~wckdtere

wckdtere
Nome: mjayisme
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Murder


Postado



Nome completo:

Nicolina Folwst Posey

Apelido:

Gosta de ser chamada por Nina.

Idade:

18 anos

Sexualidade:

Heterossexual


Aparência:





Seus olhos esverdeados são a primeira coisa que lhe chamam atenção, sempre cercados por seus enormes cílios. Seu rosto é angelical e incrivelmente esbelto. Ela possui lábios carnudos e naturalmente rosados, sua pele é branca e suas madeixas são loiras, os fios descendo até a altura das costas em perfeito alinhamento. Seu corpo é esguio e tem exatamente 1,66m de altura.

Personalidade:

Não se deixe enganar pelo belo sorriso e os olhos penetrantes da garota. Nina tem facilidade para manipular e mentir para conseguir o que quer. Ela não tem muita paciência, costuma desdenhar quase tudo o que houve e não admite que esteja errada.
Ela sempre age com a razão. Sobre os sentimentos dela? Estão trancados atrás de uma barreira invisível, evitando-a de sofrer como todas as garotas adolescentes que tomam um pé na bunda. Mas toda essa pose de menina durona desmorona quando está apaixonada, leva um tempinho para que isso aconteça. Entretanto quando está amando, Nina gosta de agradar seu companheiro.
Ela é bastante fiel aos seus amigos, e quase sempre está dando festinhas com eles. A sua bondade é rara, mas é belo de se ver. Além da bitch do colégio, Nina consegue ser bastante agradável quando quer.
Ela é estudiosa e educada, aliás, viver no meio da elite exige que a menina tenha uma boa aparência. E causar boa aparência é o que Nina mais gosta de fazer em lugares com pessoas importantes. Sua maturidade é algo notável, está sempre ciente dos assuntos e sabendo argumentar.
Faz-se de burra quando quer fugir de certos assuntos. Ela é observadora e está sempre analisando as pessoas, quando esta não está retocando a maquiagem, ou tendo conversas de adolescentes sobre coisas fúteis e garotos.
Quando tem vontade de fazer qualquer coisa, ela vai e faz. Não gosta de pessoas que ligam para julgamentos, o importante para ela é viver e não temer a nada. Ela pode ser vingativa e bastante malvada, mas sempre arranja um jeito de esconder tudo, esboçando seu melhor sorriso e soltando mentiras que até ela mesma chega a acreditar.

História:

Cercada de tantos mimos e luxos, Nina mantinha sua pose de boa menina durante um bom tempo. Era a filha perfeita, tirava notas boas no colégio e tinha uma educação impecável. Viajava todos os finais de semana e dava diversas festas com seus amigos, nada que ela ainda não fizesse.
Seu pai, um empresário, não costumava estar presente nas apresentações da filha ou em qualquer outra ocasião que ela precisasse dele. Isso foi criando um sentimento de raiva em Nina, o que a levou a fazer coisas que até mesmo ela se questionava do porquê. De manhã, era a típica menina mimada que caminha pela escola com seus saltos caros enquanto todos babam no seu corpo e cabelo, invejando a vida perfeita que ela aparenta ter. Entretanto à noite, veste roupas que a deixam com uma aparência mais velha e se encaminha para as boates mais caras da cidade, onde seduz homens mais velhos. Tudo para se vingar de seu pai.
E foi onde tudo aconteceu, numa dessas aventuras de Nina, conheceu um cara que até então não lhe importava muito. Porém, ele não quis beijá-la ou fazer qualquer outra coisa sexual, ele só queria desabafar do seu tempo no colégio, onde coisas estranhas aconteceram, segundo ele. Contou sobre a história de um garoto que desapareceu, cujo nome era Christopher Brandon. Christopher e o homem não eram amigos, mas pela forma que ele contava a história para Nina, parecia ter algum afeto pelo pobre garoto. A história lhe parecia bastante interessante, aliás, já tinha ouvido falar sobre o caso, mas nada que a preocupasse tanto. Até que o homem citou diversos nomes, dentre eles o de seu pai, alegando que este participava de um grupo do qual tirava sarro de Christopher. Nina decidiu investigar, o que a levou descobrir segredos mórbidos sobre sua família.
Pais:


Logan Posey | 43 anos


Brianne Folwst Posey | 42 anos

Par:

Sim.

Relação com os amigos:

Nina é bastante fiel aos seus amigos. Gosta de ter a companhia deles, tanto para festas quanto para passar fins de tarde tomando algumas bebidas. Ela é o tipo de pessoas que pode contar para tudo, mas só se você for bem próximo, diferente disto ela não se importará o bastante.

Relação com o par:

Nina é como um iceberg. Procura ficar e não se apegar, evitando mais sofrimento em sua vida. Mas nem sempre é possível evitar o inevitável, e ela pode acabar se apaixonando. No começo, será como uma briga de cão e gato, pois Nina usa do seu humor negro para afastar os pretendentes, porém isso vai acabar criando um forte laço entre os dois, no qual ela irá se apaixonar. Será atenciosa e carinhosa, fazendo de tudo para agradá-lo e procurando sempre ser sincera. A não ser pelo fato da sua vida dupla, porém pararia de sair à noite e levaria o que fez para o túmulo.

Relação com a família:

Se da muito bem com ambos. Por mais que seu pai seja ausente, ela põe o melhor sorriso quando este vem conversar com ela, passando a imagem de que nada a perturba. Já falou diversas vezes com ele sobre o fato de nunca dar atenção para ela, substituindo o amor com presentes caros, mas ele sempre inventa alguma desculpa.

Relação com Anne:

Conheciam-se desde pequenas, e sempre que Nina tinha um problema, era com Anne que ela ia desabafar, mesmo sabendo que a menina não fosse se importar tanto. Andava sempre com a garota no colégio, sendo as vadias que sabiam ser.

Gosta/Não gosta:

Festas | Sapatos | Exercitar-se | Modelar | Sol | Bebidas |
*
Não gosta de seguir regras | Não ter atenção que merece | Não concordarem com o que ela diz | Não ter objetivos concluídos |

Medos:

Ela tem medo do esquecimento | Altura

Fobias:

Lugares apertados

Seu maior segredo:

A vida dupla que leva, saindo a noite para se encontrar com homens mais velhos nas baladas locais.

O que sabe sobre Christopher Brandon:

Sabe o que o homem lhe contou e o que pesquisou sobre o assunto. Questionou seu pai algumas vezes com perguntas do tipo: “Você estudo com Christopher Brandon?”, “Eram amigos ou coisa do tipo?”, mas nada que tivesse respostas óbvias.

Está ciente que...
• Seu personagem pode não ser aceito?

Sim, sim

• Seu personagem pode morrer a qualquer momento?

Sei ): vou chorar horrores hauah

• Seu personagem agora pertence a mim e eu posso mudar qualquer coisa nele?

Sim, fique a vontade.

• Seu personagem pode ser o assassino?

Sim, aliás, seria bem interessante jndkjgn

Algo a mais?

Cuida dela <3



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...