~StarblueG

StarblueG
/;star.
Nome: 》 You can call me S.T.A.R. 《
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 20 de Setembro
Idade: 16
Cadastro:

— h*ap+/p.y. « f[a]c_e;


Postado

[I’ll be there for you]

Are [/we] f.a/d!n+g lvers?
We keep .w.a.s.t.i.n.g. colors
— All We Know by The Chainsmokers

✗ Nome Completo ✗
Maeve Morstan Hudson

Maeve foi uma rainha irlandesa celta, freqüentemente cultuada como deusa por ter exercido poder e fascínio entre seus súditos na sua época. Seu nome significa "Mulher ébria" ou "rainha-loba". É um nome de menina de origem celta que também pode significar "que alegra enormemente".


✗ Apelido ✗
Mave A modificação de seu nome. Uma forma carinhosa de chama-la. Bastante conhecido por todos que a conhecem bem.
Mae Diminuição de seu nome, também sendo alterado por May. Mais comum entre aqueles que não aconhecem.
Marshmallow Apenas seus pais a chamam assim. É um apelido fofo e carinhoso, mas a menina sente vergonha quando os pais a chama assim no meio da rua.


✗ Idade e data de nascimento ✗
Possui vinte e quatro anos. Nasceu dia 23 de Novembro, pertencendo ao signo de Sagitário

✗ Sexualidade ✗
Heterossexual

✗ Nacionalidade ✗
Nasceu em Minnesota, norte dos Estados Unidos


✗ Aparência ✗
[Selena Gomez]

Mave é dona de uma beleza provocativa. Atrai olhares curiosos de muitos, assim como sorrisos maliciosos voltados para si. Talvez pelo fato de não ser recatada como aparenta, mas também pela extrema beleza. Dona de longos cabelos castanhos, que estão em constante mudança. Originalmente, são de um denso castanho escuro, porém, a menina sempre está mudando-o, como fazendo luzes, colorindo algumas partes, cortando, fazendo franjas, etc. Não se importa em fazer algo de errado pois cabelo cresce. As madeixas são lisas, mas possuem ondulações desde sua orelha até suas pontas. Geralmente o comprimento está sempre em sua cintura. Os olhos tão escuros quanto um céu anoitecido sem estrelas. O formato é um tanto repuxado, acrescentando a sua semelhança a uma fada.


Todos os traços de seu rosto são formosos, assim como as finas e retas sobrancelhas, que a dão um ar mais maduro. O nariz é fino, assim como os lábios, que são carnudos e rosados. A silhueta de Maeve é esbelta, com cada traço possuindo sua harmonia. Ela é magra, mas não esquelética Possui um corpo perfeito repleto de curvas. Grossas coxas, com a ajuda de longas canelas. Não é tão alta, possui apenas um metro e sessenta e cinco, porém, as pernas a dão uma impressão de ser mais alta. Os glúteos são medianos, assim como os seios, que, quando em um sutiã um pouco mais apertados, porem aparentar ser fartos. As finas mãos estão sempre com unhas feitas e bem cuidadas, enfeitadas com anéis e pulsos com pulseiras. A realidade é que a beleza sempre foi uma das melhores amigas de Maeve, querendo ela ou não.



