~VanessaBR - Jornais

255 jornais

Death Note: Quando nada supera o original

Postado

Death Note: Quando nada supera o original

Olá, pessoal! Trago a vocês mais um jornal, desta vez com o assunto do momento principalmente para os fãs de animes, principalmente para os fãs de Death Note, como esta que vos fala: o filme baseado no mangá de mesmo nome, de autoria de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata e publicado no Japão na revista Shounen Jump.

Mesmo vendo os trailers e ainda sob o trauma de Dragon Ball Evolution, dentre outros questionamentos, assumi o risco e decidi ver o filme lançado pela Netflix. Eu já fui vendo o filme sem esperar muita coisa, porque geralmente quando americano inventa de fazer filme baseado em anime e/ou mangá, já sabemos que boa coisa não sai.

Enfim, vi por minha conta e risco.

Li em alguns sites que a pretensão dos produtores do filme não era fazer uma “adaptação” da história, mas sim uma “releitura”. Só que para mim não foi nem uma coisa e nem outra. Saiu mais pra uma fanfic clichê de um universo alternativo bem sem graça.

Embora a premissa seja semelhante, a de um jovem estudante que encontra um caderno com poderes para matar aquele cujo nome for escrito em suas páginas, não há mais nada que lembre a obra original. No mangá/anime, vemos o jovem Light Yagami (ou Yagami Raito, para os mais puristas) encontrando o dito caderno e descobrindo o grande poder que ele possui e suas implicações. Já no filme americano, vemos isso sendo tratado de forma rasa e relegando a história a uma mera tentativa de filme de terror, mistério e ação... E falhando nos três gêneros. Light Turner, um zé-mané achando o caderno e usando-o de forma que me soou meio aleatória.

Não vemos no filme as coisas mais interessantes do enredo original. A ambientação é diferente e os personagens também pouco lembram a obra original. Não temos embates de inteligências, nem um bom jogo “gato-e-rato” entre Light e L. Tudo muito corrido e as cenas muito exageradas e desnecessariamente gráficas nas mortes.

Outro destaque negativo é a atuação dos atores, principalmente do protagonista, que me soou muito caricata. Um exemplo é o encontro entre Light Turner e Ryuk (que ele chegou a pronunciar como “Raiuk” e o shinigami o corrigiu). Um susto poderia ser normal? Certamente que sim, mas a forma como Light se assustou foi extremamente exagerada. Eu confesso que ri muito dessa sequência, que foi ridícula.

Se eu comparasse todos os personagens da trama do filme com os equivalentes do material original, certamente seria covardia. Nem mesmo o Ryuk – que ficou um pouco mais próximo de sua contraparte do anime/mangá – teve o mesmo carisma.

Conclusão: o filme é fraco. Se quiserem ver um live-action de Death Note, recomendo o live-action japonês. Vale a pena procurar e apreciar.

P.S.: Só eu que fiquei cantarolando mentalmente “COMO UMA DEUSAAAAAA, VOCÊ ME MANTÉÉÉÉÉÉM...” na música do encerramento do filme?



Permalink Comentários (7)

Sobre críticos sabichões que não sabem nadica de nada

Postado

Sobre críticos sabichões que não sabem nadica de nada

É... Já fazia um tempinho que não postava um jornal, então cá estou eu, pra falar de um assunto que vem me incomodando há um tempinho. Esse assunto é o título do jornal, os "críticos sabichões". Para mim, são a pior raça que existem, junto com as falsianes de plantão e os pobres que ficam posando de ricos.

Mas, enfim, vamos falar sobre os sabichões. Sabichão é o sujeito que acha que sabe tudo. Paga de entendido de um assunto e acha que é o rei da cocada preta com seus "amplos conhecimentos". Essa raça é como praga, tem em todo lugar, então em algum momento da vida a gente dá de cara, sim, com um metido a sabe-tudo.

Por que estou falando disso? É porque aqui no Spirit parece que, volta e meia, aparece um usuário xarope, que se diz dotado de cultura e conhecimento, e resolve comentar nos trabalhos da gente como se fosse um crítico entendido. E quando comentam, comentam muita [email protected]#$%. Pura e simplesmente depreciam o trabalho dos autores, achando que estão fazendo uma "crítica sincera".

