~WonderlandHater

WonderlandHater
I'm the Queen Bitchess
Nome: ❦ C.h.a.r.l.i.e ❦
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 11 de Junho
Idade: 22
Cadastro:

『 Ficha - A coroa de flores 』


Postado

『 Ficha - A coroa de flores 』

❝ It's what people do for love, it's even more amazing what love does to people. ❞

Abracadabra

ทσмє

Summer

ทσмє cσмρℓєτσ

Summer Walter Joseph

Seu primeiro sobrenome Walter é derivado da mãe, de origem germânica que significa “comandante do exército”.

Seu segundo sobrenome Joseph é derivado do pai, de origem inglesa que significa “aquele que acrescenta”, “acréscimo do Senhor” ou “Deus multiplica”.


sigทiƒicα∂σ ∂σ ทσмє

Summer é de origem inglesa, que significa “Verão”. Seu irmão escolheu seu nome, um fato relevante.

i∂α∂є

17 anos – 11 de Junho – Pertence ao signo Gêmeos.

ρrσvíทciα

Dakota

cαsτα

Três – Está cursando inicialmente sua faculdade de Medicina, porém por enquanto trabalha temporário como bibliotecária, pois é apaixonada por livros.



σℓнσs

Cor-de-mel

cαвєℓσ

Achocolatado

αℓτυrα

1,67 cm.

αραrêทciα















ทσмє ∂α ρєssσα rєƒєrєทτє α ρєrsσทαgєм

Jenna Louise Coleman

∂єscriçãσ ƒísica

❝ Notas sobre ela. Feito girassol, essa moça cheia de luz, vive tirando o sol para dançar. ❞



Summer possui uma beleza relativamente atraente, sem que ao menos saiba. Uma aparência definitivamente enigmática, com um sorriso espontâneo. Sum possui traços delicados, joviais de certa forma. O quê mais se destaca em seu rosto, são relativamente suas duas órbitas cor-de-mel, que quem as observa vê o quão profunda é sua alma.

Pele naturalmente branca, porém chega num tom a ser totalmente alva. Cabelos achocolatados que lhe caem sobre o ombro, ultrapassando alguns centímetros. Pontas que lhe formam de certa forma uma franja. Nariz fino e pequeno, meramente arrebitado na ponta. Lábios rosados, porém poderão ficar tão vermelhos. Dentes brancos perfeitamente alinhados, sardas imperceptíveis ao redor de seu rosto, principalmente na área do nariz. Porém é dificilmente de serem vistas.

Sobrancelhas bem-feitas, num tom chocolate e meramente grossas, porém finas. Penetrando de certa forma seu olhar. Corpo de estrutura média, seios medianos, porém meramente fartos. Summer possui poucas curvas, porém as quê têm possui grande destaque em seu corpo.


ρєrsσทαℓi∂α∂є ∂єταℓнα∂α

❝ Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações. ❞





Summer possui um humor definitivamente contagiante, que consegue encantar qualquer um por apenas um sorriso. Incrivelmente carismática, a garota sempre possui um trocadilho na ponta da língua, e é quase impossível passar horas ao seu lado sem no mínimo rir por muito tempo. Um mistério relativamente ambulante. Sum é enigmática, um verdadeiro quebra-cabeça, uma caixa de surpresa a qual vale a ser desvendada. Ela possui um QI consideravelmente alto, podemos considerá-la de certa forma “sabichona”. Desinibida, quando a garota possui um opinião formada sobre tal assunto, não tem medo de expô-lo, apesar das meras consequências em seguida. É extremamente comunicativa, consegue puxar um assunto com uma pessoa que acabara de conhecer.

