~Save-

Save-
Arrepsia- ; .determinação
Nome: ⦁ ❝мลя⍣иล & ¢ลмэив⍣я†❞
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 27 de Novembro
Idade: 12
Cadastro:

Ficha - Shadows // Do Wanna Be \\ Never Say Never to Nina


Postado

ஜ | ☪ MARINA ANNE MARI ☪| ஜ



''Ver é iludir, e sem ilusão, não há sonhos.
Então, não se remida a opiniões de uma luz. Não há problema em ser uma sombra.
Desde que você se encaixe neste molde escuro que nem tão frio é ao ponto de você se enganar com ilusões de sua mente. Com a luz em seu olhos, quer dizer que você não é apenas Sombra quieta em seu canto... Num beco frio e escuro, sujo e escroto.
Ser uma sombra, é mais do que ficar quieta ou perceguir passos.
Ser uma sombra, é ser aquela que vê tudo, é ser quem você é por dentro:
Uma grande sonhadora banhada em preto.''


❀ FICHA — SHADOWS ✿


☈NOME, SIGNIFICADO E APELIDO▼

Marina Anne Mari
—Marina, vem de origem Latina ''Marinus'' - no qual o nome significa: ''Aquela que vem do mar''.
—Anne, vem de origem Francesa e traduzido para o português: Ana. O seu significado é ''Graciosa'' ou ''Cheia de Graça''.
—Mari, vem de origem Japonesa que significa ''Perfeição''.
Juntando todos os nomes fica: ''Aquela perfeição graciosa que veio do Mar''.

➹ Marina teve estes três nomes dados por sua Mãe, Annabelle Anne, que era uma francesa um tanto refinada que se casou com Yoshimoto Mari. Então vieram os sobrenomes Mari e Anne, que tem significados bastantes bonitos que se identificam com a beleza da Nina, que não é tão exótica mas é angelical.
➹ Ela também gosta de ser chamada de Nina, por todos, menos os desconhecidos, pois teme muito pessoas que não conhece devido a confusões que podem acontecer. Muitas vezes, Nina é chamada de Anne, o seu sobrenome, por seu par o que a deixa desconfortável já que este sobrenome é de sua mãe - que na verdade nunca se dera bem com ela depois que nasceu. Ou Ningyo-chan, também pelo par, que sigifica Bonequinha do japonês.



[color=Black]☈IDADE, SIGNO E DATA DE NASCIMENTO.▼

—Nina tem 17 anos, nasceu em 1998 no dia 23 de Janeiro.Sendo assim do signo Aquário { ♒ }, que mesmo sendo alguém de preferência frio para este signo o que ela não é, uma coisa que eles tem em comum pelo menos é que são perfeccionistas.



☈APARÊNCIA + DESCRIÇÃO ▼


~❦~

~❦~

~❦~


{ Alice (esqueci o sobrenome dela ;u; ) - Pandora Hearts } — Nina tem cabelos catanhos sedosos e brilhosos, com um toque volumoso devido ao corte repicado de seus cabelos — que não são nem um pouco curtos, na verdade, eles são bem grandes ao ponto de chegarem á metade de suas coxas — com um realce de brilho quando a luz reflete seus cabelos.
Nina sempre teve um cuidado especial com eles. Sempre deixando-os limpos, brilhosos e sedosos como eu disse em cima. Ela tem uma vaidade execional por ele, pois tem seu próprio estilo: Uma franja bagunçada, duas pequeninas trancinhas e os cabelos meio repicados em cima dando um volume nele — ás vezes, este volume lembram orelhas de gatos.
Nina tem olhos que pouco se destacam ás vezes, mas não quer dizer que não expressam - na verdade, eles apenas expressão um sentimento: Uma dor alegre, pode ver que na primeira imagem dela a onde deixei um pequeno texto tem uma imagem dela com seus olhos lacrimejados e mesmo assim sorridentes. Esta imagem tem um significado para ela. A coloração de seus olhos, é um violeta profundo e marcante, sua iris é um pouco fina dando um pouco mais de destaque com uma comparação de gatos.
Bom, esta tem estadia de um corpo pequeno e jovial, não tem seios enormes, nem coxas fartas nada farto além de suas bochechas serem um pouco enchidinhas - o que a faz ser muito fofa quando está com um enorme bico de frustação ou está estressada.
Sua pele é um moreno um pouco mais puxado para o bronzeado, mas nada muito escuro.




