O ninguém que eu sou.


Postado

E no fim do dia, eu não sou ninguém. Não sou a aluna predileta, o crush ou a melhor amiga de alguém. Eu sou um número em uma estatística de pessoas doentes. A aluna que dorme na aula pra fugir das recorrentes alucinações. A colega que todos procuram na prova de física, mas que na primavera ninguém vai saber que é meu aniversário, ou não vão se importar. Sou aquela que todos julgam mas pedem favores. Sou a neta delinqüente, a invertida, a frescurenta que vive em psicólogos por frescuras, invenções e modinhas. Sou aquela que você não acredita e ainda assim critica.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...