~yaah-bucchman

yaah-bucchman
I'm Fucked Up
Nome: 『屋良➳ץคгค』【♡𝙵𝚞𝚌𝚔𝚎𝚍 𝙱𝚢 𝙻𝚊𝚒𝚕𝚊♥〗》ℓαιℓα《 ιѕ му ❝Ɗα∂∂у❞
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Itaguai, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 20 de Março
Idade: 18
Cadastro:

〖♚𝔽𝕚𝕔𝕙𝕒♔】✘ You Can ↫


Postado





Mostrar Spoiler:

『❝ Se você não nasceu com isso
Você pode comprar um par de enfeites
não se esqueçam de ler o aviso crianças
Porque muito em breve vocês ficarão entediadas
Sexy, hey garota, se você quer se sentir sexy
Você sempre pode chamar um profissional
Furam alfinetes em você como se fosse um vegetal
Pele macia de bebê se transforma em couro
Não seja dramático, é apenas um pouco de plástico
Ninguém nunca vai te amar se você não for atraente...❞』




"It Hurts, But I can Take The Pain. I Can..."



Ɲσмє Ƈσмρℓєтσ:

Annelise Von Rothschild

𝙰𝚗𝚗𝚎𝚕𝚒𝚜𝚎 É um variante do nome Angelis que significa "Mensageiro" & "Anjo". Apesar de Annelise ser Germânica (Alemã), seu nome é de origem latim devido suas raízes mistas. Seu pai é Alemão e sua mãe uma Italiana que morou no vaticano (Sua mãe foi uma mulher muito religiosa e nas igrejas todos aprendiam um pouco de latim por se considerada a língua dos anjos), já que o homem não se importava com a origem do nome, sua esposa escolheu o nome da primeira filha em origem latim que é considerada uma língua morta.

𝚅𝚘𝚗 Na língua alemã, von /fon/ é uma preposição indicando origem ou filiação. Em português traduz como "a" ou "de" como em luana da silva. Quando utilizado como parte do sobrenome, sinaliza nobreza, assim como o "de" e "d" no francês, apesar de existirem exceções em ambas a linguas. Em alguns períodos históricos e regiões alemãs, era ilegal a todos não membros da nobreza a utilização do von antes do sobrenome, Assim apenas nobres tinham Von no sobrenome.

𝚁𝚘𝚝𝚑𝚜𝚌𝚑𝚒𝚕𝚍 Sobrenome paterno de origem alemã que significa "Escudo Vermelho". A Família Rothschild é uma dinastia de banqueiros e financeiros de ascendência judaico-alemã. É uma família judia, com origem em Hamburgo, Alemanha, que estabeleceu uma dinastia bancária na Europa. Prosperou no fim do século XVIII, e chegou a ultrapassar as mais poderosas famílias bancárias rivais da época, como a família Baring e a família Berenberg. O nome Rothschild pode referir-se também a, Rothschild, uma cidade do Wisconsin nos EUA.




Aρєℓι∂σ(ѕ):

Ann Angelis Anne Lyse Anjinho

𝙰𝚗𝚗 É apenas uma simples abreviação de seu nome, ela gosta e é bastante usado.

𝙰𝚗𝚐𝚎𝚕𝚒𝚜 Não há muito a dizer sobre o apelido, apenas que é chamada assim por seu nome um variante do mesmo. Não da pra saber se ela gosta ou não de ser chamada assim já que raramente é chamada assim, mas vez ou outra alguém deixar escapar.

𝙰𝚗𝚗𝚎 Sem sombras de dúvidas, esse foi um dos apelidos mais estranho que Anne já recebeu. Ganhou esse apelido de sua mãe, a mesma só chamava assim tanto que as vezes esquecia o nome da filha e somente sua mãe a chamava de Anne. A origem de seu apelido é em homenagem a Annelies Marie Frank abreviado para Anne Frank. Anne Frank foi uma adolescente alemã de origem judaica, vítima do Holocausto. Ela se tornou uma das figuras mais discutíveis do século XX após a publicação do Diário de Anne Frank (1947), que tem sido a base para várias peças de teatro e filmes ao longo dos anos. Nascida na cidade de Frankfurt am Main, na República de Weimar, ela viveu grande parte de sua vida em Amsterdã, capital dos Países Baixos, onde perdeu sua cidadania alemã. Sua fama póstuma deu-se graças aos documentos em que relata suas experiências enquanto vivia escondida num quarto oculto, ao longo da ocupação alemã nos Países Baixos, durante a Segunda Guerra Mundial. Holocausto foi o genocídio ou assassinato em massa de cerca de seis milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial, no maior genocídio do século XX, através de um programa sistemático de extermínio étnico patrocinado pelo Estado nazista, liderado por Adolf Hitler e pelo Partido Nazista e que ocorreu em todo o Terceiro Reich e nos territórios ocupados pelos alemães durante a guerra.

𝙻𝚢𝚜𝚎 É uma variante de seu nome, ela não é muito fã desse apelido mas também não o odeia, apenas não se sente muito confortável pelo fato de que 𝚊𝚙𝚎𝚗𝚊𝚜 𝚜𝚞𝚊 família a chamava assim.

𝙰𝚗𝚓𝚒𝚗𝚑𝚘 É mais uma chacota do que um apelido. Ganhou esse "apelidinho carinhoso" na escola devido o significado de seu nome. Não gosta de ser chamada assim por lembra-lá sua época escolar onde passou o pior momento de sua vida. É chamada assim apenas para irrita-lá então o par tira proveito disso.




ǀ∂α∂є:

17 anos Nascida no dia vinte de março de mil novecentos e noventa e nove (20/03/1999) fazendo do seu signo Peixes ♓. Peixes ou Piscis é o décimo segundo, e último signo astrológico do zodíaco, situado entre Aquário e Áries e associado à constelação de Pisces. Seu símbolo são dois peixes. Forma com Câncer e Escorpião a triplicidade dos signos da Água. É também um dos quatro signos mutáveis, juntamente com Gêmeos, Virgem e Sagitário. Com pequenas variações nas datas dependendo do ano, os piscianos são as pessoas nascidas entre 20 de Fevereiro e 20 de Março. Seu elemento é água e seu planeta regente é Netuno, Júpiter. Anne acredita em Astrologia mais que tudo, ela acha fascinante mas pode desconfiar um pouco do zodíaco.



Ɲαcισηαℓι∂α∂є:

Alemã ou Germânica Annelise nasceu na Alemanha, em Hamburgo, oficialmente Cidade Livre e Hanseática de Hamburgo (em alemão: Freie und Hansestadt Hamburg, ou apenas Hamburg; em baixo-alemão Hamborg) é a segunda maior cidade da Alemanha e a oitava maior da União Europeia. É também o maior 13.º estado alemão mais populoso.



Aραяє̂ηcια:


Mostrar Spoiler: M O R E ?