Summer é o tipo de pessoa que possui o dom de dar cores, um arco-íris na verdade, para um mundo totalmente cinzento de alguém. Impulsiva, a garota não pensa em certas ocasiões antes de agir e, isso poderá prejudicá-la bastante. É um livro aberto, consegue passar horas conversando com alguém sem ao menos saber seu nome. Summer é sincera, prefere pôr tudo para fora do que ficar remoendo uma mentira dentro de si. Lealdade definitivamente é uma das melhores características, protege quem ama com garras e dentes, mesmo certo ou errado, metendo-se em brigas sem ao menos um motivo. Porém, sabe-se controlar, contanto que não mexam em assuntos extremamente delicados, principalmente de seu irmão. Timidez relativamente não possui na garota, é uma garota espontânea, que não possui sequer medo de se arriscar, enfrentando os diversos problemas e desafios. Se conseguiram-lhe arrancar um sorriso envergonhado ou um desvio de olhar, certamente possui um certo sentimento por trás.



❝ Do que adianta viver de sonhos, se você não correr atrás para realizá-los?



Summer é mais que determinada, ela possui uma vontade inquebrantável e motivação para seus objetivos, jamais desistindo deles. Teimosa de carteirinha, quando põe algo na cabeça relativamente ninguém consegue tirar, não se deixa levar por influências. Ela é lógica, consegue encontrar soluções rápidas para problemas. Porém, quando se trata do seu, não encontra respostas exatas. Ela é uma verdadeira luz no final do túnel para alguém, para ela, apenas um sorriso e um abraço sincero vale mais que mil palavras. Summer é o tipo de pessoa que se alegra com as coisas menores possíveis, que para a garota possui um enorme valor. Ela confia na sua intuição e, quando está errada em sua própria lógica, admite e compreende que estava errada. Não abaixa a cabeça diante de provocações.



Summer é o tipo de pessoa que jamais passará despercebida, não pelo fato de ser conhecida por tudo e por todos, mas simplesmente por tentar fazer algo em silêncio e derrubar algo atraindo toda a atenção para ela e, no pior das casos das coisas em que se esbarra quebrando-as. Ela é meramente desastrada e, por isso é fácil encontrá-la no chão, tendo tropeçado ou caído; Sum é extremamente curiosa, por isso é bastante difícil esconder-lhe segredo. Mas ser curiosa e desastrada não é exatamente a melhor combinação do mundo. Ela não possui sequer um pingo de paciência: Não consegue nem ficar numa fila sem ao menos cruzar os braços e começar a bater os pés. Sabe que têm que mudar, porém isso é algo natural da garota. Porém, ela é uma das pessoas mais confiáveis que se pode conhecer, uma boa amiga e conselheira. Summer é um verdadeiro imã para confusões, em certas ocasiões torna-se até difícil de acreditar que um ser tão pequeno tenha passado por tudo que a garota passou. Para ela, a verdade dói, mas a ilusão machuca. Ela é apaixonada por músicas, têm uma paixão por isso realmente em si.





❝ O fato de o mar está calmo na superfície, não significa que algo não esteja acontecendo nas profundezas. ❞



É bastante reservada com seus sentimentos, pois definitivamente já quebrara a cara diversas vezes. E isso é seu terrível para ela: Confiar demais nas pessoas. Nunca a desafie, nem pense nisso. Ela testará incontrolavelmente seus limites, saindo de sua zona de conforto, para obter o quê deseja. Porém abomina traições e trapaças, está fora de sua lista. Simplesmente odeia que a subestimem. Summer assim com seu nome, possui um espírito aventureiro e explorador, sua vontade incontrolável de traçar seu próprio destino e buscar horizontes. Ela é definitivamente uma imensidão. Para Sum, nos momentos não existem meio-termo. Ela vive cada momento como se fosse o último, com intensidade sem se importar se não houver o amanhã. Ela é criativa, elabora ideias que poderão parecer meramente impossíveis de existir, algo louco e complemente divertido. No entretanto, a ampla imaginação é a ferramenta principal de sua criatividade.



Summer é independente, pois a vida lhe ensinara a ser madura com pouca idade. Sum é sarcástica e irônica, testando suas duas amplas virtudes. Consegue ser provocativa quando quer, deixando qualquer um beirando a insanidade. A garota acha que a Seleção poderá resolver sua vida, apesar de achar manamente impossível que um príncipe de cavalo branco venha lhe resgatar de uma torre altíssima. No entretanto, possui um coração ingênuo, apesar de não admitir.

