~Viniest-

Viniest-
— Did you hear?... Silence.
Nome: Victor | Just a useless existence.
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 31 de Dezembro
Idade: 14
Cadastro:

Outcast - Ficha - Aceita


Postado

Janel Parrish as Annabelle B. Stradtus.

› Nome;
Annabelle.

› Sobrenome;
Balldore Stradtus.

› Apelidos;
Anna.
Bell.
Bela.
Bonequinha.
Belos olhos.

› Data de nascimento;
Dezenove de Abril.

› Signo;
Aries.

› Idade;
Dezessete anos.

› Orientação Sexual;
Heterossexual.

› Aparência;




Anna tem 1,69 de altura, possui uma pele morena clara, que quando exposta a luz, parece e, tom normal, mesmo que bem pouco, cabelos cor chocolate, quase pretos, que chegam até seu busto, ela não tem uma posição certa para o cabelo, ela varia bastante nesse quesito, olhos castanhos-claros, chegam a dizer que se parecem com a cor de um tronco de árvore, puxados levemente para o laranja, seu nariz é fino e pequeno, porem, a ponta parece maior a distância, os lábios são carnudos, e ela sempre usa um batom rosa forte para deixá-los chamativos, as bochechas são pouco cheias e sempre tem um blush vermelho quase invisível nelas, para não deixar elas sem cor.

Seu corpo já a deixa bem feliz, ja esta na medida para a sua idade, mesmo que as outras garotas fiquem ofendendo-a para tentar menospreza-lá, o que não a machuca de forma alguma. Ela é magra, ombros curvados e finos, seus seios são médios, mas nada muito exagerado, em sua cintura é onde fica uma das suas curvas mais notáveis, as coxas são médias e bem macias, as canelas só tem alguns centímetros de diferença, mas também são cheeinhas, os pés são médios, mas cabem perfeitamente nos calçados que ela usa.

› Personalidade;
Extrovertida, isso é algo que faz parte do DNA de Anna, ela sempre está em busca de se expressar e conhecer coisas novas, principalmente amigos e estilos musicais, e assim como sua “extrovertidade”, ela também é muito curiosa, porém, sabe que as pessoas ao seu redor odeiam isso, então ela guarda esse lado para si mesma. Ela sempre tem cuidado com o que pensa, pois as vezes, ela acaba deixando uma opinião própria escapar dos seus lábios por acidente, e acaba por fazer a pessoa ter uma reação de raiva ou surpresa, raramente de felicidade.

Ela sempre tenta dar o melhor de si, ela adora dar uma boa impressão ao conhecer alguém, e tem um grande medo de fracassar em algo, tudo por causa da pressão que os pais deixaram nas reuniões em que ela se encontrou com eles, mas ela não tem raiva deles terem que ficar longe dela, nem de não terem ter vido ela crescendo, pois ela entende que eles precisam trabalhar. Sua educação foi muito bem construída pelos instrutores que seus pais contrataram, ela nunca se intromete em nenhum assunto, sempre agradece quando a ajudam, e tem o costume de sempre querer ajudar, mesmo não entendendo muito bem do assunto. Todos dizem que ela é um jovem adorável e animada, porem, ela pode se traumatizar facilmente, ja que uma das coisas que nunca ensinaram ela a não temer era o medo, dizem que ela é como uma flor: Linda e colorida, mas se você não cuidar dela, suas pétalas iram cair.

Apesar disso, ela sabe ser forte quando quer, tentado ajudar e defender as pessoas a sua volta, pois se preocupa muito com eles, e não é de ligar para insultos, provocações ou ofensas, ela imagina que a pessoa deve ter ciúmes dela, ou só tem prazer em vê-la irritada, e Anna não vai dar a ninguém o prazer de ver ela reagindo. Anna não é maliciosa, mas também não significa que ela é inocente, ela já sabe bastante sobre coisas sexuais e afins, mas ela nunca chegou a se interessar muito nesse mundo, só pesquisou por curiosidade.

› História¹;
A vida de Anna, como ela sempre comenta de forma irônica quando questionam a ela, foi o clichê dos pais ricos que nunca deram atenção a filha. E infelizmente, a vida de Anna foi assim, desde seu nascimento até agora, os pais sempre estão trabalhando em países longe da mansão em que ela mora, ela só tem contato com eles por telefone ou no fim do ano, quando a família se reune para celebrar o fim do ano. Ela nunca teve a impressão correta do que os pais pensavam dela, ja que eles nunca falavam nada, mas sabe que eles só esperam o melhor de si. Sua bisavó foi a única que cuidou dela com atenção e carinho, nunca como um objeto de ilustração, mas no inicio do ano passado, a mesma faleceu, e Anna quase entrou em depressão profunda por justa causa. Desde então, ela sabe se cuidar muito bem sozinha, mas ainda se sente muito só, mesmo com os empregados da mansão lhe fazendo companhia.