(Nona Death Parade)

Annelise é uma garota de aparência juvenil e cativante, dona de uma beleza um tanto sofisticada. Ela possui um corpo um tanto frágil aos olhos alheios. Sua é pele extremamente pálida e delicada devido ao fato de odiar pegar sol, podendo ser facilmente marcada.
Seu corpo não é muito magro mas também não é tão evoluído, pesando 55Kg e medindo 1,65cm, seus pés e mãos são pequenos e macios com longas unhas pintadas da mesma cor que seu cabelo Blue Aqua, suas coxas são grossas e há um fato engraçada sobre Annelise que faz reconhece-lá mesmo sem ver seu rosto. Annelise possui um pequeno sinal de nascença em forma de um quase coração na coxa direita, bem abaixo do bumbum,possui uma barriga lisa, e seus seios são medianos e um bumbum um tanto farto.
Annelise tem um rosto pequeno e fino com um nariz pequeno e um pouco arrebitado. Possui também, olhos um tanto puxados com a íris numa coloração de Roxo vivo e brilhante com cílios naturalmente longos, Suas bochechas são cheiinhas e pouco avermelhadas, sua boca é pequena com lábios pouco carnudos e rosados.
Ela esta sempre usando brincos circulares dourados médio e uma pulseira fina dourada.
Annelise tem um cabelo longo numa coloração de Azul aqua que ela amarra em uma trança e prende em um rabo de cavalo com um enfeite de céu azul.




Oqυє Ɠσѕтα є Oqυє Ɲα̃σ Ɠσѕтα ∂α Sυα Aραяє̂ηcια?

Desgosta

É até engraçado perguntar isso, pois Annelise uma garota muio bela, mas odeia quase tudo em sua aparência, citarei apenas as coisas que ela mais despreza em si mesma.

O formato de seu rosto Ela acha esquisito e sempre vê defeito onde não tem, ela pensa que nasceu com um rosto muito errado.

Seus seios & Altura Ela os acha muito pequeno, normalmente garotas de sua idade costumam ter corpos bem evoluídos. Talvez seja seu tamanho que não a permite evoluir mais e ela odeia isso, odeia ser baixa.

Gosta

Seus olhos Annelise adora seus olhos, acha as cores dos mesmo cativante e hipnotizantes pelo fato de serem tão brilhantes. Ela também ama o jeito que seus olhos são levemente puxados dando-lhe um olhar diferente, algo como foda-se, eu não ligo ou Superioridade.

Seu cabelo Anne gosta da cor diferente e rara que seu cabelo possui, também o fato dele ser bem macio e fácil para fazer diversos penteados.

Seus lábios Bem, seu lábios são neutros, ela gosta do jeito que seus lábios são rosados mas odeia o fato de seu lábio inferior ser mais carnudo que o superior.




Ƥєяѕσηαℓι∂α∂є:

Ela é um pouco infantil e tranquila,
ela é ótima em se adaptar em novos ambientes, é bastante calma, bondosa e humanista. Parece viver em seu próprio mundo, mas é bastante observadora, recusa-se a demonstrar fraquezas, tem uma atitude muito confiante e é bastante competitiva e na maioria das vezes pode ser bastante seria ou sorridente. Ela não gosta de falar sobre seu passado e faz o possível para não dramatizar sua vida, pois odeia isso, sempre é comparada com uma criança, por possuir hobbies infantis e até mesmo atitudes de uma criança. Ela é pouco materialista sobre a vida prefere o significado sentimental de algo do que o valor. É amigável com todos, mas ainda com aquela ironia em certas coisas, é inteligente, sabe se defender muito bem tanto verbalmente quanto fisicamente, ela pode ser fria e irônica quando quer. Sabe enfrentar seus problemas com sabedoria, mas entra em pânico quando algo foge de seu controle ou não sai como planeja.


Apesar de tudo, ainda é inocente e um pouco ingênua. Palavrões, em alguma ocasiões sai de sua boca mas não sempre pois sente-se "refinada" para usar tal palavreado, ela não se ofende fácil mas pode ser uma bebê chorona, mas não demonstra isso e detesta chorar na frente de alguém, é muito carinhosa e demonstra interesse e compreensão pelos problemas dos outros além de demonstrar se alguém de confiança para se abrir. Tem uma força de vontade incrível e uma grande fissura em doces, ela tenta ser responsável, mas secretamente gosta de fugir de seus afazeres, ela gosta de ajudar e não suporta ver alguém sofrendo, também pode dar vários conselhos, mas nenhum deles de aplica nela mesma, digamos que no final ela sempre se "fode".

Annelise não é uma pessoa ambiciosa, de fato tem ambioções, mas na medida certa, ela é bastante cuidadosa ao que vai falar á alguém pois não quer prejudicar ninguém. Anne é eficiente, persistente e consegue o sucesso por merecimento e também é disciplinada. Sua maior virtude é a sua sensibilidade e o respeito que tem a fragilidade e os sentimentos das outras pessoas. Ela também pode ser um pouco inxerida e se impressionar facíl com a conversa alheia. Ela é uma garota muito insegura de si mesma e de baixa auto-estima mas não gosta de demonstrar isso e tenta melhorar tudo com bom-humor, superando com facilidade as frustrações.

Ela é um pouco ciumenta e egoísta, mas nada demais a menos que seja sobre algo realmente importante para a mesma, ela também tende a dizer o que pensa e da as respostas na lata. Annelise é uma garota muito sonhadora. Tem um caráter intuitivo, uma mente serena para julgar e possui uma personalidade atraente, é honesta e cortês, tem temperamento idealista e afável, uma capacidade receptiva e confiante, tem uma enorme capacidade de se adaptar as mais diversas situações, não consegue se expressar muito bem, mas tem um grande poder de persuasão devido a suas habilidades com as palavras, é muito sorridente e fica feliz com quase qualquer coisa ou ao contrario. Adora fazer várias coisas ao mesmo tempo, excelente argumentadora e é muito difícil escapar da sua astúcia com as palavras e na arte de convencer as pessoas. Tem uma expressão original, diferente, que pode ser muito criativa ou tornar-se excêntrica e rebelde.

Também gosta de se divertir e é bastante extrovertida, animada e energética quanto a suas brincadeiras. Ela sempre age como criança e as vezes gosta de ser mimada vez ou outra, contribuindo para seu lado fofo e infantil. Mas apesar de tudo ela é muito atenta a ambientes hostis e vai fazer de tudo para se defender ou então alguém importante para si.



Ʋιятυ∂єѕ:

Bondosa e humanista
Faz o possível para não dramatizar sua vida nem prejudicar os outros
Tem grande percepção extra-sensorial
É espiritualista
Tem uma visão pouco materialista da vida
Demonstra interesse e compreensão pelos problemas alheios
Enfrenta os problemas com sabedoria e praticidade
É generosa e inspira confiança
Tem ambição na medida certa
É cuidadosa ao falar de outras pessoas
Bem-humorado, supera com facilidade as frustrações
É eficiente, persistente e consegue o sucesso por merecimento
Tem disciplina
Sua maior virtude é Sensibilidade
Respeita a fragilidade e os sentimentos das outras pessoas




Ɗєƒєιтσѕ:

Annelise é bem Ingênua
Impressiona-se muito facilmente com a conversa alheia
Sente medo ao enfrentar os seus próprios problemas e hesita em tomar uma decisão, pois espera que as soluções caiam do céu
Se irrita com freqüência e passa por muitos momentos de mau humor
A insegurança está presente em sua personalidade e, muitas vezes, a infantilidade também
Magoa-se facilmente e guarda rancor
Tem dificuldade em estabelecer limites e impor sua personalidade
Entra facilmente em pânico quando algo foge de seu controle ou não sai como planeja
Sua paciência esgota-se rapidamente
Seu maior defeito é O escapismo
Tem baixa autoestima




Hιѕтσ́яια:

A mãe de Annelise é uma mulher italiana chamada Mariett nascida no vaticano que ainda jovem por volta de seus 20 anos foi para Alemanha em busca de condições de vida melhores. Lá ela conheceu um homem chamado Anton de 25 anos por quem se apaixonou perdidamente. Anton, além de um homem esbelto era um nobre dono de uma enorme fortuna, o que facilitaria a vida de Mariett e teria o que sempre quis, Amor e Dinheiro. Mas com tanta fortuna e beleza, Anton se tornou o homem mais cobiçado então tinha muitas pretendentes e Mariett muitas rivais. Apesar de tantas mulheres melhores que Mariett, Anton a escolheu pois tinha visto algo especial na mesma, o que fez Mariett ficar extremamente feliz e caindo de amores por Anton.