☈ HIATÓRIA. ▼

''Quer saber mesmo o que se passa em minha vida mamãe? Estou cansada. Apenas isso, mas não é nada no qual eu não possa resolver.'' — Marine Anne Mari.

Já se perguntou o por quê da coincidência do sobrenome ''Mari''? Sim?
Ok, tudo bem.
Yoshimoto Mari, grande pintor da arte de ''Renascimento'' — mas que hoje em dia, não é mais tão valorizada como antes, nos séculos vitorianos como XIX ou XIV — japonês. Ele tinha a sua própria inspiração, tirada da beleza da musa francesa: Annabelle Anne, uma grande modelo de carreira fria e solo, não aceitava sócias em seus negócios e nem mesmo em seu outro emprego: Uma companhia de artes inteiramente só dela, passada de gerações a gerações desde a época de seu treta-treta-treta-avô.

Em meio de seu primeiro dia a pousar nua para o pintor, Annabelle, uma mulher fria e seca estava totalmente corada — mas não pelo fato de estar nua, mas pelo fato de estar sendo pintada por um grande pintor, no qual era muito fã — mas mantinha sua pose de durona. Já o pintor, Yoshimoto, era um cara tranquilo que se abria fortemente com todos os seus amigos e clientes.
Neste primeiro caso, os dois acabaram que se atrairem sexualmente. O que resultou em um status para os dois: Amantes, e não lhes admira que esta palavra saiu muito bem.

Todas as vezes que ela pousava para ele, os dois terminavam a seção com suas belas faces e corpos colados, debaixo de um lençól. E debaixo deste Lençól o escuro, e no escuro sombras, e nas sombras uma mulher, e nesta mulher uma criança se produzia lá pelo descuido de que um dia eles transaram sem camisinha. Annabelle, sempre dizia que nunca queria ter uma filha em plenos 23 anos, mas já o pintor queria ter uma filhinha ou filhinho no qual pudesse transmitir sua arte.
E um dia, logo a modelo descobriu estar grávida de 5 meses depois que viu estar vomitando frequentemente e engordar. Ficou irada! Furiosa! Elouqueceu na verdade! Ela tentou um abordo, mas ela foi logo socorrida pelo amante que ligoou para a ambulância.

Ficou internata no hospital, sem grande chance de viver pois ela esfaqueou sua barriga.
Mas por sorte, passou de raspão na cabeça de Marina — como fora nomeada pelo pai. Neste meio tempo, tiveram de tirar a menina da barriga da mãe ás presas para que nada de mais aconteça mais. Mas depois de abrirem inteiramente a barriga de Annabelle... As coisas ficaram feias.... A sua barriga não era mais a mesma, e quando acordou tomou um baita susto, e uma pequenina meninina estava ao seu lado dormindo intensamente sem produzir um som.
Ela pensou:

''É a minha filha... Ou melhor a filha dele, não é minha, ela me machucou tanto!''

Depois deste pensamento, ela notou a destruição que a filha dela tinha feito em si: Um grande filete de pele costurado em sua barriga que ainda assim precisa todas as semanas ser retirado para cirurgias e custurar de novo. Sua decepção foi tão grande, que acabou ficando meio maluquinha, e um tanto sádica e masoquista com sua filha que mais odiava.
O seu pai, Yoshimoto, era alguém que ficava sempre do lado da esposa — mas não seria o burro, que ficaria ao lado dela enquanto escravizava e batia em sua própria filha sem sua autorização ou razão —, no entanto MArina era odiada profundamente pela mãe:

''O que eu fiz de errado, mamãe? Eu te amo tanto, mas você me odeia.
Sou mesmo masoquista?''

