AMOR COLEGIAL, PENÚLTIMO CAPÍTULO, POLÊMICAS


Postado

SPOILER [Quem não leu o capítulo Orquídeas de Sangue de Amor Colegial, deixe pra ler esse jornal depois].

Hello, pessoas. Isso vai sair grande, fiquem à vontade para ler ou não.

Eu não queria ter que escrever um jornal por conta disso, mas eu senti necessidade. Bem, começando... Quando eu postei o penúltimo capítulo de Amor Colegial, eu estava ciente que: ou amariam, ou odiariam. Eu estava preparada pra isso, estava preparada pra ver alguns leitores tristes ou decepcionados por causa do massacre. Aceito opiniões, desabafos e etc. Porém eu exijo respeito, eu aprecio respeito. E eu recebi algumas coisas que de fato me magoaram.

Sinceramente, não escrevi 8k de palavras pra receber um comentário escrito “te odeio”. Seu bias/personagem favorito morreu? Bem, não faça um comentário criticando só isso, como se todo o resto da história não existisse. Sou fiwriter há quase sete anos, eu perco o meu tempo pra escrever. Deixo de assistir minhas séries, sair, ler, brincar de pular corda, sla, várias coisas, pra escrever no prazo (eu não pulo corda, tá? Foi um exemplo). Eu poderia escrever só quando eu quisesse. Eu amo escrever, mas nem sempre eu tenho vontade, mas tal dia eu tenho que postar e eu me esforço. É como alguém que ama seu emprego, mas nem sempre tem vontade ir trabalhar, mas vai. A diferença? Num emprego você ganha dinheiro, ficwriter não ganha um puto. O nosso pagamento/incentivo? Comentários. Então muito cuidado com o que você envia, tem outra pessoa do lado da tela que vai ler e vai sentir por suas palavras.

Reforço: Eu sabia que algumas pessoas não iriam gostar, e aceito a opinião delas, pode reclamar no twitter, sla. Mas o que me deixa triste, foi que alguns nem tentaram entender a mensagem, só quiseram saber de xingar. Também há aqueles que ficaram tristes, queriam que fosse diferente, mas mesmo assim me elogiaram por surpreendê-los.

Por último, eu senti que a grande maioria gostou, entendeu e não queriam que fosse diferente. Recebi vários elogios por toda tensão que eu consegui passar nas cenas, e isso era o que mais me preocupava. EU gostei da ideia do massacre, mas não queria que fosse vazio, sem sentimentos. Então eu trabalhei em todos os detalhes.

Passei umas duas horas no twitter, lendo tudo que falavam sobre Amor Colegial, então eu vou esclarecer só alguns pontos.

“Ela matou todo mundo.” Amor Colegial é composta por 16 personagens, cinco morreram (Tao, Taemin, Suho, Onew e Minseok). Estão vivos: Chanyeol, Baekhyun, Kai, Kyungsoo, Chen, Lay, Sehun, Luhan, Kris, Minho e o diretor. Se esses personagens não significam nada pra você, bom, não sei por que acompanhou AC.

“Ela disse que o final não ai agradar a todos.” Eu disse mesmo, pura verdade. Nem precisa ser vidente. Porém eu não deixei de escrever o que eu queria pra fazer AC ter só mais um final clichê. (A fic toda já era clichê demais)

“Pareceu outra fic” Sei que as pessoas esperavam uma fic mais leve, com muito lemon e bla bla. Mas desde o quinto capítulo eu imaginava esse final. “Mas vc não deu a entender nenhuma vez que aconteceria isso”. Ok, mas como eu surpreenderia vocês sendo previsível? “Você só começou a falar do bullying no final” Nos primeiros capítulos eu citei de o Xiu sofreu bullying, no cap. 8 apareceu o Admirador Secreto, no 17 eu revelei quem era, nos outros eu contei a história do Minseok. Por que não comecei falando do bullying desde o começo? Simples! 16 personagens, várias histórias pra contar, eu não ia me focar só em uma pessoa.

“Gosto do fato de Amor Colegial não ser so Lemon e romance, tem uma historia e uma completa reviravolta foi muito interessante.” Obrigada <3

“nem li amor colegial ainda mas pelo que tão falando na tl provavelmente algumas pessoas morreram e os leitores não conseguem lidar com isso” E isso aconteceu mesmo, vi pessoas dizendo q não iam mais ler só pq tal personagem morreu.

“Não entendi a necessidade de um massacre.” Às vezes eu também não entendo a necessidade que alguém tem de entrar num colégio e assassinar seus colegas, como acontece várias vezes por ano em todo o mundo. Mas talvez eu não entenda pq nunca passei por situações tão ruins que me fizessem desejar isso. Mas eu gosto de tratar assuntos polêmicos nas minhas fanfics, e eu usei isso pra AC. Assim como já trabalhei esquizofrenia, câncer seguido de morte, depressão/suicídio... Eu não fico de mimimi se o personagem tem que morrer, e não sou eu que mato ninguém, são as circunstâncias. Já faz parte da história. Ninguém morre na vida real? Só quando são velhinhos? Gosto de passar realidade nas minhas fanfics.

Espero que quem não gostou e já me acompanhava, não leve isso em conta para todas as fanfics que eu vir a escrever futuramente. E que leia o epílogo pra entender melhor algumas coisas não explicadas. Claro que isso é só um pedido.

Vou tentar postar o epílogo na quarta, mas sei que meu note vai para o concerto na segunda-feira, então vou tentar fazer tudo há tempo.

E nesse finalzinho, quero agradecer muito a todos os elogios que recebi, todo apoio, carinho, etc. Obrigada por me acompanharem até aqui, mesmo com tantos atrasos que tiveram ao longo da fic. Amo muito vocês.

Kiss.

Escutando: Feeling Good - Nina Simone

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...