❝ É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que à ponta da espada. ❞



Sum é uma pessoa bastante altruísta, por mais que o mal que você tenha feito à ela, Summer jamais pisará nos seus sentimentos. É modesta, não é ambiciosa e não é extremamente vaidosa. Gosta de coisas simples e, relativamente acha aquelas joias que todas usam definitivamente pesadas. Summer é compreensiva, tentará entender os dois lados sem tirar conclusões precipitadas. Não julga pelas aparências, pelo contrário, conhece a pessoa primeiramente antes. Ela não usará quaisquer tipo de máscara que cubra que personalidade, sendo totalmente verdadeira.

αsρєcτσs ρσsiτivσs

Leal
Enérgica
Espontânea
Humilde
Altruísta
Mente aberta

αsρєcτσs ทєgατivσs

Não pensar antes de fazer suas ações
Confiar demais nas pessoas
Não ter paciência
Impulsiva
Ser um irmã para confusões.

∂єƒєiτσ мσrταℓ

Allegiance

ταℓєทτσs

Cozinhar é um de seus dons. Ela possui enorme facilidade em falar em público, sendo bastante opinativa. Ela consegue colocar um sorriso instantaneamente no rosto de qualquer um. Por ser baixa, consegue se esgueirar em espaços minúsculos e adentrar em cubículos.

мαทiαs

– Quando Summer está meramente entediada com o assunto ou não gosta visivelmente da pessoa, coça sua bochecha esquerda, quem a conhece sabe muito bem disso. Gesticular com as mãos quando está frustada ou zangada e, apesar de não admitir, seus gestos mostram. Desviar o olhar quando sorri envergonhada, porém isso é raro de acontecer. Franzir o cenho antes de falar ou sorrir falso. Morder o lábio inferior quando está aflita ou algo está prestes a acontecer. Olhar para diversos lugares quando não está confortável.

нσввiєs

“Leitura, pela profissão de seu pai, acabou desenvolvendo sua paixão por leitura e idiomas”



“Piano, desenvolveu amor pelo instrumento graças à mãe”



“Desenhar, sua paixão escondida, já que morre de vergonha dos mesmo”



“Fotografia, não exerceu como profissão, mas é apaixonada por fotografias, sempre carrega sua câmera, dada a ela por seu pai para registrar seus melhores momentos”



“Violão, um jeito mais “tranquilo” de expressar o seu amor pela música”



“Culinária, a cozinha é seu pequeno paraíso quando a moça está em casa, adora fazer iguarias para seu pai e irmão, principalmente doces”



“Patinar, sua paixão escondida, já que caiu várias vezes de bunda no gelo.”



“Hipismo são sua paixão, a garota realmente é apaixonada por cavalos. E esse será um de seus passatempos mais treinados no castelo.”



rσυραs

∂iα-α-∂iα









נσrทαℓ σƒiciαℓ









мσмєทτσs єsρєciαis









нisτóriα ρєssσαℓ

❝ Aproveite as oportunidades, a vida não costuma dar segundas chances. ❞

Nicholas batucava a caneta azul enquanto explicava o texto famoso de um estupendo poético, algo improvável e irracional, porém meramente fantástico e bem elaborado. Alunos que optavam por fazer piadas sem graças e de duplo sentido, enquanto outros interessados no assunto. Mas algo chamou-lhe a atenção, Megan era seu nome, uma professora substituta que estava prestes a tomar seu lugar. Porém, isso certamente não iria acontecer.



❝As coisas incríveis da vida, acontece quando você não as planeja.❞

Uma interligação, como se fosse o destino. Porém, não bastou curtos olhares para compreenderem que não dariam certo. Mas o destino prega peças, não é mesmo? Uma competição para professor de idioma na Universidade, cada um com sua linguística diferente e cada um de seu jeito. Brigas à toas nos corredores, apostas feitas e um sorriso falso para uma comemoração benéfica dentro da Universidade.



❝Quando o mistério é muito impressionante, a gente não ousa desobedecer.❞

Beijos quentes, palavras ao pé do ouvido e a bebida relativamente pairava pelo ar. Não custou muito para essas duas forças imprevidentes acabassem parando em uma cama de motel. No mês seguinte, Meg pôs a dar a vaga de substituta para Nicholas, deixando-o completamente desconfiado. Seguiu-a até seu carro, perguntando o quê havia acontecido. Porém, ela apenas respondeu com lágrimas nos olhos ‘Eu estou grávida!’



