~yixingod

yixingod
›xperience;;+
Nome: ⁺✧ೃd (a n) e j a v u
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 24 de Dezembro
Idade: 15
Cadastro:

❀i'm {not} okay❀


Postado

É estou aqui pra estragar o dia de vocês. Mas ninguém é obrigado a ler o que não quer, não é mesmo? Se quiser parar aqui, a vontade. Mas tem coisas que merecem explicação e bem... É uma merda eu ser assim e machucar todos a minha volta e eles simplesmente acharem que é cu doce.

Desde pequena eu sou muito emotiva e sofria por poucas coisas. O mundo era difícil pra mim, eu tinha medo de tudo. Até que eu acostumei a ver filmes de terror e simplesmente sentir nada. Hoje, não levo sustos. Aprendi a aguentar a dor de levar tapa, chinelada, cintada e etc. Hoje, posso me machucar a vontade que a dor é apenas momentaneamente, não sinto mais medo disso. Não fujo de escuro, de multidões, de agulhas, de baratas, de ratos, de nada. Vamos considerar que tem vezes que sinto medo sim, não sou nenhuma pedra de gelo, até pq meu problema é sentir demais.

Sempre fui chorona, uma manteiga derretida, depressiva e animada. Sim, depressiva e animada. Meu estado emocional gosta de apertar o botão extremo mesmo. Uma hora eu estou SUPER feliz, SUPER ansiosa, SUPER animada, SUPER triste, com MUITA raiva, com MUITO ódio e etc. Além disso, tenho uma variação instável de humor, o "ser bipolar". Oscilações de humor bastante frequentes: em questão de minutos posso estar feliz, triste e com raiva sem nenhum empurrãozinho. Sou bastante impulsiva também, nem penso na hora de fazer certas coisas (e por isso já fiz MUUUUITA cagada). Tenho medo de ficar sozinha, de ser abandonada e isso me faz grudar nas pessoas, necessitar de toque (até pq quem convive comigo sabe o quanto eu amo abraço e como adoro quando seguram minha mão pra andar na rua ou em qualquer lugar).

Tenho baixa autoestima, tendência ao suicídio e depressão no estado grave. Já tentei me matar quatro vezes e foi tudo no impulso. Se não fosse por isso, talvez eu teria tentado na primeira, mas as outras três não. Esses sintomas todos listados e mais alguns aqui fazem parte do meu transtorno. Sim, eu tenho uma doença. E é por isso que eu sou do jeito que vocês vêem. Alguns perceberam que eu não estou ficando muito animada, isso é por alguns problemas pessoais que estão piorando meu transtorno e a alteração de humor está ficando cada vez maior, então tento o máximo não transparecer aqui.

Agradeço por vocês terem segurado a barra e me aguentado esse tempo todo, estou fazendo o máximo para curar isso de uma vez e ser normal, nem vou falar "voltar" pois eu sempre tive isso.
Mais uma vez, obrigada.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...