~WheezyWeasley

WheezyWeasley
The Heir
Nome: Herdeira das Trevas, of Privet Drive No 4
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Maceio, Alagoas, Brasil
Aniversário: 30 de Dezembro
Idade: 15
Cadastro:

Twenty Nine Files - Jornal Um


Postado



*Nome Completo*

Amelia Grandson

*Apelido(s)*

Amy, Ams, Ruivinha, Furacão

*Idade*

21 anos

*Sexualidade*

Homossexual

*Cidade e país de origem*

Nascida em Londres - Inglaterra

*Profissão*

Trabalha como assistente da Juíza Wood (jornal dois), mas é estudante de direito.

*Aparência*

[Karen Gillan]







Amy é uma moça de cabelos ruivos medianos, olhos castanhos claros, pele branca e macia, lábios rosados e de uma altura de miss, tendo um e oitenta de altura. É um pouco atrapalhada e com um corpo magricela, seios medianos e dedos longos e finos.

*Personalidade*

Amy é uma garota estudiosa, atrapalhada e um pouco que extrovertida. Ela é daquelas que nunca fica triste, apenas se conforma e tenta trazer os pontos positivos, sempre com um sorriso no rosto. Se a vir chorando, deve ser porque algo muito ruim aconteceu, o que é bem raro. Ela sempre tem algo engraçado para dizer e adora quebrar a tensão de um local, fazendo piadinha e suas ironias e sarcasmos. É um pouco que tímida, odeia falar em público, já que sua futura profissão irá exigir isso. Ela tem um ímpeto para liderança, pois algumas pessoas dizem que ela pode fazer alguém extremamente importante mudar de opinião em segundos. É bastante gentil e como as irmãs dizem: "a mãe que nunca tiveram". Ela é bastante carinhosa e como dizem é o típico 'chiclete', pois adora ficar grudada em quem gosta, seja amigo ou namorada. Ela tem um certo respeito e orgulho por sua família, entende que quando uma pessoa quer espaço ela dá facilmente. Não é de insistir, mas apenas faz isso no trabalho ou quando suas irmãs não tem um motivo decente para não sair com ela. Adora passear a noite, sentindo o vento frio e tomando alguma coisa, sem falar que adora desenhar nas noites, já que é uma ótima desenhista e pintora. Tendo um estúdio para seu trabalho.

*História*

Amy nasceu em um ambiente conturbado, seus pais lutavam para manter uma relação saudável, mas a verdade era que eram dois drogados sustentados pelos pais. Ela tinha cinco anos quando sua mãe saiu de cada, ela tinha cinco anos quando percebeu que a mãe nunca a amou, já que tinha ganhado uma queimadura de presente de partida. Ela se lembra de cada pedacinho do rosto da mãe, que costumava gritar na porta do seu quarto. Seu pai ficou devastado, voltou a beber e sempre depressivo quanto aos quadros que vendia, chegando a vender apenas um por mês. Assim, ela teve que trabalhar para ganhar dinheiro e sustentar suas irmãs, enquanto o pai estava ocupado jogando com os amigos. Ela as ensinava em casa, com livros que pedia aos vizinhos e cuidando para que as duas não vissem o pai daquela maneira, ela aprendeu a ser forte e que chorar pelos cantos não iria adiantar, pôs um sorriso no rosto todos os dias, sempre vendo o ponto positivo. Ela sabia que um dia teria que dizer ao pai que estava na hora de se levantar, lavar a cara moribunda e perceber que tinha filhas para cuidar.
Aos quinze anos ela começou a gostar da arte da pintura e do desenho, sempre fazendo quadros e vendendo para os vizinhos, fazendo mais sucesso que o pai, mas ela só tinha como hobbie, já que sua carreira favorita era Direito. Ela estudava a noite, a manhã ia para a escola pública que tinha matriculado também as irmãs e, e as tardes passava pintando e treinando muay thai, para extravasar a raiva que tinha pela mãe. Aos dezoito anos, ela viu o que era perder o chão. Sua irmã caçula, Rose, aos treze anos tinha encontrado o pai com os pulsos cortados na banheira e entupido de remédios no organismo, os olhos semiabertos e o sangue manchando o chão do banheiro. Ela não conseguia nem tirar da cabeça em como Rose deveria estar se sentindo. Os avós paternos não quiseram a guarda, alegando que não tinham tempo nem espaço. Ela ainda continuou morando na mesma casa, se formou e entrou numa universidade no Colorado, assim como um pedido de assessoria de uma juíza que tinha ficado abismada com suas notas altíssimas. E faria bem para Rose e Nina. Empacotou tudo e foi embora da Inglaterra três anos depois da morte do pai, e seis meses da morte dos avós que moravam na Alemanha, onde tinham deixado uma gorda herança que daria para pagar as despesas da mudança do colégio e da faculdade. Mas nunca parou de trabalhar. Alugou uma casa em Lakewood, onde a parte de cima, onde deveria ser o porão, era um estúdio que servia para suas obras.


