~Save-

Save-
Arrepsia- ; .determinação
Nome: ⦁ ❝мลя⍣иล & ¢ลмэив⍣я†❞
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 27 de Novembro
Idade: 12
Cadastro:

• ᔕhOᙀᒍO ᙏIᔕᙀI – 𝔽𝕀ℂℍ𝔸 ❞


Postado


O quê? Está cego? Não consegue ver que não podemos? Acorde, ilumine sua cabeça. Espante os demónios que lá vivem. Ande, você agora está sozinho. No controle.

Mostrar Spoiler:

A partir deste cenário preto e branco, vejo um sonho eletrônico.
Ao som de passos, oramos por uma reencarnação.

】Lavínia Mackenzie ▾ 15 anos ▾ Humana ▾ Kanato Sakamaki ▾ Shoujo Misui 【
✘ Nome Completo ✘

Lavínia Mackenzie. Lavínia: Significa “a que purifica” ou “a que banha”. Lavínia tem origem a partir do latim lavo, lavi, lavatum, que significa "lavar, banhar, purificar". Por extensão, o nome tem o sentido de “a que purifica” ou “a que banha”. Trata-se de um bonito nome feminino, uma vez que carrega os atributos de purificação. É classificado como mitológico, pois era o nome de uma princesa pertencente à mitologia romana.

Lavínia era a única filha do rei Lácio e da rainha Amata. Ela foi também a segunda esposa de Eneas, que construiu em sua homenagem (em um lugar indicado pelo oráculo) a cidade de Lavínia, atualmente chamada de Pratica, localizada na Itália.

Foi um nome muito popular no final do século XVII, após a Renascença. Nos séculos XIII e XIV foram encontradas as formas Lavina e Lavena, possíveis variantes de Lavínia. É um dos nomes preferidos dos ciganos, utilizado desta forma também pelos romenos.

Uma das personalidades mais conhecidas com este nome no Brasil é a atriz carioca Lavínia Vlasak. Dois grandes clássicos da literatura inglesa também tiveram personagens com o nome Lavínia. Lavinia Andronicus, da obra Titus Andronicus, da autoria de William Shakespeare é uma delas. A outra é Lavinia Mannon, em O Luto Assenta em Electra, de Eugene O’Neill.



✘ Apelidos ✘

Lavínia possuí muitos amigos, mas não significa que tenha tantos apelidos. Um dos mais utilizados são Nia e Viví. Mas carinhosamente prefere Nia, acha muito fofo e não é atoa que tem haver com um pouco da personalidade dela.Ou melhor, a antiga personalidade dela, mas á sim resídos daquela Lavínia verdadeira e honesta – bom, não que ela não seja honesta, mas já que ela está tentando dar o bote em um milionário... Não fará lá muita diferença, não?



✘ Idade ✘

15 anos — ♐ sagitário — 27/11

Quinze anos de idade, sua aparência combina perfeitamente com sua idade. Seu aniversário é no dia vinte e sete de novembro, seu signo é sagitário ( ♐ ).



✘ Aparência ✘









Personagem retirada para aparência: Ayano Teteyama – Kagerou Project. Lavínia tem cabelos castanhos bem contrastados, não são claros e nem escuros, não abusam do brilho e nem da luminosidade; a cor é bem original, digo eu. Lavínia nunca foi de ter cabelos curtos, desde pequena os possuia curtos e isso a deixava um pouco constrangida com a meninas de sua classe naquela época. Mesmo demorando, hoje ela está com o cabelo maior, pelo menos aceitavelmente maior.

Ela tem um grande amor por sua franja de lado, é bem raro quando a prende para trás, mas nunca precisou de fazer isso. Lavínia se acostumou com um pouco do cabelo em seu rosto, e com toda a certeza quando experimentar o cabelo para trás seria um tanto desconfortável. Ela é uma garota rotineira, a sua vida é uma rotina e isso acabou por ser um tanto ruim para ela em certos casos como: mudar.

— Não toque no meu cachecol! — Esta será uma das mais faladas frases da morena para aqueles que ousarem a tocar em seu precioso cachecol. O cachecol vermelho e as ramonas vermelhas são o que definem um pouco a garota, pois sempre está com eles.

