~StarblueG

StarblueG
/;star.
Nome: 》 You can call me S.T.A.R. 《
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 20 de Setembro
Idade: 16
Cadastro:

― don't take me to outside;


Postado


She's a n t i s o c i a l
Aah, aah, she's an a n g e l yeah
I'm in deep with this girl
But she's out of her mind
She said babe I'm sorry
But I'm crazy tonight
― She's Out Of Her Mind by Bink182

✗ Nome Completo ✗
Summer Marie Morningstar
#
Em tentativa de chamar por um apelido, todos a chamam de Star. Além de seu sobrenome, isso vem de outro significado. A pequena garotinha amava ficar em sua janela, a noite, observando e dando nome as estrelas. Seu pai a chamava de Raio de Sol, e não permite que ninguém a chame assim. Tem o maior ciúme por tal apelido..


✗ Idade ✗
16 anos. Nasceu dia 23 de Janeiro

✗ Opção sexual ✗
Bissexual

✗ Personalidade ✗

Definitivamente é uma garotinha de personalidade forte. Apesar de não ter muita experiência de vida, devido a sua idade, sabe muito bem o que quer. É decidida com tudo, sem exceção. Para ela não tem talvez, apenas sim e não. Força de vontade é o que não lhe falta. Quando está determinada a fazer algo, não descansa até concluí-lo. É o tipo de pessoa que não gosta de melação, mas pode ser considerada uma grande ursa por seus abraços apertados e aconchegantes. Normalmente não demonstrará afeto na frente de todos, porém, nunca verá a menina recusando um abraço. Sensatez pode ser considerada uma de suas maiores qualidades. Sabe muito bem diferenciar o certo do errado, e faz de tudo para não cruzar seus limites. Algumas vezes acaba fazendo algo que não é certo, por próprio impulso, porém, é raro de isto acontecer. Sua inteligência pode acabar irritando alguns. A menina banca de sabichona as vezes, porém, é apenas por saber basicamente de tudo pelos livros que lê. Muito segura de si mesma. Sabe do que é capaz e expõe isto com muito orgulho. Ama muito sua independência. Para ela, a melhor coisa do mundo é não depender de terceiros, não se sabe o que passa na mente deles e o quanto podem foder sua vida.
Por mais que tenha todo esse seu instinto forte, é uma garota recatada e quieta com estranhos. Sempre é vista sozinha pelos cantos, abraçando seus joelhos e observando os demais. A verdade é que a menina é completamente antissocial. Não tem muitos amigos e não reclama por isso. Não se importa de não ter milhares de pessoas ao seu redor dizendo-lhe elogios falsos. Alguns se afastam da mesma por sua verdade nua e crua. Summer sabe mentir muito bem, e, quando necessário, ela o faz, porém, quando não há motivos para isto, apenas diz a verdade como um tapa na cara. Normalmente é aquela que, em um grupo de amigos, será a que anima as pessoas tristes com comentários positivos e piadas engraçadas. Tem um ótimo senso de humor, porém, todos tem seus dias ruins. Summer é extremamente sentimental, e se machuca muito fácil com coisas bobas. Tenta ser forte e não chorar na frente de alguém, e alguns podem dizer que ela não tem coração por isso. Não é que seja insensível, mas o mundo é cruel demais para se mostrar fraco a todos.
Não gosta de ser ignorada e fica irritada quando isso acontece. Gosta de atenção quando está expondo suas ideias. Não ponha responsabilidades em cima da moça, pois ela vive no mundo da lua e normalmente irá esquecê-las. Pode ser egoísta em alguns pontos, mas realmente não gosta de emprestar seus bens a meros desconhecidos. Tem um olhar cínico para o mundo. Sempre se viu como a diferente, por nunca concordar com as regras normais impostas. Possui uma ótima intuição, porém isso não a diz que sempre estará certa. Não é uma pessoa teimosa, mas também não aceita tudo como se fossem as mil maravilhas. Gosta de justiça e motivos. Menina generosa com todos. Sempre ajudará os necessitados com o maior sorriso no rosto. Companheira e leal. Quando se compromete com uma pessoa, fará de tudo para não a decepcionar. Não gosta do olhar decepcionado das pessoas ao seu redor. Usa muitos trocadilhos e também da ironia quando quer ser engraçada, porém, nada que ofenda alguém. Summer era uma traça de livros, ou de qualquer coisa que haviam letras. Aprendeu muito por isso, desde histórias para crianças a receitas de sua mãe. Até hoje, se a permitirem, gasta um dia inteiro lendo e dando risadas. Seus livros preferidos eram os de mistérios, e pode-se dizer que boa parte de sua personalidade é por isso. É uma garota difícil de se desvendar. A maioria das pessoas acham que Summer é uma menina rude e agressiva, mas, ao contrário, é calma e pacifica.