*Gostos*

Desenhar. Pintura. Cozinhar. Ler. Treinar Muay Thai. Correr. Pessoas Honestas. Respeito

*Desgostos*

Pessoas Falsas. Futilidade. Chá. Impaciência. Tristeza. Sua mãe. Pessoas falando do passado.

*Manias*

Tem mania de morder o lábio quando está nervosa ou preocupada ou até quando hesita e dizer alguma coisa. O hábito de pintar quando está com raiva ou suas emoções estão afloradas.

*Hobbies*

Desenhar. Pintar. Correr. Treinar Muay Thai. Ler. Trabalhar com a chefe.

*Vícios*

--

*Medo(s)*

Tem medo de palhaços e agulhas, fogo e que sua mãe volte para atormentá-la com o passado.

*Fobia(s)*

Claustrofobia — medo de espaços confinados ou lugares fechados
Agliofobia — medo de sentir dor, sinônimo de algofobia;


*Significativo(s)*

--

*Curiosidade(s)*

Tem uma queimadura cicatrizada no final do tronco do lado esquerdo, quando a olha todos os dias tem vontade de chorar e bater nas coisas.

*Quer par?*

Sim, se possível

*Se sim, quem?*

Disponível

*Algo mais?*

Não





*Nome Completo*

Nikolina Grandson

*Apelido(s)*

Nina, Ruiva, Red

*Idade*

17 anos

*Sexualidade*

Pansexual

*Cidade e país de origem*

Nascida em Londres - Inglaterra

*Profissão*

Estudante

*Aparência*






Nina, como prefere ser chamada, é uma adolescente como todas as outras, louca por festas, hormônios a flor da pele e muito rebelde. Sempre foge para festas quando a irmã mais velha não percebe, já que esse é o jeito dela. Possui os cabelos ruivos como as irmãs, a pele branca, os lábios carnudos e sempre com um batom para provocar, roupas que chamam a atenção de qualquer um e olhos castanhos cor de chocolate. É alta, possuindo um e setenta e três de altura e bem magra, de corpo definido e malhado.

*Personalidade*

Nina é uma garota sem limites e adora quebrar rótulos, bastante animada e festeira, rebelde e bem cínica. Provocativa e orgulhosa, não aceita um não e é bastante ressentida quando briga com uma pessoa, com um ego inflável e é bastante bem humorada. Sarcasmmo e deboche são seus fortes aliados, sempre tirando onda dos inimigos que irá arranjar. Adora encher a paciência da irmã mais velha, Amelia, só para ver se a moça estoura com ela. Gosta de tirar onde de Rose e seu jeito, apesar de ser bastante compreensiva pelo que a irmã passa. Uma companheira para festas e conselhos. É aquela que se a amiga leva um fora, manda se arrumar e a leva para uma das melhores festas da vida. É um pouco impaciente e muito vida louca, já que prefere viver os momentos e não esperar pelo futuro.

