~SrtaSnow1

SrtaSnow1
Nome: Taila
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Ficha - Instituto Elstone


Postado

Ficha - Instituto Elstone

Nome
Aleksey Volkov
Sendo que Aleksey siginifica "Guerreiro Guardião''.


Apelido

Todos no Instituto o chamam de Professor Alek.

Idade

33 anos

Gênero

Masculino

Aparência



Alek possui pele clara, olhos e cabelos castanhos escuros, sendo que estes estão sempre bem penteados e ajeitados com gel em um topete médio. O rosto, por sua vez, geralmente está com uma barba rala ou então bem feita.




Mede 1,88 de altura e pesa aproximadamente 80 kg. Seu corpo tem um físico exemplar, com braços e peitoral bem definido, devido aos incansáveis treinos.




Photoplayer

Brett Dalton

Personalidade



Alek é um homem sério, quieto e totalmente profissional. Suas feições demonstram bem isso, ele está sempre com a cara fechada, raramente esboça um sorriso, e quando isso acontece é geralmente rápido e de canto, os alunos o acham frio, por ser muito exigente com todos, mas na verdade Alek acredita que sem sofrimento não há conquistas e sem dificuldades não há aprendizado, por isso acaba sendo bem rude com os alunos, fazendo com que estes geralmente o odeiem.
Fora das aulas, o homem não é muito diferente, não coleciona muitos amigos, apenas alguns dos professores com quem tem conversas matinais normais, nada de intimidades, Alek não gosta disso, para ele revelar coisas pessoais demais pode vir a ser uma fraqueza.




Alek é muito observador, também por isso possui a característica de ouvir mais do que falar. Além disso, é bastante corajoso, e leal, defende as causas do Instituto com unhas e dentes, e apesar de não demonstrar se preocupa com todos a sua volta, estando sempre disposto a mantê-los em segurança. É muito ligado a cumprir promessas e coisas que disse, e odeia pessoas que não cumprem suas palavras. É extremamente organizado, seus aposentos estão sempre limpos e arrumados, e também bastante vaidoso e elegante, está sempre apresentável.
Alek se irrita facilmente, mas por ter um autocontrole invejável, acaba não demonstrando, geralmente da um sorriso sarcástico para quem está o incomodando.




Habilidades

- Alek, sendo professor de Habilidades com armas de fogo, tem domínio e amplo conhecimento de todos os tipos de armamentos, desde os mais remotos até os mais modernos da época;
- Grande precisão no tiro;
- É ótimo com cálculos mentais;
- Joga Xadrez razoavelmente bem;
- Tem certo conhecimento sobre explosivos, o qual também ensina para seus alunos,
- Além é claro do seus poderes;




Fraquezas

- Seu poder de liberação de veneno não possui longo alcance, a nuvem tóxica se dissipa a uma certa distância;
- A mortalidade do seu veneno tem certas restrições, é mais intenso quando a vítima tem contato direto com Alek, neste caso a 90% de chances da pessoa morrer. Quando o contato é apenas pelo ar, é muito difícil que a pessoa morra, ela irá desmaiar e ficar desacordada por um certo período, mas só irá morrer se já estiver debilitada, ou muito ferida.
- Pessoas com mais força tendem a apresentar maior resistência ao veneno, podendo apenas sentirem vertigens e sensação de asfixia que passará em instantes;
- Alek não consegue liberar veneno por um longo período de tempo;
- Não sabe nadar;
- Não sabe lutar corpo a corpo;
- Seu poder de impressão o deixa muito debilitado,sempre ocorrem sangramentos no nariz, pois a habilidade requer muito esforço mental;
- Sofre de enxaqueca;




Qualidades:

- Inteligente;
- Grande observador;
- Possui grande auto controle emocional;
- Esperto;
- Leal;
- Honesto;


Defeitos

- Exigente demais;
- Frio, passando sempre impressão de não possui sentimentos;
- Acha que se apaixonar, ou apegar-se demais a alguém é uma fraqueza;
- Tímido;


Poderes

- Criação de veneno evoluindo pra habilidade de controlar fumaça, é liberação de veneno pelos lábios ou ao tocar uma pessoa, num nível em que dependendo da intensidade pode chegar a matar uma pessoa.
- Impressão, consegue rabiscar alguma coisa mentalmente num papel ou rocha, mas esse poder estaá recém se desenvolvendo nele, precisa de muita concentração.




