~WeasleyGranger

WeasleyGranger
Harry Potter é vida...
Nome: Hannah / Loirinha / Luna Lovegood / Corvina / Filha de Poseidon / Sakura Haruno / Kagamine Rin
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Uncontrollable - Interativa -- Ficha --


Postado

Uncontrollable - Interativa -- Ficha --

-- The Walking Dead – Harry Potter – Star Wars –


Nome:
Eliot Lewis.

Aparência:
Eliot possuí a pele branca um pouco bronzeada, seus cabelos são bagunçados e de uma coloração castanha clara, seus olhos são castanhos esverdeados que em certas iluminações podem parecer mel, suas maçãs faciais são um pouco coradas e salpicadas de pequenas sardas, possuí um nariz bem desenhado e pequeno, que serve de ponte para as sardas irem de uma bochecha a outra, seus lábios são bem desenhados, finos e de uma coloração rosada natural. Sua estatura é de 1,87, possuí os membros superiores e inferiores longos e um físico forte, porém não muito exagerado...









--- Grant Gustin ---

Personalidade:
Eliot é um garoto naturalmente calmo e sereno, que na maioria das vezes sabe como resolver um problema sem brigar ou criar confusão. Um garoto um tanto quanto gentil e bondoso, mas as vezes chega a exagerar, ele é bastante desconfiado de tudo e todos, mas dá um voto de confiança, torcendo para a pessoa ser boa e o ajudar futuramente...

Eliot não é ganancioso, pelo contrário, ele é bastante humilde, apesar de ter crescido em uma família com uma renda boa ele sempre fez questão de dividir tudo o que tinha para com os outros. Se ele estiver com fome e com apenas um sanduíche simples em sua mão, ele abriria mão dessa comida para dala a uma pessoa que precisasse mais.

Apesar de ser um garoto calmo e centrado, Eliot quando fica com raiva assume uma pose séria e fria, se recusa a falar com as pessoas e praticamente as ignora, nunca trataria ninguém com grosseria, já que isso não é algo que ele possuí, mas seria capaz de ficar 1 mês sem falar com a pessoa, mas no fim, ele sempre perdoa. O perdão é uma das maiores qualidades de Eliot, ele considera o perdão uma dádiva que apenas os fortes possuem.

Eliot é um garoto não muito carinhoso, ele pode lhe chamar de linda, ou até falar palavras dóceis, mas ele raramente abraça alguém ou lhe dá um beijo, é mais comum você ouvi-lo falar o quanto você se vê bem com esse cabelo do que ele lhe abraçar. Porém, se ele lhe der algum carinho físico se sinta honrado, pois você raramente receberá outro.

Eliot é justo e imparcial, sempre faz suas escolhas baseadas no que irá beneficiar a todos e não só a ele, um garoto que preza a igualdade entre todos e que acredita que todos tem seus direitos e que eles devem ser postos em prática, Eliot respeita as diferentes opções sexuais e não tem nada contra homossexuais e transexuais, com tanto que haja amor.

História:
Eliot veio de uma família de Nobres, seus pais eram ex-famosos que usaram boa parte de sua fortuna para terem uma vida mais ou menos boa sem serem escravos. Eliot teve uma infância relativamente normal, tinha vários amigos e passava o dia inteiro brincando. Além dos vários amigos, Eliot também possuía um irmão, Kai, apenas sete anos mais velho que ele, os dois viviam discutindo e brigando, principalmente porque Kai vivia a implicar com ele, mas qual irmão não faz isso? Mas bem no fundo os dois sabiam que se amavam fraternalmente e apesar de toda a implicância de Kai, era ele quem defendia Eliot de valentões. Aos sete anos sua mãe deu a luz a uma menina que recebeu o nome de Erza, Eliot rapidamente se apegou a ela e prometeu protege-la de tudo e todos, quando Erza fez cinco anos a mãe dos três veio a falecer de câncer nos pulmões, o que foi terrível e abalou a todos emocionalmente, principalmente a Erza e Eliot. Ele não comia mais nada, vê-lo sair de seu quarto era uma raridade, ele nem sequer tomava banho, mas quem sofreu mais foi Erza. A pequena passava todos os dias perambulando pela casa chamando pela mãe, mas não era atendida e se colocava aos prantos. Kai não sofreu muito, ele não tinha tempo para sofrer, tinha que cuidar dos irmãos mais novos, já que o pai de tão desolado passava o dia fora de casa a beber e só voltava de madrugada. O pai com esse novo vício acabou por fazer uma besteira, em um dia chuvoso, um dos Chefes decidiu ir tomar um drink no mesmo bar onde o pai de Eliot se encontrava, os dois arrumaram uma terrível briga e na mesma noite o pai de Eliot e sua família foram sentenciados a virar escravos, Kai tentou argumentar e ver se conseguia algo, mas de nada adiantou, as coisas ficaram feias para os três, pois Theodore Bag-Well acabou gostando da coragem de Kai e o colocou como soldado, enquanto seu pai, Eliot e Erza foram sentenciados a escravos. Os três tiveram o chip instalados em suas cabeças e foram mandados para um lugar sujo e decadente da cidade. Nos primeiros cinco meses, Eliot agia como todos os outros, mas algo mudou quando ele percebeu como agia diferente dos outros, foi então que notou que não podia ser controlado, em uma atitude de extrema força ele conseguiu perdoar Theodore e prometeu novamente a Erza que iria protege-la custe o que custar e que ele livraria o pai e ela da escravidão...