✗ Gifs ✗




✗ Personalidade ✗
A primeira coisa a se notar sobre Mave é que a menina é alegre até demais. Poucos acreditam que a menina é verdadeiramente feliz deste jeito, mas Maeve apenas diz que estes são invejosos. Não vê motivos para ficar triste, e, quando fica, rapidamente arruma outros motivos para ficar feliz. Geralmente, a menina é muito calma e pacífica, mas possui um gênio temperamental dentro de si. Se irrita muito facilmente com as coisas, dando respostas rudes e mal educadas, mas rapidamente volta ao seu ponto de espírito natural, sempre de bem com a vida. Algumas pessoas acham que Maeve sempre está drogada, por sempre ter um lindo sorriso em seu rosto, mas a menina é apenas sorridente. Consegue achar graça de quase todas as situações, sempre soltando suas risadas para cá e para lá.
Outra coisa a se notar, é que Mave é extremamente engraçada. A menina é uma piadista e tanto, quase sempre usufruindo de sua memória de piadas ruins, mas, ainda assim, arrancando risadas alheias. Digamos que May é a amiga que nunca deixa ninguém ao seu lado ficar triste, pois sempre acha um jeito de animar o amigo de novo. Ama brincadeiras de todos os tipos, ainda mais porque é uma pessoa muito energética e elétrica, sempre procurando novas distrações. Não gosta tanto do rotineiro, sempre usando sua criatividade para inventar novas tarefas.
Não há pessoa mais extrovertida que a menina. É claro que possui sua típica timidez, pois quando conhece alguém novo, não é inteiramente ela mesma, mas dificilmente sentirá vergonha de perguntar as horas para alguém na rua, por exemplo. Maeve é a louca que sai falando com estranhos e arruma amigos na fila do supermercado, pois a menina é muito tagarela. Não há nada nesse mundo que faça a menina calar a boca além de comida. Possui sempre novos assuntos na ponta da língua, por ser uma pessoa muito informada, então conversar com ela é uma coisa mais fácil do que beber refrigerante de canudinho. Talvez toda essa faladeira e parte amiga venha de seu carisma. Maeve é uma pessoa convidativa. Sua simpatia exala algo convidativo a todos. Os sorrisos dispostos em seu rosto, os gestos magníficos, tudo é razão para que olhos caiam sobre si, e assim, pessoas venham ao seu encontro.
Seriedade não é com a mesma. Sempre dá um jeito de tirar a tensão do ar quando o assunto é série, seja em reuniões de trabalho, entrevistas e etc. Não vê motivos para ser sério em um mundo de tantos desastres, então sempre está pronunciando falas engraçadinhas para o clima ficar ameno. Sempre possui sacadas inteligentes, pelo QI um pouco acima do comum, ou seja, de fato Mave é uma pessoa inteligente, mas ela por si não acha isso. É exigente demais consigo mesma, sempre achando que seus feitos. Pode estar o mais perfeito possível, mas Mave achará algum defeito, e, quando alguém elogiar, ela provavelmente ficará sem graça e sem jeito.
A menina é muito estabanada. Costuma dizer que sua coordenação motora só ativa quando o assunto é dançar, porque no resto, é um total desastre. Nunca deixe copos de vidro em sua mão, porque os mesmos quebrarão. Em sua própria casa só existem copos e pratos de plástico ou qualquer material que não quebre com tanta facilidade. Isso se deve ao quanto a Mave é avoada. Sempre está com a cabeça nas nuvens, pensando nas coisas mais aleatórias possíveis. Ela se torna muito sonhadora por isso, pois acredita em coisas como em que um dia achará o seu suposto príncipe encantado, mas geralmente não expõe tais pensamentos por medo de criticismo. É muito influenciada pelo que as pessoas pensam, sendo reprimida por quase tudo. Tenta tirar tais pensamentos da cabeça, até porque a menina é louquinha, diferente de muitos padrões impostos pela sociedade, mas algumas vezes se deixa afetar.
É uma menina carinhosa e extremamente otimista, sempre acreditando no bem acima de tudo, e, muitas vezes, quebrando sua cara por isso. É o tipo de pessoa que confia muito facilmente em todos, se apegando muito rápido, e assim, se afetando mais ainda. É sensível, e se magoa com a mesma facilidade que arruma novas amizades, mas tenta superar isto do jeito mais maduro possível, apenas com conversas. A maioria das vezes isto não funciona, pois Mave é impulsiva, então, se alguém está a ignorando, é bem capaz que por simples curiosidade, a menina vá na casa da pessoa, não importando o horário, para perguntar o que aconteceu.
Boba e lerda até onde pode. Demora um pouco para entender as coisas, moscando um pouco na maioria dos assuntos. Além disso, ela é a pessoa do grupo que repara em coisas insignificantes e tira sarro disso, como um pedaço de ketchup na roupa de alguém, que ela inventará mil teorias engraçadas para aquilo ter parado ali. Maeve raramente está triste, porém, isso não a impede de ser uma completa chorona. Chora quando está feliz, chora quando está triste, chora de rir, chora por tudo. Diz que seus ductos lacrimais não sabem quando parar, e por isso estão sempre soltando a água de seu precioso corpo para fora. Maeve segue o lema da teimosia. É muito cabeça aberta para tudo, porém, quando enfia algo na mesma, é difícil de fazerem a menina rever seus conceitos. Pode até mesmo se tornar irritante por tanta teimosia.
Resumindo, Maeve é a tipica pessoa de coração mole que insiste em acreditar em seus sonhos, pessoas e finais felizes, como nos filmes da Disney. É meio desligada com as coisas, mas ama uma boa aventura em seu dia a dia. Não consegue sentir inveja de terceiro e apenas deseja a mais bela e pura felicidade. É o doce mais doce de uma confeitaria, aquele que você come já sabendo que sua glicose aumentará, mas ainda assim, está com um belo sorriso no rosto enquanto desfruta do alimento. Uma caixinha de surpresa onde está contida felicidade e esperança dentro de si. Sortudo mesmo é quem a tem por perto, azar é quem um dia deixou esta pequena pérola guardada na ostra.


