~UchihaAika

UchihaAika
Nome: Aika
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Brasilia, Distrito Federal, Brasil
Aniversário: 15 de Março
Idade: 20
Cadastro:

Negócio lá, dos fatos mais íntimos


Postado

A @AnyLady me indicou essa beleza de jornal, o maior que já fiz eu acho, e também o mais demorado rsrs. Mas aqui está, cheio de polêmicas -n.


1) Eu sou uma metamorfose ambulante, e esse é o primeiro passo pra me conhecer como pessoa. São poucas as características que carrego comigo desde pequena, acho que aí só entram duas coisas: eu me importo muito com as pessoas, com como elas se sentem e tudo mais, principalmente se elas forem de grupos em desvantagem, tenho muita sensibilidade. E a outra é que eu sou uma pessoa que fica vermelha com qualquer coisa (um saco), e isso é ao mesmo tempo algo físico e psicológico também, já que implica a timidez.

2) Acho que o fato um (parte da metamorfose) é necessariamente algo bom, porque é praticamente impossível a gente saber se gosta ou não de algo que não experimentou. Quando a gente experiencia tem total autonomia pra dizer se é bom ou ruim, e para adquirir experiência mesmo. A gente pode dizer que efetivamente escolheu algo, e não que foi moldado por algo/alguém a ser de determinada forma (embora isso não seja em todos os casos)… enfim.

3) Eu sou feminista. E poderia dizer que essa é uma característica que me acompanha desde a infância também, mas não é necessariamente, pois embora eu tivesse um traço feminista desde que me lembro por gente, eu não reconhecia certas opressões como opressões de fato e já saí falando muita merda por aí. Mas é assim que a gente aprende.

4) Odeio determinismos em geral. Quando falo de determinismos me refiro a todos MESMO, inclusive determinismos biológicos e sociais. Ainda acho que minha simpatia pelo biológico é a menor de todas, tanto que estou em humanas :D

5) Meus relacionamentos românticos são todos uns fracassos, tão grandes que eu já estou há dois anos e meio mais ou menos solteira e não tenho nenhuma pressa de mudar essa condição, por enquanto estou satisfeita comigo mesma. Ciúmes e grude excessivos são coisas que me irritam até quando vejo à distância, então to SUPER de boa.

6) Sou uma pessoa encantada pelo gênero fantasia. Aqui está outro lado meu que demorei para descobrir, e que veio à tona quando comecei a ler As Crônicas de Gelo e Fogo. Pra mim é incrível essa capacidade de criar um mundo novo, com próprias culturas, próprias religiões, e principalmente com próprias pessoas. Acho genial a crianção de personagens do Martin, são todos muito reais.

7) Eu AMO ficar em casa sozinha, com a televisão livre caso eu decida assistir algo, e o computador livre para quando eu quiser usar, e o principal: SEM NADA PRA FAZER. Acho que sou muito preguiçosa por isso, mas para mim os poucos dias em que posso escolher simplesmente não fazer nada são os melhores.

8) Eu adoro datas comemorativas por um simples motivo: comidas. É, gordice, mas é maravilhoso poder comer aquele tanto de coisa no natal, e no ano novo… e aquele monte de chocolate na páscoa, que aliás está chegando <3 <3

9) Sempre sonhei em ser atriz desde muito pequena, e hoje acho que isso me influencia a adorar psicologia e adorar escrever histórias. Hoje eu sinto vontade vez ou outra de fazer teatro, mas acho que com minha inspiração sendo deslocada para as histórias isso fica menos intenso.

10) Eu só falo de mim livremente aqui porque me sinto confortável pelo fato de que quase ninguém nesse site me conhece. Pessoalmente eu sou extremamente fechada e um pouco fria, e isso é algo bom e ruim ao mesmo tempo.

11) Como o meu lado feminista faz parecer óbvio: eu sou a favor da legalização do aborto. Inclusive estou fazendo parte de um debate sobre esse tema na faculdade agora, e acho que a legalização é essencial porque aborto é questão de saúde pública, antes de tudo. O fato de proibir (obviamente) não faz com que ele deixe de existir, apenas aumenta os riscos, principalmente para as mulheres mais pobres que não têm condições de pagar uma clínica decente. E NÃO, as pessoas não engravidam porque vão poder abortar depois. O aborto é um processo extremamente invasivo e que coloca em risco o corpo, a saúde, e a vida da mulher, não é simples como um método anticoncepcional. NENHUMA mulher vai escolher não se prevenir com o pensamento que “depois é só abortar”, principalmente em um país onde isso é ilegal, a não ser que ela tenha fortes tendências suicidas. As implicações subjetivas e físicas de um aborto não são nada simples. E, além disso, nos países onde o aborto é legalizado existe um tempo limite para que isso ocorra, antes que o feto se torne efetivamente uma VIDA como todas as outras e que, assim o aborto se torne de muito maior risco.

12) Eu sempre me sinto incomodada com conversas sobre aparência física, especialmente quando falam sobre plásticas. Eu entendo e ao mesmo tempo não entendo a preocupação exacerbada das pessoas com a aparência, e isso está fazendo com que meu primeiro projeto de pesquisa na faculdade seja voltado aos padrões de beleza.