❝O problema é que, às vezes, as palavras são como flechas. Depois que a gente dispara, não tem como voltar atrás.❞

O casamento fora três meses depois, não dando visíveis sinais na barriga. Nicholas comparecia naquela enormemente perfeita festa, porém não sentia que aquela festa era sua, era apenas de Megan. Sete meses passaram-se rápido, talvez rápidos demais. Nicholas não estava preparado para ser pai, porém a vida não prepara. Exatamente naquele dia, a bolsa estourou (...) Augustus Walter Joseph, era seu nome, ou simplesmente Gus.



❝Quanto tempo dura o eterno? Às vezes apenas um segundo.❞

Um garoto espontaneamente, relativamente um pequeno tesouro. Gus, um garoto travesso. Poderia cair, bater a cabeça numa árvore que sorriria do mesmo jeito. Logo Meg descobriu uma nova gravidez, que chamava-se Summer Walter Joseph. A garota chegou cedo, a bolsa estourou com apenas sete meses e as complicações de morte no parto seriam enormemente grandes. Corriam um grande risco. Megan perdeu uma grande percentagem de seu sangue.



❝Um irmão não pode ser um amigo, mas um amigo será sempre seu irmão.❞

Summer, uma garota totalmente oposta do irmão. Cão e gato. Pegadinhas, brigas, apostas e dança do vencedor. Sum sempre fora mais travessa e, Gus sempre andara reto na linha. Provocações, Sum era especialista nisso quando o assunto era tirar Gus do sério. Porém, na maioria das brincadeiras de Augustus, Summer era o principal alvo. Essa dupla relativamente poderia alegrar o dia de qualquer um, já que era impossível passar um hora sem rir com eles. Enquanto isso, Nicholas observava com um sorriso orgulhoso no rosto.





❝Irmão. A única pessoa com quem você briga e faz as pazes sem perceber. ❞

Mas algo fez algo abalar a família Joseph. Principalmente Summer. As datas comemorativas não eram mais as mesmas, a rotina havia mudado e Megan havia mudado (...) Logo após Megan ter sua consecutiva gravidez, Gus sorria ao abraçar a irmã. Ele fora convidado para uma universidade de medicina em Londres, seu sempre sonhado sonhado. Augustus traria saudade. Muita saudade. Ele tirara um colar com um pingente em formato de coração do bolso de sua jaqueta, ajustando no pescoço de Sum. Dentro havia um foto dos dois crianças sujos de tinta, abraçados e sorrindo. Ela desejara boa sorte ao irmão, Gus deu um beijo em sua testa. Mas ao Augustus atravessar a rua, um caminhão desgovernado com o motorista consecutivamente bêbado. Summer correu. O máximo que pôde. Seus pés tropeçavam para salvar o irmão e sua expressão estava tensa. Porém, não correu o rápido bastante. O caminhão bateu fortemente na cabeça de Gus, deixando-o vivo por exatamente um minuto.

– E-Eu T-Te... Amo Summer – Gus pronunciava enquanto acariciava as cabelos de Sum e secava as inúmeras lágrimas que caíam de seu rosto

– Eu também te amo Gus, você não pode... Ir. Fica comigo aqui – Naquele momento Summer sentia que o ar faltava-lhe ao ver o brilho nos olhos do irmão começarem a se apagar, enquanto o mesmo fechava os olhos. Ele abraçou o irmão. Como se não houvesse amanhã. Até que os guardas seguram-lhe pelo braço afastando-a de Augustus – Me soltem! Me soltem! – Ela disse enquanto via seu irmão sendo levado por homens. Sum estava com o sangue em suas roupas e seus cabelos. Porém, aquilo não importava mais.

