"As melhores coisas acontecem de repente..."


Postado

"As melhores coisas acontecem de repente..."

Era um dia frio...
Próximo ao final do inverno. Estava nublado e garoava um pouco também. Mas eu não me importava.
Meu coração estava tão acelerado que doía um pouco. Mãos trêmulas, e em minha mente... Milhões e milhões de pensamentos. Minha vida poderia mudar completamente dali em diante, eu só não sabia se para melhor ou pior do que já estava.
Continuei caminhando em sua direção, e pareciam infinitos passos até que eu o encontrasse. E minhas pernas estavam já cansadas, grande parte por conta do nervosismo.
Tudo bem.
Apenas mais uma quadra. Vou encontrá-lo, dizer "Oi" e o que acontecerá a seguir será uma grande surpresa. Realmente não sabia o que esperar.
Faltava bem pouco, respirei fundo, ajeitei o cabelo que já deveria estar uma bagunça por conta do vento e aquelas malditas gotinhas de chuva e parei, esperando para atravessar a rua, quando o fluxo de carros cessou caminhei até o outro lado, e em meio às pessoas eu vi seus pés, reconheci apenas pelo All Star preto, mesmo nunca tendo visto ele em toda minha vida.
E agora eu já nem sabia o que pensar, só sabia que tinha que caminhar mais alguns metros e finalmente o encontraria, depois de torturantes semanas após tê-lo conhecido, por meio de amigos nossos.
Então, eu respirei o mais fundo que consegui, tentando (apenas tentando) me acalmar o máximo possível e continuei caminhando. As pessoas passavam por mim como vultos, e eu apenas o enxergava. Ah, estava tão lindo... Como sempre. Encostado em uma parte daquela parada que estava lotada.
Ele olhava distraído para o outro lado da rua, e vez ou outra para a tela do celular. Então eu cheguei. Ele me olhou com aqueles enormes olhos castanho-escuros, eu disse "Oi" e ele me puxou, contornando os braços em minha cintura e me trazendo para perto, e me beijou. Meu Deus, eu estava tão nervosa. Eu não sabia se me concentrava em beijá-lo de uma forma decente, se me concentrava em sentir a sua pele pela primeira vez, e seu cheiro. Ou se tentava não tremer e acabar caindo. Ou então se tentava não desmaiar ali mesmo.
Meus olhos ardiam e eu estava imensamente feliz por tê-lo encontrado, digo, no sentido de ele ter aparecido na minha vida. Dessa forma tão... Inesperada. E é o que ele sempre me diz: "As melhores coisas acontecem de repente..."
Então nos afastamos, e eu quis abraçá-lo novamente e ficar ali para sempre. Eu me afastei um pouco, e ele disse "Vamos?"
E foi então que eu descobri... A partir dali, minha vida mudaria completamente, e para melhor.

Escutando: The Mortician's Daughter - Black Veil Brides

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...