~StarAmazing

StarAmazing
I'm The Queen Bitchess
Nome: ❦ A.g.a.t.h.a ❦
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 11 de Junho
Idade: 17
Cadastro:

『 Ficha - Pensionnat 』


Postado

『 Ficha - Pensionnat 』

➹ Nome completo – Victória “Tori” Fletcher White

➹ Idade – 17 anos | 11 de Junho | Pertence ao signo Gêmeos | Ascendente em Escorpião

➹ Aparência – Ela possuiu uma beleza de origem latina, uma beleza atraente mesmo que não saiba. Um pouco... Diferente? Digamos. Tori possui um cabelo “Colorido”, muda de cor constante devido ao seu humor (Ruivo, naturalmente), cabelo na altura dos ombros, rebelde suas madeixas, arrumadas, porém sapecas e naturalmente desarruma. Orbes acastanhadas esverdeadas, um olhar meramente penetrante, cílios de “boneca” que caiem nos seus olhos. Lábios rosados e carnudos, sardas impercetíveis ao redor de seu nariz. Nariz fino e pequeno, meramente arrebitado na ponta. Quando a garota sorri, exibe suas covinhas invejáveis ao lado de seu sorriso sapeca.



➹ Personalidade – Tori gosta de viver cada dia como se fosse o último. É determinada, e faz de tudo pelo que quer e pelo que acredita ser certo. Tem sempre uma opinião formada e não tem medo de falar. É inteligentíssima, podemos considera-la como uma “Sabe-tudo”.
Victória é simpática e meiga, faz amigos e encanta pessoas com muita facilidade. É divertida e bem-humorada, e sempre contagia a todos com seu entusiasmo, sempre com um sorriso, mesmo que esteja triste. Sempre está interferindo em conversas que sabe dos assuntos. Muito tagarela. Sempre está falando de um lado para o outro, até mesmo sozinha, pensando alto, porém, pode ser ousada com suas palavras, tornando-se um tanto quanto ácida. Não fica de boca fechada quando vê injustiças ou coisas que, para ela, estão erradas. É muito distraída e geralmente está no mundo da lua, esbarrando nas coisas e, no pior dos casos, até mesmo quebrando-as. Tori é o tipo de pessoa que nunca passa despercebida, mas não porque é conhecida por todos, mas sim porque é uma completa desastrada e, quando tenta fazer as coisas em silêncio esbarra e derruba objetos, atraindo toda atenção para ela. Também é um pouco desajeita, por isso é muito fácil de encontrá-la no chão, tendo tropeçado ou simplesmente caído no chão; esses traços dificultam um pouco o seu trabalho e o processo da sua curiosidade, já que ela é extremamente curiosa e as pessoas quase nunca conseguem esconder-lhe segredos. Porém, ser desajeitada e curiosa não é a melhor combinação do mundo. Tori pode entender coisas bem diferentes do significado, se você disser “fique quieta e não toque em nada” Ela entende “corra que nem uma maluca e toque em absolutamente tudo”. A garota é apaixonada pelo o quê é certo, mas tem uma enorme queda pelo o quê é errado. Victória é o tipo de pessoa que faz o que “der na telha”. É uma máquina da criatividade, ela trabalha em sua mente as ideias mais loucas e divertidas, embora algumas sejam quase impossíveis de existir, a imaginação é a principal ferramenta para a ampla criatividade. É ótima conselheira, mas é bastante sincera, o que as vezes pode machucar algumas pessoas. É educada com todos, mesmo com pessoas que ela não gosta. Uma coisa rara é Tori ter inimigos. É bondosa, e as vezes um pouco ingênua acha que tudo tem um lado bom, e que nada acontece por acaso.
Teimosa e orgulhosa, ela gosta de fazer tudo sozinha, e se alguém dizer que ela está errada, ela vai bater o pé e falar mil e um motivos do porque ela está certa. Também é muito mandona, e tem um “extinto” de liderança.
Ela não tem papas na língua, tudo que tem para falar, ela fala na cara. Impulsiva, ela faz coisas sem pensar nas consequências, e as vezes, acaba se metendo em brigas sem nem mesmo saber. É uma pessoa justa, e que dificilmente julga pelas aparências. Não suporta pessoas falsas, ou que fingem ser que não são. Tori é sempre ela mesma, sem se importar se as pessoas vão gostar ou não.
É difícil conquistar a confiança de Victória, mas quando consegue essa “proeza” ela faz de tudo por você. É uma ótima amiga, sempre esta lá quando precisam dela, protege e defende as pessoas que ama.
Muito curiosa, é quase impossível esconder algo dela. É uma garota agitada e cheia de energia. Atrevida, ousada e confiante, ela muitas vezes é a que faz coisas que ninguém mais faria, a que usa coisas que ninguém usa, a que fala demais e nos momentos mais constrangedores. Uma ótima mentirosa e muito persuasiva, ela convence pessoas com facilidade e consegue fazer com que essas façam coisas por ela.
Calma e paciente ela nunca perde o controle, mas ainda assim é muito ansiosa.

