~suppi

suppi
Nome: [desativado]
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Asylum


Postado

Asylum

Existem portas que não devem ser abertas, segredos que não devem ser revelados, monstros que precisam permanecer enterrados e sentimentos que não devem ser violados.
No fim, talvez algumas loucuras não devam ser curadas, algumas almas não devam ser remendadas e algumas muralhas precisem permanecer quebradas.

A dor da mentira revelada, faz pulsar em agonia os cacos dentro do peito, o medo assusta no escuro, o pesadelo invade o ser.
A traição é o odor fedido de sua cela, a decepção as marcas na parede e a tristeza as marcas em seu corpo.
Seus olhos já estão cansados, sua mente exausta e seu corpo no automático.

Frio, frio como uma nevasca.
Preso em uma teia de aranha feita de titânio, oh pobre homem, morreu quando soube da verdade e tornou-se tão vazio quanto o nada.

A criatura, que antes fora humana, agora tenta lutar contra a razão. Ou melhor, o que sobrou da mesma.
Haha, o lado bom é que não existe mais emoção. Ou existe? O melhor a se dizer é que tentaram reviver... mas foram sufocados assim que abriram os olhos. E em seguida foram transfigurados e picotados e suas partes foram jogadas no rio.

Espaço, espaço este sendo preenchido apenas pela escuridão.
E então uma voz rouca pergunta: - Ainda há solução?
A resposta gritante vem em tom de negação, mostrando que a beleza não mais existe, que o cinza dominou, que o vazio reclamou para si tudo que existia e que a sanidade, assim como as demais coisas existentes que o movia, se perderam.

Tic Tac, Tic Tac... os ponteiros correm mostrando as horas, as horas correm mostrando o tempo, o tempo passa mostrando a destruição.

Quem há de entender os delírios de um são que escreve como louco?
Ninguém, a não ser o mesmo.

Mas, caso queira entender, aproxime-se do mesmo e cante uma leve canção de ninar, afague seus cabelos e antes do mesmo fechar os olhos, pergunte-o sobre a dor. Ele dará um profundo suspiro e lhe contará sua história, contará também que anseia dormir... porém ele não vai citar o fato de querer acordar.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...