❝Sempre achamos que vamos ter mais tempo. E aí, o tempo acaba. ❞



❝E mais um vez ele se foi. Mas dessa vez ele foi para nunca mais voltar.❞



❝Todos somos capazes de dominar a dor, exceto quem a sente.❞



Essa tragédia abalara a família Walter. Algo que fez Summer ter seu mundo sendo totalmente desmoronando, algo que fez a garota cair de uma corda bamba em um princípio sem fim, e a garota precisa de uma luz no fim do túnel. Mesmo que seja minúscula. Enquanto sua mãe empurrava-a para casar e tirá-la de seus brigadeiros, o anúncio da Seleção foi feito. Ela preferia ser acertada mil vezes por um raio do que entrar naquela competição. Esse assunto permaneceu na mesa de jantar em exatos quatro dias, até que mexeram em seu ponto fraco, seu irmão.

– Summer, pense nessa proposta! Isso poderá levar você ao auge, acredito. Soube de muitas candidatas a Seleção que foram eliminadas mas casaram-se com homem ricos e, você poderá ser uma delas! Imagine, nós, família de Summer Walter Joseph, uma das selecionadas da Seleção! – Megan proclamava com empolgação ao dar uma garfada. Relativamente Summer não entendia como a mãe conseguia falar tanto e comer ao mesmo tempo.

– Vocês sabem que tenho meus motivos. Com licença, irei recolher a mesa – A garota falava enquanto recolhia as louças sujas indo diretamente a cozinha. Porém, ao chegar, encontrou seu pai bebericando seu chá, beijou-o na testa.

– Summer... – Sum ouviu a voz rouca atrás de você – Mesmo que não queira e, você sabe muito bem disso. Mas a Seleção é uma oportunidade única Summer.

– Não sei, não me vejo vestindo aqueles vestidos relativamente pomposos com aqueles saltos, com aquelas joias que parecem minimamente pesadas. Sabe que disso, não sabe pai? – Sum disse enquanto abraçava seu pai.

– Eu sei Summer, igualmente seu irmão. Certamente Augustus estaria dando pulos pela casa, dizendo o quão estaria orgulhoso de vê-la através da TV dando seu melhor e mostrando ser quem você é. – a garota estremeceu. Faria aquilo, por seu irmão.



Megan Walter Joseph – 35 anos – Psicóloga – Mãe – Casta Quatro





“Megan e Summer não possuem diálogos normais como mãe e filha, apenas diálogos como se não possuíssem parentesco nenhum. Conversas monótonas, não há nada de algo para dizer de novo. Com palavras mentirosas, sorrisos falsos e um abraço que apunhala pelas costas são certamente ótimas palavras para descrever Megan, Sum sente isso visível no seu olhar. Summer tentara esculpir essa relação diversas vezes, entretanto o que Recebe em troca são apenas palavras sem sentidos e gestos manipuladores da mãe.”

Nicholas Walter Joseph – 41 anos – Professor de idiomas – Pai – Casta Quatro





“Um homem um tanto simpático. Um homem humilde e honesto de berço. Tem uma personalidade tranquila, totalmente o oposto de sua filha, talvez por isso eles sejam tão próximos. Os dois sempre foram próximos, diferente de Summer e sua mãe. Ele sempre fez questão de ser presente na vida de sua filha e fez isso perfeitamente. Apesar de a moça não ter seu gênio, ele entende que isso possa ser uma forma de ela se proteger do mundo e afastar a falta de sua mãe. Os dois não Conseguem passar um dia separados, e se passarem, se abraçam como se não se vissem há anos.”

Augustus Walter Joseph – 20 anos – Cursava a faculdade de Medicina – Irmão – Casta Quatro





“Os abraços, a intensidade e os olhares travessos de Gus completavam o mundo de Summer. Apenas uma palavra para se encantar com o rapaz, Augustus era cativante e transbordava alegria por onde passava. Além de travessuras. Sum e Gus seriam pegadinha na certa, planejando façanhas. Além de irmãos, melhores amigos. Um era o confidente, porto seguro do outro. Apesar da relação ‘cão e gato’. Summer guarda com todo apreço seu colar, Seu item mais valioso de seu irmão.”