*História*

Nina nasceu quatro anos depois de Amelia, não se lembra muito da mãe, mas sabe pelo que passou, apesar de ter apenas um ano quando a mesma foi embora. Viveu ajudando a irmã a cuidar de Rose que era a mais nova e sempre perguntava sobre a mãe, o que aborrecia o pai. Nikolina foi a única a receber um nome bem 'a-lá' alemão, o que a fazia odiar o nome e pedir, até implorar, para ser chamada apenas de Nina. As irmãs sempre tiraram onda do seu nome, mesmo que alegassem ser muito bonito. Não viveu bons momentos com o pai, sempre o confrontando para que ajudasse dentro de casa, diferente de Amelia, que tinha vontade, mas não abria a boca. Isso resultou em vários gritos por toda casa, ás vezes fazendo Rose se trancar no quarto e chorar. O pai já chegou a bater em Nina por causa dela ter reclamado de ter trazido uma vadia para casa e ter feito sexo com ela enquanto Rose estava acordada. Nina aprendeu a se virar, a viver para sobreviver, aos quatorze anos começou a trabalhar numa banca de revista, enquanto a irmã estava trabalhando como artista numa faculdade, para ganhar algum dinheiro dos clientes. Um dia, foi trabalhar na banca e Amelia foi estudar para uma prova da faculdade do Colorado que tanto sonhou em uma Biblioteca, enquanto Rose voltava da escola, já que participava do clube de xadrez e ficava um pouco mais tarde na escola.

Nina só lembrava de voltar do trabalho de aprendiz e encontrar Rose parada na porta do banheiro com o corpo e as roupas ensopados de sangue. Ela largou a sacola de revistas velhas em quadrinhos que trouxera para Rose e foi perguntar o que houve, quando viu o pai morto na banheira, com sangue escorrendo pelos pulsos e saliva pelos lábios. Ela abraçou Rose, que estava paralisada e a colocou no chão, impedindo-a de ver mais alguma coisa, pegou o telefone, se sujando com o sangue nas roupas da irmã, ligou para Amelia, que estava indo para o super mercado. A polícia foi para sua casa, fizeram perguntas e o enterro foi no dia seguinte, ela não chorou, apenas teve raiva pelo pai ter sido covarde e passou a proteger a irmã caçula com tudo que tinha, já que tinha causado grandes sequelas em Rose. Ela ficou feliz em se mudar e por Amelia ter a chance de ir para a faculdade e não fazer a distância. Lembrou das três comprarem um carro quando chegaram no Colorado, ela ficou nervosa pelo primeiro dia, desejando fazer amigos, ouviu da morte da aluna, Sophie e ficou curiosa, ficava sempre perguntando se a irmã sabia de alguma coisa e ia até a estação de polícia, ela era bastante curiosa.


*Gostos*


Chocolate. Sorvete. Jogos. Bebidas Alcoólicas. Chicletes. Doces. Pizza. Pessoas justas. Respostas. Pessoas Práticas. Lealdade e Coragem.

*Desgostos*

Pessoas Pacientes demais. Ratos. Tédio. Pessoas Mandonas. Covardia. Falsidade. Lentidão.

*Manias*

Tem mania de sempre estar mascando chiclete; o hábito de usar calças coladas e rasgadas; de ficar apertando a caneta só para ouvir o barulho quando está nervosa ou preocupada. Tem a mania de bufar quando houve algo bem merda ou de alguém que ela odeia. Tem mania de ser sincera até demais, não é a toa que ela pode chegar no ouvido de quem não gosta e lhe chamar de "vadia".

*Hobbies*

Beber. Festas. Quebrar as Regras. Praticar Karatê. Jogar até altas horas. Fazer os outros se divertirem.

*Vícios*

Apesar de amar bebidas alcoólicas, não é viciadas nelas, já que o pai era.