Nacionalidade

Alek tem nacionalidade soviética

Onde está atualmente

Norte da Escócia, Instituto Elstone

História

Aleksey nasceu em Moscou - União Soviética. O quarto filho de um total de seis dos pais Olga e Anatoli Volkov, sua mãe trabalhava ajudando seu avô em uma loja de tecidos enquanto que Anatoli ocupava um cargo importante no Exército Vermelho, por tal motivo era sempre muito ausente na criação dos filhos, porém das vezes que aparecia era sempre muito rígido e exigente com seus filhos. Os mesmos deveriam ter sempre boas notas, ter compostura, respeito, deveriam aprender desde cedo também os ofícios da guerra ( inclusive as moças), fato este que levou Alek a ter vastos conhecimentos sobre armas de fogo. Já a sua mãe não gostava da postura de Anatoli perante os filhos, que quando não estavam de acordo com seus gostos, eram espancados, Olga achava que o marido queria educar soldados e não filhos, mas ele jamais lhe dava ouvidos.
As coisas só pioraram quando Aleksey, entrando na adolescência, começou a notar algumas coisas estranhas. Começou com animais de pequeno porte, e não era sempre, por exemplo: algumas vezes quando ele acidentalmente encostava em algum inseto mesmo que bem de leve este caía ao chão e parecia zonzo. Logo esse tipo de coisa aumentou gradativamente, um dia Alek fez seu gato ficar desmaiado por uma hora apenas ao fazer um carinho nele, aos poucos todos que moravam com ele, se sentiam de uma certa forma zonzos ao chegarem perto de Alek, como se o mesmo os impedisse de respirar direito.
A mãe foi a primeira a notar que havia algo errado, toda vez que Alek ficava agitado, nervoso e impaciente, animais ficacam desacordados ou as pessoas a sua volta tinha um leve mal estar, e quando Anatoli ficou sabendo da história ficou furioso, descontando a raiva nos filhos, e passou a observar Alek de perto, e como o filho tinha medo dele, os poderes apareceram novamente, e de forma mais intensa, fazendo o pai desmaiar por meia hora. Quando Anatoli acordou, passou a dizer que o filho era uma ''criatura'' do diabo, enviada para matar a todos e que providencia precisavam ser tomadas.
A contragosto de Olga que ficou arrasada, Anatoli isolou seu filho do mundo, quase que em uma prisão em meio a uma floresta, afastado o de tudo e de todos. Alek ficava em um quarto, de onde não poderia sair, não recebia visita de ninguém, a comida era passada por uma abertura na porta e ele mesmo era responsável pela higienização do ambiente. Alek passava os dias estudando por conta própria e passou a odiar o pai e querer acertar contas com ele, mas não tinha a oportunidade de vê-lo.
Olga na época, desesperada e preocupada com o filho arriscou sua própria vida, desobedecendo as ordens do marido e procurou por muito tmepo sobre uma possivel explicação para o que seu filho era. Até que um dia, um senhor de idade disse que conhecia outra ''dessas aberações da natureza'' e que este por sua vez havia sido levado por um homem chamado Erwin para um lugar totalmente desconhecido, Olga então não descansou até finalmente encontrar-se com Erwin, e este lhe falou do Instituto Elstone no qual era o diretor.




Olga entregou a localização de Alek, traindo o marido, e Erwin o resgatou após um confronto com militares soviéticos que guardavam a prisão de Alek, e o levou direto para a Escócia.