Os dois se casaram e tudo foi um mar de rosas durante um tempo, mas a cada mês que se passava o casamento ia se desgastando cada vez mais. Anton já estava se cansando de Mariett e não via mais beleza na mesma e fazia questão de mostrar isso a Mariett dando-lhes brigas recentemente. Mariett tentava ser como antes, tentava ser mais bonita,tentava ser como as vadias que Anton flertava quando saiam juntos pois ela ainda amava o marido. Silicone, pilulas de dieta, se lhe derem novas pilulas ela vai engolir, se lhe dissessem para se matar ela tentaria.

"Você chama essa bunda de sua, eu chamo de silicone. Toda maquiagem do mundo não vai te tornar menos insegura"

Mariett colocava alguns pesos nos bolsos quando ia ao medico, já chegou até comer algodão para emagrecer, ela REALMENTE queria ser bonita para seu marido ou melhor, ela queria entrar nos padrões da sociedade talvez assim ele a olharia de novo. De tanto Mariett tentar e não conseguir ela acabou ficando frustrada e deprimida, seus únicos amigos eram os cigarros, uma garrafa de Whisky (ou Uísque) e todo álcool que possa imaginar.

Após alguns anos, Mariett ficou grávida de sua primeira filha, processo inteiro de gravidez ela passou sozinho, Anton não teve nem a capacidade de fingir se importar, foi quando vieram as amantes. Mariett precisava aparentar ser a esposa perfeita, afinal ela era esposa de um dos homens mais ricos, ela aguentava Anton e suas amantes... não, aguentar não é a palavra certa, quando Anton ia foder mais uma prostituta Mariett apenas chapava no álcool e enchia aquele rabo siliconizado de drogas. A barriga de grávida a deixava gorda e fazia Mariett se sentir feia, o bebê a fazia se sentir velha e feia, pelo menos era isso que se passava na cabeça da mesma, ela achava que o feto era o culpado de seu marido não a amar mais pois ela estava feia. Com esse pensamento, Mariett passou a odiar o bebê que ainda iria nascer.
No dia do nascimento de sua filha, nem para Anton estar presente para escolher um maldito nome ele estava. Ao nascer Annelise chorava demais, o que fez Mariett se irritar com a mesma e apenas escolheu qualquer nome que veio a sua cabeça para tirarem aquela fábrica de barulho de perto da mesma.
" É uma menina..."
" Jesus...Argh, ela é uma Bebê chorona!"

"Eles te chamam de bebê chorão, mas você esta pouco se fodendo!
Bebê chorão, bebê chorão
então você ri através das lagrimas
Bebê chorão, bebê chorão
Lagrimas caem no chão, você apenas deixa eles se afogarem"


Annelise era uma bebê chorona, as pessoas não a aceitavam muito bem por chorar o tempo todo, principalmente seus pais, ela quase nunca via Anton e sua mãe apenas ia ver Annelise quando estava bêbada pra caralho ou seja, sempre, afinal ela tinha que cuidar de Anne, a bebê chorona da "família" entre enormes aspas.

Já se pode ver que Annelise com certeza não teve uma família normal, ela era a "ovelha negra" da família, mas seu pai não lhe tratava mal apenas era muito ausente e exagerava nas traições levando suas amantes para casa quando Mariett estava desmaiada de bêbada, o que nunca foi uma visão muito boa para uma criança de apenas 3 anos. Anne não entendia nada ainda, não sabia o que fazer quando via mulheres estranhas adentrar sua casa, apenas tentava acordar a mãe o que era em vão.

"Você não me ouve quando eu digo
"Mãe, por favor, acorde, papai está com uma puta"
Lugares, lugares, vão para os seus lugares!
Vista seu vestido e faça cara de boneca
Todo mundo pensa que nós somos perfeitos
Por favor, não deixe eles olharem através das cortinas "


Quando Annelise fez 11 anos ela e sua família se mudaram para Tóquio e eventualmente ela teve de mudar de escola. Foi nessa mudança de escola que Annelise conheceu Yukiyo, um garoto da sua sala que se tornou seu pior inimigo, Annelise Odiava aquele garoto, ele era literalmente um mala sem alça, um zero a esquerda. Ele derrubava os brinquedos de Anne, atirava aviões de papeis na mesma, roubava seus doces para faze-lá chorar, além de faze-lá de idiota por ser inteligente e se achar o principezinho, Annelise de fato odiava aquilo e inclusive dizia que um dia ela iriá crescer e esfregar um diploma na cara dele. Ele definitivamente era o garoto mais pé no saco que infernizou mais ainda a vida de Annelise e eles tem essa relação de ódio desde pequenos.

"Sempre mirando seus aviões de papel em mim quando você está por perto
Você me constrói como blocos de construções para assim me derrubar.
Você pode esmagar minha bengala doce mas nunca vai me ver chorar.
Se você exibir esse seu diploma e eu te matar, não fique surpreso
Eu seu meus A-B-C's, ainda que você continue me ensinando.
Eu digo foda-se seu diploma garoto alfabeto!
Você acha que é mais inteligente do que eu com toda sua poesia ruim
Fodam-se todos seus A-B-C's garoto alfabeto!"


Quando Annelise estava prestes a fazer 13 anos, em sua festa de aniversário ela convidou todos que conhecia, ela se dedicou a festa para que tudo ficasse perfeito. Ela escreveu todos os convites a mão e pois seu coração em cada letra cursiva, se esforçou em cada detalhe da festa e gastou uma grande quantia em dinheiro num bolo enorme. Isso só provou o quanto Annelise era excluída da sociedade, ela fez uma festa de aniversário, mas ninguém apareceu. Isso mostra que ela não tem amigos, ela tenta não ligar, não se importar mas ela liga e ela se importa sim.

"Meu convites desapareceram?
Porque eu coloquei meu coração em cada letra escrita?
Me diga porque diabos ninguém está aqui?
Me diga o que fazer para tudo ficar melhor...
Talvez seja uma piada cruel de mim.
Tanto faz! Tanto faz!
Simplesmente significa que sobra mais bolo pra mim
Pra sempre!
É minha festa e eu vou chorar se quiser, choro seu quiser!
Vou chorar até que minha festa de pena fique em chamas!"