Lavínia é de uma estatura mediana, possuindo 1,60 de altura, ou seja, não é muito alta, mas também não pode ser denominada como baixinha como muitas pessoas por ai sim isso foi indireta para o clichê ''baixinha'', lide com isso coisinha. É bem magrinha, estando no padrão da sociedade, a parte mais interessante, mais elogiada e comentada são sua barriga e pernas. As pernas são bem torneadas, assim como seus braços.

Nia sempre está maquiada com um simples lápis, delineador e rímel em seus olhos castanhos. Sim, seus olhos são castanhos, porém, mais vivos que o cabelo dando assim uma saturação meio vermelha. Muitos dizem que são iguais a amêndoa, mas eles são bem mais puxados para um castanho misturado com laranja, marrom e vermelho. Seus lábios estão sempre cobertos de um gloss de morango e batom de cacau para o hidratar.



✘ Personalidade ✘

Uma garota de apenas 15 anos muito bem experiente. Experiente digo em tudo e um pouco sobre a vida, já perdeu duas pessoas importantes de sua vida, hoje em dia menospreza muito pingentes e estrelas — literalmente odeia devido a confusões no passado, onde estará explicado em sua história. Nia é bem rancorosa, mesmo até com formas e objetos ela consegue ser um tanto infantil com essas mágoas. O orgulho sempre fala mais alto, e olha, ela não é de perdoar fácil.

Nia é uma pessoa que luta pela justiça depois do que aconteceu com suas amigas, a separação, e diz que cabendo a ela ou não, sempre fará justiça e percorrerá um enorme e difícil caminho mesmo que seja para encontrar a verdade. Determinada a cima de tudo, ela sempre tem uma determinação contagiante em sua voz, o que acaba por encorajar muitos. Aprendeu que, se ela quer amigos, algo que não deve faltar é a determinação naquilo que quer. Por isso acabou por adotar uma nova forma de ser.

Uma de suas peculiaridades é ser teimosa e insistente naquilo que quer, mimada resumindo, ela pode não ter tido muita atenção de seus pais, mas ela sim sempre teve tudo o que queria. Sua família era rica, e a situação sempre foi ótima. Não havia com o de que se preocupar por enquanto. No fim, o casal nunca viu problemas em comprar brinquedos e doces para a filha, eram só pequenas besteiras que uma criança gosta, além de baratucho comparado com o que a quantia de dinheiro no qual eles mechem diariamente.

Lavínia é fofa quando se perde diante de alguns assuntos pesados ou grandes demais para ela, ficando até paralisada ou olhando tudo á sua volta sem entender o que está acontecendo. Ela odeia ficar neste transe, pois as coisas acontecem e ela está lá: sem fazer nada esperando alguém, mais especificamente sua avó como se ela fosse aparecer do nada para abraça-la. Nia nada mais é que apenas uma criança disfarçada de adolescente tentando mostrar o quanto é forte, mas não passa de uma bebê chorona deficiente de atenção.

Abobalhada e gentil, esta é ela. Aprendeu a contar falsas palavras e falsas juras, mas nunca perdeu seu jeitinho fofo abobalhado e altruísta de ser, ajudar as pessoas é o que mais sabe fazer. Seu sonho é se formar em toda ala da medicina, além de achar interessante quando se formar, ela poderá ajudar muitas pessoas. E não vê a hora de inteirar seus 18 anos para doar seus órgãos e sangue. Pode ser idiota — o que muitos poderiam dizer e recusar — mas Nia quer isso mesmo para a sua vida, quer ajudar os necessitados. E se morrer, quer doar seu corpo mas só o seu coração e fígado para uma criança.

Mentir é uma coisa que odeia, já que sua vida foi meio que destruída socialmente por uma ‘’mentira’’ que Menma provocou ao Yuri morrer. Então, certamente, Lavínia não gosta de mentiras, muito mais sobre ela ou alguém que ama.

Uma tremenda preguiçosa às vezes quando come morangos em demasiada quantia. Haha. Mas não se engane, a menina está sempre á disposição para tudo o que der e vier, porém, sempre incerta do que escolher para seu futuro. Lavínia tem uma grande determinação, que vira até empolgação, só que ela é muito indecisa e de vezes enquanto chuta suas escolhas para sua vida ou falar algo, no que ás vezes pode ferir alguém, mas logo se desculpa.

