Out of The Way {ficha}


Postado

I'm only human can't you see?


>> Nome Completo <<

Kali Rubinsteien.

>> Apelido <<

Kali já é um nome simples e pratico, um apelido para um nome já curto não cairia bem.

>> Idade <<

Dezesseis anos | 17/02 | Aquário (♒)

>> Aparência <<

A sua aparência é o contraste de uma mãe polonesa e um pai de origem húngara sendo uma mistura sutil de cantos tão diferentes. Pele com um bronzeado fraco, rosto é quadriculado na parte superior e triangular quando se aproxima do queixo, com traços finos que acabam arqueando suas maçãs e deixando um aspecto mais redondo. O corpo é basicamente um corpo, sua altura é de 1.65 mais ou menos tendo um tamanho mediano, não têm traços atléticos mas não deixa de ser bonito mesmo com todo sua normalidade.

Seus pontos de destaque com total certeza seriam seus cabelos anteriormente pretos que foram descoloridos a um loiro platinado e de pontas coloridas em rosa pastel e pink, as sobrancelhas são arqueadas, grossas e bem feitas e acabam chamando atenção para os olhos castanhos que somem quando Kali sorri. Além de seus cabelos ele faz uso bem aproveitado de maquiagem, sim eu disse maquiagem, nada demais, somente para esconder alguns pontos indesejados como: olheiras, espinhas e o acumulo de sardas em suas bochechas e testa.

Zachary Robison.


>> Nacionalidade <<

Cracóvia, Polônia.

>> Personalidade <<

Para começar é sempre bom dizer que Kali é um garoto bem autocritico, para ele nada em seu corpo está perfeito, seus desenhos nunca estão bons o suficiente e suas notas devem sempre estar na média perfeita. Bastante exigente e sem medo de dizer que algo está ruim, mas sabe dar elogios meia boca quando algo está de seu agrado, algo raro. Por falar em perfeição, com essa introdução é pouco provável não notar que ele é perfeccionista, poucas pessoas sabem lidar com sua personalidade pois isso o tornou uma pessoa inconivente e de muitas palavras, quase sempre criticas novamente. Têm seu forte lado artístico por ser criado no meio de maquinas de costura e cartolina a vontade, pegou gosto por moda assim que pegou no lápis pela primeira vez ao tentar imitar os movimentos dos croquis de sua avó.

Ambicioso e sonha longe e muita das vezes sonha tão longe que é capaz de transformar a vida de uma pessoa um inferno somente por um “Sim” ou “Talvez”. Gostava de passar o tempo lendo revistas e vendo Showrooms de ponta cabeça até recolher todas as informações possíveis, afinal quanto mais informações ganhas ao observar desfiles, mais chances de ser bem sucedido no mercado que tanto almeja: o da moda. Possui uma boa resposta quando estão na intenção de ofende-lo, não fica muito tempo em discussões mas sempre fica o suficiente para ganhar o debate. Gosta de seu lado desapegado a respeito das pessoas, mas se acha um idiota por ser materialista.

Curioso e de humor perverso, muita das vezes malicioso e obsceno. Se cansa facilmente no convencional e do pratico, gosta mesmo é de ousadia, inovação e visões futurísticas em um mundo onde exista igualdade de gêneros e raças e que a comunidade LGBT não sofra por conta de preconceitos bobos. Se sente incomodado com qualquer piada machista, racista ou homofóbica. Foi criado não para ser um bom moço, foi criado para ter seus ideais e lutar por eles, mesmo que use a ignorância como arma.

>> História <<

Não a nada para contar de tão interessante, sua família mudou-se para os EUA quando ele ainda era de colo, buscavam assim como todos uma chance de melhorar de vida, principalmente agora, que a mãe do garoto havia tido seu primeiro e único filho. Kali, filho de mãe solteira e criado com a ajuda da avó materna por isso vou me referir a elas como família pois é isso que essas duas guerreiras são. O pai se recusou a assumir a criança apesar de ter tido um longo relacionamento com a mãe do garoto quando adolescentes, mas isso nunca fez falta aos três. Sempre foi um menino que demonstrava ter paixões diferentes dos garotos da escola que só se preocupavam com futebol e esportes. A avó e a mãe possuíam um pequeno atelier e o menino sempre estava por meio daquilo correndo entre as camadas de panos e chorrando quando tomavam-lhe as tesouras, alegavam que aquilo podia machuca-lo mas ele pouco se importava, queria fazer igual a ambas mulheres. Aos dez anos começou com a paixão nata por desenhos croquis e por cosmetologia.