Como mostrado antes, Annelise e Yukiyo se odiavam, desde os 11 anos de idade, só que como Annelise não tem amigos e o Yukiyo é a única pessoa que parece "Ligar" para ela de certa forma, é aquela velha historia de amor e ódio caminhar lado a lado. Eles começam a andar de bicicleta, a brincar e "ficarem juntos", mas ainda com aquela rixa entre os dois, inclusive ela diz que vai tirar as rodinhas da bicicleta de Yukiyo Até porque é ridículo, afinal ele tem 13 anos ele a xinga, Yukiyo ainda não gosta de Anne mas ela começa a desenvolver algum sentimento por ele

"Pedalando, pedalando
Minha mão em seu assento
Por todo o caminho
Eu carrego band-aids comigo agora
Para quando suas mãos macias baterem no chão
As rodas não estão nem tocando o chão
Estou com medo de tirá-las, mas elas estão quentes agora
Prometo não empurrar você para a terra
Se você me prometer que irá tirá-las primeiro
Eu amo tudo o que faz
Quando você me chama de burra pra caralho pelas merdas que eu faço
Eu quero pedalar em minha bicicleta com você"


Annelise foi crescendo, com sua família conturbada e seu amor secreto por Yukiyo até que algum dia acontece algo chocante para a mídia. Annelise estava dormindo daí ela ouve um barulho na cozinha, ela levanta e vai ver o que é, ao chegar lá ela depara-se com seu pai Anton morto no chão da cozinha e um copo na mão. Seu pai morreu "misteriosamente" e sua mãe foi fazer uma viagem, pois estava "deprimida" e precisava de relaxar. Annelise ficou muito abalada com a morte de seu pai, não que ela fosse sentir falta dele, afinal, apesar de viverem na mesma casa não conviveu o suficiente com o mesmo, Annelise ficou sob cuidados dos empregados da casa enquanto Mariett estava fora.

"Sangue ainda mancha mesmo se os lençóis forem lavados
Sexo não acaba se as luzes forem apagadas
Crianças continuam deprimidas mesmo que bem vestidas
E xarope continua sendo xarope dentro de uma mamadeira
Ele continua morto quando você termina de tomar a garrafa
Não importa o que você traga para sua casa
Nós sabemos o que se passa dentro dela"


Aos 16 anos Annelise muda de escola para uma mais cara que é paga pela sua mãe. Algo que ainda não foi dito sobre Anne é que ela usava óculos fundo de garrafa, aparelho nos dentes, maria-chiquinha e nem sabia direito o que era maquiagem. Annelise queria focar em seus estudos e não ligava para esses tipos de coisas banais, ela estudava numa escola tão cara, mas mesmo que dinheiro nunca tenha sido o problema de Annelise, ela queria orgulhar sua mãe e fazer aquele dinheiro valer a pena,então digamos que ela era a esquisitona da escola. Annelise sempre se perguntava porque as outras pessoas não eram assim, todas elas pagavam a mesma mensalidade que Anne e não davam a minima pra escola, pros estudos, desrespeitavam os professores. E Annelise no auge dos 16 anos, não entendia porque as meninas só importavam se tivessem um pouco de peito, mesmo assim ela tinha se apaixonado pelo garoto errado. O mesmo que implicava com ela quando eles tinham 11 anos e acabou virando seu único "amigo". Yukiyo, depois de 3 anos, novamente estava na mesma sala que Annelise, ele estava diferente, mais bonito talvez, e aquele amor de infância voltou mais forte. Annelise gostava dele e não conseguia nem focar nos estudos, errava todas as questões das provas, Annelise só vivia em função de olha aquele menino porque parecia que ela via um fundo de beleza e esperança naquela pessoa.

Mas ela estava profundamente errada

Um belo dia, não tão belo assim, Yukiyo a chamou para encontrar com ele pois se lembrava da mesma e porque afinal ele tinha lido o diário de Anne que ela deixava dentro da bolsa; Sim, eles foram capazes de olhar um diário que Annelise deixava dentro da mochila; Eles leram e descobriram que Annelise gostava dele, ele marcou um encontro com ela no parque. E nesse dia ela não conseguia nem se conter de tanta felicidade, Annelise boba e ingênua foi, ela foi encontrar com Yukiyo porque parecia que seus sonhos estavam sendo realizados. Annelise não sabia que ele tinha armado pra ela
Ela chegou lá, ele estava sentado no banco do parque, lindo, mexendo no cabelo. Ela sentou e começou a gaguejar, não sabia nem olhar nos olhos dele, seu corpo tremia só de sentir a presença dele e seu coração estava a mil por hora. E foi então quando veio uma chuva de ovos em sua cabeça.
Foram 30 alunos tacando ovos, tinta, farinha, coisas que nem ela mesma ainda sabe o que é, pois parece que Annelise ainda consegue sentir aquela gosma dentro de sua roupa. Naquele dia ela se sentiu a garota mais humilhada, Anne não conseguia acreditar que aquela pessoa tonha armado aquilo para ela.
Annelise ligou para sua mãe e contou o que aconteceu, Anne chorava e soluçava enquanto contava a humilhação que tinha passado, a única coisa que sua mãe disse foi:

" Anne...Darling, Darling, Se tem uma coisa que essa vida me ensinou, é que ninguém nunca vai te amar se você não for bonita..."

"Oh Senhora Cabeça de Batata, diga-me
É verdade que a dor é beleza?
Será que um novo rosto vêm com uma garantia?
Será que um rosto bonito te torna melhor?
Oh Senhor Cabeça de Batata, diga-me
Como você pagou a cirurgia dela?
Você jura que vai ficar para sempre?
Mesmo que o rosto dela não fique junto.
Se você quer um pouco mais de confiança
Tudo que você precisa é de alguns condimentos a mais
E cem mil dólares para alguns elogios"


Aquele frase virou seu lema de vida. E sua vida começou a mudar, ela passou a se importar com outras coisas. Mudou de escola, estudou mais, passou a ser mais comunicativa e finalmente aprendeu a usar maquiagem. Ela se maquiava, se arrumava, saía para festas, fez outros amigos... Os óculos, se tornaram lentes de contato, Anne aprendeu a arrumar o próprio cabelo. De fato ela havia mudado, mudado para melhor. Ela se tornou uma garota muito bonita, mas ainda tinha muita insegurança consigo mesma, tinha medo de ser humilhada novamente. Não importa o quanto Annelise seja bonita e desejável aos olhos alheios, para ela nunca era o suficiente. Talvez seja de família, de fato Annelise estava igual Mariett em questão de se preocupar com aparência, mas a diferença é que ela nunca abusaria do próprio corpo para se sentir bonita ou colocaria a culpa em outras coisas, pois não quer acabar como sua mãe. Annelise apenas que se sentir bonita por dentro e por fora. Depois de um tempo Annelise encontrou Yukiyo por acaso, o mesmo que a fez sentir a garota mais humilhada do mundo. Ele se surpreendeu ao ver como ela tinha mudado, Afinal a "Maria Mijona" ou "Bebê chorona" como queira chamar, havia tido uma transformação brutal e o Yukiyo ficou interessado na garota, interessado era pouco, ele estava gostando de Anne. Annelise fez ele se arrepender por tudo que tinha feito a ela desde os 11 anos e pagou na mesma moeda a humilhação que sofreu.