✗ Qualidades / Defeitos ✗
[Q]
Simpática ∴ Engraçada ∴ Energética ∴ Brincalhona ∴ Inteligente

[D]
Tagarela ∴ Lerda ∴ Exigente ∴ Chorona ∴ Impulsiva

✗ História ✗

Dave e Michael se conheceram em um dos casos do moreno, onde o criminoso era alguém que se fingia como doente. Desde então, os homens mantiveram contato, onde Mike sempre o ajudava com casos médicos. Porém, por essa aproximação, acabara se passando de algo profissional para algo mais romântico, e, de uma vez por todas, acabaram por se assumir em um relacionamento.
Passaram alguns anos no típico enrolo, até que decidiram realmente aumentar a família que já estava formada há alguns anos e adotar uma criança. Maeve ainda era uma recém-nascida quando foi adotada. Feições inchadas habitavam seu rosto, assim como mal enxergava a uma distância de trinta centímetros de seu tosto. A criança era estranhamente fofa, porém, não fazia muito mais do que dormir e chorar de constantes cólicas o dia inteiro. Michael até cogitou pensar em se demitir para passar o dia inteiro cuidando do bebê, mas Dave o impediu de fazer isso.
A vida era calma, e os recém-pais bastante atrapalhados. Mal sabiam como trocar a fralda de um bebê, mas lutaram o máximo para fazer a vida daquela pequena criança abandonada feliz. Dave era o que menos tinha paciência com a menina, qualquer choro que ele não sabia o significado era motivo para o homem sair praguejando por aí e clamando pela presença de Michael. Tirando o gênio temperamental do mais novo, tudo ocorria bem.
Ainda com poucos meses de nascida, descobriu um problema que lhe acompanharia pela vida inteira: a asma. Tinha poucos meses de nascida quando Michael suspeitou de alguns sintomas na menina e decidiu leva-la a um especialista para ter certeza. Seu grau de asma ainda era fraco, onde os sintomas eram leves e só apareciam raras vezes por semana, mas isso já a impedia de muitas coisas, pois não conseguia fazer exercícios físicos, caso os fizesse, ficava com uma enorme falta de ar.
O problema não a fez desistir das coisas, muito pelo contrário, a menina era muito mais ativa e se esforçava ao máximo para suprir a falta de exercício. Conforme fora crescendo, a eletricidade só atacava mais o seu ser, lhe dando animação para fazer tudo o que lhe vinha pela frente. Michael costumava a chamar de garota impossível, pois a menina sempre dava jeito de se esconder em lugares impossíveis de achar, ou correr mais do que podia e acabar por ter que usar a pequena bombinha, mas os pais não oprimiam a Maeve de executar tais ações, pois sabiam que ela apenas estava sendo feliz.
Na escola, Maeve era uma menina um tanto quanto popular. Extremamente carismática e sorridente, encantava todos os olhos curiosos que uma hora ou outra caíam sobre si. Isso levou há algumas desilusões amorosas, mas nada que fizesse a menina chorar por dias em sua cama. Era bastante madura para sua idade, e talvez isso se devesse a David, pois o homem nunca a deixava criar expectativas demais sobre como o mundo era um lugar bom.
