~yourgrace

yourgrace
.+just kidding
Nome: .¸¸.*♡*.loser.*♡*.¸¸.
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Andradina, São Paulo, Brasil
Aniversário: 18 de Maio
Cadastro:

._s p + r // k.l.y ★


Postado



»Yesterday«, I t.h.o.u.g.h.t I saw
You shadow running 'round
It's funny how {things} never change
— This Town by Niall Horan.

Nome Completo
Katherine Alexia Romanoff Rogers.
Katherine significa "pura" ou "casta".
Alexia significa “ajudante” ou “defensora”, “defensora da humanidade”.
— O nome Katherine, muitas vezes, é ignorado. A menina prefere ser chamada por Alexia, assim, apenas os seus pais utilizam o seu primeiro nome.

Apelido
Kathy || Alex || Lexy || Lexia.
Kathy é a forma pelo qual apenas a sua mãe a chamava, a menina não gosta que a chamem assim, sente como se estivessem invadindo o seu espaço.
Alex é o apelido mais comum da garota, todos os seus amigos a chamam dessa maneira.
Lexia é como os seu pais a chamam, uma apelido fácil e amoroso.
Lexy é utilizado pelo seu possível par amoroso, muitas pessoas também o usam para pedir algo para a garota.

Idade
Dezesseis anos de idade.
— Nascida no dia 26 do mês de maio as 08h19min, sendo do signo de Gêmeos.

Codinome
Sparkly.
— Este codinome lhe foi escolhido por conta de seus poderes.

Aparência

Abençoada seja Lexy, com uma dose da bondade da mãe natureza, ela é dotada de uma inacreditável beleza. O rosto possui os mais amáveis detalhes, com a pele macia feito pêssego, um queixo mais alongado, localizado abaixo dos lábios finos e rosados, dificilmente cobertos por alguma maquiagem que não passe de um gloss sabor cereja. Os lábios acobertam os mais alinhados e brancos dentes da família. As sobrancelhas são escuras e feitas de tempos em tempos, uma das vaidades que a menina se dá o direito de ter. Os olhos de Alexia são realmente belos, as íris não passam apenas como discos musculares coloridos, elas possuem uma tonalidade castanha, como o marrom dos melhores chocolates. Possuem um brilho encantador como o de uma estrela. Os cabelos de Katherine descem um pouco mais abaixo dos ombros, com um castanho escuro que, muitas vezes, é confundido com o preto. A cor da pele da menina é branca, até mesmo pálida. A jovem possui um corpo com algumas poucas curvas, ela mede 1 metro e 68 centímetros, não sendo muito alta, mas tendo o tamanho adequado para distribuir os seus 52 quilos pelas cumpridas pernas. Alex possui a famosa "barriga chapada". Seus braços são cumpridos e finos, assim como os dedos, apesar da mão ser pequena. Os seios são médios, assim como os glúteos, porém, mesmo que não seja muito encorpada, ela não deixa de ser linda.


PhotoPlayer
Hailee Steinfeld.