"Meus pêsames...
Vou derramar uma lágrima com a sua família
Vou abrir uma garrafa, despejar um pouco em sua memória
Eu estarei no velório vestida toda de preto
Eu vou chamar o seu nome, mas você não vai responder de volta
Vou entregar uma flor para sua mãe quando eu dizer adeus
Porque baby, você está morto para mim"




Ƥєяѕσηαgєηѕ ∂α Hιѕтσ́яια:

Anton Mayer Von Rothschild Falicido Banqueiro Morreu aos 40 anos de idade

Anton é herdeiro de uma das famílias mais ricas, então sempre foi muito egoísta e ambicioso, gostava de abusar de todo dinheiro que tinha, sempre foi rodeado de mulheres e se sentia o dono do mundo, tudo deve ser feito do jeito que ele quer e não aceita um "Não" como resposta. Gostava principalmente de criticar a esposa, para ele, todos deviam se ajoelhar e lamber seus sapatos por ser um nobre, tem uma péssima mania de se cansar muito rápido das coisas e depois trata-las como se fossem lixo, Não sabe dar valor a nada e é muito materialista, sem contar ser um completo safado traíra. De fato havia se apaixonado por Mariett quando casou com a mesma, achou que finalmente sossegaria e aprenderia a valorizar algo, mas novamente ele estava se cansando de algo e o desprezando, depois de uns meses Anton não sentia mais tanta atração por sua mulher e apenas a iludia e ainda mantinha relações sexuais com a esposa mesmo de pois de anos sem sentir nada pela mulher. É difícil explicar sua relação com Annelise, pois sempre foi um pai mais que ausente, Annelise também são sentia muita vontade de ficar perto do mesmo pois sentia raiva do jeito que tratava a mãe, se lhe perguntasse o que ela sente pelo pai, Anne não saberia responder. Annelise sente um ódio profundo por Anton pelo o que fez a sua mãe e até mesmo a Anne, machucando-á com sua relação tão distante, mas sente que deve amá-lo por ser seu pai e ficou um tanto abalada no dia de sua morte.


Mariett Bartoli Rothschild Viva "Dona de casa" 38 anos de idade atualmente

Mariett é uma mulher Italiana nascida no vaticano, por incrível que pareca ela já foi uma mulher muito religiosa e amável. Mariett já foi uma mulher boa de grande coração, mas devido a alguns momentos de sua vida, ela se tornou alguém muito insegura de si mesma e se preocupa de mais em manter as aparências e com o que os outros pensam dela. Seu maior defeito é a superficialidade, Mariett é a pessoa mais superficial na face da terra, ela vive uma vida conturbada mas gosta de aparentar ser a esposa perfeita e ter a família perfeita quando na verdade é o contrário; Ela é uma mulher irônica e sarcástica em tudo que faz, tem uma visão bem cruel sobre o mundo e faz de tudo para entrar nos padrões de beleza imposto pela sociedade, já cometeu diversas barbaridades tentando ser "bonita", ela é até meio histérica em questão de aparência além de seu maior medo ser que as pessoas não a amem ou que seja desprezada/Excluída pela sociedade, ela é tão ambiciosa quanto o marido e depois de tantos maus momentos não consegue amar nada que não seja dinheiro, Bebidas e drogas. Com 20 anos apenas, se mudou para Alemanha em busca de subir na vida, lá encontrou Anton por quem se apaixonou loucamente, como dito, Mariett teve varias rivais mas no final ela acabou se casando com Anton. Mariett amou o marido durante o muito tempo mas a relação dos dois se tornou fria e "cruel", ela foi muito criticada pelo marido além de ser traída constantemente e conscientemente, isso acabou mexendo com ela e se afundou no mundo das bebidas, quando Mariett engravidou de Anne, ela sentia ódio pelo bebê mas parte dela queria amá-lo. Mariett possui uma aparência juvenil devido a plásticas e das vezes que colocou silicone, seu cabelo também era da mesma cor que os de Annelise, mas a mesma o tingiu por seu marido ter preferencia em loiras. Annelise não sabe o que sentir em relação a mãe, ela alterna entre pena e raiva, ela passou praticamente sua vida inteira com a mãe, Mariett cuidou de Annelise mas com certa raiva, Sua mãe também não liga muito para Annelise, mas sempre que Anne tem algum problema ela liga para mãe. Nem mesmo Anne sabe porque, já que Mariett só vai escuta-lá e dizer algo como um conselho não muito bom, só pelo fato de ter sua mãe lhe ouvindo a faz se sentir "confortável"


Yukiyo Mitsuo Vivo Estudante 17 anos de idade atualmente

Yukiyo é um garoto japonês que Annelise conheceu quando tinha 11 anos, se conheceram em sua escola. Ele é o garoto mais pé no saco que existe, desde crianças eles tem uma relação de ódio e rivalidade, ele é egoísta e mandão, gostar de se sentir o príncipe, o Rei do mundo, quando na verdade não passa de um adolescente mesquinho e metido. Ele é um garoto bem popular que gosta de humilhar os mais fracos, principalmente Anne, não há muito a se dizer sobe Yukiyo, ele apenas foi o garoto que mais infernizou a vida de Annelise. Annelise e ele com o tempo foram virando "inimigos que brincavam juntos" (?) até que ele saiu da escola e foi para outra, então os dois não se viram mais. Quando Annelise trocou de escola novamente, ela acabou ficando na mesma sala que a de Yukiyo, mas ele estava diferente, não só mais bonito como também alguém de personalidade horrível, vivia rodeado por jogadores e garotas muito mais bonitas que ela, mas mesmo assim Annelise se apaixonou por ele pois acreditava que ele poderia mudar. Ele a humilhou muito, mas depois de Annelise mudar por completo, ele se sentiu atraída pela mesma e essa foi a chance de Anne se vingar e fazer ele pagar por tudo que fez a mesma desde que se conheceram, ela o humilhou e o tratou mal fazendo-o se arrepender por tudo. O que Annelise sente por ele hoje, é desprezo e nojo, nunca mais ouviu falar dele desde sua vingança e nem quer.




Sσηнσ:

Astrologia

Annelise ama as estrelas, planetas, nebulosas e tudo que possa imaginar sobre a galaxia. Sempre quis ser uma Astróloga, esse é seu maior sonho profissional, inclusive está estudando para alcançar esse sonho e conhece quase cada canto do céu.

Ir em vários shows

Annelise não tem apenas um sonho, ela também quer ir em pelo menos um show de cada Artista que ama.

Uma Confeitaria

Anne já teve um simples sonho de ser confeiteira, abrir uma confeitaria onde as pessoa possam sentar, comer o que gostam e relaxar.

Violino

Annelise ama tocar violino, é a suas atividades favoritas e é uma das coisas que mais ama fazer nesse mundo, desde que ouviu seu primeiro concerto de violino teve essa paixão espontânea e espera um dia ser tão boa quanto sua artista favorita Lindsey Stirling.




Mє∂σѕ / Ƭяαυмαѕ / Ƒσвιαѕ:

Medos


Armas

Não há muito sobre o que dizer sobre esse medo. Revolves a assustam muito pois ela tem certo medo de morrer de um jeito dolorido, o barulho alto e estrondoso é o que mais a deixa assustada devido sua acusticofobia.


Bonecas

Annelise Odeia bonecas mais que tudo no mundo, principalmente quando estão velhas e se decompondo. Quando criança, sua mãe vivia quebrando e rabiscando suas bonecas deixando-as assustadoras e dizia que se Annelise se comporta-se mal, as bonecas iriam atrás dela, mesmo depois de grande e sabendo que era só um truque cruel que sua mãe usava para que ela ficasse quieta, o medo permanece.