Não, ela não era. Apenas necessitava de amor maternal, pois o fraternal já estava enjoativo. Nina sempre fazia de tudo para agadar sua mãe, mas o seu esforço era em vão pelo fato dela sempre a ignorar, xingar ou a punir por ''gastar o tempo dela'' com coisas normais do dia a dia que Nina aprendia com o pai.
Desde de tarefas domesticas, até as artísticas.
Quando a pequena aprendeu a fazer chocolate quente no inverno, ela adorou e ficou possesa por tal — do que a mãe justificou mimos e mal educação que seu pai fazia, ela apenas resmungava isto, mas nunca dizia — Nina um dia derramou seu chocolate quente na barriga de sua mãe, e estava muito, muito quente.
Tinham acabado de costurar a barriga dela...

Annabelle não resistiu muito, apenas de tempo de gritar: ''EU TE ODEIO, PORQUE NASCESTE DEMÓNIO?!''. A dor era tanta quanto era quando costuravam, mas ela era pior do que jogar um litro de soda no rosto dela. Aquilo queimava o corpo de Annabelle. Que gritava frequentemente, o marido tinha se enjaulado em uma sala na qual não transmitia nenhum som lá de fora apenas para não interromper o seu trabalho.
Nina ficou assustada e gritou o nome do pai diversas vezes, e nada, então foi até á sua sala e ele não ouvia suas batidas na porta. Ela estava trancada o que dificultava ainda mais. Então, ela se lembrou: ''Papai disse que se passar água em algo que arde, pode passar a dor... ''. Então, ela foi pegar um balde e encheu de água gelada e a mãe que ainda gritava, a olhou com desdém. A morena jogou a água em sua mãe. SPLASH!

Provavelmente, aquela foi a última vez que ouviu a mãe a xingar ou a fazendo de cahorrinha.
Ela matou-a com choques térmicos em seu ''buraco'', que estava ainda pouco apertada o sufeciente...


Nina sentiu sua consciência pesar, e acabou desmaiando. Ela sonhou com sombras, negro, vermelho, cinza, lilás, vultos e coisas destorcidas destes tipos. Logo que acordou, ela estava no hospital, ela se via deitada numa maca e a pequena máquina que contava seus batimentos parou de funcionar — chamando a atenção dos médicos.
Mas já era tarde, ela virou uma sombra.
Uma Shadow.

Anos depois, ela estava andando calmamente entre as ruas de Osaka — onde vive — e se deparou com uma pessoa sem sombra: ''Que estranho? Todas as pessoas possuiem sombras, sejam elas fracas ou fortes.''. Então decidiu segui tal pessoa que possuia lindamente grandes cabelos brancos lisos e repicados. Não dava para ver sua frente, seu rosto ou seu corpo pois ele estava virado o que chamou ainda mais atenção da menina.
Então, eles andaram por muito tempo até que... Eles chegaram a uma mansão.
E o homem parou em frente dela e virou-se para Marina:

''Você quer saber porque não tenho sombra, não é? Querida Nina?
Então irei lhe dizer se entrar nesta mansão. Vamos tomar chá, esta é minha residência.
''
~
''Por que será que devo ir? Como pode me enchegar?''
~
''É simples... Eu sou um...''

E tudo ficou escuro. E quando acordou não estava mais em frente há mansão, mas sim, dentro dela numa grande sala onde encontrara grandes pares de olhos a encarando cruelmente e sádicamente. Então se lembrou:

''Eu sou um vampiro, uma criatura das trevas como você.''

Não, não! Estava tudo errado, ela não era das trevas! Nina se limitava a querer acreditar nesta confusão toda, é nisto que dá seguir desconhecidos anormais!




☈ PERSONALIDADE. ▼

Nina é uma pessoa tranquila, avoada e perfeccionista, que na maioria das vezes, parece até ser estúpida para algumas pessoas que gostam de tudo ás presas. É denominada como uma garota lenta e sem humor, fria e seca — igual há mãe, mas que sonha em ser mãe diferente de Annabelle que nunca aceitou e nunca iria aceitar Nina, que tanto lutou para demonstrar á mãe o quanto a ama.