✗ História ✗

Adam e Julie tinham diversos problemas com infertilidade. Queriam começar uma família há anos, porém, nada ajudava os pobres jovens. Emily, a irmã de Adam, os seguiu por todo o árduo caminho até a revelação de que Julie estava grávida. Foi uma alegria para todos. Foram nove meses de grandes surpresas e felicidade para os três. Por mais que Emily não fizesse uma parte direta da relação dos dois, ficou feliz pelo casal. Já tinha seu filho, Henry, e sabia como era a felicidade de ter uma nova criaturinha presente em suas vidas. Tinham certeza que ela seria uma menina perfeita, ao menos aos olhos deles. Quando a criança nasceu, lembraram que ela teria que ter um nome, realmente não haviam pensado nisso, então decidiram chamá-la de Summer, pois saberiam que ela seria o raio de sol em seus dias mais nublados.
A garotinha era esperta. Seus grandes olhos castanhos observavam absolutamente tudo, como se entendesse cada coisa que estava acontecendo, soltando sorrisos banguelas para todos os cantos. Os seus dois primeiros anos foram, certamente, os dois melhores da família Morningstar. Não trouxe alegria apenas para o felizardo casal, assim como para toda a família. Emily era a mais presente na vida de Summer além de seus pais, e continuou sendo por uns bons anos. O prazo para fazer o teste GODOR cada vez se aproximava cada vez mais, e, por mais que o evitassem, Summer obrigatoriamente tinha que fazer. Por mais que acreditassem que nada daria errado, tinham certo receio, e com razão. O teste foi feito por sua tia, já que era uma das especialistas responsáveis. Ninguém acreditou no resultado, e fora necessário de uma terceira confirmação. O teste acusava que a menina seria uma ladra homossexual, e, logicamente, seu destino seria Outside.


Todos fizeram um voto de silêncio. Ninguém contaria a verdade para Summer até que fosse extremamente necessário. Um ponto em que não houvesse mais volta. Foi neste mesmo ano em que Julie descobriu que estava grávida novamente. As preocupações em sua cabeça eram muitas. Mal conseguia dormir pensando que seu precioso bebê iria para Outside, e, agora, teria outro que podia ter o mesmo destino. Em nenhum segundo passou por sua cabeça abortar o bebê, diferente de Adam, que foi o mais afetado por isso. Por mais que Summer apenas tivesse seus dois anos de idade, já era extremamente apegada com o pai, e a relação era recíproca. Summer era sua pedra preciosa, literalmente o seu raio de sol. Todas as vezes que chegava de seu trabalho tenso e irritado, ver Summer aliviava tudo isso. Summer era um grande motivo de seu sorriso.
A segunda filha do casal nasceu, e, imediatamente, decidiram fazer o teste na mesma. A curiosidade para saber se teriam que abandonar mais uma de suas filhas era enorme. Felizmente, não havia nada de errado com April... No início. April rapidamente virou a filha preferida de Julie, não só pela atenção especial por ser uma recém nascida, mas também por não ter um defeito sequer. A mulher ainda amava incondicionalmente sua primeira filha, porém, April era mais nova, necessitava de maior atenção e praticamente precisava estar o tempo todo com Julie. Muito inocente, Summer não estava entendendo absolutamente nada, e foi na mesma época que Emily basicamente se tornou sua mãe. Emily não largou seu emprego, porém, pediu férias, e foram muito bem concedidas. Todos os dias a mulher passava na casa de sua cunhada e ficava um bom tempo até o seu irmão chegar. Era ela que estava criando Summer. Adam demorou muito para perceber isso, porém, quando percebeu, não esperou para soltar o verbo. Summer tinha apenas seus cinco anos, e April três. Foi um dia em que Emily saiu com as duas meninas para que os pais se resolvessem.
Passaram basicamente a tarde inteira discutindo sobre suas filhas e seu futuro, porém, tudo foi resumido por uma fala soltada por Adam: "Nada disso importa, Julie. Summer é nossa filha. Nós temos que a amar independente do que acontecer. Você vai deixar um teste defini-la?". Este foi o ponto crítico do relacionamento de ambos. Julie desabou em lágrimas, percebendo que realmente cometera um enorme erro. Pediu para Adam as sinceras desculpas e que não faria isso novamente. Quando Emily chegou, Julia ainda estava envolvida nos braços de Adam, chorando como nunca. Summer foi a primeira a soltar a mão da tia e correr para saber o que havia acontecido. April apenas ficara parada na porta, observando a cena.