Escuridão

Anne quando criança tinha problemas para dormir, então sua mãe, quando chegava a hora de Annelise dormir ela apagava todas as luzes da casa deixando um breu sinistro e se Annelise andasse pela casa ou chorasse, Mareitt mandava os empregados fazerem barulhos estranhos (como urros e etc) e a catucarem (Puxão de pé, passando mãos pelo cabelo de Anne...) como se fosse algum monstro querendo pega-lá.


Mortos

Annelise tem mania de pensar coisas estranhas na hora errada. Quando seu pai morreu ela foi em seu velório mas a tampa do caixão estava aberta e como toda criança curiosa Anne foi olhar, ela se chocou um pouco com a visão mas ficou principalmente assustada. Seu pai estava extremamente pálido e com ossos faciais amostra, seu nariz era tapado por algodão e sua boca costurada com os buraquinho de linha recente. Era uma visão realmente agoniante, ela ficava se perguntando, "E se ele voltar?" "Mamãe disse que existe vida após a morte, então ele vai voltar, certo?" "Ele vai querer matar a mamãe?" "Ou ele vai querer puxar meu pé também?" "E se ele se levantar agora? Eu devo correr?" "Bichinhos da terra vão comer ele igual fizeram com o vovô?".


Caixões

Do mesmo jeito que tem medo de mortos tem medo de caixões. Eles são como casas sufocantes para mortos que sofreram em vida, ela fica se imaginando num caixão e fica extremamente assustada. Aquele sentimento de sufocação, ficar seis palmos abaixo da terra sem respirar e ninguém nunca vai te tirar dali pois você está debaixo da terra e não importa o quanto você arranhe a tampa do caixão até seus dedos sangrarem, ninguém vai te ajudar. Esse pensamento a assusta mais que o inferno.


Sangue

Não suporta ver sangue, é uma mistura de nojo com medo. Ela sente um mau estar lhe percorrer ao ver aquele sangue pingando ou jorrando, uma ânsia de vomito e bastante tontura, essas são as coisas que acontece quando ela vê sangue a menos que seja o dela. Ela ama filmes de terror mas não suporta uma cena de assassinato, acha o sangue nojento de algum jeito, como se fosse sujeira ou larvas (?) é uma comparação nojenta, mas para Annelise, ver sangue é a mesma coisa que ter milhões de larvas dentro do seu corpo. Literalmente, sangue é a coisa que mais lhe faz mal.


Agulhas

É simples explicar esse medo dela. Ela odeia agulhas mas do que a própria vida. São grandes agulhas grossas te furando sua carne até entrar nas suas veias em busca de sangue ou querendo ejetar algum líquido gelado e dolorido e quando as tiram ainda tem mais sangue que saí pelo furo feito. Annelise Quando teve de fazer exame de sangue, teve o braço furado dez vezes e uma veia estourada, pois a médica não encontrava sua veia.


Fobias


Acusticofobia medo relacionado aos ruídos de alta intensidade
É sua fobia mais fortes, sons agudos ou assustadores como sussurros alheios ou barulhos esquisitos a faz enlouquecer. Seus ouvidos doem e sua cabeça fica com algum tipo de tique nervoso, sem falar que seu corpo começa a se contorcer (mas não é algo tão serio instantaneamente sem ela pode controlar.


Autofobia — medo de si mesmo ou de ficar sozinho.

Traumas


Não ser bonita

Annelise se esforçou muito para entrar "nos padrões certos de beleza" imposto pela sociedade. Desde que sua mãe lhe disse "Ninguém nunca irá te amar se você não for bonita", Anne leva essa frase como lema e lição de vida. Annelise tem medo de ficar feia e acabar sendo humilhada e maltratada novamente, isso é o que mais mexe com Anne e talvez esse seja um trauma que ela carregue pro resto de sua vida.


Ficar sozinha

Annelise odeia ficar sozinha. Quando criança, não tinha um amigo sequer e ainda era obrigada a aguentar sua família. Sua infância inteira foi solitaria tanto que já era para ela ser acostumada, mas quando ninguém foi a sua festa de aniversário, ela se sentiu a pior pessoa do mundo, se sentiu excluída como lixo, como se fosse morrer sozinha e nunca ser amada apenas amar sendo rejeitada pela sociedade e ela não quer se sentir assim nunca mais, tanto que as vezes entra em pânico quando está sozinha mas não é um desespero por atenção, ela apenas fica caçando algo para fazer ou alguém para ficar perto até *** voltar.


Carrossel

É o medo mais bobo que ela tem, mas ela detesta carrossel. Tem medo daqueles cavalinhos de brinquedos bonitinhos que na verdade vão te levar há uma viagem ao inferno sem volta e aquela musica irritante junto com lenta rotação do brinquedo que te faz enjoar e querer vomitar. Tem medo de carrossel porque no seu aniversário de 10 anos, pediu aos pais para ir ao parque de diversões, ocorreu tudo bem, até estavam rindo o que era raro, Annelise foi até a jovem moça com seu pai para comprar o ingresso para o adorado brinquedo e foi só ela dar uma volta naquilo e teve de ver a pior cena de discutição dos seus pais, ao chegar em casa seu pai saiu e sua mãe bebeu, jogou a culpa toda nela e apagou as luzes mais cedo (#MãeDoAno). Quando ainda saía com Yukiyo quando crianças, Annelise se apaixonou por ele num carrossel, desde então ela acha que sempre que for em um carrossel algo ruim vai acontecer.




Mαηιαѕ

Molhar os lábios quando os sente secos
Por a mão no queixo quando está pensativa
Morder os lábios quando está nervosa
Ser multi tarefas, gosta fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo




Hσввιєѕ

Tocar violino
Ler
Observar as estrelas, mas não se contenta com apenas dar uma olha, ela tem seu próprio telescópio e gosta de estudar cada estrela do céu em seu tempo livre.
Cozinhar
Comer
Jogar jogos de tabuleiro
Escrever notas para seu violino
Estudar Astronomia
Passar um tempo com o par
Ouvir música tanto clássica quanto pop




Ɠσѕтσѕ:

Pelúcias
A companhia do Par
Ama ler
Jogos de tabuleiros, principalmente xadrez
Frutas
Doces, principalmente pirulito
Rosas vermelhas
Observar as Estrelas
Calor humano (especialmente do par)
Milk-shake
Unicórnios (sim, ela ama unicórnios como uma criancinha)
Sorvete
Tem disciplina
Pintar as unhas (Anne é uma garota muito vaidosa, então está sempre se arrumando)
Acessórios (Como brincos, pulseiras, acessórios de cabelo e etc)
Frio & Neve
Ouvir música Pop ou clássica
Comida caseira
Lugares calmos
Adora animais
Tocar violino
Chá
Chocolate
Café, todo tipo de café ela ama beber
M&M
Desafios




Ɗєѕgσѕтσѕ:

Pessoas Abusivas
Escuridão
Brinquedos como bonecas
Que façam piadinhas bobas sobre ela
Insetos & vermes, principalmente moscas
Mentiras & Humilhação
Coisas muito amargas ou azedas
Falar sobre seu passado
ODEIA ser obrigada a fazer algo que não quer
Peixe
Fígado
Demonstrar fraquezas
Calor
Sentir Ciúmes
Alho
Pessoas que julgam os outros
Se sentir feia
Tédio
Locais barulhentos
Pessoas egocêntricas e egoístas que se acham superiores aos outros
Que mexam nas suas coisas
Ser ignorada, deixada de lado
Bebidas alcoólicas
Sangue alheio
Agulhas
Carrossel