13) Ainda sobre o assunto anterior, eu até entendo as pessoas desejarem emagrecer (dentro de um limite saudável, e não aquelas loucas que querem sempre estar magras a todo custo), mas não entendo a luta contra a velhice, que é algo natural e muito mais bonito que aquelas caras puxadas de plásticas e botox, horrorosas. Estou com uma séria inclinação a permitir que meus cabelos fiquem brancos, tudo naturalmente, acho lindo.

14) Eu detesto que as pessoas fiquem me corrigindo, mas acho que eu corrijo as pessoas demais, tipo MUITO MESMO. Acho que esse é um dos piores lados, mas estou tentando mudar isso… Ser orgulhosa é foda ISAUHASIU

15) Algo que me incomoda muito, são pessoas que querem escrever bonito para parecer inteligentes mas acabam escrevendo umas coisas que não são bonitas nem inteligentes, tipo: “o(a) mesmo(a)” ou “estória”. No Spirit é lotado disso, e eu estava afim de desabafar mesmo sobre o quanto acho isso engraçado e incômodo ao mesmo tempo.

16) Eu sou apaixonada por cachorros, se pudesse criava uns dez, aqui no meu apartamento mesmo. E se tem algo que me irrita são pessoas que não conseguem compreender o elo afetivo que une o animalzinho (sendo cachorro ou não) ao dono. Geralmente são pessoas que julgam a vida humana mais importante que as demais, o que não é de fato, o que é extremamente ridículo e o que, ironicamente, representa um dos principais motivos pelos quais estamos nessa situação decadente de corrupção e profundas desigualdades sociais, de ""desumanidade"" mesmo.

17) Sou contra redução da maioridade penal por motivos óbvios. O sistema penitenciário brasileiro é decadente, ridículo, e quanto mais cedo se entra lá, maior chance de sair um dia.
E tenham certeza que aquilo não educa ninguém, apenas corrompe ainda mais quem tem a possibilidade de melhorar. Eu trabalho no sistema socioeducativo, então eu sei bem que existem adolescentes que cometem atos infracionais (e aqui pode-se acrescentar grande parte deles) e que desejam melhorar de vida. É irônico que quase todos eles são pobres, a maioria são negros, e eles NÃO TÊM oportunidade de melhorar, de crescer na vida, apenas quando, no sistema socioeducativo, a opção de escolha é oferecida a eles, e eles têm a chance de melhorar, chance que antes eles não tinham. Aliás é fácil demais para o povo branco de classe média ser a favor, já que isso não os incomoda de nenhuma maneira (podem pagar a fiança dos filhinhos), e eles não têm a chance de, empiricamente, verificar como essas pessoas viveram, vivem, e podem viver um dia.

18) Fazendo um gancho inclusive, às vezes eu fico impressionada com a capacidade das pessoas em sair falando sobre coisas que não sabem. Já passei por inúmeras situações de esclarecimento com algumas pessoas e elas pararam de falar merda sobre assuntos que não tinham conhecimento. Acho que todo mundo devia pesquisar um pouco antes de sair falando de assuntos polêmicos ¬¬

19) Esse fato não é tão pessoal assim, mas sou encantada por homens com barba. Principalmente se tiverem cabelo comprido, aí sim. E se estiverem de coque então… ai ai. Se o sorriso for bonito pronto… tá, parei.

20) Algo que me deixa fascinada é o céu. Se eu pudesse deitar em uma cama sob a sombra de uma árvore e passar o dia e a noite observando o céu, eu ficaria, principalmente de noite e quando o sol se põe ou nasce, acho espetacular.

21)Eu não funciono sob pressão. Me considero uma pessoa criativa, mas todas as minhas ideias vêm em um momento qualquer de liberdade, exceto quando sou solicitada a precisar delas. Principalmente se não tenho intimidade com a ou as pessoas que estão exigindo alguma coisa no momento, é quase como se eu travasse por completo.

22) Uma das coisas mais irritantes do mundo para mim são pessoas que misturam política com religião. São ainda piores quando dizem que aceitam as crenças das outras pessoas. Esse caso constitui um dos típicos de contradição que a gente está acostumado a observar.
Eu sou contra redução da maioridade penal e contra pena de morte também. Poderia discorrer muito sobre isso, mas direi apenas que acho que é muito simples para as pessoas enquadrarem os outros em formas que supostamente os definem, e é muito fácil exigir algo sem pensar mais profundamente sobre todas as implicações envolvidas em atos e em personalidades. Enfim, é MUITO FÁCIL.

23) E antes que venham com a ideia de contradição entre ser contra pena de morte e a favor da legalização do aborto… Releiam o que eu disse sobre a legalização e reflitam além disso, pensem sobre as implicações envolvidas em todos os casos. Tenho certeza que são duas coisas completamente diferentes.

