~WheezyWeasley

WheezyWeasley
The Heir
Nome: Herdeira das Trevas, of Privet Drive No 4
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Maceio, Alagoas, Brasil
Aniversário: 30 de Dezembro
Cadastro:

Magical Places - A New War


Postado



"Para uma mente bem estruturada, a morte é apenas uma aventura seguinte."

- Albus Dumbledore

Ficha

*Nome & Sobrenome:

Morgana Bellatrix Riddle

*Apelido(s):
Bella – apenas Minerva a chama assim, pois apenas ela sabe de quem Morgana é filha, mas não na frente de ninguém, apenas quando estão conversando sozinhas.
Não tem outros apelidos.

*Casa:
Sonserina – Graduada.

*Sangue Puro, Trouxa ou Meio-Sangue?
Sangue Puro

*Idade:
20 anos

*Sexualidade:
Heterossexual

*Aparência e Personalidade:




Morgana é bastante alta, possuindo seus 1,80 de altura e pesando 53 quilos. O corpo bem musculoso e malhado, sem barriga, corpo de surfista, um esporte que ela ama praticar. Tem os cabelos negros e bem bagunçados, como os da mãe. A pele pálida, por mais que pegue muito sol, e os olhos de uma cor, como um verde escuro, às vezes claro, e quando está com raiva, os olhos passam para um vermelho cor de sangue. Os lábios vermelhos cor de sangue e dedos longos.
Bellatrix é uma moça que não mede esforços para chamar a atenção dos rapazes. Ela herdou a beleza que os pais tinham na época de Hogwarts, o poder de persuasão e encantador. Uma mente de gênio e uma língua afiada, não tem medo de nada e é muito corajosa, sem falar em seu olhar misterioso e assustador, que todos dizem que faz qualquer aluno urinar nas calças. Ela é bem sarcástica e irônica, como a mãe, tem aquele lado que gosta de provocar e que não sabe perder um jogo. Uma ótima duelista, ela ama o lado escuro da coisa, quanto mais sombrio melhor. Por exemplo, se quiser dormir com ela, precisa ter imaginação suficiente para algo bem melhor do que apenas uma cama, tem que dar um motivo para ser melhor e ainda correr riscos.
Ela é daquelas que se alguém diz que consegue fazer, ela vai tentar fazer melhor, por exemplo, ficar só de blusa no Lago Negro a noite, ela iria tentar ficar sem nada. Ela é daquelas que não tem vergonha de se expor, mas da reação que ela pode causar ao souberem seu sobrenome. Odeia as regras, mas como é a nova professora, vai ter que tentar obedecê-las. Muito sem controle, se ela fica com raiva, é melhor sair da frente. Ela pode ficar violenta, por isso vai todos os dias fazer exames na Ala Hospitalar, medindo seu coração e tomando poções de controle, que não funcionam muito bem.
Ela é poderosa, Herdeira de Salazar Slytherin, tendo herdado a atitude arrogante dos pais, e Voldemort lhe deu a capacidade de ter visões e de nunca desistir de alguma coisa. Ela, por ser filha de Voldemort já transformado, ganhou uns poderes diferentes, como as visões de algo que está para acontecer (ela desenha, é algo acidental), a possibilidade de falar com as cobras (ofidioglossia), ela pode entrar na mente das pessoas e manipula-las, e os ótimos reflexos de uma cobra, e a agressividade fatal que tem, sem falar que ela pode voar sem uma vassoura, ou desaparecer por meio de fumaça negra. Não a deixe irritada, esse já é o aviso que todos recebem quando a veem. Muitos pensam que ela é má, mas apenas não gosta de mostrar seus sentimentos, ou mostrar que é muito difícil para ela sentir alguma coisa, algo que seu pai não possuía. Ela é boa, no fundo, como se ela desse a aparência de vilã, mas tenta seguir o caminho correto. Ela é como se sempre fizesse as escolhas erradas e tenta seguir o lado do bem, mas o mal sempre a puxa. Como se a escuridão estivesse a engolindo aos poucos, e cada ato bom que ela fazia, nascesse uma luz nela.

