Para você que insiste em continuar em minha vida.


Postado

A neblina em minhas memórias costuma espantar todo requisito de familiaridade que seus gestos me causam.
Arrumo outras metas e anseios que me dão novas perspectivas; sigo caminhando acobertando toda a façanha que lhe envolve e me traz arrependimentos do passado.
Porém, as vezes, o sol impede que a neblina me cegue e sou exposta a minha fragilidade.
Há sempre algo para despertar o gigante do que era e a ideia de uma máquina no tempo deixa de ser absurda.
Palavras nunca envelhecem e as suas costumam me assolar em certas noites, corroendo como traças meus novos pensamentos.
Contudo, não posso negar a inspiração que suas artimanhas acendem em mim.
Estou agradecida, mas adoraria que você saísse da minha vida.

Escutando: Overdose/Alessia Cara
Lendo: Em chamas (pela enésima vez)

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...