Os anos foram passando e Julie realmente cumpriu o seu prometido: estava cada vez dando mais atenção a Summer. A família se tornou unida novamente, sem sombra de dúvidas. Emily visitava-os todos os finais de semana com sua família, e passavam o domingo inteiro juntos, colocando a conversa em dia e soltando altas gargalhadas. Ao contrário de sua irmã, Summer sempre se dava bem com todos a sua volta. Por mais fosse que muito quieta e fechada, era extremamente carismática. Sempre que Henry ia em sua casa, passavam o dia brincando. April sempre teve muita inveja da relação dos mesmos. Por mais que as duas crianças convidassem-a para brincar, ela recusava, estampando uma expressão mau humorada no rosto e apenas os observando, April queria ser como Summer. Todos a adoravam, lhe davam amor e carinho. A mesma coisa valia para April, porém, ela não enxergava todo esse amor e carinho. A relação de Adam sempre foi melhor com a garota mais velha. Summer nunca perdeu o posto de seu raio de sol, e esse era mais um dos motivos para April odiar a irmã. Chegou o dia em que tiveram que contar para April para onde sua irmã iria. Summer tinha apenas seus nove anos, porém, todos já se preparavam para abandonar o seu pequeno raio de sol. Essa foi a arma necessária para April. Sabia que podia detonar totalmente a irmã mais velha com uma coisa dessas, porém, tinha que esperar a gota d'água para usar isso.


Por mais que o destino fosse único, Summer nunca apresentou traços que o teste GODOR lhe dera. Sempre pedia permissão para ir aos lugares ou pegar coisa, e, se o caso fosse homossexualidade, a menina nunca mesmo havia se interessado por garotas de sua escola. A única pessoa que ela já se interessou foi seu primo, Henry. Tinha noção que era "errado", porém, ele era gentil, brincalhão e lhe apoiava em tudo, além de não ser de se jogar fora. Ao longo dos anos, fora percebendo que ela não gostava dele de um jeito amoroso, ela o amava como um melhor amigo, e era isso que o menino era, seu melhor amigo.
Sempre saiam juntos, dividiam as coisas, tinham piadas internas. Henry era o irmão que Summer sempre quis ter. Sua relação com April nunca fora saudável. Nos primeiros anos de vida da menina, Summer tentou se aproximar, e até mesmo brincavam juntas, porém, conforme April fora crescendo, sua personalidade azeda se desenvolvera junto, e isso afastou a irmã. April não entendia como a irmã, que era alguém que preferia livros a pessoas, era muito mais querida do que ela, alguém que estava disposto a fazer tudo a qualquer hora para qualquer um. Sua mãe lhe dava o amor necessário, mas ela nunca se contentou, queria que seu pai a valorizasse mais do que sua irmã.
O dia de raiva chegou quando Summer tinha seus treze anos. Pela primeira vez, seus pais deixaram a menina sair sozinha. Não totalmente, porém, a intenção valia. Foram ela, seu primo, que já tinha seus dezessete anos, e April, que tinha seus onze. Uma inocente saída ao cinema. April, como sempre, evitava conversar com os mesmos. A saída toda fora tranquila, não se passava de mais um dia normal em suas vidas, porém, na volta para casa, April, que estava distraída, quase foi atropelada. Por sorte Summer a puxou de volta, porém, April realmente se irritou. Começaram a discutir no meio da rua, e muitas verdades foram ditas, porém, a mais cruel fora a de April: "Eu nem sei o porquê de estar discutindo com você, você é uma Renegada mesmo! Daqui a três anos eu não terei mais que ver seu rosto ridículo!"
Summer sentia como se enfiassem sua cabeça em um balde de água. Tudo repentinamente ficou abafado. Sua voz era falha, porém, teve forças para perguntar novamente, e a resposta foi a mesma,a diferença foi o acréscimo de "Pode perguntar para qualquer um, todos sabem a verdade". Summer se virou para Henry, que manteve sua cabeça abaixada, evitando contato. Em um ato de desespero, Summer começou a correr. Os olhos já embaçados pelas lágrimas que o tinham, porém, sabia exatamente para onde estava indo. Sua tia nunca mentira para ela e não seria agora que mentiria. Bateu em sua porta desesperadamente, até que a mesma abriu, se deparando com a menina desesperada.