*Medo(s)*

Tem medo que Rose não aguente o peso de ter visto tudo aquilo;
Tem medo de ser agredida e de insetos;
Tem medo que seu mundo desmorone;


*Fobia(s)*

Hominofobia — medo de homens, mesmo que androfobia
Hafefobia ou haptefobia — medo de ser tocado ou de tocar em alguém ou em alguma coisa
Eremofobia — medo de ficar só;
Brontofobia — medo de trovões e relâmpagos;
Azinofobia — medo de ser agredido pelos pais


*Significativo(s)* (Não obrigatório. Familiares que você acha que devam ser mencionados ou aparecerem na fanfic, ex-namorados, amigos não muito próximos, sei lá. Quero NOME - IDADE - SEXUALIDADE - PROFISSÃO - STATUS DE VIDA, junto de um resumo sobre a personalidade do significativo e a relação entre ele e o seu personagem, além de que eu também quero saber o que ele é do seu personagem.)

[Julianne Moore]

Cassandra Fitzgerald-Grandson. 42 anos. Heterossexual. Estilista de Moda. Viva.
Cassandra não se dá bem nem com Amelia nem com Nina, as duas que se lembram dela. Bastante egocêntrica e muito arrogante, uma língua afiada e nem um pouco perturbada, como as filhas se lembravam Quer se redimir com elas, mas o que mais quer é achar os vinte e nove arquivos. Ela sente que Rose não confia nela, mas não possuem muito contato, já que a filha não lembra nada dela.


*Curiosidade(s)*

Ela tem TEI (Transtorno Explosivo Intermitente), e uma cicatriz atrás da orelha por causa de um acidente que seu pai causou quando bateu nela, ela sofreu este machucado quando foi jogada contra a pia da cozinha, ode bateu com a nuca e causou este arranhão.

*Quer par?*

Sim, se for possível

*Se sim, quem?*

Disponível

*Algo mais?*

As irmãs tem um carro, um Camaro Z28, comprado com a herança dos avós. Ás vezes ele falha, mas sempre um bom companheiro de viagem. Amelia dá para Nina ir para a escola com Rose, quando a Juíza vai pegá-la em casa.






*Nome Completo*

*Apelido(s)* (Não obrigatório)

*Idade* (6 a 60 anos)

*Sexualidade*

*Cidade e país de origem*

*Profissão* (no caso de menores de idade, coloque "estudante". Caso seu personagem esteja fazendo algum tipo de faculdade, coloque "estudante de" e o nome do curso.)

*Aparência* (descrição, fotos e/ou gifs, nome de quem interpreta)

*Personalidade* (o mais detalhada possível. Eu quero saber literalmente tudo sobre o seu personagem, dos piores defeitos às melhores qualidades. É uma das partes mais importantes da ficha. Não me decepcionem.)

*História* (assim como a personalidade, o mais detalhada possível. É, junto da personalidade, a parte mais importante da ficha.)

*Gostos*

*Desgostos*

*Manias*

*Hobbies*

*Vícios* (Não obrigatório)

*Medo(s)*

*Fobia(s)*

*Significativo(s)* (Não obrigatório. Familiares que você acha que devam ser mencionados ou aparecerem na fanfic, ex-namorados, amigos não muito próximos, sei lá. Quero NOME - IDADE - SEXUALIDADE - PROFISSÃO - STATUS DE VIDA, junto de um resumo sobre a personalidade do significativo e a relação entre ele e o seu personagem, além de que eu também quero saber o que ele é do seu personagem.)

*Curiosidade(s)* (Algo que você queira que eu saiba sobre seu personagem, cicatrizes estranhas, uma coisa que costumava fazer e não faz mais, etc.)

*Quer par?*

*Se sim, quem?*

*Algo mais?*

{ PARA PESSOAS QUE CONHECIAM A SOPHIE } (Não obrigatório estar na ficha caso não a conhecesse)

*De onde conhecia a Sophie?*

*Qual era sua relação com ela?*

*Qual foi sua reação ao descobrir a morte da menina?*

*O que dirá aos policiais?* (Todos os conhecidos da Sophie serão interrogados, escreva aqui o que dirá.)

Escutando: Waverly & Nicole - on my mind (fanvid)
Assistindo: Revenge

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...