Personalidade
Desde muito pequena, Alex sempre fora muito curiosa. Sua mãe costuma a dizer que ela era como uma exploradora e, feito um bom explorador, ela gostava de descobrir e investigar tudo o que estivesse — e o que não estivesse— ao seu alcance. E essa característica não mudou muito. Aos 16 anos de idade, a garota continua sendo curiosa e questionadora, ela faz o tipo que se esconde atrás da porta pra tentar descobrir o que está acontecendo. Não pra fofocar, é claro, apenas para matar a curiosidade. Se ela sente que estão escondendo algo dela, a menina fica no pé até descobrir o que é.
A morena possui uma lábia inimaginável, é impressionante como alguém com tão pouca idade, consegue ter tantos amigos e nunca chegar ao ponto onde se acaba o assunto e reina o constrangimento. A jovem é um poço de alegria, para ela, uma nuvem cinza não atrapalha o seu dia. Possui uma disposição e um jeito único de viver, pra viver. É difícil ver a moça chateada, já que ela costuma a levar tudo que pode na brincadeira, sem se ofender. Além disso, o seu sorriso é o seu fiel e honrado amigo, ela exibe os dentes perfeitamente brancos e alinhados para quase tudo que faz com entusiasmo e amor.
Não é mistério pra ninguém, Lexia é dona de um dos maiores corações do planeta terra. No peito de Rogers, sempre há mais um lugar para alguém novo se aninhar, seus braços estão abertos para aconchegarem novos ombros carentes. Ama com facilidade, por isso corre o risco de se ferir com a mesma precisão. Ela não é ingênua, sabe quando as pessoas realmente valem a pena, porém, Alexia possui o lema da primeira chance, nunca julgar sem antes conhecer, nunca ignorar sem antes conversar. Quando alguém a ofende, ela perdoa, mas sempre lhe sobra aquela cicatriz que a faz lembrar-se do que aconteceu. Dói lembrar, mas não se pode perder quem ama por uma simples ardência.
Por onde passa, a jovem consegue levantar o humor das pessoas. Dizem que ela é envolvida por uma áurea misteriosa, como se o seu modo alto astral de ser fosse algo além da sua carisma, como se fosse um dom divino. A menina é super sociável, todas as palavras que saem de sua boca, saem como se fossem um convite para uma boa xícara de café. Já o seu humor, ele contrasta com a sua personalidade. Suas piadas possuem um tom de ironia, além de serem envoltas por uma pitada de sarcasmo, ela matem um sorriso maldoso quando quer mostrar segundas intenções e sempre brinca com a vida amorosa dos amigos.
Lexy tem um ponto em seu cérebro que emana criatividade, ideias mirabolantes e uns dos melhores planos da agencia vêm da jovem, ela está sempre inovando, como se fosse uma metamorfose ambulante. Tem bons planos, assim como também é dona de um ótima raciocínio. Se não tivesse poderes, ela continuaria sendo uma agente excepcional. As suas notas sempre foram boas, motivo de orgulho para Steve e Natasha, a sua inteligência sempre esteve muito evidente em suas atitudes. Katherine não é apegada ao comum e ao regrado, ela é dona de uma mente aberta, o que for inovador, é bom, assim, todas as opiniões são muito bem-vindas. Suas habilidades são aguçadas, ela é esperta e dificilmente se faz de boba, a não ser que a sua missão exija.
Em suas conversas que envolvem trabalho, Alexia é sempre muito objetiva, ela não faz o tipo que enrola, prefere ser curta e grossa, sente que lida melhor com os vilões dessa forma. Por exemplo, é bem mais fácil ser objetivo em um interrogatório, do que ficar de papo e tentar convencer pacificamente. No campo de batalha, a mais nova gosta de seguir a sua intuição, mesmo que os sentidos possam nos trair nas horas que nós mais precisamos. Ela gosta de pensar que dificilmente está errada, por isso, odeia dizer um não, seus pais dizem que é a sua teimosia, os outros a acusam de não ter maturidade suficiente.
Quando tudo parece estar totalmente perdido, a menina se mostra como a esperança: é espirituosa e faz de tudo para manter a equipe unida, detesta ver os outros brigarem e, quando as pontas se soltam, ela dá o seu máximo para emendar tudo novamente. A gentileza expressa-se em seus atos, ela faz o que pode para ver os outros bem, mostra o seu melhor sorriso, diz as melhores palavras e dá os seus abraços mais apertados. Ela é agitada, não consegue ficar parada em um só lugar, toda essa suas energia é gasta em uma boa festa, a menina é uma completa festeira. Faz o tipo que bebe, mesmo que não tenha idade pra isso. Faz tempo que ela não vai em uma festa, mas, velhos hábitos nunca são perdidos.
É amorosa com todos que conhece, porém, com a sua família, ela é realmente carinhosa, mas em um nível comovente. Se quiserem mexer com o emocional da jovem, basta apenas se aproximar das pessoas que ela ama e as afastar dela. Quer dizer, não literalmente. Alexia é paranoica com as suas amizades, se alguém começa a se envolver com a sua melhor amiga e a afasta dela, ela fica atiçada, sendo irônica e até mesmo sarcástica. Ela é sensível em relação aos seus sentimentos, ela é ciumenta com os que são bem próximos à ela. Na realidade, o maior medo da morena, é ser abandonada.
É bom estar na presença da menina, porque quando junto a ela, os problemas parecem sumir, o seu modo de ser é contagiante, seu sorriso brilha e as suas palavras te motivam a querer aprender a apreciar o que é bom. A moça é nova, tem pouca idade e alguns traços que lembram um rosto infantil, entretanto, a sua personalidade rende. A sabedoria e o entusiasmo em viver comovem qualquer um, até mesmo os corações de pedra, uma menina de ouro, a fonte de problemas mais divertidos, a voz irritante na manhã que, depois, ilumina o dia.