A verdade foi dita nua e cruelmente. Summer não sabia o que fazer além de chorar e estar a beira de um colapso. Não entendia o que tinha feito para merecer isso. Não gostava de garotas e muito menos era uma ladra. Sua tia lhe explicou que não podia fazer nada, não podia mudar o resultado do teste. Emily acolheu a menina até que estivesse mais calma, e prometeu levá-la para casa assim que as coisas melhorarem, porém, quando Emily fora a cozinha ligar para seu irmão e dizer o acontecido, Summer correu de casa no mesmo instante, dando de cara com sua irmã e seu primo. Não hesitou em basicamente voar na garota de onze anos, derrubando-a no chão e discutindo. Nada agressivo foi feito da parte de Summer, mas, para April, não foi a mesma coisa. A pequena se soltou dos braços da irmã, dando-lhe um belo soco na boca. Summer estava ficando cada vez mais impressionada com a crueldade da irmã mais nova. Após passar a mão em sua boca e ver que seu lábio sangrava, soltou a garota, controlando sua raiva e marchando em direção a sua casa.
Não deu explicações quando chegou em casa, apenas bateu a porta, limpando a lágrima que escorria por seu rosto e foi ao seu quarto, trancando-se no banheiro. Ligou a banheira e ali entrou, mantendo-se na água morna. Ficou assim por longos minutos, até que ouviu sua mãe falando: "Eu desisto". Pensou que seu pai também havia ido, porém, ouviu suspiro e um baque na porta. Após alguns minutos desabafando, a menina revelou onde estava a segunda chave. Adam perguntou se havia problemas em entrar, porém, a garota estava abraçada em seus joelhos. O homem se sentou ao seu lado, do lado de fora da banheira, e então começaram a conversar. Essa conversa apenas lhe mostrou o quanto amava seu pai. Foram suas palavras que lhe fizeram ver a verdade: "Não importa o que falarem de você, não os ouça. Você pode ser quem você quiser, você é livre para tudo. Você pode ser a pior pessoa do mundo para April, porém, para mim, você é unicamente especial. Nunca se esqueça o quanto te amo, Summer, mas, o mais importante, nunca se esqueça quem você verdadeiramente é".


Depois deste dia, Summer nunca mais falara com April. Passaram-se três anos desde que as mesmas não trocaram sequer olhares. Summer nunca teve tanto ódio de alguém. Neste meio tempo, provou que, ao menos, uma coisa do teste estava certa, ou quase totalmente certa. Summer teve uma queda por uma garota de sua sala. Chegou até mesmo a beijá-la, porém, após conhecê-la melhor, percebeu que a garota não era uma boa pessoa e decidiu por fim se afastar. Não muito depois disso, conheceu um garoto, bem apessoado e muito bonito. Tiveram uma relação de um ano, porém, chegou o tempo de Summer ir para Outise e tudo se desmanchar.
A saída da garota foi algo muito emocional. Todos choraram, exceto por sua irmã. Ninguém queria ver o Raio de Sol indo embora de suas vidas, porém, não podiam fazer nada para impedir seu destino. Quando chegou ao local, sentiu-se totalmente deslocada. Não conhecia absolutamente nada ao seu redor, e não sabia em quem podia confiar. Alguns ali podiam ser verdadeiros assassinos e tentar qualquer coisa contra ela. Summer com toda a certeza tentaria se distanciar de todos os possíveis, tentando sobreviver a cada dia com muito esforço.



✗ Aparência ✗

A jovem, de fato, é possuinte de tamanha beleza. Uma verdadeira obra prima. Os seus olhos são castanhos. Na presença de luz, é possível vê-los na coloração mel. São pequenos, porém, possuem um formato peculiar. Um tanto quanto repuxados, porém, nada que a dê uma aparência asiática, apenas a lembra um pouco de uma fada. Suas orelhas apenas contribuem para isso, já que são um pouco pontudas. Perfeição não é uma palavra nada equivocada para suas madeixas castanhas. O corte é alongado até seus seios, não sendo inteiramente liso, e sim possuindo algumas ondulações em seu decorrer. Às vezes é possível ver alguns cachos, porém, são grandes e abertos. Compondo mais sua beleza, estão duas franjas laterais, que normalmente a irritam quando corre e o cabelo cai em seus olhos. Seu rosto compõe toda a estrutura para que Summer seja chamada de fada. O seu rosto é pequeno, e, quando sorri, seu queixo fica bem fino. Seu nariz é fino e pequeno, realmente algo "fofinho". As sobrancelhas são finas e perfeitamente delineadas, sempre feitas e com nenhum fio fora de seu devido lugar.