Sinceramente, Marina é uma pessoa que é muito impulsiva por sua personalidade introrvertida — realmente não é muito social —, no que gera o seu silêncio forçado enquanto ela quer gritar e dizer: ''Hei, eu estou aqui! Não me deixem de lado!''. Como pode ver, ela sempre foi um tanto exêntrica sempre querendo atenção - mesmo nunca chamando, apenas por preguiça e não gostar de se destacar - assim como também é egocêntrica, pois por vezes sempre procura os seus beneficios, e principalmente seus interesses mesmo que seja despercebidamente.
Pois isso é o que ela mais sabe fazer:

''Ser invisível, nunca falar, nunca pensar, nunca chorar e nunca fracassar.'' — Este é o lema de vida dela, foi adquirido pelo sofrimento que teve em sua infância antes de perder sua mãe e sua humanidade. Começou a viver pelos becos mais escuros, e mais temerosos de lá, sempre afastada de seu grupo, que mesmo assim se importava com ela por ser tão distante.

Nina adquiriu uma grande habilidade com os tempos calados, mas seus olhos gritavam olhando tudo com uma visão tão clara e tão escura ao mesmo tempo. A sua visão noturna. Na qual se gaba muito mentalmente, ou seja, ela não é só uma ''pobre'' garotinha auto depressiva calada e egocêntrica, mas sim também metida em seus pensamentos mais loucos e — por incrível que pareça — humanos de sua mente.

Pouco sorri, como pouco chora.
A garota como eu disse, é fria, quase não esboça nenhuma emoção a não ser um pouco de gratidão ás pessoas que a ajudaram, um minimo sorriso falso para chamar atenção, uma cara emburrada para afastar e bochechas coradas apenas pelo frio que mantiver em inverno. Nina não é bipolar, mas muda suas estatisticas de emoção por seu rosto e ações dependendo de quando quer ficar sozinha ou cheia de amigas.

Isso ocorre quando algo de arrado aconteça, ai ela vai querer ficar sozinha.
Ou então algo de bom aconteça, por exemplo: acordar bem humorada, o que é um milagre divino quase! Quase, eu disse quase impossível de se fazer. Nem mesmo deus que nunca mais irá a abraçar por ser uma criatura escura, iria fazer isso nem sequer uma vez em 1 semana.

Nina também não é a garota na qual curte piadas, tiradas ou indiretas — na verdade — ela odeia estas sem gracezas como engraçadinhos de sala de aula. Ela não é a mais esperta das Shadows pois só ficou na escola até o 2º ano/série pois ela virou uma sombra depois que matou sua mãe. Mas também não quer dizer que seja a mais burra de todas, na verdade é a mais eficiênte para — se tiverem — estratégias e sabe muito bem calcular e suprimir problemas de entradas e saidas para as mesmas sairem e entrarem o mais discretas possíveis até de outras sombras.

O estilo dela de vida é normal, nada exagerado.
Só que... se tem algo que ela usa e abusa é de sua liberdade instantanea para sua vida, assim como privacidade. Desde que chegou na mansão Sakamaki, sua privacida vem sendo explorada e morta pelos vampiros e as pessoas mais próximas dela que de tão curiosos são.
Muitas vezes ela ignora pessoas iritantes e pertubadoras, principalmente umas de suas amigas mais converseiras e Hiperativas.

Nina também não suporta barulho, gosta do seu cantinho escuro e silêncios — no que de vezes enquanto — usa para ler algum livro de policial e mistério. Já que não curte romance e nem terror. Esta garota é um tanto diferente de várias outras vadias e meninas que se andam por ai no mundo.
Mas também, não quer dizer que não seja igual a elas. Nina também tem seus conseitos de pessoa sincera, mónota e invejosa — sempre repelindo tudo o que não gosta ou do que queria fazer e não pode por sua tamanha timidez e pouca experiência de grupo. Até por que quando vai falar, ela fala devagar, pouco gagueja porém, fica nervosa o que não é de seu feitil.

A garota de madeixas castanhas é um tanto desprovida do futuro e de suas ações impulsivas? Sim, mas também não é tão burra de saber que um vampiro pode te matar em segundos com uma só chupada em seu sangue se o irritar. Então, ela também é racional, mas no entanto também segue firme ao que quer e o que não quer.
Ou seja, se ela quer provocar tal vampiro ela vai provocar, mas de uma maneira que não o atinja muito, como citei Nina não é tão burra e avoada como parece. Assim como o que ela não quer, ela não quer e ponto final não existe mais virgula.