História
Megan Vitti era realmente muito bela, ela possuía os cabelos negros mais belos de todos, tinha um ar exótico e exuberante, todas os garotos de sua faculdade eram apaixonados por ela, entretanto, a mulher não dava atenção para estes. Ela gostava de ser livre e viver por aí, estudando, aproveitando cada momento de sua vida.
Em uma noite fria de agosto, a jovem mulher topara ir com a melhor amiga para uma boate que fora inaugurada há não muito tempo. Elas se divertiram, aproveitaram e dançaram muito, mas, então, Meggie viu que já estava ficando tarde e pediu à amiga para ir embora, porém, Elizabeth não estava em condições de dirigir, cambaleava de bêbada enquanto se agarrava em um homem qualquer. Assim, Megan saiu da boate, rindo da amiga, caminhando até a sua casa.
Contando os passos, quando lhe faltavam apenas 153 deles para chegar em casa, a morena começou a sentir um calafrio, como se estivesse sendo perseguida. O bairro onde a menina vivia era escuro, perto de alguns bares e tinha tudo para dar errado. Ela apressou-se para chegar logo ao seu apartamento, infelizmente, as coisas saíram do eixo.
Os braços masculinos envolveram, de maneira agressiva, e a puxaram para dentro de um beco escuro.
A pior noite da vida de Megan Vitti manchou a suas memórias para o resto de sua vida. Após duas semanas deitada na cama, em posição fetal, chorando intensamente e se sentindo um lixo, Meg, com o apoio de sua melhor amiga, Beth, descobriu estar grávida do monstro que a abusara.


Durante os nove meses de gestação, Megan passou por transformações emocionais. No primeiro momento, a sua vontade fora a de querer abortar o bebê, a criança amaldiçoada que ela carregava dentro de si, porém, sua crença religiosa a condenaria. Depois, teve a fazer do ódio, nojo de si mesma por estar grávida e ter os olhares que antes a desejavam, carregados de pena, como se ela estivesse amaldiçoada.Não foram poucas as vezes que a mulher quis desistir de tudo, mas, felizmente, ela sobreviveu aos nove meses de gestação, mesmo que sua consciência nunca estivesse limpa.
A menininha nasceu em uma manhã ensolarada, o seu choro soou com uma incrível harmonia para os ouvidos de Vitti. Após aquele momento, todo o rancor que ela sentia em carregar aquele bebê, sumiu. Por uma semana, a bebê não teve nome, porém, sua mãe a nomeou como Katherine, que quer dizer "defensora da humanidade", já que aquele neném, mesmo que não fosse planejado e errado, era a sua salvação.
Kathy não recebeu o sobrenome da mãe, ela sempre fora chamada de Katherine Alexia, e não Katherine Alexia Vitti, era algo que a menina não entendi e Megan não sabia como explicar. Mesmo que ela não tivesse um sobrenome, vivia feliz com a sua amada mãe. Era uma criança agitada, porém comportada, o que possibilitava Meggie de continuar cursando a faculdade de advocacia e de trabalhar alguns turnos em um café perto do prédio. Elas viviam em um apartamento modesto, pequeno, mas aconchegante e que, mesmo que parecesse insignificante, era o lar delas.