As coisas mudaram de rumo: a avó e a mãe de Kali conseguiram montar sua própria Boutique com os lucros acumulados, sempre são referencia quando alguém do bairro ou cidade procuram um vestido moderno ou uma simples roupa para o dia a dia. Quando começaram a ver o talento para a moda que o menino possuía, decidiram que era hora de investir pesado no sonho do garoto, colocaram ele em cursos de verão na FIT e o matricularam em aulas de francês e italiano. Ele se sente bem e sabe o tanto que as mulheres de sua vida ralam, por tanto quer devolver tudo em dobro e sempre mostrar perfeição. Seu sonho anterior ao ocorrido era ter sua própria marca de cosméticos e roupas inteiramente de produtos veganos, já que parou de consumir carne ou quaisquer produtos derivados de animais quando sua avó se converteu ao hinduísmo. Aos doze se assumiu gay para a família, que sempre tiveram a cabeça aberta e pouco se importavam pelo o que ele se sentia atraído.

A respeito do ocorrido aconteceu logo após deixarem na responsabilidade dele de fechar a loja, o que acabou não sendo um grande plano pois ele preferiu ficar trancado sozinho do que enfrentar aquelas coisas que ele mal sabia o que eram. Enquanto gritava socorro pela janela, Melissa e seu irmão viram a cena do amigo de infância da garota e decidiram ajudar.

>> Orientação Sexual <<

Homossexual, em questão de cenas mais fortes ele será passivo.

>> Par <<
(X) Sim, eu escolho.
( ) Sim, a autora escolhe
( ) Não

>> Cenas de Sexo <<
(X) Sim
( ) Não

>> Qualidades <<

Perfeccionista, artístico, ambicioso, futurístico

>> Defeitos <<

Curioso, ignorante, materialista, inconveniente, não possui limites em criticas a respeito de si mesmo.

>> Palavra Chave <<

Survive, bitch!


>> Gostos <<

• Moda;

• Seriados;

• Desenhar;

• Café;

• Compras, qualquer coisa para ser exato: comida, roupas, maquiagem, etc.. 

>> Desgostos <<

• Locais lotados;

• Consumo animal;

• Baixa iluminação;

• Não superar suas expectativas;

• Filmes de terror; ele praticamente odeia, sempre que vê filmes neste estilo acaba dormindo de luz acesa como uma criança.

>> Medos <<

Fobia é um palavra muito forte, mas ele sente desconforto com: palhaços, insetos e claro, zombies.

>> Segredos? <<

Não têm nenhum grande segredo até o momento.

>> Armas <<

• Tesouras: sim, não é a mais útil das armas mas foi o que conseguiu pegar para se proteger quando estava preso na boutique, além de que na hora do desespero quando monstros começam a te perseguir não é o melhor momento pra pensar onde achar uma pistola;

• Pistola: foi roubada de um carro da policia, e como o policial que estava dentro já estava morto, ele achou que o defunto não ia ligar. Preferiu levar isso do que brincar com tesouras;

• Kit de primeiros socorros: não é uma arma eu sei, mas achei que seria útil ou adequado colocar aqui. Conseguiu pegar em uma farmácia abandonada acompanhado de Sebastian e melissa, fora que junto a isso ele escolheu encher a bolsa com remédios. O único problema foi quando brigaram com ele por decidir levar maquiagem e tonalizante capilar.

>> Concorda que seu personagem estará em minhas mãozinhas? <<

Uhum.

>> Algo mais <<

Ele funciona melhor como enfermeiro do que em combate já que não sabe nem se quer segurar uma arma.

Escutando: Never be like you - Flume ft. Kai

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...