Aos dezesseis anos, colocou em sua cabeça que queria ser uma fotógrafa. Tirava lindas fotos com seu celular, e adorava fotografar as mais diversas coisas que surgissem pela frente. Realmente tinha um olhar fotográfico, e seus pais enxergavam isso, por isso, não hesitaram em investir nisso, comprando câmeras e mais acessórios.
O sonho anterior de Mave era ser uma jornalista. Estudou bastante sobre a área, e apaixonou-se pela mesma, mas nunca tinha se envolvido diretamente com algo do tipo. Já fotografia, a mesma praticava, basicamente, todos os dias, então, ficava fácil de falar o que ela gostava na época.
Assim que terminou sua escola, com dezoito anos, entrou na faculdade. Foi aceita de primeira, e estava ansiosa para poder, finalmente, trabalhar com o emprego de seus sonhos, mas quebrou a cara de jeito. A faculdade era algo totalmente diferente do que ela esperava, e fez com que Mave perdesse um pouco do seu gosto por fotografia. Apenas com três meses de curso, a menina não queria mais ir, não via motivos o suficiente para isso, e tentava achar um substituinte para o mesmo.
Foi então que se lembrou de sua antiga escolha: jornalismo. Pretendia se inscrever no ano seguinte para qualquer faculdade que tivesse a carreira, pois esta era sua última chance. Foi aceita em quase todas a que fez uma carta, porém, a que mais lhe interessou foi uma em Nova York. Teve certo receio de falar isso com os pais, pois eles, originalmente, moram em Jersey. Compreensivos como sempre, aceitaram a decisão da menina, e comprometeram-se até mesmo em ajudar a arrumar algum apartamento alugado, mas um aperto morava no peito de ambos. Ver sua pequena partindo assim, já tão grande, era assustador, porém, sabiam que um dia isso chegaria.
Passaram um ano procurando tudo direitinho, os melhores lugares e afins, enquanto a menina se matava na faculdade de fotografia. Quando estava prestes a se mudar, deixou a faculdade de lado e tentava se preparar para o que estava por vir. Nunca havia morado longe dos pais, e sempre precisava dos mesmos para algumas coisas, mas esta era uma nova fase de sua vida que teria que encarar.
Foi difícil se adaptar sem os dois companheiros no novo apartamento. Passou longas noites em claro pois sentia que algo estava errado, como o estranho vazio em sua sala. O pai, David, normalmente costumava tocar seu violino todas as manhãs, e era rotineiro de Maeve acordar aos acordes do lindo som que fazia o instrumento. Geralmente acordava atrasada para fazer suas coisas exatamente pois não ouvia o barulho, então decidiu fazer algo para que isso parasse.
Se inscreveu em uma academia de dança, que ia quase todos os dias de manhã. Sua faculdade era de tarde, então, não havia muita coisa para atrapalhar. Ela acordava, ia para a academia de dança, voltava para casa, fazia seus afazeres, e ia para a faculdade. Era uma rotina bem cansativa, e normalmente a menina tinha que andar com sua bombinha para não morrer com o peito chiando enquanto dançava, mas a menina gostava. Dançar até mesmo fez que sua asma se dissipasse um pouco, aliviando os sintomas, mas se ela parar de dançar, é provável que a doença se agrave mais ainda.