Infantilidade é um bom nome para a descrever, não? Quando Lavínia não consegue o que quer, se sente comovida ao impulso e acaba por ter decisões e ações infantis. E na hora do aperto, ela pode chegar a chorar e dar uma de sínica, tentando se fazer de inocente e dizendo que é sensível. Bom, sensível em alguns quesitos de personalidade.



✘ História ✘

Lavínia desde pequena sempre teve um enorme afeto sobre todos que conhecia, confiava em todos, amava puramente e tinha uma família perfeita entre aspas. Era e é dócil com todos, um amor de pessoa relativamente. Filha única de um casal irlandês com ascendência chinesa por parte de mãe. Nia acabou por puxar mais a natureza irlandesa do pai, possuindo os olhos mais abertos e pele branquinha, já da mãe herdou a postura de dama brincalhona e os traços alguns aspetos específicos; como as curvas. Já de alguns parentes bem distantes de outras nacionalidades ganhou o cabelo e os olhos daquela cor.

Quando pequena ela tinha 2 amigas inseparáveis, ambas eram muito unidas. Elas eram Yuri e Menma. Yuri era uma garota de cabelos rosas longos e lisos, algo que Lavínia ficava sempre encantada quando o vento o batia — até pedia para brincar com eles ou os arrumar —, Yuri era muito bonita e para completar tinha olhos azuis-violeta encantadores. Menma era uma garota de cabelos verde-azulados — verde-mar — também grandes, sempre estavam presos a duas marias-chiquinhas, os seus olhos eram roxos.

Yuri era um tanto desligada, ingénua mas nem um pouco boba, ela era bastante amável e protetora. Menma era a alegre e humorista, muito simpática mas ganhava empatia facilmente de quem a machuca. Lavínia era a boba ingénua do trio, sempre sorridente e altruísta, às vezes tão boba que não sabia o que se passava á sua volta e se desligava junto de Yuri. Elas eram como o céu, a terra e o mar. Apesar de serem de mundos e lugares diferentes ainda assim se viam todos os dias.

Certo dia, Lavínia foi em uma papelaria com sua querida avó Emiko Hong — sua sábia e amada vovó, que sempre estava de seu lado, sua primeira mãe, já que mesmo que a sua mãe tenha parido ela, quem cuidou de Lavínia não foram seus pais e sim sua avó. Papai e mamãe trabalhavam demais e não podiam ficar muito em casa, mamãe queria brincar com ela e não podia; não sabia como. E papai… A amava, mas não gostava dela, a mesma coisa que sua mãe: queria brincar, mas não sabia como chegar nela. Voltando a esse dia, Lavínia comprou do 3 pingentes de estrela para ela e suas amigas. Sua avó comentou que seria um bonito presente, que aquelas três estrelas a lembrava ‘’as três marias’’.

Mais tarde as mesmas se encontraram, ela entregou os pingentes toda feliz. Todas pegaram e colocaram o pingente em tais locais: Menma como pulseira e Yuri como um colar, já Lavínia queria em seu cachecol, mas não foi possível teve de ser em sua bolsa. Aquele cachecol tinha sido feito por sua avó, como presente de 4 anos. Dias depois saíram para tomar sorvete, todas empolgadas, e quando Lavínia sem querer empurrou Menma derrubou o sorvete da amiga, ambas começaram a brigar. De algum modo, o pingente de Lavínia partiu e foi parar no meio da rua; Menma e Nia ainda brigando nem se deram conta, já Yuri, gentil como era foi pegar o pingente mas quando o pegou…

A única coisa a ser ouvida foi uma buzina e depois tudo ficou branco.

Mais tarde lá estava Nia e Menma no velório de Yuri, Menma estava de cabeça baixa — não estava chorando, ao contrário estava grunhindo, se segurando — Nia estava de cabeça erguida olhando para o túmulo e a foto da amiga sorrindo á sua frente. Não podia acreditar, ela morreu? Por quê? Por que logo agora? Logo Menma explodiu;

A culpa é sua! Se não fosse tão estúpida ela poderia estar aqui! Você é egoísta e uma pessoa má! Não quero ser mais sua amiga.