*História:
Morgana cresceu em um orfanato, sem saber quem eram seus pais, com aqueles dons esquisitos que tinha com as pessoas a chamando de aberração. Ela tinha um nome, ela ainda usa para a Escola e os lugares bruxos para onde vai. Seu nome, pelo que sabia, era Morgana Clarke, uma órfã abandonada sem nem uma hora de vida na porta do orfanato, nada de rostos, os pais não se identificaram, apenas deixaram uma carta, que era para ser entregue futuramente para ela, e um bilhete avisando que seu nome era Morgana Bellatrix, porém, as freiras não gostaram do nome Bellatrix, lhe dando apenas um sobrenome, Clarke.
Morgana viveu sua vida de maneira rigorosa, as freiras não davam privilégios a ela, ela conseguia fazer as pessoas sofrerem só com o olhar. Ela sempre ficara sozinha, ela não tinha amigos, odiava aquela gente que tinha que todos os dias chamar de “irmãos”. Ela sempre era repreendida pelas freiras, tendo que ir ao confessionário na igreja todos os dias, rezar sempre, o que isso tornou um hábito. Podia falar com as cobras, isso a deixava mais próxima com seu passado, mas confusa.
Aos nove anos, ela incendiou a Igreja de repente, com raiva de ter sido posta de castigo injustamente. As freiras apenas a trancaram dentro do quarto, ela apenas saía para a Escola Trouxa, e as refeições era passadas pela porta do quarto. Ela sabia exatamente o que fazer todos os dias, desenhar em suas folhas velhas, fazendo o dever da escola, escrever contos macabros de morte de cada um que lhe fazia mal, escrever sobre seus pensamentos e planos para fugir dali. Mas para onde mais ela iria? Se tivesse família, eles iriam a buscar, mas ninguém nunca veio.
Aos onze anos, uma carta tinha sido entregue bem na hora do café da manhã, única refeição que ela comia com os outros, aos olhos da Freira. Ela tinha feito onze naquele dia frio do último dia de Dezembro, recebeu a carta junto com a dos pais – entregue pelas freiras. Ela leu a dos pais primeiro, ela soube que o nome do pai era Tom, e o da mãe Bellatrix, o qual também era o dela. Dias depois, veio um Professor de Hogwarts, a explicar tudo para ela, como se fosse trouxa, mas ela sabia que não era. Ela leu na carta dos pais que era muito perigoso que o sobrenome dela saísse a público. Morgana Bellatrix Riddle, sangue da mais pura junção de caos. Neville Longbottom veio para lhe explicar o que era Hogwarts, ela aceitou na mesma hora, porém, as freiras não deixaram.
Neville fizera um acordo, para que as freiras a acolhessem até o dia 1° de Setembro, que o resto seria com Hogwarts, as freiras aceitaram a contragosto. E Morgana esperou como não sabia que tinha dinheiro, já que ela não sabia para que servia aquela chave dourada dentro da carta que haviam deixado para ela. O Professor Longbottom lhe arranjou o uniforme, os livros e o resto dos materiais, tudo, de segunda mão.
E ela foi para Hogwarts, quando chegou sua vez para a Seleção, o nome Morgana Clarke, uma suposta trouxa, que em menos de 1 segundo, foi mandada para a Sonserina, todos ficaram chocados naquele dia. Se eles soubessem da verdade, mas apenas uma pessoa pôde perceber sua verdadeira identidade, na verdade, três pessoas, a Diretora Minerva McGonagall, o grande Albus Dumbledore e o mestre de poções, Severus Snape, que juraram com suas vidas que guardariam um segredo.
Quando estava no último ano de Hogwarts, Morgana foi sequestrada por um grupo de Comensais da Morte, que a forçaram liderar um ataque contra o Ministério, mas ela negou de pés juntos, até que ela foi espancada, todos juraram matar o sangue podre da árvore genealógica dos Riddle e Black, a qualquer custo, até que ela fugiu, sem rumo, até que fora resgatada em algum lugar de Hogsmeade, pelos moradores que perceberam seu estado. Dentre os professores, Minerva e Horace foram os mais preocupados, a Diretora por causa do segredo que guardava e Slughorn porque ele sentia de algum modo, que ela tinha ligação com os erros de seu passado.
Para os alunos que estavam preocupados com o sumiço da Trouxa Sonserina Órfã, a Diretora havia falado que os Comensais da Morte haviam a sequestrado por causa que ela havia manchado a Casa Sonserina, com seu sangue, mas eles tinham sorte de que a colega de classe deles era uma ótima duelista e havia conseguido fugir, os aurores ficaram mais calmos, pois eles também foram alvos dessa mentira sobre seu sequestro e sua identidade.
Hoje, três anos depois, ela tem um apartamento no subúrbio de Londres, aconchegante, e foi chamada para ser Professora de Defesa Contra as Artes das Trevas em Hogwarts, substituindo o último que faleceu. Ela aceitou por um único motivo, os Comensais, depois de três anos, estavam a caçando.

*Família:
Tom Marvolo Riddle

|72 anos|
|Morto|
|Pai|
|Tom nunca conheceu sua filha, apenas a viu uma vez, na hora que ela nasceu, e depois, teve que leva-la embora, ele tinha que prevenir sua linhagem, ele, no momento que pôs o olhar na filha, sentiu uma parte de si voltar a ser humana. Mas isso tinha que ficar para depois, ele tinha que conquistar e matar um garoto.|
|Arrogante, cruel e nunca desistia de algo, ele era completamente maldoso, sem coração. Seus pais apenas sentiam atração um pelo outro, não havia amor, apenas a magia do desejo de duas pessoas que amavam ver as outras sofrerem.|
|Lord das Trevas|
|Heterossexual|

Bellatrix Lestrange.

|47 anos|
|Morta|
|Mãe|
|Bellatrix e Morgana nunca formaram uma relação, mas na hora do parto, Bellatrix nunca ficou tão feliz por não ter sido a única a não ter tido filho das três irmãs, por mais que sempre tenha odiado a ideia de ter filhos. Ela amou aquele bebezinho no exato momento. Morgana, quando nasceu, não chorou, ela era forte, como uma cobra.|
|Cruel e sem sentimentos. Louca, sim. Ela era insana depois que fugiu de Azkaban, seu maior desejo era matar e matar ainda mais, para satisfazer seu Lord, ela era arrogante, sua maior especialidade era a Maldição Cruciatus.|
|Assassina/Comensal da Morte|
|Heterossexual|


*Outro(s) Significativo:
Comensais da Morte que a caçam, como Rabastan Lestrange, Antonin Dolohov e Os Irmãos Carrow.