Após a morte da sua bisavó, Anna já se recuperava, mas depois de um roubo e quase estupro, que resultou na morte do ladrão por auto-defesa, Anna ficou três meses em um terapeuta para ajudá-la a esquecer o acontecimento, e ela conseguiu se recuperar do trauma... até o dia do apocalipse.

› História²;
Ela estava em uma loja de roupas famosa em Georgia, escolhendo um par de sapatos novo, até que um grito pavoroso ecoou na rua, a frente da loja, com o coração acelerado, ela se virou e viu um homem e uma adolescente loira entraram na loja, e trancando a porta, a caixa estava nos fundos, e o homem tinha um machado longo nas mãos, antes que ela pudesse perguntar algo, mais pessoas começaram a aparecer correndo na rua, do outro lado da vitrine, e todas estavam manchadas de sangue e desesperadas...

Anne se aproximou da vitrine, do lado o par que acabou de entrar na loja, e fora do estabelecimento, havia muito sangue, pessoas devorando outras no final da rua e caminhando de maneira torta, e devido ao choque da cena, ela desmaiou.

› Gostos;
Maquiagem.
Moda.
Revistas.
Música Pop.
Frutas amarelas e verdes.
Doces.
Livros.

› Desgostos;
Carne de porco.
Animais peçonhentos.
Ratos.
Estalo de ossos se quebrando.
Pessoas falsas e manipuladoras.
Xadrez.

› Fobias & medos;
Acluofobia: Medo ou horror exagerado a escuridão.
Agrafobia: Medo de abuso sexual.
Cacorrafiofobia: medo de fracasso ou falhar.
Distiquifobia: Medo de acidentes.
Humilhofobia: Medo de ser humilhado.
Teratofobia: Medo de crianças ou pessoas deformadas.
Virginitifobia: Medo de estupro.

› Manias;
Tirar sujeira de baixo das unhas.
Se estiver com uma caneta na mão, fazer desenhos de uma rosa em um dos dedos.
Imitar um Estalador (Do Jogo The Last Of Us).
Ficar girando o líquido dentro de um copo com uma colher, e observar o redemoinho que a mesma fez.
Checar se esta machucada, a mesma coisa com um amigo/colega.

› Vícios;
O som de um metrônomo.
Batata frita.
Cor vermelha.
Livros de Mitologia Grega.
Suco de abacaxi.

› Segredos;
Já leu um mangá yaoi, e então, adquiriu um pequeno desejo de ver dois garotos se beijando de verdade.
Já usou uma cueca box invés de uma calcinha por um ano, por que perdeu um desafio.

› Hobbies;
Treina sua pontaria sempre, com dardos.
Não sente sono facilmente.
Fazer doze tipos de cafés diferentes.

› Qualidades;
Ela sabe fazer uma maquiagem profissional, principalmente de cicatrizes ou detalhes obscuros, como feridas em carne viva ou sangue realista.

Sabe desviar de projéteis muito bem, mas geralmente sempre ganha alguns raspões quando o faz.

Consegue prender a respiração por dois minutos e meio.

› Defeitos;
Não sabe nada de medicina. (Sei que isso não é um defeito, mas tenho certeza que os personagens podem se machucar em algum momento, e se só Anna estiver presente, não saberá como ajuda-los, sempre ira pedir uma orientação)

Se assusta muito facilmente.

Tem um estômago sensível, se vê algo que lhe causa enjôo, costuma desviar o olhar e pensar em outra coisa.

› Alguma doença?;
Contraiu rinite aos seus oito anos, tem desde então, fora isso, nenhuma.

› ✧ ✧

› Vestimenta a qual trajava;
Uma boina vermelha, um par de brincos arredondados e brancos, um pingente prateado de um anjo, uma regata preta, com uma jaqueta jeans em cor vermelha por cima, uma bolsa branca, um cinto de couro preto, um jeans azul escuro e um par de tamancos de nível baixo.

› Armas;
Um canivete só com lâminas, que ela deixa muito bem guardado e escondido dentro da sua bolsa.

› Quantos errantes já matou;
Nenhum.

› Quantas pessoas já matou;
Uma.

› Por que matou-as;
Era um ladrão, o mesmo ameaçou que ia não só rouba-la, mas também estupra-la, Annabelle, em desespero, quebrou uma garrafa de vidro e enfiou um grande pedaço de vidro na cabeça dele. Após isso, ela ficou alguns meses em uma terapeuta, pois ainda não conseguia aceitar que o que tinha feito foi por impulso. A polícia considerou que o ataque foi em auto-defesa, então Anna não foi apreendida.