Nina é cética, não acredita em coisas tão fantasiosas como contos de fadas, e é a mais franca e ''poderosa'' em termos para dizer a realidade a uma garota sonhadora.
Como eu também citei ela é invejosa na maioria das vezes, e por isso, ela é franca com as demais que acreditam em tal deus, cinderella, fadas e etc.Por quê? Você me pergunta. Por que ela simplesmente não encontra uma lógica nestas mitologias que tantas meninas e meninos falam e acreditam. Ela é tão perfeccionista consigo e com o mundo, que passa a cobrar mais ainda das pessoas e com um toque de ira.

Não que ela seja explosiva como a mãe, mas se brincar com seus sentimentos. A colocar no alto e a fazer despedaçar compalavras, a fazer sangrar com facas e garfos de verdades isto é mais do que uma totura é uma morte tão dolorosa que para ela não teria mais sentido viver de imortalidade com as suas amigas da equipa Shadow.

''Não importa o quão repugnante, idiota, invejosa e fria eu seja. Sempre terei uma cicatriz em meu coração depois da minha suposta morte, e a morte de minha querida mamãe— que simplesmente não paro de amar mesmo que ela tenha me tratado como um lixo.''




☈ PERSONAGENS QUE FAZEM PARTE DA HISTÓRIA. ▼

Mãe — Annabelle Anne — 23 Anos // Falecida — Modelo e Empresária de um Ateliêr de Artes e Pinturas. — { Vou ser breve, okay? } É uma mulher fria e seca, assim como Nina. Mas um tanto explosiva e irada quando está furiosa, ou algo deu errado. Ela é simplesmente imprevisível e fazia de tudo para a vide sua filha ser um inferno e ela a odiar - mas ela nunca obteve este objetivo.



Pai — Yoshimoto Mari — 29 Anos // Nina está sem noticias dele há quase 14 anos. — Grande pintor, de preferência da Arte ''Renascimento''. — { Vou ser breve Okay? } Um homem decidido e fiel, mas nem um pouco ''certinho'', até porque se atreveu a transar com Annabelle sem camisinha apenas para ter uma filha.Yoshi, como era chamado, sempre foi uma pessoa criativa, mas para isso tinha de ter inspiração e um molde. Sempre atencioso e gentil, mas destraido e tranquilo assim como a filha.





☈ Gostos + Desgostos. ▼

❥ → Ela adora olha para o céu escuro da noite, quando não tem estrelas ou lua. Gosta do céu negro, limpo e sem brilho.
❥ → Nina também adora pintar e desenhar, mesmo que não seja frequente esta atividade que a faz desabafar diante do papel. Isto fora umas das coisas das quais ela aprendeu com o pai: Se abrir diante da tinta e da tela de exôpor.
❥ → Simplesmente ama gatos e ursos polares, para ela são os animais mais fofos da fase da terra assim como os tigres e os leões que também são felinos como o Gato e o Lice.
❥ → Bolacha de chocolate para ela, nunca pode faltar. É umas de suas obsessões, assim como chocolate e chocolate quente - mesmo que traga más lembranças.
❥ → Ama ler, sempre está com um livro em mãos para ler, o que desperta a curiosidades de muitos vampiros pois ela nunca larga sequer um minuto algum livro.

✖ → Ainda assim sendo mais superior que uma barata, Nina ainda tem medo delas pelo fato de serem ''casca grossa'' pois aprendeu que elas poderiam sobreviver a uma exploxão núclear sem nenhum esforço. E são nogentas também, feias e más.
✖ → Não gosta de azitonas, muito menos coisas amargas e azedas - quem gosta dessas coisas?
✖ → Odeia não ser o centro das atenções de vezes enquanto.
✖ → Odeia ser chamada indiretamente de zonza, pois disso ela não é, talvés esta pessoa não saiba o seu valor mas ela duvida que ela saiba o que é ser perfeita.
✖ → Desgosta muito de romance e terror, são opostos que ela simplesmente não consegue engolir.




☈ MANIAS + OBSESSÕES + HABILIDADES. ▼

ஜ Ela é Obssesiva e possesiva a chocolate quente e chocolate.

