~Taifu-no-me

Taifu-no-me
O Fabuloso filho de Apolo
Nome: Eddie Marck, the Writter //Joshua de Vine, the son of Apollo // Luka di Alois, the Mahonin
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Tobias Barreto, Sergipe, Brasil
Aniversário: 11 de Maio
Idade: 19
Cadastro:

Personagens de CDO - "Albert C. Lucian"


Postado

Personagens de CDO - "Albert C. Lucian"

Olá pessoal, Taifu is here! E hoje trago um dos meus personagens mais complexos do mundo de Percy Jackson: Albert C. Lucian.

Nome:Albert C. Lucian
Idade: 15 (O Crepúsculo do Olimpo), 16 (A Ruína da Névoa).
Parente divino: Noto, o deus do Vento Sul e do Verão.

Quando criança, Albert tivera uma vida infeliz. Desde que seu pai, Noto, abandonou a mãe dele quando ele não passava de uma criancinha de poucos anos de idade, ela jamais tinha sido a mesma. A depressão arrasou sua vida de uma maneira avassaladora, o pequeno semideus sofrera com os surtos psicóticos que Tereza Lucian sofria, descontando seu remorso na criança dia após dia. Sua insanidade só crescia conforme a idade de Albert aumentava, ao ponto dele vê-la suicidando-se ainda jovem.

Mal-tratado, órfão e completamente arrasado, o filho de Noto perambulou pelo mundo, incerto se viveria mais um dia. As feridas emocionais eram piores que qualquer marca que ele trazia em seu corpo, feridas essas que o acompanhariam para sempre em sua vida: Insegurança, medo da solidão, incerteza. Albert virou um poço de sentimentos negativos, vivendo nas ruas de Miami e sem compreender porquê conseguia ver aqueles monstros horríveis nas ruas. Albert achava que estava enlouquecendo, até o dia em quê o sátiro Grover Underwood o encontrou, protegendo-o de um bando de harpias e ganhando sua frágil confiança.

Uma vez no Acampamento Meio-Sangue, Albert encontrou uma boa dose de paz no Chalé 11 - Aonde viveu a maior parte de sua vida como um semideus não-identificado. Lá ele fez bons amigos, como Carlo Belacqua, seu adorável companheiro de chalé, outro não-reclamado que tinha fugido de casa. Os dois viraram grandes companheiros, Carlo o cuidava como se fosse um irmão mais velho e Albert tinha quase certeza que sentia muito mais do que mera amizade pelo amigo. Após aventuras juntos e lutarem na Batalha de Manhattan contra Cronos e seu exército cheio de monstros e meios-sangues inimigos, a Criança do Verão foi finalmente reclamada por seu pai. Assim como Hebe tinha reclamado Carlo e Éris reclamado Quinn Strauss, outra amiga sua.

Sabendo da origem de seus poderes incomuns, Albert treinou mais e mais, até virar um exímio guerreiro grego. Lutando lado a lado com seus amigos sempre que necessário. Sua impulsividade e jeito explosivo criavam uma combinação instável: Albert era imprevisível, tanto na batalha, como na vida. Suas feridas mais profundas ardem com frequência, mas logo o filho de Noto encontraria um amor que daria-lhe uma certeza maravilhosa: Ele não estava sozinho, ele nunca esteve.

Impulsivo, corajoso e um tanto sem noção do perigo, Albert C. Lucian é sempre uma força a se considerar contra os inimigos do Olimpo, ainda mais se eles mexerem com um certo filho de Afrodite...

Escutando: Just One Yesterday - Fall Out Boy

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...