Já na idade adulta Alek, no Instituto, aprendeu a controlar seus poderes, e a evoluí-los e compreendeu que não era uma criação diabólica e que haviam outros como ele, que precisavam ser resgatados e protegidos das pessoas que lhe davam as costas. Anos mais tarde Alek soube que seu pai foi morto, não sentiu tristeza, pois desprezava o pai devido ao fato dele ter matado Olga por ter lhe traído, sua própria esposa, a mulher que ele amava, pensava Alek, até hoje ele se sente culpado por isso, sua mãe morreu por sua causa, porque o amava, e é por esse motivo que Alek acha que amar uma pessoa pode ser sua maior fraqueza. De seus irmãos e irmãs não teve mais notícias, mas provavelmente se tornaram cópias do pai. Alek mesmo já era um reflexo da criação rígida do pai.






Amigos e inimigos
( colocarei nomes após o começo da fic)

Alek não terá muitos amigos, será mais reservado. A única pessoa com quem irá se abrir mais será Erwin, porque lhe deve a vida.
Com os inimigos Alek será duro e cruel, e com as inimizades, apenas irá ignorá-los até que os mesmos enlouqueçam por isso.


Relação com outros professores

Tratará todos com respeito, e na maioria das vezes como colegas de profissão. Um ou outro se tornarão mais próximos dele, mas mesmo com estes ele continuará mais reservado.



Qual era sua relação com Erwin?

Erwin é como um verdadeiro pai, Alek pensa ter uma dívida impagável para com o homem, pois ele o livrou das garras de seu pai e da morte, ele lhe mostrou a grandiosidade que era seu poder e o que poderia fazer com ele. Erwin lhe deu uma nova chance, uma nova vida, um recomeço que Aleksey agarrou com unhas e dentes, e hoje a relação dele é de total confiança, Erwin é a pessoa que Alek mais confia.

Qual é sua relação com o Richard?

A relação com Richard é mais distante, são apenas colegas de trabalhos, as vezes fazem atividades extra curriculares juntos.

Qual era sua relação com Hitler e qual é atualmente?

Alek nunca teve nada contra Hitler, porém aos poucos Hitler foi desenvolvendo opiniões e gostos com os quais ele não concordava. O alemão falava muito de superioridade de raças e de como poderiam conquistar tudo que quisessem com os poderes, já Alek sabia da grandiosidade dos poderes deles, mas acreditava que era preciso que se mantivessem afastados do resto do mundo, para assim evitar mais dor e sofrimento, tanto para eles quanto para o resto do mundo. Por essas diferenças de ideia que os dois chegaram a se encrencar algumas vezes.
Apesar disso, não tiveram muito contato, porém atualmente, com os verdadeiros objetivos de Hitler para com o Instituto sendo revelados, Alek o odeia, pois o acha extremamente parecido com o pai.


Como trata os amigos?

Com os poucos que tem, geralmente não há muita intimidade, normalmente são eles que puxam assunto com Alek, e o mesmo responde educadamente e expões suas ideias com clareza. Quando alguém lhe pergunta algo muito intimo, o mesmo desconversa e tenta mudar o rumo. Ele pode vir a se abiri mais com Erwin, ou com alguém que consiga ultrapassar essa barreira que ele impõem.

Como trata os inimigos?

Ele é mais frio do que normalmente é. Porém na grande maioria das vezes quando algum deles lhe provocar ele vai apenas ignorar, e se provocar de novo, ele vai dar aquele sorriso sarcástico de canto mostrando superioridade. Ele não é de brigar, e nem de discutir, só em casos muito específicos, por exemplo se falar de sua mãe, aí a coisa muda de figura. Mas mesmo assim, Alek tem muito controle emocional, mas sabemos que todas as pessoas tem controle até um certo ponto, e quando chega-se nesse ponto, as coisas podem ficar bem feias pro lado do inimigo.



Como trata o par?