24) Em algumas épocas da minha vida eu crio uma preguiça tremenda de quase tudo ao redor. Crio preguiça do computador, da faculdade, das festas que vou vez ou outra e em algumas vezes até mesmo das pessoas ao meu redor. Isso se agravou desde minha última mudança, que foi a mais recente, porque acho que dessa vez está sendo realmente a mais difícil para me encaixar de uma maneira confortável no meu meio. Não que eu não esteja bem aqui, adoro a cidade, mas muita coisa mudou desde que vim para cá.

25) O fato de eu já ter morado em três regiões totalmente distintas do Brasil, associada à entrada na faculdade, fez com que eu conseguisse enxergar e compreender muitas coisas sobre as pessoas, e isso necessariamente envolve cultura. Acho que quando a gente consegue compreender mais… “profundamente” que cada lugar tem sua cultura, e que isso influencia de maneira diferenciada cada pessoa que habita esse lugar, começa a ver as coisas de maneira mais compreensiva e melhor também. Mas ainda tenho que melhorar MUITO nesse aspecto, e o próximo passo pra isso é ir para outro país *o*

26) Adoro futebol, principalmente Copa do Mundo. Vivo triste por saber que ocorre de apenas quatro em quatro anos :/ Mas de qualquer forma, eu torço MUITO pelo Grêmio, tanto que tenho uma tatuagem desse time :D E assisto todos os jogos obviamente, hehehe.

27) Quando comecei a escrever esse jornal, na sexta, eu estava nas vésperas de uma prova que eu imaginava que seria tranquila. E aí a prova ocorreu ontem, e eu estou PUTA DA CARA com a professora idiota. Ela conseguiu fazer uma prova pobre em aprendizagem, com 7 questões do tamanho do mundo. Basicamente, usei duas folhas para responder tudo, e respondi tudo muito mal porque senti preguiça ao ler a segunda questão, onde ela pedia para a gente falar nada além das ORIGENS, DESENVOLVIMENTO, PRINCIPAIS AUTORES E PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS da disciplina, e claro, as principais mudanças ocorridas após o século XX na matéria. E em uma questão pior, ela pediu o esboço de dois projetos de pesquisa com delineamentos diferentes…
É, isso não é um fato sobre mim em geral, mas é um fato sobre mim no momento. Eu ainda estou estressada por causa dessa pouca vergonha. E ainda não abordei as outras cinco questões ridículas ¬¬

29) Hora da confissão que revoltaria muitos aqui no Spirit: um dia eu não vi problema, e até mesmo fui um deles. Li histórias esperando que casais se formassem sendo que nada tinha a ver com o contexto daquilo. Mas hoje eu ODEIOOOOOO shippers. Sim, odeio. Porque essas pessoas conseguem estragar séries com um enredo mais “frágil”, volátil, como por exemplo Arrow. Sem falar na encheção de saco que é escrever uma história e ficar lendo comentários de pessoas que estão acompanhando aquilo apenas porque querem que fulano e fulana fiquem juntos. Sinceramente, essas pessoas irritaram demais minha pessoa por um ano, em minhas histórias e em uma de minhas séries favoritas, porque agora estou vendo uma personagem que adoro se tornar uma coisa CHATA e SEM GRAÇA porque os produtores são do tipo que adoram agradar uns fãzinhos. Séries da CW em geral são desse tipo, inclusive já larguei algumas ¬¬ E The 100 tá indo pelo mesmo caminho – > QUE SACOOOOO!

30) Para finalizar eu pensei em falar algum fato bem pessoal, mas sei lá, não consigo pensar em muitas coisas… Então vou dizer que adoro coisas que me causam sentimento, sejam músicas, histórias, filmes, fotos… enfim, tudo me causa sentimento, eu sou muito sensível (lembrando que sensibilidade não significa fraqueza, eu sou chorona mas sou uma pessoa bastante chata, implacável, teimosa) e consigo entender o sentimento das pessoas com bastante facilidade. Hoje já aprendi a controlar isso, mas na minha infância eu sentia muita cula por qualquer coisa, e alguns desses sentimentos de culpa extremamente estúpidos daquela época estão até hoje claros em minhas memórias. Eu acho que essa sensibilidade é algo necessariamente bom, porque quando temos a capacidade de se colocar no lugar do outro, a gente não sai por aí fazendo/falando qualquer coisa.
O mundo está cheio de gente que não quer ser magoada, que não quer ser maltratada, que não quer ouvir hostilidades, que EXIGE respeito e quer expor suas opiniões. Mas poucas são as pessoas que pensam em não magoar, não maltratar, não ser hostil e especialmente RESPEITAR. E justamente por essas pessoas o mundo é uma grande bosta. Não que eu queira tirar minha parcela de culpa, mas acho que sensibilidade é o primeiro passo para a melhora, em TODOS os lugares, seja política, convivência social, família… enfim, tudo. :D


Estou sem pensar quem indicar, então quem ler isso (duvido que alguém leia até aqui) pode fazer, e me avisa quando fizer porque eu sou curiosa *3*

Escutando: Gritos
Lendo: Esses campos
Assistindo: Jogo de futebol do inter (e estou rindo muito mesmo que não esteja perdendo)
Comendo: Mosca
Bebendo: Vento

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...