~Thayrii

Thayrii
Adoro coisas originais <3
Nome: Mirelle Chavalier
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Canudos do Vale, Rio Grande do Sul, Brasil
Aniversário: 10 de Dezembro
Idade: 15
Cadastro:

Ficha We Need Survivel


Postado




Ficha Masculina:We Need Suvivel
♠Ficha♠

•Nome completo:
Christian Arthur Ortiz

•Apelido:
Chris

•Idade/aniversário:
05/12/1995
21 anos
Sagitariano

•Etnia:
Estudaniense

•Aparência × Photoplayer:





•História:
Christian dês de sempre foi um homem trabalhador, ele era um empreendedor de imóveis muito famoso em Nova York. Quando Christian tinha 18 anos, namorou por alguns meses uma mulher chamada Juliane Clarkson, uma linda garota loira de olhos azuis e corpo muito esbelto, eles eram aquele tipico casal que somente se aproveitava um do outro, não tinha nenhum interesse em amor, era somente sexo entre eles.
Depois de Christian se cansar da "namorada" resolveu terminar, pois já estava com outras mulheres em mente e também, estava cada vez mais ocupado com o trabalho.
Juliane aceitou de boas, e logo após terminar com Christian se mudou para a Austrália pois sua mãe havia ficado doente.
3 anos depois, Christian recebeu uma ligação de um número desconhecido, confuso, ele atendeu, era um garotinho "Você é o meu pai?" perguntou o garotinho. Christian achou que era uma ligação errada e quando ia desligar ouviu a voz de Juliane.
"Ei! Cesar! Com quem você está no telefone?"
Christian perguntou se era Juliane, e ela um pouco hesitante respondeu que sim. Ela também explicou para Christian que quando saiu dos EUA já estava grávida dele, e quando descobriu não queria avisar ele.
Christian bravo e querendo esclarecer a história, disse que estava indo para a Austrália imediatamente.
Ele comprou as passagens pela internet, iria pegar o voo 767 logo de manhã.

•Personalidade:
Christian é aquele tipico homem mulherengo, não se compromete com facilidade, talvez por que não encontrou a mulher certa, todas que conheceu até agora eram maniacas por dinheiro e sexo. Ele é muito gentil com todos, sempre tenta ser educado e prestativo.
Dificilmente vai manter a calma quando fizerem algo que ele não gosta, ele não é muito o Senhor Paciência, então não o fique irritando quando ele está uma carranca, pois pode perder a paciência e falar coisas horrorosas e ofensivas.
Christian dá muita atenção aos amigos, tenta sempre estar atento se eles estão bem ou não.
Muitas vezes pode ser muito malicioso e pervertido, isso quando ele quer realmente uma boa noite de transa.

•Qualidades:
Christian é prestativo de mais, aprende as coisas com facilidade e tenta fazer tudo o que faz com grande perfeição.
Gentil. Não há dúvidas que Christian Ortiz é um homem muito gentil com todos a sua volta, tende a não ser falso, pois não gosta de mentiras.
Tem um ótimo humor, ele é o tipo de cara que faz piadinhas para descontrair o local, não gosta dever pessoas discutindo ou brigando, a menos que ele faça isso.

•Defeitos:
Egoísta de mais pelas coisas que é muito apegado, costuma a não pensar nos outros quando ele quer muito uma coisa.
Mulherengo. Não ouse duvidar da personalidade mulherenga desse cara, quando vê uma mulher bonita e fácil de conquistar já vai a guerra, nunca dispensa uma chance de sexo fácil.
Convencido. Christian muitas vezes acha que é bom em tudo, e isso o torna muito convencido em certos momentos, fazendo que fique insuportável.

•Gostos:
Passear na praia, assistir luta livre, comer chocolate, ganhar muito dinheiro, filmes de terror.

•Desgostos:
Pessoas muito curiosas, filmes antigos, comida italiana, discussões em torno dele.

•Segredo:
Não fala para ninguém que tem um filho, isso poderia acabar com a sua reputação e além disso, se perguntarem algo de sobre seu filho ele não saberia o que responder, pois nunca o viu.

•Manias:
Esfregar a mão na cabeça quando está confuso.