Nathan Walter Joseph – 09 anos – Estudante – Irmão – Casta Quatro





“Um garota otimista, que enxerga um arco-íris em cada canto. Qualquer um poderá se encantar com seu sorriso aventureiro e destemido, um explorador nato. Garoto sapeca, investigações em bosques ao princípio de um rio. Summer se encanta com esse jeito de Nathan.”

cσмσ єℓα cσsτυмα τrαταr αs ρєssσαs?

Os trataria como se as conhecessem à anos, as cumprimentaria com um sorriso nos lábios. Consegue puxar assunto com uma pessoa que mal conhece, sempre possuindo um trocadilho na ponta da língua. Certamente seria encarregada de soltar inúmeras gargalhadas de visitantes, a família real ou até os funcionários, tanto por suas piadas quanto por ser desastrada. Coisa rara é Summer possuir inimigos.

sє α ρєrsσทαgєм τivєssє α σρσrτυทi∂α∂є ∂є єscrєvєr υмα cαrτα. ραrα qυєм єℓα єscrєvєriα? Para seu irmão, Nathan.

ทαrrαçãσ ∂є υм єทcσทτrσ єsρєciαℓ

“Já até pegar no sono, mas também já fui dormir tão feliz, a ponto de nem conseguir fechar os olhos.”

O pôr-do-sol já estaria sempre visivelmente apresentado, enquanto os últimos raios do sol estariam para serem vistos. A brisa relativamente doce batia no cabelo de Summer, enquanto a garota sorria ao agradar o cavalo que estava montada. O cavalo era realmente rápido, chamando-o de Relâmpago devido sua velocidade. Ia visitá-lo constantemente quando havia tempo de sobra. Cavalgava apenas pelos arredores do palácio, porém naquele dia algo chamou a atenção de Relâmpago em algo que parecia-se uma “floresta” realmente densa. Summer ficou realmente curiosa, então resolveu arriscar. A copa das árvores cobria a visível claridade que restava, tendo pouquíssimos de claridade naquele lugar. Relâmpago primeiramente começara a dar curtos e pequenos passos em uma trilha que podia-se ver o caminho de volta. Porém algo fez o cavalo se descontrolar, seguindo um rumo totalmente diferente. Começou a correr rápido, Summer não conseguia manter o controle. O rosto da garota estava arranhado enquanto suas roupas também porém para piorar a visível situação, começou a cair pingos do céu logo se transformando em um densa tempestade. Relâmpago após uma curva realmente pesada, Summer não conseguiu segurar as rédeas do cavalo fazendo a garota cair instantaneamente num tronco de uma árvore. Bateu a cabeça, não muito forte porém doeu. Mas relativamente o quê mais doía era sua perna esquerda, estava com inchaços. A garota encolheu-se com dificuldade na copa de uma árvore por causa da tempestade, enquanto via o vulto de relâmpago desaparecer. Tentou de várias maneiras se levantar, mas toda vez que fazia isso gemia de dor ao sentir sua perna latejar. Vagou pela floresta com dificuldade enquanto tentava encontrar o caminho, no entretanto perdia-se ainda mais. Até que aguentou mais e recostou-se num tronco perto de um lago, até fechar seus olhos de cansaço. Não demorou muito para ouvir vozes gritando seu nome enquanto tentavam achá-la, ela gritou porém não houve resposta. Até ouvir uma voz irreconhecível gritou:

– Ethan? – Summer gritou ao ver a silhueta próxima do local onde permanecia – Estou aqui!

– Summer? É você? – o príncipe perguntou ao olhar ao redor enquanto tentava identificar de onde essa voz veio. – Onde você está?

– Perto de um lago, em um tronco de uma árvore – respondeu ao observar o lugar, porém só agora que percebeu que quase era dia.

– Existe vários troncos de árvores Summer – Ethan respondeu visivelmente com sarcasmo, porém estava muito mais preocupado com a garota. Ao o garoto ver Summer sacudindo seus braços, correu para vê-la. Ele tentou abraça-la porém o máximo que conseguiu foi um aperto de mão, pois Summer gemia de dor toda vez que tentava tocá-la. Ele colocou a mão na testa da garota. – Summer, você está queimando em febre. Olha como você está! Onde estava? Nos deixou preocupado, principalmente eu. Não faça mais isso, ouviu?

