajamos por terras distantes, com ele eu aprendi os caminhos da magia e por conta das viagens adquiri conhecimentos sobre incontáveis culturas. A medida que eu me tornava mais experiente com magia eu também me tornava mais calmo, era necessário, como meu mestre me ensinou " A magia não existe para aqueles que querem dominá-la, mas sim para aqueles que querem dominar a si mesmos ". Segui essa filosofia por toda a minha vida. Cresci e me tornei um homem, Karlai continuava a me tratar como criança, nunca o questionei sobre isso, ele era mais sábio então eu compreendia que seus olhos só me enxergassem como uma criança.

Havia um segredo na magia, apenas os maiores e mais poderosos magos o conheciam. Eu não deveria estar falando sobre isso, mas espero que isso sirva de advertência e não incentivo. " Magia não é vida, mas sim energia ", de fato, a magia corre pelo mundo, não somente em seres que possuem vida, mas também em objetos. Entre esses objetos existem aqueles que chamamos de fontes de magia, todos sabem disso, mas existem fontes tão poderosas que jamais deveriam ser usadas pela humanidade cruel, as Pedras Ancestrais. A muito tempo atrás cada nação possuía uma, eu testemunhei o uso de tal atrocidade em uma guerra, uma região inteira foi banida desse plano em questão de segundos. Lembro que depois de ver tamanho pode eu mal pude me mover, minhas pernas fraquejaram e eu cai de joelhos, já o meu mestre construiu imediatamente um novo objetivo para sua vida, tomar as Pedras Ancestrais para que elas jamais fossem usadas novamente.

Nossa cruzada iniciou-se novamente, íamos de reino em reino para convencê-los de as Pedras Ancestrais eram perigosas de mais. Karlai era conhecido e respeitado, ele não tinha dificuldades em convencer Reis e magos reais a abdicarem das pedras em nome da preservação do mundo, houve poucas vezes que eles não concordaram, nessa poucas vezes as coisas eram resolvidas em duelos de magia ou simplesmente eu era enviado para roubar as pedras. Meu mestre sempre lutou nos duelos, apesar de já estar velho sua magia era poderosa o bastante para vencer qualquer mago, quando tínhamos que utilizar do furto eu me infiltrava nos enormes castelos, palácios ou seja lá onde fosse necessário. Nunca fui um ladrão, mas nem mesmo o mais experientes dos ladrões poderia roubar aqueles aquelas fontes mágicas, para chegar até elas era necessário conhecimento em magia, já que a mesma era usada para defende-las. Nas vezes que tive que fazer isso não encontrei dificuldades em passar despercebido, bloqueando e destruindo a defesa mágica construídas por outros magos, eu estava ficando poderoso, mesmo que não estivesse percebendo isso.

Me partiu o coração o dia em que vi meu mestre sucumbir a tentação por poder. Jamais esperei algo assim dele, mas após outra Pedra Ancestral ser usada para varrer uma região inteira ele convenceu-se de que ele mesmo deveria usá-las para fazer do mundo um lugar melhor. Não concordei e dessa vez fui contra meu mestre, eu não pude ficar calado enquanto ele planejava usava uma magia tão poderosa para obrigar as pessoas a aceitarem sua dominação caso contrario seriam mortas. Lutar contra aquele homem foi uma das experiências mais dolorosas que eu tive em minha vida, não por que ele era poderoso, durante a batalha percebi que como aprendiz eu superei meu mestre, me tornei muito mais forte do que ele jamais pensou, mas Karlai era como um pai para mim, a única pessoa que eu considerava minha família...

Quando tudo acabou e vi o corpo dele cair aos meus pés eu tive um certeza, as Pedras Ancestrais eram realmente uma ameaça, mas infelizmente não podiam ser destruídas, a liberação de magia que causariam seria devastadora, cabia a mim encontrá-las e guardá-las onde ninguém jamais as encontraria. Não podia confiar em ninguém, qualquer um estava sujeito a tentação do poder, até mesmo eu, manter o controle e encontrar as Pedras Ancestrais, essa passou a ser minha missão. Messes se tornaram anos e anos se tornaram séculos, a magia das pedras era tão poderosa e me afetava de tal maneira que eu fui incapaz de envelhecer, minha memória se perdeu ao longo de todo esse tempo, meu nome foi apenas uma das muitas coisas da qual esqueci. Agora eu vago pelas essa terras, por toda eternidade, por todos os planos, eu sou o aquele sem nome, cuja missão é maior do que qualquer outra, eu sou o Mago Andarilho.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...