•Vícios:
Não tem.

•Doença:
Não tem.

•Habilidades:
Uma das super habilidades de Christian é cozinhar muito bem. Ele pode transformar um simples peixe em um banquete de rei. Sabe fazer qualquer coisa quando o assunto é culinária, pois quando era mais jovem, sua mãe o obrigou a todas as comidas do seu antigo livro de receita que era passado em sua família de geração a geração.

•Inabilidades:
Tem uma péssima mira, mesmo que nunca admita isso, ele não consegue acertar algo nem que esteja bem na frente dele, e isso o deixa muito irritado.

•Hobbies:
Cozinhar
Esquiar
Escalar

•Medos/fobias?:
Medo de ser excluído.
Medo da morte.

•Traumas?:
Não tem traumas

♦Reações e relações♦


•Relação com os outros sobreviventes:
Sempre muito gentil, gosta de manter uma relação amigável com todos para não ser um alvo inimigo, mas é claro, ele não gosta de falar muito sobre ele.

•Ao perder um amigo:
Fica desolado por dentro, se culpando por não conseguir salva-lo, tende a ficar muito triste e um pouco depressivo, cai algumas lágrimas de seus olhos, mas não gosta de exagerar no choro.

•Ao notar que algo está errado:
Avisa a todos, pois não quer que fiquem pensando que ele é do tipo egoísta e que quer o mal dos outros, assim para quando for a vez dele de estar em perigo, os outros o irão ajudar.

•Reação ao perceber que o avião caiu e que esta no meio de uma ilha com completos desconhecidos:
Fica desesperado, pensa no filho, na Australia, no trabalho, e como iriam sair dali, pensa que vai morrer ali com um bando de desconhecidos. Pensa em sua mãe em em seu pai e em como eles vão ficar preocupados com ele.
Depois ele diz para si mesmo, quando está mais calmo.
Eu vou sobreviver.


♦Perguntas♦

•Seu personagem cometeria canibalismo para sobreviver?
Não, somente caso seja um caso de vida ou morte, ele fará o que for preciso para sobreviver, mesmo que com nojo.

•Se arriscaria para o bem do grupo?
Sim e não. Ele somente iria se arriscar caso tenha alguma pessoa importante para ele no grupo, se não, não.

•Seu personagem está aberto a par? Se sim, como seria a relação?
Sim, mesmo que com muita dificuldade de se comprometer, caso ele ame de verdade uma pessoa, ele irá fazer de tudo por ela, iria ama-la e cuida-la para o que for preciso.

•Esteja ciente de que seu personagem poderá morrer tanto no começo como no fim da fic. Okay? Isso depende das pessoas da fic.
Sim, eu estou.

•Algo mais?
Não.





Ficha Feminina: We need Survivel
♠Ficha♠



]•Nome completo:
Khyara Isabella Mordini

•Apelido:
Yara ou Khy

•Idade/aniversário:
01/02/1998
18 anos
Aquariana

•Etnia:
Italiana

•Aparência × Photoplayer:










Tem cabelos pretos meio acastanhados médios, olhos azuis claros. Sua pele é clara, não tem muito bronzeado, tem um corpo digna de modelo, tem seios fartos, pernas longas e finas, um quadril próprio para sua idade, nem muito grande mas nem tão pequeno.