Os lábios, finos e rosados. O rosa de sua boca não é de grande destaque, graças a sua pele que não é tão pálida. Por de baixo dos mesmos, estão dentes perfeitamente brancos e alinhados, dando-a um belo sorriso. É um pouco dentuça, porém, isso apenas a deixa mais fofa. O corpo de Summer é esbelto. A garota possui altura mediana. Tem seus um metro e sessenta e cinco, e não permite que ninguém a chame de baixa por isso. Magra, mas não esquelética. Seus braços e pernas são finos e delicados, relembrando-a de uma boneca. Tem uma cintura um tanto quanto marcada. Nada demais, porém, não é uma pessoa reta. É muito satisfeita com seu corpo. Os seios, assim como os glúteos, possuem um tamanho mediano, e não são nada exagerados. Alguns verdadeiramente a comparam com uma fada, mas o fato é que a harmonia acompanha cada centímetro de seu pequeno corpo.



✗ Relação que tinha com a família ✗
Tem saudade de grande parte de sua família, desde aos que mais falava, seu pai, aos que não falava tanto, seu tio. A única que guarda grande remorso é sua irmã, April. Faria de tudo para voltar à sua família ou ver seu pai novamente. Sente muitas saudades de todos.

> Família <

{Julie Morningstar | 33 anos | Mãe | Anne Hathaway | Sua relação com sua mãe não era uma das melhores, mas também não era ruim. Gostava muito de sua mãe, e, sempre que a permitia, estava junto com a mulher. Obviamente a ama incondicionalmente, porém, Julie é uma pessoa um tanto quanto esquentada, então, perder sua paciência não era raro. Apenas Adam sabia como contê-la. Julie amava muito sua pequena princesinha, e,fazia de tudo para vê-la feliz.}


{Adam Morningstar | 35 anos | Pai | Joseph Morgan| Amor é a palavra perfeita para definir a relação dos mesmos. Adam nunca fez desfaçatez com a mesma, sendo extremamente sincero com tudo. Os dois eram cheios das brincadeiras, piadas internas e tudo do tipo. Summer via seu pai como seu melhor amigo, e o mesmo valia para o homem. Os momentos mais memoráveis na vida de Summer foram na presença de Adam. Sem sombra de dúvidas é a pessoa mais especial de sua vida}


{April Morningstar | 14 anos | Irmã | Bailee Madison | Odeia a sua irmã com todas as suas forças. Sem mais nem menos. A pior memória de Summer teve a presença de April. Se pudesse, viveria sem problemas se sua irmã não existisse}


{Emily Gatewood | 33 anos | Tia | Charlize Theron | Sua tia era mais sua mãe que sua tia. Emily sempre estava presente na vida de Summer, contando-lhe piadas e dando-lhe concelhos. Desde pequena, Emily é a pessoa que Summer mais confia. Nunca mentiu para a menina e sabe que se matar uma pessoa, a primeira a ligar seria sua tia}


{Thomas Gatewood | 40 anos | Tio | Daniel Gillies | Nunca falou muito com o tio. O homem sempre estava mais ocupado trabalhando do que com a família. Não tem uma opinião formada pelo mesmo, mas acha que é um homem bom}


{Henry Gatewood | 20 anos | Primo | Cody Christian | É realmente seu melhor amigo. Por mais que ame sua família, facilmente a trocaria por Adam, Emily e Henry. O primo faz piadas, brincadeiras e tudo de bom com ela. Por mais que seja mais velho, ama a prima como se fosse sua própria irmã mais nova. Summer tem a maior admiração pelo rapaz}


✗ Função no Outside ✗
Produtora

✗ Grupo que participa ✗
Glost
A menina não consegue matar nem uma mosca

✗ Gostos ✗
Ler | Instrumentos musicais | Artes | Café | Animais | Pessoas que levam a vida na boa | Computação | Sua família | Otimismo | Quadrinhos | Fotografia | Escrever | Tocar violão | Frio | Liberdade

✗ Desgostos ✗
Chá | Calor | Ignorância | Pessoas escandalosas | Mentiras | Falsidade | Flores | Se sentir desolada | Sentir medo | Chorar na frente alheios | Violência | Agressão | Dramas | Injustiças

✗ Como reagiu ao descobrir que era um Renegado ✗
Ela pirou. Entrou em estágio de negação e não sabia fazer outra coisa além se sentir um leve ódio de todos por mentirem para ela. Perdoou basicamente todos por entender que eles fizeram isso para ver sua felicidade.