ஒ Não tem muitas manias.

ண Ela tem uma visão aguçada, que é mais chamada de visão noturna pois ela não vê cores apenas preto e branco.




☈ QUALIDADES + DEFEITOS. ▼

☑ Calada e observadora, como uma coruja - só faz barulho quando necessário.
☑ Incrívelmente flexível.
☑ Sabe desenhar muito bem, assim como pintar.

~§~

☒ Invejosa de vezes enquanto, porque se sente tranfiquiada por seu passado e sua timidez execcional.
☒ Muito fria e seca, dificil de se conviver.
☒ Possesiva a chocolate e chocolate quente.




☈ MEDOS + FOBIAS + TRAUMAS. ▼

— Tem medo de Baratas.
— Medo de nunca sua mãe a perdoar por ter nascido, mesmo que ela já esteja falecida, ainda tem medo. Com mortos ninguém se brinca.
— Tem traumas de cortes/buracos na pele ou principalmente na barriga por causo de sua finada mãe.




☈ FRASE QUE DEFINE O PERSONAGEM E FRASES QUE ELA FALA. ▼

— Não perca quem você é, no borrão das estrelas. Ver é Iludir, sonhar é acreditar. Ás vezes, é díficil seguir seu coração. Lágrimas não são um derrota, todos estão sofrendo. Seja verdadeira com quem você é. — Who You Are, Jessie J. Frase que a define.
— Ela deu o melhor de si, ela tentou se encaixar, ela tentou ser moderninha. Mas ela nunca ganhava. — Headphones, Brit Nicole, frase que a define.

''Quero dizer que, o mundo não gira ao seu redor, apenas uma sombra.'' — N.
''Quer saber por que sou assim? É porque eu me sinto bem assim, não preciso demonstrar nada do que sinto: Fraqueza e muito menos os meus pontos Fortes, para que ninguém me assute, para que ninguém me machuque, para que ninguém me... Me.. Entenda.'' — N.
''Ser invisível, nunca falar, nunca pensar, nunca chorar e nunca fracassar.'' — N.




☈ PAR. ▼

Kanato Sakamaki



☈ RELAÇÃO COM OS DEMAIS PERSONAGENS. ▼

Neutra. Nina não é aquela pessoa que mais interage, puxa conversa ou então mais excêntricamente mais vísivel. Como ela costuma dizer ''nunca falar'', o seu lema, é o que ela exatamente faz - se ninguém puxar conversa com ela, Nina pode passar pelas despercebidas muito mais do que uma sombra pois ela é uma das mais quietas, que podem ser mais comparadas a uma boneca, muda, literalmente é alguém que também tem amizades duradouras sim... Mas não é aquela pessoa mais fácil de se enturmar, algumas garotas da equipa ficam longe dela por pensarem que ela é uma garota chata que só fica observando tudo.



☈ RELAÇÃO COM OS VAMPIROS. ▼

Ayato Sakamaki
— Ayato trata todas com seu próprio desinteresse como sempre, apenas dando a atenção á sua propriedade - ou propriedades, seria bem legal ele ter duas propriedades enquanto outra é apaixnada por outro vampiro, ficaria top hein! - no entanto, ele nem percebe a presença da morena ao seu lado quando ela fica observando seu egocêntrismo, sadismo e masoquismo. Concluiu que Ayato é mesmo uma pessoa que não sabe se controlar quando está sedento por sangue, ou por gemidos a seu nome para ele parar de sugar o sangue das noivas. Ela realmente, o acha um mosntro, assim como os restantes Sakamakis. Mas quando o ruivo nota sua presença, ela é o mais fria e seca, ignorante e direta - não gosta de enrolar com dialogos idiotas de vampiros - então, Ayato declara que ela é umas das noivas mais calmas que ele já convivera antes, porém muito fria o que deixa o excitado e mais ancioso para provar seu sangue que é um belo de um AB, o mesmo tipo de sangue da Yui porém era um pouco menos saboroso do que o da loira pois Yui tinha o coração de Córdelia nela. Nina então ficara confusa com as palavras dele, o que a fez ter um pequeno interesse nesta tal de ''Yui''.