› Quantas pessoas já perdeu;
Uma.

› ✧ ✧

› Amizades;
O grupo inteiro, mas antes de tudo, vai analisar eles por seus comportamentos.

› Inimizades;
Não tem nenhuma dentro do apocalipse, quer dizer, por enquanto.

› Par;
Nenhum, mas se quiser dar um a ela, a escolha esta em suas mãos.

› Parentesco


Sarah Balldore Steredh ll Quarenta e três ll Mãe de Annabelle ll Trabalha como Psicóloga.

Sarah é uma mulher extremamente critica, e diferente da filha, deixa suas opiniões bem claras para todos ouvirem. Ela não tem medo de eliminar quem estiver no seu caminho, mas quando se encontra com alguém que conheça, sabe ser amável e carinhosa. Ela ama Anna com todo o seu coração, porem, o trabalho sempre deixa ela longe de poder ficar próxima da filha, e ela vive assombrada pelo remorso de nunca ter participado da infância dela.

[PhotoPlayer: Angela Bassett]



Elliot Suphre Stradtus ll Quarenta e cinco ll Pai de Annabelle ll Trabalha como Empresário.

Elliot, igual a sua esposa, é crítico e bastante rígido, mas ele nunca tira essa pose, nem de frente da esposa, nem de ninguém. Ele sempre esta ligado ao progresso das coisas, e nunca olha para trás, pois nunca tem ou deixa nenhum empecilho. Ele não vê a filha como um ser humano que ele criou, mas sim como um maquina que tem que ser perfeita... Ele também é obcecado pela perfeição, e odeia achar erros nas coisas.

[PhotoPlayer: Max Greenfield]

✧ Relacionamento com...

› Amigos;
Sempre os trata com respeito, sabendo quando deve parar em uma conversa, com eles, tem uma relação saudável, mais nada. Ela gosta de ajudá-los, caso perceba que eles estão tristes ou deprimidos, mas se for dispensada, ela vai tentar novamente, depois de alguns dias. Ela vai tentar protegê-los, por que tem medo que eles passem o mesmo que ela. As comversas geralmente são mais femininas e sobre estilo, mas ela também comversa sobre família ou opiniões.

› Inimigos;
Nunca dá atenção a eles, trata-os como fantasmas falsos daquelas casinhas em parque de diversões, que tentam te assutar, ela irá responder para a pessoa calar a boca se ela começar a segui-la para continuar a provocando. E caso algum deles tente atacar os seus amigos, acredite, ela irá ficar na devensiva, e é melhor você não se arrepender depois.

› Par;
(Caso você escolha)
Um relacionamento entre brincadeiras e risos, mas com com momentos fofos e com carinho. Anna sempre dá atenção a ele quando pode, acariciando seus cabelos ou passando a mão por sua bochecha. Ela não tem vergonha de mostrar o seu amo por ele, gosta de deixar claro que ele está comprometido com ela, e com mais ninguém. Ela não é ciumenta, muito menos possessiva, mas vai desconfiar se alguem começar a falar com ele diariamente, quase todo o tempo.

› O conselho;
Anna sabe que tem que seguir as ordens dele, e respeita-lo sempre como um chefe, porem, vive desconfiada dele, pois acha que ele pode ter um passado terrível para ter uma personalidade tão forte e confiante, como se quisesse reparar algo que já fez. Vivera atenta a seus movimentos, mas se ele tentar atacar um dos seus amigos, ela não hesitara em discutir com ele.

› Parentes;
Sempre que se encontra com eles, os trata com gentileza e responde as suas perguntas, mas não pergunta nada sobre a vida deles. Anna sempre fica perto da mãe, a mesma sempre fica praticamente respondendo um interrogatório da mulher, e ajudando ela com as roupas e alguns assuntos amoroso, mas seu pai fica se gabando pela beleza e inteligencia da filha, coisa que irrita Anna, só que ela sempre tenta desconversar quando esse assunto vem a tona. Com os seus tios ou primos, ela só ficam em conversas pequenas, por mais que ela tenta mante-la maior.

› Minha personagem;
Quando a conheceu, teve certeza que ela não era uma pessoa a qual ela queria ter como inimiga. Sabe da personalidade dela, que ela se estressa bem fácil, mas sabe ser “suportável” quando conversa com ela. Admira o estilo forte de Elly, e as vezes pensa como séria se elas fossem parentes. E, se a mesma permitir, Anna gostaria de poder fazer um novo penteado que combinaria com ela.

› Fichas;
Os desconhece completamente, sempre os avaliara pelas suas atitudes e comportamento, alem de tentar conversar, mas sabe que futuramente vai se dar bem com [email protected]

› Irá querer:
› Hentai [x]
› Yaoi [x]
› Yuri [x]


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...