Ƥαя:

Yuma Mukami


"Você era tão gelado e frio como plutão e era impossível chegar até você.
Mas o que você me faz sentir é tão quente como Mercúrio, uma intensa atividade vulcânica dentro de mim, tal qual foi necessária para Vênus se tornar Vênus.
A sua atmosfera interagia com os meus seres vivos e eu fazia de lar a sua mente da mesma forma que eu faço da terra minha casa
A sua estrutura interna ainda não era bem conhecida e mesmo que eu passasse 686 dias para fazer a rotação do seu sol, cada descoberta que eu fazia sobre você deixa meu rosto mais vermelho que Marte.
Sim, o que eu sinto por você é bem maior que Júpiter...
Eu inocentemente espero ficar igualzinha Saturno, carregando um anel comigo.
Desses que a gente ganha quando está namorando, sabe?
You're My Vampire, Yuma Mukami... "




Rєℓαçα̃σ Ƈσм αѕ Ɠαяσтαѕ:


Annelise tem compaixão as outras garotas, adora todas e tenta protege-lás já que estão todas na mesma situação. Annelise nunca foi distante ou anti-social, tenta ser o mais comunicativa e amigável possível pois quer que sejam amigas e também tenta compreende-las. Annelise está sempre tentando animar e apoiar as garotas para amenizar, nem que seja um pouco, o sofrimento, ela é bastante compreensiva e paciente com as mesmas, está sempre disposta a ouvir os problemas das outras do mesmo jeito que se sente a vontade de falar sobre os seus e vai oferecer seu ombro para chorar se necessário. Ela é bastante fiel a suas amizades e odeia falsidade ou traição, mas também nem tudo é "Perfeitinho e Cor de rosa", Annelise pode chegar a brigar com uma de suas amigas para faze-lá "cair na real". Ela quer que sejam amigas, mas também vai querer seu espaço e privacidade e também deixa bem claro que não está ali para endeusar ninguém e sim apoia-lás e tentar serem amigas. Annelise as considera suas irmãs e passou a confiar cegamente nelas. Anne odeia vê-las tristes ou chorando e adora aconselhá-las como se fosse uma espécie irmã de outra mãe.



Rєℓαçα̃σ Ƈσм σѕ Ʋαмριяσѕ:

'

Reiji Sakamaki

Annelise admira Reiji pela sua educação e pela sua organização apesar de o achar mandão e exigente demais, mas ela entende que ele apenas quer fazer seu melhor. Eles têm duas coisas em comum, o seu apreço por chá e o seu gosto por livros. Annelise e Reiji não são Best Friends Forever nem nada, mas tem uma relação razoável.



Shuu Sakamaki

Sinceramente, Annelise acha-o calmo mas também um preguiçoso de primeira categoria. Anne nunca se importou em encontrar Shuu dormindo por aí, o acha uma "pessoa" tranquila que apenas quer seu espaço privado, apesar dela saber que ele também não é nenhum santinho. Ela não fala muito com ele, ela é do tipo elétrica e ele é preguiçoso, mas isso não quer dizer que se odeiam, apenas não se falam com muita frequência, Anne é ainda é um pouco tímida para falar com ele, mas se ela fosse ouvir algum tipo de música clássica iria pedir uma recomendação a ele sem hesitar, bem, talvez um pouco.



Ayato Sakamaki

o seu menos "favorito", eles não se falam são só normalmente algumas poucas palavras, a cada 10 vezes que conversam 5 são discussões, por isso não gosta de conversar muito. Não liga para seus argumentos agressivos, o acha uma criança birrenta e mimada. Age normalmente, não fala muito nem pouco, não se interessa muito em ficar próxima dele já que odeia seu jeito "eu sou o rei do mundo".



Kanato Sakamaki

Acha ele muito fofo, bem, um Yandere "fofo"
Mas não diria isso na cara dele porque tem medo dele, acha ele psicopata... e pra ela isso é uma qualidade e não um defeito, mesmo assim se assusta um pouco. Para ela é super normal ele conversar com o urso de pelúcia, ela gosta de kanato e o acha uma gracinha. eles trocam palavras as vezes, não sempre mas ela queria poder sentar e conversar com ele de verdade, ela define sua relação com ele como normal dentro do possível.




Laito Sakamaki

No principio achou ele bem bonito e inclusive gosta do sinal que ele tem perto da boca, seu nome lido por Raito significa luz e com base nisso ela achou que ele era um cara quieto mas... Não '- '
Ela não é distante mas também não é próxima, digamos que ela seja "neutra"
Sempre entende as coisas pervertidas que ele diz mas prefere fingir que não entendeu. Ela prefere manter distancia quando está no modo pervertido, não é seu favorito mas tem uma boa relação com ele.




Subaru Sakamaki

De início, Annelise não se aproximava muito dele pois tinha algum medo, mas depois de um tempo, ela passou a dar-se melhor com ele mas os dois não eram "grandes amigos" mas tinham uma relação razoável.
Annelise acha-o tripolar (por que bipolar é pouco), mas um rapaz bom e "fofo", mesmo com a sua personalidade agressiva, mas sempre que ele está com raiva ela prefere manter-se afastada.




Ruki Mukami

Outro com quem quase não fala. Fala com ele de vez em quando, geralmente uma conversa formal, está sempre pedindo recomendações de livros que por sinal ele lhe recomenda os melhores, na verdade essa é a única atividade que tem juntos. Annelise acha que ele tem um tom de voz apaziguador e um sorriso amável, mas também o acha desconfiado. Anne não interage muito com ele mas de vez em quando gosta fazer quebra-cabeças complexos sobre o que se passa na mente de Ruki Mukami.



Kou Mukami

Acha nojento ele ser duas caras, afinal é uma das coisas que ela mais odeia. Tem vezes que ignora e quando fala com ela a mesma apenas o olha fixamente e se afasta em seguida o que o deixa muito irritado ou diz poucas palavras e se retira. Sente-se comovida quanto ao seu passado, mas não consegue gostar do seu lado egoísta e egocêntrico por mais que tente. Tenta o máximo possível se dar bem com ele mesmo sentindo um pouco de raiva deste por seu jeito superficial mas tenta compreende-lo pois eles não são tãaaao diferentes, por mais que não haja muita interação entre os dois, tenta pacientemente mudar seu jeito de pensar sobre ele.



Azusa Mukami

O mesmo que kanato.
O acha estranho e bizarro, mas fofo.
Tenta se aproximar dele, mesmo sentido um pouquinho de medo do vampiro as vezes, Annelise o considera seu irmão e se preocupa com seu estado físico e mental, tenta ser o mais carinhosa possível com Azusa pois sente certa pena, mas também acaba se afastando do mesmo as vezes por medo.
Gosta e tem uma "boa" relação com o mesmo.