➹ História – Annelise Blue White, uma meretriz estabelecida nessa emprego após ser rejeitada pela sua família. Nicholas Fletcher Dawson, um cafetão entusiasmado pela nova promoção no emprego. Ambos se encontraram e não demorou para pararem em uma cama de motel. Anne logo engravidou de Victória Fletcher White, Nick assumiu a filha em si legítima. Ele era si próprio casado, já que Anne não resistiu ao parto com apenas sete meses. Tori foi miseravelmente criada por Megan, Natália e Gus. Megan estava à espera de um filho, Scott Fletcher White. Mas um acidente após 08 anos Fez com o quê o mundo desabasse sobre a cabeça de Victória. Nicholas dormiu no volante em uma viagem fazendo-o bater de frente com um caminhão, o carro ficou apenas o destroço. Scott não resistiu e Tori entrou em coma profundo, acordando apenas 06 meses depois. Megan também não havia resistido, Nick carregou essa culpa em suas costas e isso atormentava-o a noite até ele não aguentar mais. Nicholas foi encontrado morto em seu apartamento com os pulsos cortados e seu pescoço degolado. Ele se suicidou. Victória continuou a morar com os irmãos, até Tyler se encontrado morto com uma bala perdida. Dizem que foi acidente. Mas na verdade não era. Sua irmã não resistiu ao parto levando a falência da mesma, fazendo Tori ir para Pensionnat. Diria à todos que foi para lá por quê quis, mas na verdade era que seu pai estava envolvido com drogas e mafiosos mataram-lhe à família um por um (...)


➹ Como fora parar em Pensionnat? Ficou desconfiada(o) com o fato do mesmo não possuir nenhum arquivo ou qualquer coisa relacionado a ele antes da reforma?

Ambas quase as duas coisas. Victória é amante de coisas clássicas, possui um ideal de descobrir sua origem e de onde vieram. Sua primeira reação ao pisar os pés em Pensionnat seria com certeza beijar os inúmeros artefatos e objetos antigos do local. Todos creem que esse foi o motivo pela garota ousar pisar os pés naquele lugar, o fato dela querer saber a história do tão misterioso lugar e certamente não encontrar nenhum registro. Porém, Essa não é a verdade.

➹ Gostos | Desgostos:

✗ Gostos ✗

Dormir Tarde
Filmes de suspense e terror
Adrenalina
Noites frias, porém céu limpo
Café, capuccino é seu preferido
Salgados
Músicas

✗ Desgostos ✗

Detesta que lhe deem ordens ou julguem seus atos
Seguir regras
Acordar cedo e/ou ser acordada
Sentir-se atraída por uma pessoa que não gosta
Perfumes fortes
Confiar demais nas pessoas

➹ Vai querer par? – Yes

➹ Sexualidade: Heterossexual

➹ Medos (Obrigatório) | Fobia (Opcional) | Trauma (Opcional) |Segredos (Opcional):

✗ Medos ✗ Perder quem ama novamente

✗ Fobias ✗ Pediofobia - Fobia de bonecos gigantes e porcelana; Victória sabe que são só simples bonecos com rostos angelicais, mas não ousa a se aproximar.

Claustrofobia - Fobia de lugares pequenos e apertados;

Coulrofobia – Medo de palhaços e qualquer tipo de coisa relacionado ao mesmo; Tori sabe que são pessoas fantasiadas e maquiadas, mas não quer se aproximar.

✗Trauma ✗ Durante uma viagem de negociação de Nicholas, Megan estava rezando em seu quarto e Augustus inventou de fazer uma simples janta no micro-ondas, pois já estava anoitecendo. Porém, Victória aos 04 anos dormia no quarto, quando o micro-ondas explodiu e a casa pegou fogo. Ela começou a se desfazer aos poucos, caindo o teto e os estavam meramente se destruindo. Tori inalara fumaça e andava desorientada pela casa, enquanto Gus procurava-a. A pequena foi encontrada debaixo de um pedaço de madeira e estava totalmente inconsciente. Ela possui uma pequena marca na sua perna esquerda devido à esse pequeno acidente, por isso não quer nem ouvir a palavra incêndio. Ou ousar a se aproximar do fogo ou uma casa em chamas, isso trás lembranças péssimas.