*Novato ou Veterano em Hogwarts?
Professora Novata.

*Gostos:
Morgana idolatra carros e animais peçonhentos, principalmente as serpentes. Ela gosta de um bom duelo e uma boa discussão, adora uma boa dormida com alguém e é muito provocativa, uma hora ela pode estar do seu lado e na outra, tentando te encrencar. Ela gosta de lealdade e um bom amigo de bar e para todas as horas. Adora fazer magia e desenhar. Assustar os alunos e deixar as pessoas loucas com sua personalidade boa e má ao mesmo tempo O que poderia fazer, ela tinha uma mente complicada, já que seus pais eram assassinos notórios. Ela gosta de pizza e muito suco de abóbora, voar de vassoura e sem ela. Gosta de causar suspense, como, falar com um aluno em um lugar escuro, provoca-lo e assustá-lo, e depois desaparecer no meio do escuro. Por meio de seus poderes.

*Desgostos:
Bella odeia que façam brincadeiras com ela, por exemplo, jogar uma bomba em seu escritório, ela pega no pé dos alunos que não sabem ser legais, que querem brincar, mas ela usa essas táticas de assustar com todo mundo, ainda mais com os que se acham marotos. Ela odeia que digam a ela o que é para fazer, o certo e o errado, ela sabe o certo e o errado, todos os dias vem na sua cabeça para ela escolher o caminho errado, então, ela não gosta que continuem tocando nesse assunto. Ela faz suas próprias decisões. Ela desgosta de pessoas que fingem ser uma coisa para poder chamar atenção ou chegar próximo dela para tirar proveito de sua amizade. Ela não gosta de deslealdade e traição, de pessoas falsas que só ligam para seus próprios narizes. Por mais que seja da Sonserina, ela não tem favoritismo.

*Habilidades Físicas e Mentais:
Morgana é muito inteligente, com uma cabeça de gênio, ela possui reflexos muito rápidos, é impossível pegá-la de surpresa, ela sabe lutar muito bem, devido ao seu trauma com sequestros e seus poderes. Ela fala a língua das cobras e tem um lado agressivo, como de uma cobra, ela pode estar calma, mas se for irritada ou ameaçada, pode ficar agressiva. Ela tem a marca negra no braço. Duelista de ponta, sendo seus melhores pontos os feitiços de ataque grandes. Por isso Minerva a chamou para Hogwarts, por causa de seus dons, e por saber que os Comensais da Morte que estavam a sua procura haviam fugido para mata-la.


*Medos:
Morgana tem medo de lugares apertados, por ter ficado anos em seu quarto e dos garotos mais velhos a prenderem embaixo do chão do Orfanato. Tem medo de seu segredo vazar e todo mundo que ganhou amizade a olhar como se fosse um monstro. Tem medo de ficar sozinha, sem ninguém para tirá-la da escuridão que vive a corrompendo.

*Manias:
Tem mania de morder o lábio quando está querendo dizer alguma coisa, tem mania de sorrir quando está pensando em alguma coisa diabólica em seus pensamentos, como, o que faria com um aluno que estava conversando dentro da sala ou que invadiu seu escritório a procura de alguma coisa que a fizesse ser feita de alvo de brincadeiras. Tem mania de abaixar os olhos quando está envergonhada, ela não fica vermelha, ela abaixa os olhos e abre um sorriso.

*Vícios:
É viciada em whisky de fogo e cerveja amanteigada, chocolate e muita cafeína e energéticos. Tem vicio em sempre ficar com vozes na cabeça, principalmente quando está divagando e indecisa com uma escolha, uma voz que a persuade a fazer o errado. Ela tende a ignorar essa voz, mas sempre faz as escolhas erradas na maioria das vezes, como se algo dentro de si a fizesse ser má, a escolher aquele lado assassino.

*Traumas:
Tem trauma de lugares pequenos, e trauma de ser espancada, por causa de quando era trancafiada no Orfanato e quando os Comensais a sequestraram e a espancaram e a abusaram – o último ela não falou para ninguém.

*Fobias:
Tem fobia de abuso sexual e de lugares pequenos.

*Curiosidades:
Ela tem uma tatuagem da marca negra no braço esquerdo, ela nasceu com uma cicatriz, que se desenvolveu em tatuagem, às vezes ela sente formigar e fica coçando. Ela fica com os olhos vermelhos de sangue quando fica agressiva, ela usa a varinha do pai, já que em Hogwarts, pelo que ela sabe, ninguém conhece aquela varinha, a não ser Horace Slughorn, por isso, ela tem outra que esconde na calça, caso precise fazer uma troca rápida.