✗ Como trata os líderes ✗
Trata-os com o respeito e também tenta obedecer todas as suas ordens. Prefere um mundo em que todos tenham liberdade, sabe que para o mundo dar certo e não entrar em uma completa confusão tem que existir regras e essas regras precisam ser respeitadas. Por mais que não concorde com algumas coisas impostas, tentará segui-las. Obviamente que se for algo absurdo, ela não se sacrificará para fazer, ela não é tão estúpida assim.


✗ Como trata as pessoas do seu grupo ✗
É uma pessoa fechada, então não se relacionará com as pessoas em seu grupo. Com os que se relacionar, será uma pessoa alegre e extrovertida. Summer é uma pessoa meio retardada e alegre demais, sempre fazendo piadinhas para lá e para cá. Summer é como a Vanessa Hudgens com amigos e o namorado dela com estranhos.



✗ Como trata as pessoas do outro grupo ✗
Será totalmente desconfiada com os outros. Tem uma básica noção das pessoas de seu grupo, por sempre estar observando pelos cantos, porém, com pessoas que ela nunca viu na vida, sua desconfiança aumentará em cem por cento. É provável que não se aproxime deles para evitar confusões.


✗ Como seria se fosse um líder de uma categoria ✗
Seria uma escolha totalmente errada. Summer é irresponsável com tudo o que faz. A menina vive no mundo da lua e é bem capaz de esquecer um objetivo ou ser atrapalhada para cumprir algo. Além disso, a menina não falaria com seus seguidores e teria um porta voz. Odeia chamar atenção para si, então, seria o tipo de líder em que teria alguém para tratar de problemas ou algo do tipo.


✗ Como seria se fosse o líder de um grupo ✗
Gosta de fazer tudo por si só, e esse seria mais um motivo para apenas confiar seus planos a pessoas de sua confiança. Não confia no desconhecido e para executar um plano terá que ser bom o bastante e não ter absolutamente nenhum erro. O seu problema é que provavelmente começaria a pensar na morte da bezerra quando alguém lhe contasse algo de grande importância.


✗ Quer par ✗
Sim

✗ Como trata o par ✗

É, sem dúvidas, uma pessoa carinhosa. Odeia melações, porém, uma carícia para cá e para lá não faz mal para absolutamente ninguém. A lealdade e a confiança terá que ser a base em seu relacionamento, pois sem isso, Summer não vive. Não é o tipo de garota que se faz de difícil, mas, ao mesmo tempo, não se apaixonará por qualquer um. Nunca esteve em um relacionamento antes, apenas uma enrolação, então será bastante inocente e ingênua neste quesito.


✗ Como se sente em relação a Newerland ✗
Não vê Newerland como um mau lugar. A tentativa de criar um lugar para boa sobrevivência é boa, apenas não executam isso direito. Newerland é o lugar onde sua família vive, então, para ela está ótimo. Newerland não se passa de um lugar onde seus parentes moram, o lugar onde pessoas normais vivem.


✗ Password ✗
“Ser abandonado é apenas o começo.”


✗ Compreende que agora o seu personagem está em minhas mãos e na minha história? Que eu poderei fazer mudanças [nada drástico] nele caso precise? Que ele pode não ser um líder ou até mesmo não ter um par? ✗
Sim


✗ Acrescentando um algo a mais aqui ✗
{Instrumento}

Summer sabe tocar violão muito bem. Seu tio lhe ensinou boa parte do que sabe. Não falava muito com o homem, porém, nos encontros de família, Thomas sempre tirava um tempo para ensiná-la a tocar.


{Colar}

Seu pai lhe deu esse colar logo após que Summer descobriu que era uma renegada. As estrelas eram para representar seu sobrenome, Morningstar (Para Summer, significa sua família perfeita - Tia, pai e primo). A lua representava Adam e o coração Summer. É uma lembrança que, não importa o que acontecer, Adam sempre estará cuidando de Summer. Não importa onde a menina estiver, Adam sempre estará cuidando dela.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...