Alek já teve algumas mulheres, apesar de estar sempre no Instituto, as vezes surgem oportunidades de viagens e nessas viagens ele conheceu algumas mulheres, mas nada muito especial e nem muito íntimo. Geralmente quando Alek percebe que pode vir a gostar da mulher ele para de se aproximar e corta o vínculo, ele não quer amar e nem ser amado, para evitar sofrimentos, não nele mas na outra pessoa.
Mas se por acaso ele se aproximar muito de alguém, será sempre gentil e educado, talvez aquele meio sorriso até apareça, vai gostar de mandar flores e um cartão, talvez chocolates, talvez convidar para um drink. Pode ser que ela consiga arrancar uma risada dele, e fazer seu coração amolecer, então não se sabe como Alek vai agir, porque não conhecemos um Alek apaixonado ( deixo nas suas mãos hehe')




Família

Anatoli Volkov



Pai de Aleksey, era casado com a Olga Volkov, morreu com 51 anos. Era um homem com feições rígidas, um grosso bigode e olhos escuros e frios. Era um homem frio, sádico, obcecado por poder, não sabia distinguir sua careira militar da sua vida pessoal, tratava a todos como seus soldados. Ela um dos generais do Exército Vermelho da União Soviética. Alek e o pai nunca tiveram uma boa relação, sempre muito distantes, o filho tinha medo do pai.

Olga Volkov



Mãe de Aleksey, era casada com Anatoli Volkov, e foi assassinada aos 43 anos. Era uma mulher muito bonita, sempre bem arrumada, cabelos escuros caíam lhe até os ombros, porém ela sempre os enrolava e arrumava em penteados. Os olhos eram castanhos e tinham um brilho vital, estava sempre sorrindo. Olga sempre foi uma mulher batalhadora, sempre fez tudo pelos filhos, era na maioria das vezes gentil, porém muito submissa ao marido, fazia tudo que ele mandava, o que a fez tomar atitudes que não eram de seu feitio. Ajudava seu pai em uma loja de tecidos. A relação com Alek sempre foi boa, ela gostava muito do garoto assim como de todos os outros filhos, tanto é que acabou morrendo para proteger Alek.

Irmãos e Irmãs



As duas irmãs mais novas de Alek. Orlenda ( menor) e Helga ( maior).



Os dois irmãos mais velhos, Nikolai o mais alto, e Mikhail o mais baixo.



Andriev, dois anos mais velho que Alek.

Manias

- Mania de limpeza;
- Cabelo impecável, sem um fio fora do lugar;
- Chamar alunos pelo sobrenome;


Hobbies

- Fazer abdominais e levantamento de peso 5 e meia da manhã;
- Corrida em torno do Instituto;
- Tiro ao alvo;
- Leitura;


Coisas de que gosta

- Charrutos;
- Bebidas alcoólicas;
- Música clássica;
- Ternos bem passados;
- treinar a mira;
- desenvolver mais seus poderes;
- exercícios físicos;
- alunos dedicados;
- pessoas que aprendem rápido;


Coisas que não gosta

- Pessoas inconvenientes, mal educadas, intrometidas e arrogantes;
- Mulheres muito frescas e frágeis;
- Vinho de péssima qualidade;
- Frutos do mar;
- Lugares muito agitados;
- Ser o centro das atenções;
- O fato de não conseguir evoluir seu poder de impressão para superfícies como a pele humana, o que poderia ser bem mais útil.


Medo

- Medo de água, por não saber nadar;
- Medo de perder seus poderes subitamente;
- Medo de amar alguém novamente;


Fobia

Claustrofobia

Quer par?

Meu personagem não está muito interessado em par romântica. Maaaas, eu gostaria de um par romântico para meu personagem!
Acredito que teria que ser alguém que despertasse no Alek a alegria que ele perdeu a tanto tempo, alguém que fosse mais alegre, mas de um forma natural, não forçada. Teria que ser uma mulher forte e determinada, convicta em suas atitudes, educada e gentil para que despertasse a atenção dele.


Orientação Sexual

Heterossexual

O que ensina?

Uso de armas de fogo

Tem noção que será uma guerra e seu personagem pode morrer?


Total :)

Sabe que ele esta nas nossas mãos e precisarei fazer alterações necessárias?

Claro, gostaria até que Alek mudasse um pouco

Algo mais?

Alek usa geralmente ternos, de vários tipos. Gosta de estar bem apresentável:



Mas nas aulas, usa calças com suspensórios e uma camiseta branca:



Em combate, gosta de usar um traje específico:



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...