*Objetivo(s):
Matar os Comensais que estão caçando-a com suas próprias mãos, ou com uma faca, gargantas dilaceradas. E poder orgulhar seus pais por suas escolhas, por ajudar e ao mesmo tempo ser má.

*Animal de Estimação:

Morgana tem uma serpente de escama negra, assim como os olhos, venenosa, que fica em um vidro perto da mesa de seu escritório, ela não gosta que entrem em seu escritório, pois ela tem uma permissão da Diretora para a cobra, e todos acabam se cagando de medo, o que a faz rir. Ela deu o nome da serpente de Avada Kedrava, apelidada por Ava. Ava é uma serpente perigosa, mas o mesmo tempo só leal à Morgana, ela obedece a dona e fala muito com ela, as duas são muito próximas, Morgana, quando está no escritório, ela tira a cobra do vidro e deixa Ava rastejar por seu corpo enquanto conversam. Ás vezes Bella leva Ava com ela para as aulas, mas a deixa espiando dentro da bolsa, fazendo os alunos ouvirem coisas, como barulhos de cobra e ficarem com medo de burlar as regras.

*Par:
Charlie Weasley

*Melhor(es) amigo(s):
Minerva McGonagall, Severus Snape, Albus Dumbledore, Avada Kedavra e Horace Slughorn.

*Rivais/Inimigos:
Comensais da Morte.
Qualquer um que a faça mal.

*Quer hentai/yaoi/yuri?
Sim.

*Sabe que o seu personagem pode morrer ou não ser aceito na fanfic?
Sim

*Leu as regras?
Sim
*Favoritou a fanfic?
Fui a primeira.

*Vai acompanhar a fanfic?
Sim

*Algo a mais?
Ela passou a usar o cofre de sua mãe e de seu pai, com o sigilo dos duende com sua identidade. Ela tem muitas cicatrizes pelo corpo por conta de que fora espancada e abusada ao ser sequestrada. Ela tem visões as vezes de morte e de que algo importante, violento, sangrento. Ela já foi MOnitora e Monitora Chefe da Sonserina, além de estar na estante de troféus de Hogwarts, como a melhor apanhadora.

"Não existe bem nem mal, só existe o poder, e aqueles que são demasiado fracos para o desejarem."

- Voldemort







" Eu matei Sirius Black! HAHAHA! Você vem me pegar?

– Bellatrix Lestrange.



Ficha



*Nome&Sobrenome:

Georgina Anastacia Fray

*Apelido(s):
Georgie, Gina, Geo, Ana, Tacia.

*Casa:
Lufa-Lufa

*Sangue Puro ou Meio-Sangue?
Sangue Puro

*Idade:
13 anos

*Sexualidade:
Bissexual

*Aparência e Personalidade:


Georgina possui os cabelos castanhos claros, quase como parecidos com castanhos arruivados, ela possui os olhos verdes azulados, tempestuosos. Pele branca, com sardas invadindo a bochecha e o nariz. Os lábios são rosados, sobrancelhas finas e os cabelos desarrumados em dias felizes e alinhados em dias tristes, ela possui 1,65 de altura, sendo bem alta para a idade e pesa 40 kg. Gosta de usar seus cabelos desarrumados e rebeldes, ou lisos com tranças finas uma de cada lado. As mãos finas e dedos longos. Bem desenvolvida para a idade, poderia muito bem ser trocada por uma garota de dezesseis anos. Seios desenvolvidos, uma má postura e um grande crânio. Ela é bastante tímida ou quem sabe bastante esperta. Sonhadora, isso sim. Boa com palavras, com a escrita, vive no mundo da lua. Ela gosta de desenhar ou observar a natureza, ama os animais, principalmente os mais esquisitos. Grande amiga, conselheira e tanto. Tem um sorriso bondoso e uma face angelical, por mais que às vezes ela se meta em alguns problemas por se levar com os amigos. Gosta de um bom amigo.
Ela sempre foi muito judiada por muitas pessoas por ser sempre aérea e acreditar em coisas que ninguém sabe o nome. Ama uma boa dose de aventura e muito pudim. Ela gosta de sentir o vento na pele, enquanto saltita para visitar Hagrid ou ir fazer uma visita à Lula Gigante. Ela é muito inteligente, apesar de todo mundo falar que ela foi para a Lufa-Lufa apenas por causa de ser totalmente aérea e parece com uma lenda da Escola, uma loira que estudava lá.
Gina apenas treinou mais seu quadribol, escreveu seus contos, muitos deles depressivos, desenhou rostos e paisagens, e aprendeu a lidar com a dor. Todos os Fray estavam mortos, apenas ela.
Gina tem o espiríto batalhador, não gosta de injustiça e sempre tenta animar o clima, ela é sempre defensora dos amigos, faz de tudo por eles.