– Estava apenas caminhando com Relâmpago quando ele se descontrolou e me derrubou, minha perna está ardendo... Ei, o quê está fazendo? – Summer perguntou a ver o garoto levantar a barra de seu vestido examinado seu ferimento, não poderia fazer nada. Porém apenas ajudar. Não sangrava muito, porém um pouco. Ethan a pegou no colo levando-a para a superfície rasa do lago, onde mais a frente formava-se uma bela cascata. O garoto rasgou um pedaço de seu terno (dependendo da roupa) limpando os ferimentos de Summer, os arranhões no rosto ao inchaço de sua perna. – Não precisava fazer isso, sério. Não é tão grave assim, obri...

– Não, eu preciso que te agradecer. Agora você está bem? Summer, olhe. Eu quero apenas que você fique bem – Essas palavras fizeram o coração de Summer estremecer, apesar de todas suas dores, ela o abraçou com todas as suas forças. Enquanto recostava no ombro do rapaz, ela sorria ao sentir o mesmo acariciar seus cabelos. Até que a garota adormeceu.

“Um dia alguém vai te abraçar tão forte que todos os pedaços quebrados dentro de você se juntarão novamente.”

Não houve relativamente algo gravíssimo, apenas engessaram sua perna esquerda impossibilitando para a infelicidade de garota poder andar de cavalo novamente.

мúsicα τємα ∂α ρєrsσทαgєм



❝ Mas eu sou só humana
E eu sangro quando caio
Eu sou só humana
E eu me despedaço e eu me quebro
Suas palavras na minha cabeça, facas no meu coração
Você me constrói e então eu desmorono
Porque eu sou só humana. ❞



❝ Quando ela era apenas uma garota
Ela tinha expectativas do mundo
Mas ele escapou do seu alcance
E ela capturou as balas com seus dentes
A vida continua, fica tão pesada
A roda corrompe a borboleta
Cada lágrima, uma cachoeira. ❞



❝ E eu ainda estou recebendo a parte boa
A queda
Aprendendo a escrever a minha história
E eu estou no meio da loucura
Da vida perdida
Procurando quem eu vou ser
Desde os lugares onde estive
Para o rio que vou
Desde o início até ao fim
Eu ainda estou aprendendo o caminho. ❞



❝ Me levar para algum lugar real
Porque eles dizem que lar é onde seu coração está gravado na pedra
É onde você vai quando está sozinho
É onde você vai para descansar seus ossos
Não é apenas onde você deita sua cabeça
Não é apenas onde você faz sua cama
Contanto que estejamos juntos, importa pra onde vamos?
Lar. ❞

мúsicα ραrα мσмєทτσs єsρєciαis



❝ Se você sentir que está afundando, eu vou pular direto
Na água fria, fria, por você
E mesmo que o tempo nos leve para lugares diferentes
Eu ainda serei paciente com você
E eu espero que você saiba que
Eu não vou te largar. ❞



❝ Oh, oh, nosso amor estava correndo até um prédio em chamas Oh, oh, nosso amor são cinzas espalhada com um sentimento ardente Senti o calor assim que nós começamos a espalhar Você sabe que o viu chegando Mas as memórias ainda estão em minha mente Queimando como fumaça e fogo. ❞



❝ Por favor, simplesmente não diga que me ama Porque pode ser que eu não o diga de volta Isso não quer dizer que meu coração parou de palpitar Quando você me olhou daquele jeito Não há motivo para preocupar-se quando se vê onde estamos Por favor, simplesmente não diga que me ama Porque pode ser que eu não o diga de volta. ❞



❝ Quando chegar o momento, não tenha pressa amor, apenas me beije lentamente
Nós mantemos este amor numa fotografia
Nós fizemos estas memórias para nós mesmos
Onde nossos olhos nunca se fecham
Nossos corações nunca estiveram partidos

E o tempo está congelado para sempre
Então você pode me guardar
No bolso do seu jeans rasgado
Me abraçando perto até nossos olhos se encontrarem
Você nunca estará sozinha
Me espere para voltar pra casa. ❞

ƒrαsє мαrcαทτє

“Às vezes as pessoas são bonitas. Não pela aparência física, nem pelo que dizem, só pelo que são.”

sυα ρєrsσทαgєм τrαiriα σ ρríทcipe?