•História:
Khyara veio de uma família nobre e tradicional da Itália.
Até seus cinco anos de idade, a vida de Khyara foi sempre comparada a de uma princesa cheia de mimos e amores por todos os lados. Todos a amavam, não havia excessão, pois a garota sempre foi bonita e fofa dês de pequena.
Mas logo após de sua irmã mais nova nascer Amélia Elisabeth Mordini, a família começou a deixar Khyara de lado, a sua irmã mais nova recebia toda a atenção, os mimos que iam para Khyara passavam a ser cada vez mais menores a medida de que ela crescia, já sua irmã recebia cada vez mais.
Com o passar do tempo, sua irmã logo foi demonstrando muito talento no canto e na música, além ser bonita e simpática com todos, e isso atraiu a atenção da mídia. Já Khyara nunca teve nenhum talento especial, sempre fora desleixada e atrapalhada, e isso impedia que ela fosse boa em alguma coisa.
Com 14 anos, Khyara percebeu a dura realidade da ausência da família em sua vida, pois sempre em suas apresentações de teatro ou até nas reuniões da escola seus pais e avós não faziam questão de ir, e isso começou a deixar revoltada.
Então a partir dai, Khyara não dava mais satisfações a ninguém, saia a noite para shows de rock, bebia e fumava em cada canto, como se o amanhã não fosse mais chegar, andava com grupos não recomendáveis e se drogava ao ponto de quase morrer de overdose uma vez. Transava com todos que desejava, não tinha pudor de seu corpo, muitas vezes a chamavam de prostituta que não cobra, mas a mesma apenas ria disso, como se fosse uma boa piada.
Ela levou essa vida por muito tempo, até um homem com uma boa lábia chamado Jack Wills a ofereceu um trabalho nos EUA, um trabalho que ganhava muito dinheiro.
Com dividas enormes para pagar e sem a ajuda dos pais, com 18 anos ela saiu do pais e começou a trabalhar nos Estados Unidos exportando drogas e armas por entre as cidades. Em um dia qualquer, Jack fez uma proposta para Khyara de exportar armamentos para a Austrália para uma máfia conhecida do local, Khyara iria receber bastante dinheiro com essa exportação e enfim, teria dinheiro suficiente para pagar as dividas, então sem pensar duas vezes aceitou a ideia.
Tudo estava previsto, o armamento pesado já estava escondido em algum lugar do avião que iria decolar logo de manhã no voo 767, agora Khyara apenas iria precisar ir até a Austrália, pegar o dinheiro e se ver livre de tudo.

•Personalidade:
Kyara dês de sempre foi uma garota muito determinada, nunca deixou suas opiniões ou preferencias de lado, sempre busca por aquilo que quer, isso pode ser também uma coisa ruim pois nem sempre o que ela procura é para o bem.
Tem uma personalidade forte, não deixa as emoções a dominarem totalmente, sempre tenta deixar sua expressão impassível para que as pessoas nunca saibam o que ela está pensando, mas isso sempre a faz querer saber o que os outros estão pensando, o que a torna muito observadora.
Tem uma boa lábia, sabe convencer qualquer pessoa para fazer o que quer para ela própria, com apenas algumas palavras, Khyara iria conseguir qualquer coisa que desejar, ela aprendeu isso no meio de todas as pessoas que conviveu durante anos.
Confiável, apesar de não demostrar isso, Khyara realmente é uma boa pessoa, e que sabe guardar segredos, pois ela mais do que ninguém entende do quanto é importante ter alguém com que possa confiar sempre.
Khyara é bem inteligente e tem um raciocínio rápido para aprender as coisas, pois quando começou a trabalhar nos EUA, teve que aprender diversas coisas como matemática, para aprender a negociar de um jeito que ela possa lucrar mais. Aprendeu a lutar Krav Maga para se defender das pessoas que queriam a sequestrar ou matar para conseguir mais drogas e também a atirar de grandes distancias ou menores também, esse sempre foi seu ponto forte.

•Qualidades:
Corajosa na maior parte do tempo, tende a não ter medo das coisas, mesmo que elas a assustem pra caramba, ela tenta não demostrar fraquezas.
Sincera a todo custo, fala o que pensa e não tem medo do que os outros dizem, nem se vai magoa-las, pode até colocar algumas palavras doces no meio, mas sempre será a verdade.
Solidaria, Khyara por incrível que pareça não gosta de ver as pessoas sofrerem, ajuda elas, mesmo que seja meio hesitante, pensa nas condições dos outros antes dela mesma.
Khyara é bastante fiel as pessoas que realmente gosta, tende a ser mais gentil com elas, e gosta de vê-las sorrindo.
Boa ouvinte, caso alguém precise desabafar, Khyara sempre estará ali com sua expressão sem emoção e com sua mania de não julgar as pessoas.
Engraçada quando quer, tem sempre o momento em que ela quer ver o sorriso das pessoas, então surpreendentemente ela deixa sua indiferença sem emoção de lado e anima as pessoas.