✗ Segredos ✗ Enviados por MP

➹ Habilidades – Victória têm uma ótima atuação e percussão, além da pontaria. Ela sabe sobre armas de fogos e adagas, porém, sabe muito bem usá-las. Têm um talento na cozinha, gosta de cozinhar principalmente doces. Tori possui uma habilidade escondida, sabe desenhar muito bem, mas morre de vergonha da mesma. A maiores de sua habilidade é dirigir, seu pai é astuto no assunto de ‘Fugir’, tanto é que ensinou-lhe a dirigir, porém Victória pisou na bola diversas vezes dirigido bêbada ou em alta velocidade.


➹ Manias | Hobbies:

✗ Manias ✗

- Enrolar a mecha do cabelo com o dedo quando distraída ou pensativa
- Morder o lábio inferior quando nervosa ou aflita
- Derrubar sempre um objeto enquanto voa no mundo da lua
- morder a tampa da caneta enquanto pensa no quê escrever
- Gesticular com as mãos quando nervosa ou frustada
- Mexer a cabeça enquanto fala quando não está visivelmente interessada no assunto ou não gosta da pessoa
- Rolar os olhos quando alguém diz algo idiota ou óbvio
- Franzir o nariz quando está prestes à sorrir ou falar algo falso

✗ Hobbies ✗

“Leitura, pela profissão de seu padrasto, acabou desenvolvendo sua paixão por leitura e idiomas”



“Piano, desenvolveu amor pelo instrumento graças à madrasta”



“Desenhar, sua paixão escondida, já que morre de vergonha dos mesmo”



“Violão, um jeito mais “tranquilo” de expressar o seu amor pela música”



“Culinária, a cozinha é seu pequeno paraíso quando a moça está em casa, adora fazer iguarias para seu pai e irmão, principalmente doces”



“Patinar, sua paixão escondida, já que caiu várias vezes de bunda no gelo.”




➹ Família –

Mãe | Annelise Blue White | 37 anos (Se estivesse viva) | Psicóloga

Uma mulher simpática e sorridente. Não é séria e carrancuda como a maioria das mulheres que possuem seu cargo ou algum parecido, está sempre aberta a brincadeiras em seu ambiente de trabalho, o que a ajuda a aliviar a tensão. Apaixonada por música graças aos pais, que eram musicistas.



Nicholas Fletcher Morgan | Pai | 44 anos | Advogado

Quem o via de primeiro, só conseguia notar sua expressão fria e a dureza em pessoa. Carrancudo, sua escola está prestes à falir e os últimos dias foram meramente estressantes para o homem. Nick nunca fora uma figura de pai presente, distante em seus pensamentos e em seu trabalho. Tori jamais entendera esse jeito fechado do pai, como se carregasse uma cruz nas costas



Tyler Philips Morgan | Meio-irmão | 23 anos | Dentista

Um rapaz sorridente e atencioso. Sempre foi cuidadoso com sua irmã, tanto por seu pai, quanto pela ausência de sua mãe na vida da menina. Procura ser o mais unido a ela quanto possível, suas brigas, na maioria, são totalmente fúteis e, por conhecer o jeito orgulhoso dela, ele é o primeiro a pedir desculpas. Não consegue ficar muito tempo sem falar com a irmã.



Natália Fletcher White | Meia-Irmã | 21 anos | Advogada

Uma moça ajuizada, séria e até um pouco sem graça. Natália nem sempre foi assim. Antes de ter que estudar pesado para conseguir seu emprego dos sonhos e o respeito que o mesmo exigia, Natália era festeira e tão tagarela quanto a irmã, mas, atualmente, ela só se permite ser assim com a família. Casou-se à dois anos atrás, Nat está a espera de um filho, possui 5 meses.



Madrasta | Megan Fletcher White | 35 anos | Designer

Uma mulher fria e distante. Não é uma flor que se cheire, quem não conhece, pensa que ela também não se importa com sua família, mas isso não é bem verdade, já que ela é um amor de pessoa com o seu filho. Por seus temperamentos fortes, Victória e sua madrasta não se dão bem, pois, apesar de seus mundos não serem muito diferentes, as duas tem opiniões totalmente opostas.



Meio-irmão | Dylan Fletcher White | 08 anos | Não exercia nenhuma profissão

Dylan enxergava um arco-íris em cada tempestade, um garoto alegre que encantava qualquer um só pelo sorriso. Tagarelava e planejava suas inúmeras façanhas com Tori, tornando-se até um compromisso divertido no final da tarde. Mas um acidente de carro onde Dylan se encontrava levou a falência do garoto, e as datas comemorativas não foram as mesmas sem ele. Tori realmente amavá por demais o irmão.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...