Quando criei minha conta, nos primeiros meses eu inventei de postar um wallpaper na hoje extinta Galeria. Para alguém que engatinhava na edição de imagens, era o melhor que eu poderia fazer à época. Atualmente eu sei que tava horrível, melhorei bastante a ponto de fazer um "remake" do dito wallpaper. Mas nunca me esqueço do comentário que recebi, em que uma certa usuária dizia que meu trabalho estava muito ruim e que eu nem deveria ter postado. Simplesmente disse isso e ponto final. Eu nem esquentei muito a cabeça, mas se fosse alguém mais sensível, aquele comentário seria o fim para mim.

Recentemente, apareceu uma pessoa para comentar em uma das fics que escrevo em coautoria com @Misuho-Tita, @Sally-Yagami e @TommySan. Leu mais de 100 capítulos para, em outras palavras, dizer que a história tava uma verdadeira [email protected]#$% e queria porque queria que colocássemos numa saga já pronta os conceitos que julgava interessantes. E depois comentou em uma história da Tita, queria dar uma aula de fantasia medieval a quem entendia do assunto, fazendo comparações esdrúxulas com Star Wars (gente, o que ficção científica espacial tem a ver com fantasia medieval?!), Harry Potter e até Os Três Mosqueteiros, dizendo até que no livro havia elementos de fantasia e steampunk (!). Além disso, acusava-a de plágio, o que sabidamente não é verdade!

Eu já não engolia os comentários da pessoa, e após isso, engoli menos ainda, pois nenhuma das três obras citadas tinha a ver com fantasia medieval. Principalmente Os Três Mosqueteiros, que se passa na França do Século XVII, governada pelo rei Luís XIII, não tem nada de fantasia e tampouco steampunk (que enfiaram num filme recente que é uma baita porcaria), mas sim, um clássico de capa-e-espada que renderia um bom shounen.

Enfim, a pessoa, além de bancar a sabe-tudo, vem depreciando algo que deu um trabalho imenso para construir só porque não é de seu agrado. E ainda vem dizer que está fazendo uma "crítica construtiva"!

As pessoas não sabem o que é sinceridade e muito menos crítica. Entendem que sinceridade é o "falar na cara", ser grosso e falar [email protected]#$%. Entendem que crítica é depreciar o trabalho dos outros, isso quando não depreciam outrem. E entendem que opinar e se expressar é impor os seus gostos, suas opiniões e passar por cima do que os outros pensam, pouco se importando com opiniões contrárias, que podem até estar corretas. Tudo isso é ignorado porque a pessoa acha que sabe demais, mas que não sabe absolutamente nada. Acha que sabe tanta coisa, que vai tentar ensinar outros a escrever indicando Wikipédia e WikiHow.

Ou seja, não passam de críticos sabichões que não sabem nadica de nada, mas se acham melhores e superiores até a grandes nomes da literatura mundial!

Senhores críticos sabichões, parem de enganar a si mesmos e sejam mais humildes, por favor!



Permalink Comentários (3)

Nada não...

Postado

Nada não...

... Só pra tirar o jornal antigo mesmo.



Permalink Comentários (0)

UM BREVE DESABAFO - Ou "Odeio a fama no Spirit"

Postado

UM BREVE DESABAFO - Ou "Odeio a fama no Spirit"

Há algum tempo venho pensando em postar este jornal, porque tenho algo atravessado na minha garganta, e preciso colocar para fora. E aqui eu não falo da minha vida pessoal, porque se tem uma coisa a que sou avessa é justamente expô-la - tanto que nem no meu Facebook eu fico expondo minha vida pessoal e a minha privacidade. E minha vida pessoal não tem absolutamente nada a ver com o que venho desabafar.

O meu desabafo vem desde novembro, com uma dor de cabeça chamada "Demaquilante". Para quem não sabe, era uma drabble (fic de 100 palavras), que fiz para participar do 3º Desafio de Fanfics do site, meramente para me desafiar, pois nunca havia escrito algo tão pequeno. Participei mesmo para me divertir, me testar. O desafio foi em setembro, e o resultado saiu em novembro, fiquei surpresa por ter conseguido o primeiro lugar. Ganhei um style e um set de avatar e assinatura (lindos trabalhos), e a minha drabble foi destacada. Até aí, foi legal, percebi uma boa recepção de quem lia e comentava, e os favoritos aumentavam vertiginosamente. Pra quem tem textos com poucos favoritos isso foi uma surpresa bem grande, pois em minhas fics individuais são pouco favoritadas e/ou comentadas.