•Defeitos:
É muito teimosa, mesmo que esteja errada ela sempre vai fazer questão de fazer do jeito que acha certo e é muito orgulhosa para admitir que está errada.
Desastrada? Ela? Imagina! Ela é super ultra mega desastrada, quebra as coisas com a mesma facilidade que alguém quebra um ovo, tropeça e cai por onde passa, não tem jeito.
Egocêntrica em certos momentos, pensa somente nela e os outros que se virem, mas é claro, tudo depende do seu humor bipolar.
Negativa, muitas vezes ela leva a realidade muito a sério e isso a deixa um pouco negativa, ao ponto de as vezes até se sentir sem esperanças.
Manipuladora, quando precisa e quer realmente de algo, Khyara faz tudo ao seu alcance, até mesmo manipular a pessoa usando sua lábia nas palavras.

•Gostos:
Filmes antigos ou mudos, comida japonesa, vendaval sem chuva, adrenalina, tiro ao alvo.

•Desgostos:
Chuva, tristeza, pizza, ervilhas e musicas sem nexo.


•Segredo:
Khyara foi molestada um vez por seu primo Jackob Mordini quando tinha 13 anos, esse foi um dos grandes incentivos dela para se revoltar contra o mundo.

•Manias:
Quando está nervosa, Khyara costuma beliscar seus dedos com as unhas.

•Vícios:
Kyara é viciada em cigarro, ela o fuma quando está estressada ou preocupada.

•Habilidades:
Khyara tem realmente uma mira incrível, isso graças a seus quatro anos de vida rebelde em que ela muitas vezes pegava bastante em uma arma, qualquer coisa que exige mira ela é como uma experiente.

•Inabilidades:
Como é muito desastrada, não consegue construir nada, sua impercepção nesse quesito é tão grande que ela não ousa nem tentar.

•Hobbies:
Um dos seus hobbies preferidos é nadar e fazer trilhas.
Khyara sempre teve esse excesso de querer explorar as coisas a sua volta e descobrir coisas novas.

•Medos/fobias?:
-Ofidiofobia (medo de cobras)
-Monofobia (medo de ficar sozinha)


♦Reações e relações♦

•Relação com os outros sobreviventes:
Khyara foi sempre quieta e distante de todos, e dos sobreviventes não foi diferente no inicio, mas quando começou a conhecer a personalidade deles, começou a se demonstrar gentil e bondosa, uma pessoa que gosta de ajudar os outros por que nunca foi ajudada quando precisava.

•Ao perder um amigo:
Ficaria desolada por dentro, uma mistura de sentimentos que ela não entenderia, mas como não gosta de demonstrar fraqueza, ela quando está em meio das pessoas se mantem mais distante que o normal, com uma expressão de tristeza, e quando está finalmente sozinha, desabasse num mar de lágrimas.

•Ao notar que algo está errado:
Avisa todas as pessoas importantes para ela, e pede para que fiquem em alerta e não se distancie muito do grupo, não avisa todos os sobreviventes pois sabe que nem todos são confiáveis.

•Reação ao perceber que o avião caiu e que esta no meio de uma ilha com completos desconhecidos:
Ela fica distantes das outras pessoas e começa a observa-las tentando adquirir informações, começa a pensar que pelo menos, ela não teria de ficar correndo o risco de morrer de overdose novamente nem terá que pagar a imensa divida que deve para o pessoal da Itália.
Decide esperar um tempinho até ter certeza que ninguém é um assassino para mostrar as armas, que podem ajudar com as caçadas e etc.

♦Perguntas♦

•Seu personagem cometeria canibalismo para sobreviver?
Não, ela acha isso doentio e nojento, nunca iria partir para o canibalismo mesmo que esteja morrendo de fome.

•Se arriscaria para o bem do grupo?
Sim, ela faria o que for preciso para salvar as pessoas que ama.

•Seu personagem está aberto a par? Se sim, como seria a relação?
Sim, iria ser o tipo de amor fofinho, que daria apoio um ao outro e que iram se ajudar.
Ela mostraria seu lado gentil e carinhoso para ele.

•Esteja ciente de que seu personagem poderá morrer tanto no começo como no fim da fic. Okay? Isso depende das pessoas da fic.

Estou Ciente...

•Algo mais?
Não.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...