Ƈυяισѕι∂α∂єѕ Sσвяє α Ƥєяѕσηαgєм:

『♥』É ambidestra
『♥』Fala Japônes, inglês e Alemão
『♥』Jogou todas sua bonecas fora quando criança, por medo
『♥』Annelise tem Miopia, mas usa lentes de contato
『♥』Esse é uns dos fatos que Anne mais odeia e acha rídiculo. Já com seus 17 anos e ela nunca beijou.
『♥』Uma música que define sua relação com o par e For Him - Troye Sivan, que por sinal é uma de suas favoritas
Mostrar Spoiler: Troye Sivan - Form Him Letra




Nós estamos correndo tão rápido
E nós nunca olhamos para trás
E qualquer coisa que me falte, você completa
Nós fazemos um time muito bom
E mesmo que nem todo mundo veja
Nós temos essa química louca
Entre a gente


Concertando seu carro porque essa cidade é um tédio
Comprando cigarros eletrônicos na loja de conveniência
Criando novos clichês na nossa pequena turnê
Vamos


Você não precisa dizer eu te amo para dizer eu te amo
Esqueça todas as estrelas cadentes e as luas prateadas
Nós fazemos tons de roxo, a partir do vermelho e do azul
Enjoativo doce como mel, não preciso de dinheiro
Tudo que preciso é você
Tudo que preciso é você


Nós tentamos ficar acordados até tarde
Mas nós dois somos fracos
Sim, nós extrapolamos fácil demais
E levamos piadas muito a sério
E às vezes viver é muito difícil
Nós somos duas metades de um único coração


Você não precisa dizer eu te amo para dizer eu te amo
Esqueça todas as estrelas cadentes e as luas prateadas
Nós fazemos tons de roxo, a partir do vermelho e do azul
Enjoativo doce como mel, não preciso de dinheiro
Tudo que preciso é você
Tudo que preciso é você


Tome um remédio, fique e descanse, você não precisa ir
Estou trarei o emo de volta se você sair da minha casa
Eu me divertiria em uma boate e você prefere assistir tv
Vou apertar sua bunda forte
como se estivesse amassando massa
Garoto da pizza, estou correndo por você
Nós podemos nos casar hoje a noite se você quiser
Eu em um terno barato como um advogado desprezível
E se você partir meu coração, seria uma honra


Você não precisa dizer eu te amo para dizer eu te amo
Esqueça todas as estrelas cadentes e as luas prateadas
Nós fazemos tons de roxo, a partir do vermelho e do azul
Enjoativo doce como mel, não preciso de dinheiro
Tudo que preciso é você
Tudo que preciso é você




『♥』Seu sonho é se tornar uma Astróloga ou poder usar uns de seus talentos com paixão
『♥』Sua cor favorita é pastel (cores leves e suaves)
『♥』Sobremesa favorita: Tudo que tenha chocolate; Esta sempre cozinhando coisas do tipo
『♥』Annelise é Judia (Religião judaica)
『♥』Sua comida favorita é pizza
『♥』Escreve várias notas para seu violino, para tocar depois expressando seus sentimentos na música.
『♥』Suas matérias favoritas são Música, ciências e Literatura
『♥』 Sua Musica Tema é Mrs. Potato Head
Mostrar Spoiler: Melanie Martínez - Mrs. Potato Head


Se você não nasceu com isso
Você pode comprar um par de enfeites
Só não se esqueçam de ler o aviso crianças
Porque muito em breve vocês ficarão entediadas
(ah ah)

Sexy, hey garota, se você quer se sentir sexy
Você sempre pode chamar um profissional
Furam alfinetes em você como se fosse um vegetal
(ah ah)

Crianças para sempre, crianças para sempre
Pele macia de bebê se transforma em couro
Não seja dramático, é apenas um pouco de plástico
Ninguém vai te amar se não for atraente

Oh Sra Cabeça de Batata, diga-me
É verdade que a dor é beleza?
Será que um novo rosto vêm com uma garantia?
Será que um rosto bonito te torna melhor?
Oh Sr Cabeça de Batata, diga-me
Como você pagou a cirurgia dela?
Você jura que vai ficar para sempre?
Mesmo que o rosto dela não fique junto
Mesmo que o rosto dela não fique junto

Se você quer um pouco mais de confiança
Batatas viram batatinhas fritas, sim, isso é senso comum
Tudo que você precisa é de alguns condimentos a mais
E cem mil dólares para alguns elogios
(ah ah)

É um desperdício
Quando garotinhas crescem com o rosto da mãe
Mas pequenas garotas estão aprendendo como cortar e colar
E contrair lábios até sufocar
(ah ah)

Crianças para sempre, crianças para sempre
Pele macia de bebê se transforma em couro
Não seja dramático, é apenas um pouco de plástico
Ninguém vai te amar se não for atraente

Oh Sra Cabeça de Batata, diga-me
É verdade que a dor é beleza?
Será que um novo rosto vêm com uma garantia?
Será que um rosto bonito te torna melhor?
Oh Sr Cabeça de Batata, diga-me
Como você pagou a cirurgia dela?
Você jura que vai ficar para sempre?
Mesmo que o rosto dela não fique junto

Oh Sra Cabeça de Batata, diga-me
É verdade que a dor é beleza?
Será que um novo rosto vêm com uma garantia?
Será que um rosto bonito te torna melhor?
Oh Sr Cabeça de Batata, diga-me
Como você pagou a cirurgia dela?
Você jura que vai ficar para sempre?
Mesmo que o rosto dela não fique junto
Ficar pra sempre, ficar pra sempre
Mesmo que o rosto dela não fique junto
Ficar pra sempre, ficar pra sempre
Mesmo que o rosto dela não fique junto
Ficar pra sempre, ficar pra sempre
Mesmo que o rosto dela não fique junto
Ficar pra sempre, ficar pra sempre
Mesmo que o rosto dela não fique junto




『♥』 Inspiração é a violinista, dançarina, cantora e compositora Lindsey Stirling e sua música favorita é Elements (Orchestral Version)
『♥』 O emblema de sua família





Rσυραѕ / Ɛѕтιℓσ:

Seu estilo de roupa é algo mais formal mas um tanto diferente, Geralmente com roupas da época vitoriana ou até algo mais leve e descontraído, alguns diriam que ela tem o estilo 'lolita' já que suas roupas são compostas por blusas e vestidos de babados e laços, saias/Shorts de cós-alta com suspensórias e gravata borboleta. Geralmente suas roupas são pretas e brancas, Annelise odeia roupas muito estampadas ou com cores berrantes, ela prefere algo mais "discreto" e algo curioso sobre suas gravatas é que todas possuem o emblema dos Rothschild. Annelise adora acessórios, desde pulseiras a brincos e algo de costume dela, em seus acessórios sempre tera algo simples ou rosas e espinhos, para ela essa é a melhor combinação e incluse as vezes coloca até em seu próprio cabelo. Algo sobre sue modo de vestir é que uma hora seu estilo é um e outra é algo totalmente diferente, digamos que seu estilo é meio bipolar.





Aℓgσ α Mαιѕ?












ƬHƐ ƐƝƊ

~~

Escutando: Troye Sivan - Bite
Lendo: 𝙰 Ƒι𝚌нα
Assistindo: Hora de Aventura
Jogando: 𝙼𝚒𝚗𝚑𝚊 𝚟𝚒𝚍𝚊 𝚗𝚘 𝚕𝚒𝚡𝚘
Comendo: 𝚄𝚗𝚒𝚌𝚘́𝚛𝚗𝚒𝚘𝚜 𝚚𝚞𝚎 𝚖𝚒𝚓𝚊𝚖 𝚊𝚛𝚌𝚘-𝚒́𝚛𝚒𝚜
Bebendo: 𝚂𝚞𝚌𝚘 𝚍𝚎 𝚜𝚘𝚛𝚛𝚒𝚜𝚘 Ü

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...