Só que essa "fama" vinda com o destaque foi uma verdadeira dor de cabeça. Minha drabble foi invadida por spammers, que usavam os comentários não para falar da história de 100 palavras, mas para divulgar fanfics, como se lá fosse uma folha de classificados. Teve gente que foi fazer spam nas respostas de mais de 200 comentários, por exemplo! Teve gente que usou minha drabble para divulgar uma ficzinha de [email protected]#$% e me colocando como coautora do lixo, para depois fazer spam nas MINHAS fanfics e nas em que sou coautora! E teve gente que colocou a [email protected]##$ de um "amei, continua" EM UMA DRABBLE! "AMEI, CONTINUA" NÃO É COMENTÁRIO, CARAMBA!

E, quanto mais eu denunciava, MAIS SPAM aparecia! Nos comentários, nas mensagens privadas, nas minhas fanfics individuais também faziam spam! E eu tinha cada vez MAIS ÓDIO dessa "fama" que "Demaquilante" me dava nos destaques. Achei que depois que ela saísse dos destaques isso pararia, mas não parou. Mais e mais spam, notificações inúteis atrapalhando minhas leituras e os comentários que me interessavam receber. Fiz um aviso na área de comentários da drabble, mas não adiantou.

Foi quando perdi minha paciência de vez e decidi cortar o mal pela raiz. Excluí "Demaquilante", mesmo com seus mais de quatro mil e oitocentos favoritos e mais de quinhentos comentários. Não aguentei mais tanto spam.

Aos que leram, comentaram e favoritaram "Demaquilante", agradeço imensamente por terem lido minha drabble e peço perdão por tê-la excluído, mas acredito que eu não teria outra escolha.

Eu NÃO QUERO mais nenhuma fic minha destacada. Eu não quero spammers poluindo minhas fics com propagandas. Quero comentários de quem realmente lê e leitores fiéis, não leitores por conveniência.

E, finalizando, mando um DANE-SE a todos que gostam de botar propagandas em comentários de fics alheias! Obrigada por contribuir ainda mais para a decadência das fics no Spirit!

Sem mais.



Permalink Comentários (12)

Só pra constar...

Postado

Só pra constar...

#PiadinhaInfame #BaDumTss #Feliz2017


Escutando: Queen - The Show Must Go On

Permalink Comentários (3)

Apenas...

Postado

Apenas...

... Fiquem com este lindo bichano!



Permalink Comentários (2)

"Demaquilante": Por trás da maquiagem

Postado

"Demaquilante": Por trás da maquiagem

Já fazia um tempinho que eu não postava um jornal, mas cá estou com um jornal novo. Só que hoje, vai ser um pouco diferente. Sem zoeira, sem reclamação de alguma coisa relacionada ao site, o que eu concordo ou não.

Vamos falar de coisa séria? Por mais que estejamos em um site de entretenimento, acredito que há um espaço pra gente falar de coisas mais sérias e venho pensando nisso desde um tempinho atrás e, a partir da divulgação do resultado do concurso que participei (e que ganhei, nem esperava isso). Fiquei surpresa e muito feliz por ter conseguido o primeiro lugar. Como consequência, tenho visto minha drabble (a primeira drabble que fiz na vida) superar os 100 favoritos e tenho recebido vários comentários. #ObrigadaPessoal

Só que, diante desses comentários, comecei a refletir ainda mais no assunto que abordei na drabble “Demaquilante”: a violência contra a mulher. Quando eu a escrevi, escolhi esse tema aleatoriamente, acredito que pelo fato de ser cada vez mais recorrente nos noticiários na TV e na internet os casos cada vez mais escabrosos de estupros (inclusive coletivos), agressões e demonstrações absurdas de machismo. E muitas vezes isso demora a ser denunciado – isso quando ocorrem as denúncias – por medo ou por vergonha, pois a vítima acaba sendo culpada.