Jamais, nunca.

cσм qυєм sєriα?

Escolha da autora, apesar de ser bem improvável.

vσcê єsτá ciєทτє qυє α sυα ρєrsσทαgєм ρσ∂є ทãσ sєr α єscσℓнi∂α ρєℓσ ρríทciρє?

Yes;

vσcê єsτá ciєทτє qυє ρσ∂єr sєr єℓiмiทα∂α?

Sim, estou ciente.

cσмσ sє sєทτiriα єм rєℓαçãσ α issσ?

Summer preencheu aquele formulário sabendo dos riscos que correria. É possível se apaixonar e voltar com o coração quebrado? Sim, é possível, porém de vez em quando rótulos devem ser quebrados. Ficaria triste obviamente. Porém aliviada de o príncipe não escolhê-la diante de selecionadas dispostas a assumir o posto e absolutamente boas para ser a futura esposa de Alex.

cσทsi∂єrαçõєs ƒiทαis

Acho impossível eu ser aceita nesta altura, mas o quê vale a vida em riscos? Amo sua impecável escrita, além de me apaixonar cada vez mais pelo Ethan, pelo jeito como você o descreve é fantástico. Amo sua Fanfic.

✗ αℓgσ мαis? ✗



Sum possui esta tatuagem que fez ao completar seus dezesseis anos.



Essa fora o colar que Gus dê-lhe no dia de sua morte. Dentro há uma foto em quê mostra os dois abraçados, Winter não o tira para nada. Atrás está escrito a frase em latim “Amor Verus Numquam monitor”, “que significa “Amor verdadeiro nunca morre”

Summer é quase alérgica a pó compacto. Poderá usar, no entretanto em excesso poderá prejudicar.

✗ ƒrαsєs є ciταçõєs ∂є sυммєr ✗

“Talvez a loucura, seja o melhor remédio para a tristeza.”
“Eu vejo as pessoas entregando seus corações e penso: “Não sabem que não deveriam fazer isso?” Corações são frágeis. E acho que mesmo quando a pessoa se cura, ela nunca volta a ser o que era antes.”
“Eu não vou ficar sentada e ser esmagada. Eu vou levantar e lutar contra o que é injusto”
“O sofrimento é o preço que pagamos pelo amor.”
“Eu estou cansada de sorrir. Por que esperam que as mulheres sorriam o tempo todo? É injusto. Se um homem está solene, é automaticamente assumido como uma pessoa séria, não um miserável.”
“Mude, mas começe devagar. Pois a direção é mais importante que a velocidade.”
“Você pensa que nunca vai esquecer, e esquece. Você pensa que essa dor nunca vai passar, mas passa. Você pensa que tudo é eterno, mas não é.”
“Certo ou Errado, se for amigo meu eu defendo até o final.”


✗ ρσємαs ƒαvσriτσs ∂є sυммєr ✗

“Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio. Porque metade de mim é partida, mas a outra metade é saudade. Porque metade de mim é o que eu ouço, mas outra metade é o que calo. Porque metade de mim é o que eu penso, mas a outra metade é um vulcão. Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo se torne ao menos suportável. Porque metade de mim é lembrança do que fui e a outra metade eu não sei. Porque metade de mim é abrigo, mas a outra é cansaço. Porque metade de mim é amor, e a outra também.”

“Odeio o modo como fala comigo
E como corta o cabelo
Odeio como dirigi o meu carro
E odeio seu desmazelo
Odeio suas enormes botas de combate
E como consegue ler minha mente
Eu odeio tanto isso em você
Que até me sinto doente
Odeio como está sempre certo
E odeio quando você mente
Odeio quando me faz rir muito
Ainda mais quando me faz chorar...
Odeio quando não está por perto
E o fato de não me ligar
Mas eu odeio principalmente
Não conseguir te odiar
Nem um pouco
Nem mesmo por um segundo
Nem mesmo só por ter comigo.”


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...