~UCanCallMeLeo

UCanCallMeLeo
Nome: Leonardo
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Serra, Espírito Santo, Brasil
Aniversário: 13 de Novembro
Idade: 18
Cadastro:

Dicas de Português do Leo: O USO DE PRONOMES


Postado

Dicas de Português do Leo: O USO DE PRONOMES

O pronome
Pronomes são palavras que substituem outras ou acompanham outras palavras, principalmente os substantivos. Podem também remeter a palavras, orações e frases expressas anteriormente.
Depois que eu comecei a ficar mais chato quanto a grafia das pessoas, eu parei de ler fanfics. Os ficwriters, em geral, desconhecem muitas regras do português e é aí que mora o perigo.
Quando se estuda sintaxe, você vê que os pronomes oblíquos (me, te, o, a, lhe, os, as, lhes, mim, nos) desempenham muitas vezes a função de objeto direto ou indireto. Por isso é muito importante escrever assim: feri-me com a tesoura, pois o verbo ferir é transitivo direto (quem fere, fere alguém ou algo), logo o pronome oblíquo átono me completou o sentido deste.
Isso nos leva a outro ponto: uso de pronomes demonstrativos. Eles podem demonstrar algo que foi escrito ou falado, mas também o que se ainda vai falar ou escrever: este, estes, esta, estas e isto podem se referir a algo que ainda se vai falar: São estes os assuntos da reunião: limpeza e manutenção do espaço público. Esse, esses, essa, essas e isso fazem referência a algo que já se falou: sua participação nas olimpíadas de Matemática, isso é o que mais queremos agora. Este e aquele fazem aludem para termos já citados, aquele ao que veio primeiro e este para o que veio depois: Pedro e Paulo têm seus charme, aquele por ter altura e este por ter barba por fazer.
Isso é importante para evitar a repetição de palavras e chavões (como diria o Microsoft Word). Chegamos, assim, no terceiro tópico da publicação: o uso de alguns pronomes.
Eu ou mim?
O pronome eu é do tipo reto, usado apenas como sujeito da oração, isso implica que o pronome eu é o único usado para conjugação de verbos (não podem vir redigidos de preposição ou desempenhar função de complemento). Na função de complemento, a preposição obriga o uso do pronome oblíquo mim (Não há mais nada entre mim e você). Outro ponto importante é o uso de conosco e com nós; com nós só permitido na variedade padrão da língua quando acompanhado de algum numeral ou todos, ambos, mesmos e termos como esses (Ele falou com nós ambos/com nós dois sobre isso).


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...