Estamos em um país em que as mulheres são hipersexualizadas o tempo todo, com o estereótipo de que qualquer uma é fácil e, no vulgar, “abre as pernas pra qualquer um”. Nos relacionamentos “amorosos”, vemos toda sorte de abusos sendo relatada e muitas vezes tida como “normal”.

Não, isso não é e nunca foi normal, mas está cada vez mais banal. Aquela personagem da minha drabble pode ser qualquer menina, qualquer mulher, qualquer senhora. Pode ser eu, pode ser você, pode ser alguma mulher da sua família.

Sabiam que a cada cinco minutos uma mulher é estuprada aqui no Brasil? Isso o que foi notificado. E os estupros que nunca serão denunciados? As agressões verbais? As agressões físicas, como o olho roxo retratado na minha drabble? Muitas vezes não saberemos, porque tudo está sob uma grossa camada de maquiagem.

E, talvez, muitas vezes isso tudo será ignorado ou será chacota, pois tudo está muito banal. Vejo na internet, nos livros, nos filmes, em fanfics, que tudo isso é banalizado. Tão banalizado que estamos tendo uma explosão de histórias em que os relacionamentos abusivos têm atraído muita gente, tanto ficwriters, escritores, como leitores.

É triste ver como a violência e o abuso desse tipo são praticamente glorificados.

“Um tapinha não dói.”

“Estupro consentido.”

“Tá dizendo ‘não’, mas o corpo diz ‘sim’.”

Será que realmente é “ok” ter sua privacidade invadida? Ser manipulada por alguém possessivo que controla tudo, até mesmo suas roupas, seus pensamentos e tudo? Ser xingada e ofendida? Ter um olho roxo que te obrigue a deixar a cara carregada de maquiagem? Inventar desculpas para hematomas, dizendo serem acidentes?

Realmente é “ok” tudo isso? Se você, escritor (a) ou ficwriter respondeu “sim” a tudo isso, é porque você nunca passou por algo semelhante. Saiba que banalizar coisas tão terríveis e cruéis é como uma ofensa a quem já passou por experiências terríveis nesse sentido. Além de descumprir com as regras do site, claro, mas é mais pesado quando você exalta algo que machuca e que deixa marcas muito profundas na vida de mulheres que passam por isso.

Saibam que isso pode deixar sequelas... Isso, quando não morrem, como acontece com muitas que são vítimas de qualquer tipo de abuso.

Tenhamos bom senso ao escrever, pois são temas muito delicados e que NUNCA devem ser banalizados.


Escutando: Slushii - Sapient Dream
Lendo: As Crônicas de Gelo e Fogo - Volume 1
Jogando: Asphalt 8: Airborne

Permalink Comentários (8)

Sobre a "internacionalização" do Spirit

Postado

Sobre a "internacionalização" do Spirit



Oi a todos!

Vi esta notícia a respeito e não pude deixar de emitir a minha opinião a respeito, visto que a notícia aqui no site não permite comentários, como pode ser conferido aqui.

Expresso aqui o meu temor de que o Spirit, que está há tanto tempo online desde que era AnimeSpirit, pode virar um FanFiction.Net. Conheço o FF.Net há um bom tempo, é um site onde se encontra muitas fics em vários idiomas, porém, a meu ver é bastante desorganizado e parece não haver administração, pois já cheguei a fazer denúncia de plágio em português e em inglês e nunca obtive resposta e, anos depois, o plágio continua lá.

Outro problema que temo no site é o desaparecimento da interatividade, que vem sendo arrancada pouco a pouco do site. Desde a extinção DELIBERADA da Galeria, visto que NÃO HOUVE CONSULTA AOS USUÁRIOS A RESPEITO, temo que o site esteja decaindo e essa "internacionalização", TAMBÉM SEM CONSULTAR A OPINIÃO DOS USUÁRIOS A RESPEITO, pode vir a tornar o site numa grande "Torre de Babel", aparentemente sem regras respeitadas e com fics de péssima qualidade.

