~Sykesofrenica

Sykesofrenica
A pior no que faz de melhor
Nome: Eliza
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Sorocaba, São Paulo, Brasil
Aniversário: 28 de Novembro
Idade: 18
Cadastro:

Notas de uma antiga escritora


Postado

Notas de uma antiga escritora

Não sei se alguém lerá isso, mas suponho que vocês — os que ainda favoritam e leem minhas histórias — merecem certas satisfações. Como por exemplo: não posto nem atualizo nada já tem séculos. E provavelmente nem vou. Recentemente alguns usuários favoritaram Não Vá e Deathbeds, comentaram e pediram continuação. Gostei de saber que há pessoas que ainda conseguem gostar do que eu costumava escrever, mas a verdade é que não sei mais como continuá-las — e certamente a Ana (SoWrite, qual escrevia Deathbeds comigo) também não.

Aconteceram coisas enquanto eu postava as histórias, coisas que me fizeram parar por um tempo que na época eu classificava como indeterminado. Eram pessoais e extremamente difíceis de lidar, tanto que reconheço ter demorado muito. E quando eu voltei, percebi que não era mais a mesma recepção da parte de vocês, leitores. Muita gente deixou de ler, favoritar e comentar. O enredo, qual planejei com imenso carinho, tornou-se irrelevante. Toda a trama não parecia mais tão agradável para vocês, muito menos para mim. Não sei se alguma vez já deixei claro a forma com a qual sou perfeccionista. Passava muito tempo relendo os capítulos para ver se achava algum erro e pensando se estava realmente bom antes de postá-los. E a falta da presença de vocês só me deixou mais crítica sobre mim mesma e o que faço.

Desse modo, não conseguia mais escrever nada. Não conseguia mais agradar-me com minha escrita.

Algumas leitoras vieram me incentivar a escrever por mensagens privadas. No entanto, não penso mais que consigo voltar a atualizar Não Vá, Deathbeds, My Dear Mother ou Miss Fire, qual tinha um enredo que considerava realmente bom. Pelo menos não essas. Talvez eu volte com uma outra história futuramente, não sei ainda. Estive meio neutra com tudo isso e apenas lendo histórias, favoritando-as e comentando-as. Mas nunca voltando a escrever. Faz muito tempo que não faço isso.

Então, sinto muitíssimo. Peço perdão aos que ainda esperam continuação. Sinto dizer que não vou continuar minhas histórias. Talvez eu as apague mais para frente, e talvez eu inicie outras.

Por enquanto, deixarei como está. Sem mais novos capítulos. Sem progresso. Sem nada.

Escutando: Stigma

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...