~gottastayalive

gottastayalive
We're all stories in the end
Nome: Bolinho
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 15 de Janeiro
Idade: 17
Cadastro:

Escrevendo sobre o cólera


Postado

Escrevendo sobre o cólera

Escrever sobre uma coisa que você já passou pode parecer fácil, mas, deixa eu te contar uma coisa: não é, não.


Eu tive câncer, e, no momento, estou escrevendo uma short que tem o câncer como... "vilão". Quando eu estava na clínica, eu tinha o Spirit como... herói? É, herói. Eu entrava nele enquanto estava fazendo o tratamento e, enfim, essa é uma história que eu já contei. Bom, quando eu estava lá, vi muitas pessoas num estado mil e uma vezes pior que o meu, e isso me cortou e corta o coração até hoje. Vi muitas mães chorando e familiares lamentando a perda de seus filhos e parentes. Tantas meninas lindas morreram tão jovens, sabe? Falar sobre isso não é algo que me faz bem, por isso não costumo entrar nesse assunto, mas, ano passado - quando eu não sabia que tudo isso iria acontecer - eu li A Culpa É Das Estrelas, e o livro me deu uma ideia que eu anotei e que está no You até hoje. Eu ainda não sabia com que shipp fazer, mas, uma luz me veio na cabeça e BOOM escolhi Spideypool como o shipp central. Por causa de todo aquele rolo do Wade com câncer e tals, eu resolvi que era uma boa ideia usá-los como protagonistas. É claro que eles não serão os únicos a aparecer na fanfic, mas já que eles são os principais, resolvi contar um pouco de como está sendo o processo de escrevê-los até agora.


Peter:


Ele é um personagem muito emotivo e se deixa guiar pelos sentimentos. Eu quis trazer isso pra estória, já que ela será tão... cheia de emoções(?). O Peter que eu estou escrevendo está sendo... bom, não exatamente fácil, mas ele é muito mais fácil de se escrever que o Wade, isso vocês podem ter certeza. Como (segundo todos os sites de testes) eu sou o Peter, escrever esse personagem sem estragar sua essência já não é tão difícil como um dia foi. Me inspiro nos Peter's do site (como o da @Wolverinesdick e o da @Ashilynn) que são maravilhosamente bem escritos, e, espero conseguir agradar os leitores com o meu aracnídeo <3


Wade:


Okay, agora vem a parte complicada. O Wade dessa short não será exatamente louco. As vozes não aparecem em momento algum, mas ele ainda fala consigo mesmo e ainda não tem filtro algum. Escrever um Wade Wilson é provavelmente o maior desafio que eu já enfrentei até hoje como "escritora". Escrevê-lo não é apenas piadas ruins e armas (ainda mais nessa short que se passa num universo sem poderes). Escrevê-lo é incorporar à loucura e os sentimentos pesados que existem por baixo da camada de sarcasmo que existe no personagem. O mesmo se passa com o Peter. Eu estou escrevendo um Wade... frágil. Não exatamente frágil, mas, entendam, nessa short ele está muito afetado pela doença e pelo... Bom, chega de spoilers. Ele está tão abatido que me dói ter de escrevê-lo dessa forma. Mas, não se preocupem. A fanfic é 89% fluffy e 11% angst. Juro juradinho.


Bom, agora eu to indo, porquê meus dedos congelaram por conta do frio e ta ficando difícil de escrever.

- »« -


~LWSP

Escutando: Deep Focus - Playlist Spotify
Assistindo: Isa TKM
Jogando: minha vida fora
Bebendo: Café

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...