Como usuária relativamente antiga do AS/Spirit, vejo um site tão bom e tão diversificado se tornando apenas mais um mero site de fanfics, perdendo seu diferencial e, pouco a pouco, virando um FF.Net e, em questão de tempo, sepultando sua história. É uma pena ver tudo isso com um site em que conheci pessoas incríveis, se perdendo na ambição da popularidade em detrimento da qualidade que já teve antes.

Essa é a minha opinião, e eu espero sinceramente que este site não seja sepultado por decisões erradas, que façam tudo decair ainda mais. E eu espero também queimar a minha língua, que o meu temor seja infundado.





Permalink Comentários (6)

O encontro!!

Postado

O encontro!!

[Olha a gente aí!]


Oi a todos!!

Neste mês de junho eu tô de férias e saí do calor do norte de Minas Gerais para vir ao frio de São Paulo. E já comecei bem, com esse registro. Finalmente, ontem conheci a @Misuho-Tita - que passou uns dias aqui em Sampa também - e digo uma coisa... AMEI conhecer pessoalmente! Não tenho palavras para descrever o momento, mas digo que fiquei muito feliz em passar uma tarde junto com ela.

Nós nos divertimos muito, pagamos uns miquinhos básicos, e tenho certeza de que foi um dia inesquecível para nós... E, claro, gostaria que isso se repetisse mais vezes, para ir além do AS, Skype, WhatsApp e Facebook mais uma vez.

Um dia para não esquecer de jeito nenhum! :)



Permalink Comentários (4)

A L E A T O R I E D A D E S

Postado

A L E A T O R I E D A D E S

[Lhama saltitante! XD]


Olá para meus amigos, stalkers e afins! Estou postando este jornal pra dar um sinal de vida, porque há eras que não postava um, não é? Pra quem anos atrás postava jornais com uma frequência absurda eu decaí pra caramba. Primeiro, porque ando sem muito assunto pra colocar aqui. E segundo, por preguiça mesmo. Ainda pareço preguiçosa como um certo protagonista de anime com cabelos prateados (sim, Gin-san). Mas, enfim, vim falar um pouco sobre tudo, num apanhado mesmo.

- Ano passado comprei um notebook que veio com Windows 8.1, amado por uns e odiado por outros. Eu até que gostei dele enquanto eu o usei até o meio do ano. Troquei pelo Windows 10, porque eu não perderia a chance de conseguir algo assim de graça. Do que já fucei no novo sistema operacional, digo que ele é excelente. Enfrentei uns bugs com ele, mas tá resolvido e não pretendo voltar a outro sistema. Pra quem ainda está na dúvida se trocar ou não, eu recomendo.

- Estou bastante defasada em animes, faz um tempo que não os vejo. Nem mesmo Gintama e Dragon Ball Super eu tô vendo, mas é por preguiça... Apesar de que...

- ... Não tive preguiça de ver os 23 filmes da franquia 007. O meu único arrependimento foi não ver isso antes, eu gostei muito. Tanto que rendeu a minha fanfic "Operação Oriente".

- Ando sem muita inspiração pra edições. Desaprendi até mesmo a fazer styles, depois de tanta coisa que mudou e não consegui acompanhar. Espero um dia conseguir voltar a fazer algum style decente.

- Vou sentir saudade da Galeria. Ainda acho injusto o canal ter sido extinto. Eu não consigo me sentir à vontade em postar no DeviantArt, por mais que eu tenha conta por lá há algum tempo. Não achei justo fazer isso tão de repente não só com a Galeria como com outros canais. O Spirit, ao meu ver, agora se tornou apenas mais um site de fanfics, só que com personalização.

- Bem... E sobre fics, eu tô um tanto enrolada com várias em hiatus e ainda botei "Exilium" nesse bolo, até conseguir dar continuidade. Mas continuo na equipe com a Tita, o Tommy e a Sally escrevendo "Crônicas de um jovem rei", "Fleeing a Destination" e "Ragnarok Squad". E a minha fic solo está sendo a "Operação Oriente". Quem se interessar, fique à vontade pra ler!

Bem... Fazia tempo que eu não postava nada, agora estou mais tranquila após falar tudo o que queria. E espero postar mais jornais, pra não ficar no tédio. Nem que seja pra falar de bobagens. Só preciso de inspiração.

Bom, por hoje é só, até o próximo jornal!



Permalink Comentários (1)