~SnapeMalfoyPott - Clan Fantasy

SnapeMalfoyPott
SnapeMalfoyPotter
Nome: Ana Lúcia Castro
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 6 de Janeiro
Idade: 19
Cadastro:

Alan Rickman


Postado

Alan Rickman

Não, eu não consigo acreditar no que aconteceu, é um sonho meu, nada se acabou
Não, é impossível, não consigo viver sem você, volte e venha ver, tudo em mim mudou

Eu já não consigo mais viver dentro de mim, e... viver assim é quase morrer
Venha me dizer sorrindo que você brincou e que ainda é meu, só meu o seu amor

Hoje mais um dia de tristeza para mim passou, nem o meu olhar nada se alegrou
Sinto-me perdido no vazio que você deixou, nada quero ser, já nem sei quem sou

Eu já não consigo mais viver dentro de mim, e.. viver assim é quase morrer
Venha me dizer sorrindo que você brincou e que ainda é meu, só meu o seu amor

Eu já não consigo mais viver dentro de mim, e... viver assim é quase morrer
Venha me dizer sorrindo que você brincou e que ainda é meu, só meu o seu amor
Eu já não consigo mais viver dentro de mim, e... viver assim é quase morrer




Essa música rondou minha mente assim quando soube da morte de Alan Rickman.
Cara, foi uma coisa tão sem noção, tão surreal, que até agora, não caiu a ficha.
Eu tive que procurar em vários sites para ter a certeza, mesmo assim, sem acreditar, que ele tinha nos deixado.
Ainda dói p caramba e sei que vai doer por um bom tempo.
Só de escrever essas palavras, meus olhos se enchem de lágrimas e um nó na garganta se forma.
Sinceramente, nem eu sabia a profundidade do meu amor por esse ator.
Li várias homenagens que fizeram para ele e em todas só teciam elogios. Um ator espetacular e um ser humano incrível.
Agora, toda vez que começo a escrever minha fic e tenho que citar o nome de Severus Snape, as mãos tremem e não consigo evitar ficar muito triste.
É uma dor física, algo q sente mesmo e olha q eu nunca pensei que fosse assim perder alguém.
Talvez algumas pessoas possam achar isso idiotice.
O cara tava lá em outro continente, vivendo a vida dele, com a família dele, nem sabe da existência de minha pessoa, com certeza nem da minha cidade, provavelmente nem pense muito em Brasil.
Mas, gente, ELE ESTAVA LÁ!
Eu sei que talvez eu nunca o conhecesse pessoalmente, apesar de ter esse desejo, talvez nem nunca eu vá à Inglaterra, apesar de ser meu sonho há séculos.
MAS EU SABIA QUE ELE ESTAVA LÁ!
Será que dá p entender?!
Ainda havia a esperança, eu poderia realizar meu sonho, mas agora... Agora tudo se acabou...
E dói p cacete...
Não consigo acreditar ainda...
Desculpem esse desabafo!
Eu estava para escrever algo assim desde o dia fatídico, mas não consegui...
Alan, você sempre, sempre mesmo, vai estar no meu coração. Aliás, um pedacinho dele é seu.
Nunca vou esquecer você, nem Hans Gruber, nem Jamie, nem o Xerife de Nottinghan, nem Sinclair, nem o Coronel Brandon, nem o Juiz Turpin, nem Hilly Kristal, nem Ronald Reagan, e principalmente, Severus Snape que foi onde eu te conheci e me apaixonei por vc. Nenhum dos seus personagens, bons ou maus, sofredores ou sortudos, alegres ou tristes, que morreram nos filmes, que nos fizeram chorar e sorrir, nenhum deles, será esquecido.
Seu nome, meu querido, já é imortalizado.
Acho q é só isso...
Precisava desabafar...
Quem leu e gostou, se quiser deixar também algum tipo de homenagem, fique a vontade.
Adeus Alan Rickman...


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...