As coisas estavam começando a se ajeitar, durante esses cinco anos, elas se mudaram para um apartamento maior, Megan se formou e passou a exercer a sua profissão com maestria, assim como ela iniciou um namoro com um cara honesto e que parecia gostar muito de sua filha, o que era de grande importância. Porém, as coisas desandaram novamente.
Os poderes da menina deram os primeiros sinais quando, em uma noite, ela fora dormir na casa de uma amiga para uma festa de aniversário. Elas fizeram uma noite do pijama e se divertiram com todas as possibilidades de diversão que uma poderia ter. Depois, foram dormir e, enquanto dormia, o corpo de Katherine começou a emanar uma luz, um brilho que não parecia ser normal. Suas colegas acordaram a noite e se assustaram com aquilo, começaram a se afastar da menininha e também começaram a gritar e apontar para a mesma.
Alexia acordou e começou a chorar, não entendendo o que estava acontecendo, as garotas apontavam para ela como se ela fosse um monstro! Mas, por qual motivo? Então, quando ela notou o que estava errado, começou a chorar mais ainda, fazendo com que as luzes acesas na casa piscassem loucamente. Quando a mãe da aniversariante entrou no quarto, tudo sessou e só restou uma menina chorosa e algumas assustadas. Kathy não passou mais cinco minutos ali, a sua mãe logo fora buscá-la.
Katherine optou por não contar nada para a sua mãe, mas os seus dias passaram a ser mais estranhos e difíceis. Sempre que a menininha ia para a escola, lhe apontavam o dedo na cara e diziam que ela era um tipo de extra-terrestre. Era difícil de se entender como seres tão pequenos poderiam ser tão malvados.


Como se já não fosse um problema para a cabeça de Alexia, sua mãe não fazia ideia do que atormentava tanto a pequena. Além de tudo isso, pessoas começaram a observar a rotina da dupla, até mesmo Bryan, o namorado de Megan, estava sujeito a coisas estranhas. Até o dia em quem homens de preto bateram na porta do apartamento daquela família.
Explicaram para a Megan que a sua filha havia nascido com alguns detalhes especias, uma espécie de poderes. A mulher não acreditou no que eles estavam dizendo, até quando lhe disseram que a menina correria perigo se ela continuasse ali. Ofereceram uma grande quantidade de dinheiro para que ela entregasse a criança. Vitti relutou muito, mas comentários a persuadiram, disseram que ela era nova e que ainda poderia ter mais filhos, filhos que não seriam tão problemáticos quanto Katherine. Ainda disseram que, com o dinheiro que ela iria receber, pagaria as suas dispesas pro resto de sua vida.
Tristemente, naquele mesmo dia, Alexia não voltou para casa. Quando ela estava voltando da escola para a sua casa, pronta para pegar a sua van e chegar em casa para pintar os desenhos da tarefa de casa, os mesmos homens de mais cedo interditaram no seu caminho e a levaram para a S.H.I.L.D.E.
A garotinha ficou perdida naquele lugar, ela não sabia fazer outra coisas além de se abraçar em posição fetal e chorar. Os agentes até lhe davam atenção, mas a menina não queria palavras de consolo, ela queria voltar para casa. Algumas crianças foram solidárias com Alexia, mas ela não chegou a aceitar brincar com elas.
Contaram para a menina que ela havia sido levada para aquele lugar para o seu bem-estar e que, infelizmente, não poderia mais ver a sua mãe. Aquela notícia fora como uma bomba para o coraçãozinho da menininha.