*História:
Gina viveu toda a sua infância sabendo que sua mãe fora morta nas mãos de comensais da morte, que queriam saber segredos sobre o Ministério, pois ela era escritora íntima do Ministro da Magia. Ela sabia mais do que parecia, não era para ninguém saber, mas como todo segredo, acabou vazando. Seu pai a criou com todo amor e carinho, ele não gosta do Ministério, não é atoa que o mesmo trabalha no St. Mungus, preparando poções ou cuidando de pessoas com machucados graves. Ela cresceu sabendo que nunca pegaram o assassino, apenas que ele era leal ao grande você-sabe-quem, o terrível Lord Voldemort. Quando soube da perda de sua mãe, aos nove anos, entrou em uma terrível depressão, ela jurou de pés juntos que traria justiça ao nome dos Fray.
Aos nove anos, eles se mudaram para a França, ela ficou nacionalizada como uma francesa, por isso, recebeu primeiro a Carta de Aceitação de Beauxttons, a Escola de Magia e Bruxaria da França.
Ela jogava quadribol em Beauxttons como Apanhadora. Ótima na verdade, sempre voadora, mas mantinha o foco no pomo, ela era muito rápida, leve e solta. A vassoura parecia ser uma submissa sua parte dela. Voadora. Muitas Escolas e times europeus pediram que ela fosse jogar profissionalmente, mas ela nunca se interessou por nenhum, pois ninguém nunca quis ser seu verdadeiro amigo, apenas interessados em sua fama do lado de fora, nada em sua personalidade, ela continuava sendo invisível.
Aos doze anos, ela perdeu o pai em um acidente de poções no trabalho. Ela foi levada para voltar a Londres e morar com uma madrinha distante, Minerva McGonagall. A senhora a acolheu como uma filha, a menina de novo desmoronou, mas mesmo depois de tanto sofrer, não parou de abrir um sorriso. Minerva a levou para a sua casa no interior de Londres, cuidou dela, até que a mais velha teve uma ideia, por que não levar a “Pequena Luna” para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. As duas moravam em Hogsmeade, então, não havia problemas em questão de Gina querer ver algumas das pontas do castelo.
Recebeu a carta de Hogwarts por meio de uma coruja, seu maior sonho foi realizado, pois sua madrinha sempre dissera que Hogwarts acolhe qualquer um. Ela estava mais do que ansiosa, ela iria trabalhar muito para ajudar qualquer um, para fazer amizades, fazer com que ninguém mais ao redor dela morresse.


*Família:
Henry Fray
|33 anos|
|Corvinal|
|Morto|
|Pai|
|Henry era um ótimo pai, muito protetor e tentava ao máximo fazer com que a filha esquecesse-se da morte da mãe, assim como ele. Era bondoso, sonhador e um ótimo pai. Trabalhava no St.Mungus, onde antes era auror, mas se traumatizou com a morte da esposa e decidiu largar o Ministério e cortar ligações com o Ministro – a quem era íntimo, e o resto dos colegas de trabalho. Alguns ainda lembram-se do estado desorientado quando ele próprio não conseguiu chegar a tempo com sua equipe dos melhores aurores. O homem perdeu toda a sua família na guerra e com doenças desconhecidas. Parece que a morte segue os Fray.|
|Médico Legista e Preparador de Poções no St. Mungus|
|Henry e Georgina eram bastante próximos, pareciam irmãos e pai/filha ao mesmo tempo. Henry era daquele tipo de pai descolado que tinha tido filho cedo e vestia roupas descoladas e jovens.Ele era o tipo de pai moderno, que brincava junto de Gina no parque e chorava quando ela ia para Beauxttons e o deixava sozinho.|
|Heterossexual|

Juliette Fray
|33 anos|
|Lufa-Lufa|
|Morta|
|Mãe|
|Juliet era a melhor mãe do mundo, uma ótima aluna, Minerva era bastante próxima dela, não é atoa que fora convidada para ser a madrinha. Ela era aquele tipo de mãe que sempre lhe dava um abraço, e que mesmo a filha sendo crescidinha, ainda olhava para os lados a procura dos tais narguilés ou monstros debaixo da cama, que gostava de dormir na cama da filha, lendo um livro ou porque estava com frio e que o Monstro dos Adultos tinha vindo a assustar. Ela sabia de muitas coisas, ela era escritora afinal. Sempre sofria ameaças de inimigos do Ministério, mas ela nunca desistiu de publicar seus livros fantasiando os casos e contando o que realmente acontecia, ela gostava de se arriscar. Ela tinha os cabelos ruivos e os olhos verdes azulados de Gina, o pai tinha dado a pele pálida e os cabelos castanhos claros. |
|Escritora conhecida por usar casos por baixo de seus livros bruxos fantasiosos. E também uma auror disfarçada quando era necessária, um tipo de fonte que se infiltrava em um clã de inimigos e guardava as informações para um caso posterior.|
|Juliet e Gina eram como inseparáveis, seus maiores dons eram escrever, ás vezes Georgina ajudava a escrever uma cena de um livro da mãe, ou ajudar em um caso.|
|Heterossexual|

*Outro(s) Significativo:
Minerva McGonagall
Seus pais.