✗ Emprego ✗
Trabalha em uma rede de televisão como estagiária. É aquela que leva café para todo mundo.

✗ Família ✗
[Michael Hudson – 45 anos – Pai – Médico Geral/Cirurgião – Martin Freeman]

É o gentil da história. Ambos os pais são extremamente atenciosos com a menina, mas Mike é o coração mole da relação. Sempre apoia a menina em tudo e não sabe como dizer um verdadeiro "não" a mesma. Deu a melhor educação a menina, mas isso não quer dizer que a mesma a siga. Possuem uma ótima relação, até mesmo de invejar de tão carinhosos que são um com o outro. É o ponto de segurança que Maeve sempre está procurando para desabafar suas angustias, pois o pai é um ótimo conselheiro e ouve tudo com muita atenção, como um verdadeiro psicólogo. É o foco de diversão entre ela e David, já que ela e o pai caçoam muito do pequeno hobbit.



[David Hudson – 40 anos – Pai – Detetive – Benedict Cumberbatch]

O típico cético que irrita todos ao seu redor. É necessário ter muita paciência para lidar com David ou ter a mesma intensidade que o mesmo. Extremamente observador, sendo capaz de dizer a personalidade inteira da pessoa apenas olhando sua caneta. Isso o ajuda bastante na relação com Maeve, já que a menina é um furacão inconstante de emoções, e ele é sempre capaz de dizer o que ela está sentindo, lhe ajudando nos momentos difíceis. David é o pai procurado para os momentos de aventura e diversão, já que o homem topa tudo a qualquer momento. Pular de asa delta às quatro da manhã? O dê cinco minutos e ele estará vestido e pronto para sentir o vento contra sua face. Consegue tirar sarro de tudo, com sua típica ironia e sarcasmo. Ensinou bastante disso para a menina, sempre com desafios mentais, já que, muitas vezes, se acha superior a todos pela imensa inteligência. Maeve sempre o procura quando está com uma dúvida imensa que não pode ser julgada por sentimentos, e sim pela razão.


✗ Gostos / Desgostos ✗
[G]
Doces ∴ Café ∴ Internet ∴ Fotografia ∴ Jogos ∴ Ler

[D]
Abacaxi ∴ Nozes ∴ Chá ∴ Tédio ∴ Calor ∴ Hospitais

✗ Hobbies / Manias ✗
[H]
Fotografar ∴ Cantar ∴ Dançar

[M]
Mordiscar os nós dos dedos ∴ Ficar passando a língua pelo canino (dente) ∴ Arrumar o cabelo toda hora

✗ Alergias / Doenças ✗
[A]
Morangos ∴ Poeira ∴ Picada de mosquito ∴ Nozes

[D]
Lacto intolerante ∴ Sinusite ∴ Asma

✗ Vícios? Se sim, quais e qual a gravidade do vício? ✗
Café É uma completa viciada em café. Seu dia não começa, basicamente, sem uma grande xícara de café.
Salgadinhos É um vício controlado, ela consegue ficar dias sem, mas, se deixar um pacote com os biscoitos perto dela, é provável que ela coma tudo.
Azeitonas Um vício estranho, mas a menina ama azeitonas. Ela as come puras, sem acompanhamento nenhum, mas consegue sobreviver sem as mesmas.

✗ Quer ter par? Se sim, como é sua relação com ele? ✗
Sim

Maeve é uma garota intensa, que não gosta da mesmisse, então, seu relacionamento deve seguir esta linha. Uma hora, ela pode querer apenas ficar abraçado em um canto, e no outro, se divertir bastante, se é que você me entende. Gosta de carinho, de um aconchego, mas também gosta de curtir em uma festa, dançando e bebendo sem parar. Não é a pessoa mais melosa do mundo, e claramente não é a que vai lembrar de datas especiais, mas isso não quer dizer que a menina não ligue para a pessoa, ela apenas não tem uma memória muito boa para essas coisas e é pão dura demais para comprar coisas muito caras. Tipo de garota que não gosta de flores, mas, se as receber, não reclamará. Gosta de mimos, e, se os receber, fará de tudo para retribuir isto.


✗ Como será sua relação com Michelle? ✗
"M&M's são sempre uma ótima comida, não importa em que situação"

São com o Yin Yang, duas metades que se completam. Poderia-se dizer até mesmo que as duas são completamente diferentes, mas há algo de parecido nas duas fortes personalidades. Talvez isso que as mantenha tão unidas. São como duas peças de quebra cabeças que se encaixam por suas diferenças. Maeve é aquela garota extrovertida que faz tudo por uma boa diversão, e Michelle, é a amiga tímida, então Mave sempre está a arrastando para lugares e fazendo a diversão se manifestar. Cantorias, danças, micos, tudo isso é compartilhado pelas duas loucas. Podem passar tardes discutindo sobre assuntos bobos ou caladas uma ao lado da outra, que nada se tornará massante ou estranho. Verdadeiras melhores amigas que topam tudo, não importa o que der ou vier. Não importa o que acontecer, nada conseguirá separar a fidelidade dessas duas.


✗ Algo mais? ✗
Nope :3

✗ Sabe que, a partir do momento em que seu personagem for aceito, ele me pertence e posso fazer o que quiser com ele? ✗
Yup

✗ Favoritou a fic? ✗
Yes

✗ Sabe que se ficar muito tempo sem comentar, seu personagem pode sumir? ✗
Sim senhora


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...