Laito Sakamaki
—Laito entre Kanato e Subaru, são os que mais notam a presença quase inexistente de Nina, que pouco conversa com todos á sua volta. O ruivo de orbes verdes e chapéu estilo Bruno Mars, estava perplexo como ela conseguira um ''estratégia'' para não sofrer tanto com eles em suas mãos, ainda mais que ela é um tanto inexpressiva e fria - não deixa seus sentimentos á mostra, nem suas fraquesas e nem seus pontos fortes. Ele realmente se encantou com a tamanha audácia e astúcia da morena com seu comportamento, que era mesmo digno de uma Shadow, mas com ele, ha! Não, ela não engana aquele ruivo malicioso nem mesmo com lágrimas falsas ou sorrisos verdadeiros, ele simplesmente sabe como chamar a atenção dela, com a sua bela performance no piano, e logo mais um ''estratégia'' é feita e desta vez por ele um grande, grande predador á procura de sua presa.


Shu Sakamaki
— Shu assim como Nina, nunca se notaram na casa pelo fato dos dois terem algo em comum: são quietos, e todos em seus respectivos cantos, sem nem falar, argumentar, pensar ou até mesmo gritar, são dois opostos perfeitamente perfeitos nesta parte de não serem notados. Porém poucas vezes eles se esbarravam, e geralmente eles se comunicavam com um breve 'oi', ou então 'quero comida'. Num tom tão monoto que chega a ser nausente para ambos. Shu admirou o gosto do sangue dela, tem um sabor com uma pitada de lembraça da Yui então ficou mais interessado nela. Muitas vezes ele a importuna com a sua privacidade quando lê, e isto a irrita constantemente, mas não se oprime a golpes tão baixos como este - ela o acha uma preguiça ambulante clichê, que não tem nem capacidade de pensar em algo que presta para a irritar de verdade ao ponto de ficar irada como a sua mãe naqueles tempos.


Subaru Sakamaki
— Subaru achou interessante o modo de agir de Nina, ele diz que se identifica a ela, que são iguais - se culpam por mortes de ambas mãe, são solitários. Ela também se identificou com ele, porém, Subaru unca a enganava com seu jeito raivoso, furioso e irado, Ela nunca pareceu ser deste tipo de vampiro - ou pelo menos, não para ela quando os dois tem dialogos pequenos sobre: ''Wow como eu amo Wafles!''(Exemplo, haha). Geralmente, eles coneversam, porque na maioria das vezes que estão juntos ela levanta ou braço para que ele possa se alimentar de seu sangue e se fortalecer com o alimento.


Reiji Sakamaki
— Reiji é uns dos grup+os de seus irmão que pouco notam a presença dela, bem, na verdade ele nota sim até porque é um dos melhores e mais educados e refinados dos irmaos - além de observador - mas ele apenas se limita a ignorar até porue se ela é deprimida ou não não é seu problema. Mas ele tem de admitir que, mesmo que ela não seja tão esperta assim, ainda pelo menos é uma boa estrategista, não mostra suas fraquezas e nem pontos fortes. Ele a chama de Lady Ice, por sua frieza e inteligência como os dominar - porén, não por completo, claro, os vampiros apenas se imprecionvam com sua tamanha corajem.




☈ RELAÇÃO COM PAR. ▼

Kanato, um grande vamppiro egocêntrico e mimado, além de bipolar é alguém que chamou a atenção de Nina. Por sua beleza, tanto quanto a sua sevageria com instrumentos de tortura e seu precioso Teddy. Com seu jeito fantasmagórico e fofoo, digno de um psicopata, Nina já viveu em muitas sombras até ficou na sola dos sapatos de vários Serial Killers suspeitos de assassinar uma das famílias mais ricas do Canadá.Desde então, ela estudou comportamento de psicopatas maniacos e as pesqisas comprovam que, Kanato é mesmo a pessoas idela para este papel. O foi que mais chamou a sua curiosidade a ele, um vampiro, diferente mas nem tanto. Geralmente Kanato perde a paciencia com a timidez dela, e seus olhos roxeados o encarando - ele diz serem os mesmos mais assustadores que os próprios.Nina é alguém calma e silenciosa perto dele, não é diferente com os demais e nem com ele. O trata como deveria mas sempre com um toque especial que várias garotas não têm. Kanato devezes, em algumas noites, faz dela o seu brinquedo ou, particularmente a sua bonequinha com boa costurada. Ele também não é diferente dela, mas ousa aproveitar da beleza normal dela, pois várias noivas que recebia tinham aparências bonitas e fantasiosas mas ela não. Ela só tinha seus lhos numa coloração púrpura.