*Gostos/Desgostos:
|Ela gosta de animais e natureza|
|Ela ama muito pudim|
|Ama escrever ou desenhar|
|Magia, para ela é tudo|
|Gosta de neve|
|Gosta de doces|
|Gosta de Lealdade|
|Gosta de Tempestades|
|Ela odeia injustiça|
|Ela não gosta de coisas apimentadas|
|Ela odeia maus tratos aos animais ou à natureza|
|Ela não gosta de traição|
|Odeia pessoas zombando dela ou de sua personalidade|
| Não gosta de traição ou deslealdade|
|Odeia falsidade|

*Novato ou Veterano?
Novata

*Habilidades Físicas e Mentais:
Gina é muito esperta e inteligente, tem pensamentos muito rápidos. Sua mente está sempre focada em alguma coisa e em tudo ao mesmo tempo, por mais que não pareça. Ela corre muito rápido e quando ela desaparece por um corredor, é impossível vê-la novamente. Se esconde em lugares difíceis de esconder, ela aprendeu a caber em lugares apertados quando queria ficar sozinha para pensar na vida.
Ela é magricela, por isso não tem força, mas consegue dar chutes, correr e gritar como ninguém. Se esconder e observar é sua especialidade, era assim que escutava as conversas da mãe com os funcionários do Ministério, não duvide dela, pois ela é como a mãe, passa despercebida, mas sabe de muita coisa que ela não era para saber. Ela lia as cartas que a mãe escrevia e conseguia – era a única – decifrar o que a mãe queria contar através dos livros, pois eles constavam os segredos que Juliet conseguia ao se infiltrar.

*Medos, manias, vícios, traumas, fobias e curiosidades:
|Tem medo de água em grandes quantidades.|
|Tem medo de perder a todos que ama e ficar sozinha|
|Tem medo de sangue|
|Tem mania de desenhar qualquer coisa estranha que vir, como um casal se agarrando que não deveria estar se agarrando.|
|Tem mania de enrolar o cabelo quando está nervosa ou envergonhada.|
|Tem mania de se esconder quando está triste.|
|Tem mania de saltitar quando está animada.|
|Tem vicio de estralar os dedos quando está preocupada.|
|Tem vicio de levar consigo um livro da mãe por todo lugar e o colar do pai.|
|Tem trauma de sangue.|
|Tem trauma de afogamento|
|Tem trauma de coisas que dão errado, como poções. Por isso, ela sempre tenta acertar e consertar as coisas.|
|Tem trauma de facas|
|Tem fobia de afogamentos.|
|Tem fobia de tortura|
|Tem fobia de aranhas.|
|Seu pai morreu desintegrado em uma explosão no laboratório do trabalho, não restou nada dele.|
|Sua mãe morreu a facadas por todo corpo, com a garganta dilacerada, mas antes ela tinha sido torturada com afogamento.|
|Gina pode ter medo de tortura, mas não tem medo da morte, não tem medo da dor.|
|O Chapéu Seletor ficou em dúvida entre Sonserina ou Lufa-Lufa, por conta de seu segredo profundo de vingança e sua ambição em ser melhor.|


*Objetivo(s):
Achar o assassino da mãe, e arranjar algum amigo para que a faça companhia nas horas mais escuras, alguém que a tire do buraco.

*Animal de Estimação:


Ela tem uma fuinha branca, filhote, de apenas um ano, ganhou de Minerva quando a mesma fora a buscar no aeroporto. Deu o nome de Roman, ele é bastante brincalhão, e quando ele causa problemas para Gina entrando no uniforme dos outros, isso é especialidade dele. Roman é bastante carinhoso com Georgie, sempre do seu lado, aconchegado em sua bolsa ou contra o corpo dela. Georgie sempre quis uma coruja, mas sempre pensou a quem iria se corresponder, afinal, ela não tinha pais, e sua madrinha iria para o mesmo lugar qu ela. Roman e Gina são como um cão e seu dono, eles são melhores amigos, já que ela não tem nenhum.

*Par:
Frank Longbottom II

*Melhor(es) amigo(s):
Disponível

*Rivais/Inimigos:
Disponível

*Quer hentai/yaoi/yuri?
Bem, aceito uns amassos, não sei, ela tem treze anos.

*Sabe que o seu personagem pode morrer ou não ser aceito na fanfic?
Sim

*Leu as regras?
Sim

*Favoritou a fanfic?
Sim

*Vai acompanhar a fanfic?
Sim

*Algo a mais?
Sim, ela usa o colar que pertenceu ao pai, a única coisa que estava entre as cinzas do lugar. Era indestrutível, uma corrente grande, que vai até o peito da menina, com o pingente de duas asas de anjo e no meio, o simbolo do pentagono. Sua mãe tinha feito aquele simbolo em seu primeiro livro, e pareceu que aquilo representava os dois para ela.





Ficha

*Nome&Sobrenome:

Harriet Alice Baker

*Apelido(s):

Cobra Venenosa, A Serpente, Dementador, Demônio, Baker

*Casa:

Sonserina

*Sangue-Puro, Nascido Trouxa, Mestiço?