Depois de explodir, Menma chorou, chorou e chorou muito. Nia não conseguiu sequer se mover ou emitir algum som depois do que a amiga disse. Mais tarde, este boato se espalhou que era culpa de Lavínia, Yuri morrer. Os pais de Yuri proibiram dela se aproximar do túmulo da filha no cemitério quando ou se fosse a ver ou rezar por ela. Todos daquela cidade não quiserem nem falar com ela — exceção dos professores que tinham de a ensinar na escola — Menma cortou o contato com a mesma ali mesmo. No outro dia depois da aula, estava chovendo e Lavínia não tinha trazido seu guarda-chuva, mas Menma sim só que durante toda a aula a azulada ignorou por completo a existência de Nia assim como as demais crianças. Naquele dia ela soube. Soube que não tinha mais amigos além da família.

Sua vovó era a única que dava atenção a ela. Isso era bom. Anos mais tarde quando Nia completou 12 anos, sua vovó morreu e continuava naquela cidade de merda onde ninguém queria ter sua presença. A vovó Emiko Hong tinha morrido de parada cardíaca. Nia ficou abalada, chegando a ficar por um bom período com depressão. Mas logo uma luz se acendeu, seus pais contrataram uma baby-sitter de fora, na qual virou sua melhor amiga e psicóloga — sua segunda mãe, haha. Nisso se recuperaram, mas Lavínia continuava sem amigos, então pediu aos pais para ir para outra cidade, Osaka por exemplo. Para construir uma nova vida. Eles deixaram, mas ela tinha de ficar com a baby-sitter (que obviamente aceitou).

Quando chegou na nova cidade decidiu que tudo deveria ser esquecido, menos a vovó, e que começaria uma nova vida como uma nova garota(que no caso seria uma ‘’falsa garota’’). E assim aprendeu da maneira mais sofrida de como deveria ser para ganhar todos os amigos que quisesse e tudo o que queria. Sendo falsa, uma impostora, uma impostora com suas palavras amáveis e juras de amor e amizade.



✘ Manias ✘

Bom, não tem manias tão 'glória a Deus', a sua única mania é repetir o que acabou de falar, mas sem emitir som – mexendo os lábios de acordo com aquilo que falou – só que para não irritar ninguém ela contém-se. Outra é que, bem, não é mania, mas ela é viciada em morangos.



✘ Gostos + Desgostos ✘

⦁ Morangos ➺ Ela tem um vício enorme sobre morangos, não pode viver sem morangos o algo com morango ou feito de morango. Tudo que tiver sabor de morango ou ser rosa ela gosta, tipo, iogurte, sorvete, bolo e entre estas coisas gostosas.

⦁ Seus amigos ➺ Eles são sua força, não vive sem eles.

⦁ Shopping ➺ Um passatempo que adora, ir lá para se divertir é para menos, todo o sábado e domingo está lá empanturrada com suas amigas ou amigos. E se não é lá, obviamente pode ser em algum evento, festa ou parque de diversões. Lavínia adora descobrir novos lugares e andar e se divertir por lá também.

⦁ Pingentes ➺ Nem preciso falar não é mesmo?

⦁ Estrelas ➺ São recordações tristes e raivosas.

⦁ Mentiras ➺ Sua vida social foi praticamente destruída por tal, como ela pode gostar delas?!



✘ Hobbies ✘

Conversar com alguém; mesmo que seja muito raro,Nia gosta de conversar e quando começa uma conversa é dificil acabar com a mesma pois a morena fica tão empolgada que acaba por contagiar a outra pessoa. Tudo bem, falando assim parece que ela é uma desesperada por conversas, mas não é nada disso, sua empolgação é de sua própria pessoa.

Ler livros; bom, não é todo o santo dia, mas até que ela gosta de passar horas e horas lendo e relendo livros de ação e romance. Não têm vicíos em livros, mas tem uma grande coleção dos clássicos aos mais modernos, dos mais bons aos mais ruins, dos infantis aos mais 'quentes'.

Ir ao shooping e á parques de diversões; quando entediada o melhor a se fazer é ir ao shooping se divertir com as amigas, assistindo filmes de terror e ação; brincar nos parques de diversões; comprar novas roupas; comprar novos posters de seus cantores e atores favoritos, e entre várias coisas que uma garota fria com os amigos. Até mesmo pagar umas trezentas mil sessões nas lojas de games.

Comer; comer morangos, um dos seus vícios.



✘ Par ✘

Kanato Sakamaki – algo que tem em comum é se sentirem sozinhos.