A garota ficou sujeita a viver na base, sem família, por si só, comparecendo aos treinamentos e dormindo em um quarto provisório. Felizmente, a vida parecia ter um plano bom para a garota (ou não). Natasha e Steve tiveram dó da garotinha, ela parecia perdida, fazendo as coisas no automático. Por isso, sugeriram para Fury que eles tivessem a guarda da garota, adotando ela.
Se acostumar com os seus poderes fora uma das partes mais difíceis, toda vez que ela descobria algo novo, ficava eufórica e não dormia direito, passando a noite testando-o. Diferente das outras crianças, Alexia não fora levada embora da base, o verdadeiro fato de Alexia estar em treinamento, era tentar criar uma agente boa, que ficasse para defender a Terra e que ainda tivesse poderes.Quando a guerra acabou e Thanos venceu, Alexia se escondeu no mundo. Ela não teria como ir para a fortaleza, já era tarde demais, por isso, ela passou a se esconder no mundo. Mas isso não é problema, a menina sabe muito bem como se defender.
Alexia passou a recusar o nome Katherine, pois sempre se lembrava de sua mãe a chamando de Kathy. Porém, a sua vida ganhou mais cor assim que ela passou a viver com os seus mais novos pais. Por ter apenas 6 anos, fora fácil para ela se ajustar na situação. Quando se apegou aos seus pais, ela os perdeu.
A vida parece gostar de dar rasteiras, agora a menina, de apenas 16 anos, vive no caos, mas com um grupo de ex-agentes que ela sente necessidade de proteger, pois estes são a sua única família.


Pais
Steve Rogers, pai adotivo.

Natasha Romanoff, mãe adotiva.

Relação que mantinha com eles
Natasha e Steve a adotaram com muito prazer, cuidaram dela com muito amor, por isso, Alexia é muito grata aos seus queridos pais, dessa forma, muitas vezes, o termo "adotivos" fica de fora. Natasha, apesar de parecer um pouco durona, era a fiel companheira de Lexia, mesmo que fosse estranho para Nat ouvir a menina a chamando de mãe; elas se davam muito bem, por ter um bom humor, mesmo que Katherine fosse um pouco irritante às vezes, as duas gostavam de passar o tempo juntas, conversando, contando piadas.
Em relação a Steve, o homem era super carinhoso com a menina, além do carinho, o Sr. Referências era protetor e tratava Alexia como se ela fosse um bebê, o amor que eles compartilhavam é muito grande, Lexia sabe que, toda essa proteção, era uma das maneiras de ele demonstrar que a amava.
Katherine será eternamente grata aos dois que a adotaram e a criaram, a menina nunca saberá como recompensar ambos e, sente muita falta do seu pai e da sua mãe.

Poderes
1.Geração de campo de força:

Habilidade de criar um campo de força protetor ao redor de um personagem ou em um local específico. Alguns desses campos de força podem até mesmo deter uma chuva de meteoros, mesmo assim eles não são indestrutíveis.Esse poder também é chamado de Projeção de campo de força.
2.Aderência física:

Capacidade de se aderir a qualquer superfície, permitindo assim escalar paredes íngremes e até mesmo se pendurar no teto.
3.Mimetismo Elétrico:

Mimetismo Elétrico é a capacidade de se transformar em energia, sendo uma eletricidade, podendo dar choque involuntariamente nas pessoas e até mesmo podendo viajar por aparelhos eletrônicos.
4.Resistência Mental:

Resistência Mental é a capacidade de aguentar melhor que os outros mutantes ataques que afetem o cérebro, tais ilusionismos, sedução e relacionados.
5.Iluminação Corporal:

É a capacidade que o usuário tem de transformar todo o seu corpo em uma fonte de luz, iluminando os lugares ao redor.
6.Manipulação de energia:

É a habilidade de manipular qualquer tipo de energia, podendo armazenar altas quantidades de variados tipos de energia em seu corpo e redirecionar em uma enorme rajada. Um manipulador de energia pode usar quantidades de energia armazenada para melhorar seus atributos, ficando mais forte, resistente e rápido.
7.Eletrocinese:

Eletrocinese é a capacidade de controlar, gerar ou absorver a energia elétrica. É possível, através da eletricidade, aumentar a temperatura de objetos, podendo fundir metais e derivados.

Habilidades
Depois de descobrir os seus poderes, Lexia desenvolveu a habilidade de Hackear, ela consegue localizar e/ou hackear qualquer tipo de programação.

Armas
Para sentir-se mais protegida, Alex costuma levar um par de adagas em seus sapatos.

Gostos / Desgostos
[Gostos]

Perfumes || Tecnologia || Azul || Bolo de Caneca || Sua família || Frutas vermelhas || Frio || Estrelas || Noite || Desenhar || Cozinhar || Pimenta || Crianças.