Sangue-Puro

*Idade:

16 anos

*Sexualidade:

Homossexual

*Aparência&Personalidade:








Harriet é uma garota de longos cabelos loiros dourados, ondulados e bem arrumados, tem cheiro de limão. Ela possui os olhos azuis mais frios que alguém já pôde ter, um sorriso cruel e debochado, os lábios rosados e as bochechas rosadas. Ela possui a pele branca e o corpo escultural. Ela possui 1,68 de altura, mas não se engane, ela aparenta ser maior que todos por causa do seu jeito de ser. Ela pesa uma média de 44 quilos.
A garota pode parecer um anjo nos primeiros cinco minutos, de resto, ela será seu pesadelo - caso não goste de você -, ela é assustadoramente fria e maldosa, mentirosa e manipuladora, faz de tudo para conseguir o que quer. Persuasiva, uma tremenda cobra. É o que os alunos chamam de dementador ou apenas de pesadelo, ou a cobra venenosa. Ela não tem medo de nada e é muito sincera, não diz nada que não seja verdade, ou talvez não, já que mente profissionalmente. Ela é totalmente inteligente e astuta, sabe muito bem como argumentar e ganhar.
Ela sabe que todos a odeiam, e ama isso cada vez mais, porém, ela não quer ódio, ela quer apenas poder, ser temida, ser reconhecida. Ser má é um meio de esquecer sua família, seu refúgio é Hogwarts. Ela tem um poder de descobrir quando as pessoas estão mentindo, ela é expert quando o assunto são garotos, já ficou com a maioria da Família Weasley-Potter, incluindo o certinho do Albus. Ela é, como os garotos dizem, o corrimão de Hogwarts. Ela sabe de tudo que acontece pelos corredores de Hogwarts, não tem nada que ela não saiba.
Tem um dedo podre para escolhas, geralmente ela não faz, ela manda.


*História:

Harriet nasceu em berço de ouro, numa das famílias mais ricas do mundo bruxo. Ela, aos três anos, já sabia o que um "eu quero" significava. Tudo que pedia, em segundos, estava na sua mão. Ela nunca teve que se preocupar com nada, nasceu mimada pelos pais, mas sempre com aquele sentimento de esquecimento, ela tinha irmãos mais velhos, ela é a mais nova da família, por isso, foi esquecida, foi criada por empregados, sempre com o nariz em pé, fingindo que estava tudo bem.

Aos dez anos, ela estava ansiosa para ir para Hogwarts, apesar de seus irmãos já estarem formados e o ultimo estar em seu último ano. Sofreu com a pressão da família que era inteiramente Grifinória. Todos com o desejo e festejo de que a última da linhagem Baker fosse para a casa da família. Ela também queria, Grifinória era seu lugar.

Porém, aos onze, uma viagem só de ida para o Chapéu Seletor, ela não conseguiu o que os pais queriam, em menos de um minuto, ela estava encaminhada só de ida para a Sonserina. Ela recebeu uma carta de seus pais, rude, direta e grosseira. Seu pai dissera que deserdada ela não estava, mas havia perdido todos os direitos que tinha, que seria uma bastarda, que se passasse um dedinho da linha, estaria expulsa e deserdada da família, que todo seu direito seria retirado e que receberia uma punição.

Harriet seguiu a linha, sempre cuidando das suas notas, sendo ignorada o ano inteiro pelos pais, mas sempre amadurecendo, não deixando absolutamente ninguém entrar. Ela criou sua fama, sendo temida é admirada. Inteligente e cruel. Saiu com muitos garotos, todos de sangue puro, para agradar os pais, todos bonitos e de boa fama. Chegou até a namorar James Potter, se não fosse seu desgosto por todos, que sempre queriam apenas algo a mais.

Até os seus quinze anos, ela sabia que para conquistar a atenção da sua família ela tinha que tirar notas boas, conseguir um bom emprego - ou simplesmente cuidar da casa -, e casar com um grifinório de sangue puríssimo, se não fosse uma saída para uma balada trouxa nas férias - escondida é claro - e tivesse ficado com alguém, trouxa, só uma noite, uma garota, e ela gostou. Ela nunca gostou de ficar com garotos, para ela, todos eram infantis e galinhas, nenhum lhe interessava. Uma garota! Ela estava lascada. Seus pais, além de se preocuparem com a tradição e sangue, eram típicos preconceituosos conservadoristas, desaprovando qualquer ato de rebeldia, principalmente os que não seguiam o jeito "menino com menina".

Escondeu isso de todos, continuou saindo com garotos apenas para disfarçar, nunca ficou muito tempo com um, no máximo duas semanas. Ela estava em crise, mas ninguém iria saber disso. Era seu segredo, e iria com ela para o túmulo.


*Família:

Thomas Baker
|Pai|
|52 anos|
|Grifinória|
|Eles não se dão nada bem, não é a toa que já chegou a ser agredida. Para ele, Harriet é a ovelha negra que deve ser castigada.|
|Ele é bastante rigoroso, conservador e autoritário, machista e acha que tudo deve ser em sua maneira. Agressivo e com um temperamento explosivo.|
|Funcionário do Departamento de Aurores|
|Heterossexual|

Diane Baker
|Mãe|
|52 anos|
|Grifinória|
|Diane e Harriet não se dão bem, capaz de matarem uma a outra com palavras, elas já entraram em briga no meio de uma festa.|
|Diane é arrogante, audaciosa e conservadora, ama os bons e velhos costumes e tenta dar a Harriet o que sabe sobre como ser uma dama, o que todos pensam que a jovem Baker é, mas estão errados.|
|Dona de Casa|
|Heterossexual|


*Outro(s) Significativo:

Thomas e Diane Baker

*Novato ou Veteranto em Hogwarts?