✘ Citações ✘

— Não toque no meu cachecol! — Lavínia Lispector. A típica frase de seu cachecol, rçrç e-e.

— Conte suas bênçãos não seus defeitos. — Lavínia Shakespeare. Esta é a única mensagem que tem para aqueles que qeur ajudar, mas não sabe como. Praticamente é quase como um lema para ela também, e tenta sempre mostrar o significado verdadeiro desta frase, pois muitos se enganam pensando que isto seja uma indireta para ser orgulhoso. Mas não é nada disso, ela só quer mesmo mostrar que nem tudo pode ser conquistado através de tanto pessimismo e apontar só seus defeitos. Também é uma frase de incentivo.

— Aquele dia em que tudo para você é apenas mais um momento de 24 horas sem ninguém ao seu lado. Onde os demónios lhe consomem através de seus pesadelos mais profundos. — Lavínia Allen Poe. Bom, não é uma citação mas é um dos pensamentos que mantém em mente naquelas horas de reflexão quando não faz nada, ou algum hobbie não a agrada para tal momento. Bom, acredito que saiba usar esta citação no melhor momento, porque todo mundo tem suas horas de reflexão ás vezes mesmo que sejam emo, masok.



✘ Maior Medo ✘

Ficar sem amigos; ser excluída.



✘ Por que virou uma ''garota falsa''? ✘

Porque queria ter amigos, ela sempre achou que deveria estar no padrões como todos e fazer de tudo por sua imagem, até mesmo pelo dinheiro. E nisso, acabou por resultar em ser uma garota falsa. Talvez não seje seu forte, talvez seja seu forte – isso irá depender dos dias, dos acontecimentos, dos fatos, das emoções e principalmente de suas escolhas.

Assim como toda a vida, temos consequências daquilo que escolhemos em responder. É como uma correspondência o que pode ser para Lavínia, ela nunca tem certeza ou estabelecimento de suas decisões. Parece até umacriança com tais ações que ás vezes se tornam infantis – bom isso já é próprio dela dependendo também da situação.



✘ O que gosta e odeia no par ✘

Bom inicialmente ela apenas gostou de um pouco da inocencia que o garoto transborda, além de ser muito bonito e ter uma aparência um pouco infantil e delicada. Para ela ele já era como um ursinho de pelúcia super fofo onde por dentro tinha a quantia enorme e certa de dinheiro para pagar uma passagem para a frança (se você já viu um filme onde as mina arranca a cabeça do coitado do ursinho de pelúcia e lá tem dinheiro pra carai vai entender pp).

Uma das qualidades que ela mais admira nele também é ser direto e franco, além de não gostar de mentiras. Só que tem horas que essa ''determinação'' vira como uma ''ordem'' e isso ela não gosta nem um pouquinho – tanto que quando ele está de bom humor ou já estão mais próximos ela tenta o repreender mostrando um caminho melhor, poucas das vezes resulta em um bom resultado, mas Kanato sabe que ela está certa e não fica ressentido, apenas emburrado.

Ha sim, a petulância e arrogância dele são fatores que ela ás vezes não suporta. Tudo bem, Kanato é muito simpático e educado, só que... O outro ego dele é muito imperativo, fazendo dele uma pessoa quase insuportável, mas ela dá o melhor dela para o aguentar (eu realmente considero o Kanato o mais dificil de se lidar, pois o cara é bipolar, sádico, fraco da mente, instável - então sim, ele é encantadoramente díficil de se lidar, talvés seja por isso que eu o ame e a voz do seyuu gentéé~), bom, tudo por dinheiro e companhia não é?

Ela só não gosta mesmo quando é trocada pelo urso de Teddy ou quando ele grita com ela sobre ele, ou descutem sobre seus objetos valiosos. Ambos se entendem, mas o orgulho sempre fala mais alto.



✘ Objeto especial ✘


Um cachecol, no qual sua avó tricotou para ela. Nunca o larga, diferente e a qualquer ocasião, nunca mesmo o larga e o largar seria para algum sacríficio ou para o seu plano de roubar certas pessoas. Mas no caso dessa pessoa perguntar porque ela nunca tira este casaco ela vai responder apenas: era de uma pessoa muito importante para mim, desde que ela se foi não tenho mais muitos amigos.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...