§§☈ REAÇÕES, AÇÕES CASO/SE.
- DESCOBRISSE QUE É NOIVA DE UM VAMPIRO. ▼


Relativamente ficaria um tanto surpesa e assustada, claro, ela não iria demonstrar sua aflição imensa ao estar diante de 6 vampiros sádicos. Ainda mais sendo noiva do Kanato, um vampiro extremamente mimado e bipolar, um tanto psicopata e fofo.
Certamente, Nina iria apenas sentar-se e suspirar, logo dizendo: ''Porque sou uma noiva?Qual é o objetivo disto? Uma simples sombra como eu não pode ser tão importante e nem um pouco convencional a tal ato.''. Os mesmos apenas mostraram suas presas lhe dando a resposta: Ela seria o jantar deles.




☈ §VISSE SEU PAR COM OUTRA GAROTA. ▼

A primeira vez, ela não ficaria tão desconfortável assim, pois ela nem o conhece! Nem conhece o seu quesito de escolher uma noiva, se ele pode trocar ou não. Certamente, ela teria medo de ser rejeitada e trocada de um vampiro para outro - mas não por gostar dele ou o preferir, mas por pensar em não ser uma boa o sufeciente até para criaturas demoniacas.
Porém, depois de ganhar - ou não, depende da disposição dos dois - a confiança ou algo do tipo, ela concerteza ficaria desocnfortável, um sentimento possesivo a tomaria com vontade de rasgar os cabelos de tal ''Bicth-chan'' como Laito diz, e a esfaquear como Kanato fazia com suas punições. Porém de um jeito dolorosa, não caloroso como o par fazia.




§☈ DESCOBRINDO O PASSADO DE SEU PAR. ▼

Ela se auto indentificaria, pelo fato dos dois não terem um carinho execcional da mãe, o abraçaria até ele dizer que arrancaria seus braços e responderia: ''Tudo bem, não há mal nisso.'', de uma maneira inocente e doce em seu ouvido, que pela primeira vez veio a emoção que Kanato um dia queria presenciar dela.



§☈ ESTIVESSE APAIXONADA. ▼

A tipica garota timida, sempre aceitaria tal paixão de portas abertas, mas quando se trata de um vampiro masoquista... Não é nada fácil. Ela não iria querer admitir, até porque simplesmente não viveria para todo o sempre ao lado dele, ou então não conseguiria ultrapassar o Despertar. Ela tem medo de se apaixonar por tal.



§☈ PEDIDA EM CASAMENTO, NAMORO. ▼

Aceitaria com um sorriso triste, posi tal casamento ou namoro duraria pouo tempo, ou pelo menos ela pensara nisso. Tem medo de não ser perfeita o sufeciente, já podemos contatar que ela tem problemas de auto-confiança.



§☈ DESCOBRISSE QUE GOSTA DE VOCÊ. ▼

Ficaria surpresa, obvio.



§☈ SENTISSE CIÚMES. ▼

Se seguraria, mas se tal garota/garoto estiver quase no limite ela ataca como uma verdadeira masoquista como Kanato.{ lê gritando: treta! treta! treta! }



☈ Hentai? ▼

Claro!



☈ SABES QUE SEU PERSONAGEM AGORA ME PERTENCE? ▼

Plenamente!



☈ Algo a Mais? ▼

Não ^^.

Escutando: Magic - Selena Gomez, este é um clássico para mim <3, amo.
Lendo: Helena - Machado de Assis ( I LOVE YOU M.A!)
Jogando: Yandere Simulator e.e, gaminho do mês huehue
Comendo: [...] -x- [...]
Bebendo: água, o q maisi? --__--

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...