Família:

Nome:
Richard Lewis.

Parentesco:
Pai.

Idade:
Hoje em dia tem 44 anos.

Aparência:







--- Bradley Cooper ---


Nome:
Grandine Lewis.

Parentesco:
Mãe – Falecida –

Idade:
Hoje em dia teria 41 anos.

Aparência:







--- Kate Hudson ---


Nome:
Kai Lewis.

Parentesco:
Irmão mais velho.

Idade:
Hoje em dia tem 26 anos.

Aparência:







--- Chris Evans ---


Nome:
Erza Lewis.

Parentesco:
Irmã mais nova.

Idade:
Hoje em dia tem 12 anos.

Aparência:







--- Rachel Hurd-Wood ---

Classe:
Escravo.

Habilidades:
*Rapidez. Ele faz tudo precisamente e ainda por cima rápido, por isso, ele entra e saí dos lugares sem que o notem facilmente*
*Boa mira. Kai após virar um soldado vinha de vez em quando visitar o irmão e o ensinava a atirar, então Eliot começou a treinar sozinho e aperfeiçoou bastante essa habilidade*
*Bom em disfarces. Ele desde pequeno fazia isso, se vestia de algo e se misturava, com o passar do tempo ele também foi aperfeiçoando isso, por isso, sempre em casos de risco, Eliot se disfarça e se mistura sem chamar atenção*
*Bom em histórias. Isso poderia ser facilmente chamado de “mentira”, mas Eliot só usa isso em casos de urgência, quando é pego por exemplo. Com o passar dos anos ele foi treinando isso e hoje em dia é bastante convincente, quando é pego trata logo de criar uma boa história e quando a pessoa se distraí ele foge*

Qualidades:
*Justo*
*Imparcial*
*Amigável*
*Gentil*
*Engraçado*
*Honesto*
*Humilde*
*Bondoso*
*Bom de mira*

Defeitos:
*Um tanto desastrado*
*Não muito carinhoso*
*Desconfiado*
*Um tanto esquecido*
*Muito protetor*

Medos/Fobias/Traumas:
*Aracnofobia*
*Aicmofobia*
*A morte da mãe*
*De não conseguir proteger e salvar a irmã e o pai*

--- Como age... ---


*Em situações de risco*
Eliot começa a pensar rapidamente em uma história convincente, depois a coloca em ação. Quando notar que a pessoa está acreditando na história, ele rapidamente acha uma forma de chamar a atenção da pessoa para outro lugar o tempo suficiente para ele sair dali e se esconder até tudo estar bem e ele estar mais aliviado.

*Em equipe*
Trata todos igualmente e sempre ouve suas sugestões, não fala muito sobre planos, até porque não é muito bom nisso, mas quando tem um plano bom e que parece que vai dar certo o conta para todos. Quando alguém tem uma boia ideia ele elogia essa pessoa e convence os outros da equipe a seguir aquela ideia.

*Quando tem que enfrentar seu medo*
Ele levanta a cabeça e sorri, se concentra nas lembranças felizes com sua família e apenas ignora o que está enfrentando, apesar de por fora estar calmo, por dentro ele grita de medo, mas não expressa muito isso até sair do aperto em que está, quando está livre ele começa a tremer e a correr de medo.

*Com amigos*
Os elogia bastante e sempre acha um jeito de conversar com eles, quando estão em perigo ele os protege e defende com sua própria vida, as vezes banca uma de pai e tenta dar ordem neles, mas no fundo, apenas quer todos vivos e seguros, não esconde nada deles e respeita suas opções sexuais e seus espaços.

*Com inimigos*
Ele apenas sorri e age calmamente para com eles, apesar de ser desconfiado deles. Os trata bem e com bastante gentileza, muitos pensam que é para mexer com o psicológico deles, mas não é, é apenas Eliot sendo ele mesmo, pois apesar de serem inimigos ou rivais ele já os perdoou.

Tem tatuagem, piercing ou algum hematoma?:
Possuí uma pequena cicatriz no braço direito, pois um dia quando brincava com Erza ele acabou se arranhando em um pedaço de arame quase enferrujado.

Sabe que seu personagem está em minhas mãos, ele pode morrer a qualquer momento ou acontecer algo com ele?:
Sim, tenho total certeza disso...

Algo a mais?:
Com certeza.

Gostos:
*Neve*
*Chuva*
*Lama*
*Comer*
*Ajudar os outros*
*Fazer amigos*
*Doces*
*Crianças*
*Corujas*
*Sapos*
*Seus irmãos*
*Flores*
*Árvores*

Desgostos:
*Muito calor*
*Homofobia*
*Transfobia*
*Pessoas fúteis*
*Pessoas que não perdoam*
*Comidas muito apimentadas e amargas*
*Aranhas*
*Agulhas de injeção*
*Lembrar da morte da mãe*

Sexualidade:
É heterossexual.

Par:
Liesel Adans.

Objeto Precioso:



Um diário muito velho e empoeirado, escrito por sua Tataravó, nele estão histórias bonitas e tristes, mas todas com uma moral.

Manias:
*Bagunçar ainda mais o cabelo*
*Morder os lábios*
*Ler*
*Tomar café*

Trilha Sonora:



Of Monsters and Men - King And Lionheart


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...