[Desgostos]

Dor || Arrogância || Brigas || Livros || Rosa || Abandono || Regras || Calor || Nadar || Fotos || Traição || Praias || Música lenta || Flores.

Traumas / Medos / Fobias
Ablepsifobia — medo de ficar cego;
Brontofobia — medo de trovões e relâmpagos;
Catagelofobia — medo do ridículo (estar ou ser);
Distiquifobia — medo de acidentes;
Eremofobia — medo de ficar só.

— O pior trauma de toda a vida de Alex fora ser abandonada pela sua própria mãe quando ela tinha apenas cinco anos. Este se tornou o maior medo da vida da garota, ser deixada por aqueles que ela ama.

Talentos / Hobbies
Desenhar. É o hobbie mais clichê de todos, porém, é o seu melhor passatempo.

Cozinhar. Faz isso quando está estressada, serve para aliviar a tensão e evitar discussões.

Par?
Disponível.

Relação com o par
Não é difícil para Alex admitir que ama alguém, mas, quando perceber que esse amor está ultrapassando a linha da amizade, ela se pegaria tentando negar o sentimento, porém, não resistiria ao seu coração. Apesar de ser considerada nova para estar em um relacionamento sério, Alexia é realmente madura para tal situação. Não é por causa de alguma habilidade ou algum benefício de seus poderes, é apenas porque ela é ela mesma. A menina age normalmente, sua relação é como qualquer outra relação que ela teria com algum amigo. Talvez a pessoa amada seja como a de um melhor amigo, alguém com quem ela pode contar a qualquer hora, assim como a pessoa também pode contar com ela. A jovem saberia como tratar aquele que seria dono de seu coração, ela daria a devida atenção e o amor. O seu par seria, sem dúvidas, uma das pessoas que ela mais sentiria ciúmes, entretanto, tentaria não demonstrar. Muitos relacionamentos terminam da noite para o dia e Lexy faria de tudo para tentar não se afetar tanto quando a sua vez possivelmente chegasse. É por isso que ela o trataria como um amigo, porém com certos benefícios.

Relação com os outros herdeiros
Não os conhece pessoalmente, porém, é quase óbvia a sua relação com eles caso os conhecesse: Ela seria a mesma de sempre, simpática, tagarela, sempre animada e contando seus novos planos mirabolantes. Uma das mais novas do grupo, provavelmente deveriam a tratar como se ela fosse uma pirralha, mas, na verdade, Alexia aparentaria ser a "mãezona" do grupo. Após conviver com os herdeiros, eles passariam a serem os seus melhores amigos. Mesmo que ela se dê bem com uns e não muito bem com outros. Em geral, a relação é ótima, porque ela é o ombro amigo, a pessoa que motiva todos a continuarem firmes e fortes. Ela seria um especie de válvula de escape para todos, em suas conversas, os assuntos leves predominam e ela faz de tudo para que todos se sintam bem.

O que acha sobre a fortaleza espacial? E Nick Fury?
Alexia está de acordo com a fortaleza, ela não acha que o local seja algo tão absurdo. Ela não pôde deixar a base, por isso, ela acha que a fortaleza é realmente uma boa maneira de manter todos os herdeiros a salvo, já que eles correriam muito mais riscos no planeta Terra. Quanto à Fury, embora muitos não gostem dele, a garota simpatizava bastante com o homem, não vive um caso de amor, mas também não nutre o ódio. Além disso, ele era como um padrinho, já que confiara a sua guarda aos seus pais adotivos.

Uniforme de combate
Clique aqui.

Música tema do personagem
» Lush Life by Zara Larsson «
I live my day as if it was the last
Live my day as if there was no past
Doing it all night, all summer

Algo a mais
Alexia não fora levada até a fortaleza por, simplesmente, não ser uma herdeira de sangue de um vingador.
— A vida que a menina tem agora é um tanto precária, depois de fugir, ela contatou sua mãe de sangue e se abrigou, mas logo após, deixou o local e se juntou à um grupo de ex-agentes.
— Espero que tu goste da minha amadinha sz.
— Desculpa por ter te ferrado um pouco com a minha personagem, amo você.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...