Veterana

*Gostos:

Adora chocolate, é viciada. Mentiras e fofoca. Qualquer briga que esteja acontecendo, pode ter certeza que ela vai entrar, ela gosta de vencer e ver gente com ciúmes ou inveja. Adora comer ou comprar coisas (a ultima ela está sem, pois seu dinheirosos cortado). Ela adora pintar quadros ou até mesmo conversar com alguém que a entenda (não tem ninguém até agora). Adora gente sincera e odeia gente falsa, diferentemente finque todos pensam, ela não é nem um pouco falsa. Gosta de ficar ao ar livre e dormir muito.

*Desgostos:

Ela odeia seus pais e seus irmãos, odeia ficar esperando por muito tempo, odeia que a façam de besta, não gosta de comidas estranhas, não gosta de ser observada, odeia aranhas, e não gosta de ficar maquiada. Odeia dançar valsa e tudo que o mundo da donzela representa.

*Habilidades Físicas e Mentais:

Ela é bastante inteligente, sempre a dez passos à frente do adversário. Muito boa em poções e em feitiços. Ela tem um talento para distrair, manipular e persuadir os outros, pode sair de uma situação embaraçosa em minutos. Já treinou um esporte urbano, em segredo, chamado parkour, e é profissional e grafite. Já que ninguém entrou no seu quarto, nunca viu tanta pintura em quatro paredes.

*Medos:

Ela tem medo de aranhas, de ficar sozinha, que descubram seus segredos e que seu pai venha até Hogwarts para dar uma lição a ela, como tantas outras.

*Manias:

Ela tem mania de mexer no cabelo quando está interessada em alguma coisa, morder o lábios quando está receosa ou quer fazer algo insano, ela tem mania de tamborilar os dedos na mesa quando está impaciente ou está pensando em algo muitíssimo interessante.

*Vícios:

Alcoólatra profissional, é viciada em remédios, qualquer tipo deles, principalmente morfina e calmantes.

*Traumas:

Ela tem trauma do pai batendo nela, desde os seus onze anos, que chega a ficar com cicatrizes e queimaduras. Já levou uma surra que a deixou desacordada por três dias. E um dia, seus irmãos, entraram em seu quarto e fizeram suas brincadeiras com ela: jogaram aranhas por todo o seu corpo, e viram ela gritar e noite toda, e já abusaram dela sexualmente e fisicamente. Todos os cinco irmãos mais velhos.

*Fobias:

Tem fobia de ser tocada, tem fobia de aranhas, de palhaços e bonecos de ventríloquo, e principalmente, tem fobia de pessoas (o que não se percebe muito), tem fobia de abuso sexual.

*Curiosidades:

Ela já foi espancada por seus irmãos e seu pai, já foi humilhada por sua mãe numa festa de alta sociedade, já ficou bêbada em Hogwarts e em muitas festas da família. Já foi abusada pelos irmãos. É virgem, mas sabe que não é por causa do abuso.

*Objetivo(s):

Mostrar a sua família que ela pode ser mais, que ela irá ter o mundo bruxo a sua mercê, que ninguém irá fazê-la de tola, mostrar toda a sua face, apesar de não estar pronta.

*Animal de Estimação:



Ela tem um ratinho que foi afetado por um experimento que deu errado, pelo Professor Slughorn, onde ele não cresce. Ele é branco de olhos vermelhos, ninguém sabe que ela tem um rato, nem mesmo sua família. Deu o nome de Octavian, o rato é bastante esperto e vive desaparecendo por suas vestes, ela o leva para todos os lugares. Eles se dão muito bem e Octavian a obedece, é seu seguidor mais fiel, seu único amigo.


*Par:

Disponível.

*Melhor(es) Amigo(s):

Disponível.

*Rivais/Inimigos:

Toda a Família Weasley-Potter;
Scorpius Malfoy;
Os Gêmeos Scamander;
Disponível;

*Quer hentai/yaoi/yuri?

Sim.

*Sabe que seu personagem pode morrer ou não ser aceito na fanfic?

Sim

*Leu as Regras?

Sim

*Favoritou a fanfic?

Sim

*Vai acompanhar a fic?

Sim

*Algo a mais?



Ela tem um colar que ela comprou numa vendinha, no dia em que mudou para valer. No lugar de ser uma garota ambiciosa e louca para fazer amigos, ela se tornou fria e maldosa com qualquer um que se aproximasse dela. O colar é uma mão de dragão segurando uma bola de cristal, aquilo representa para ela a visão e o poder do dragão. Um poder que nunca poderá ser apagado.




Escutando: Centuries - Fall Out Boy
Comendo: Pão de Queijo

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...