~yourgrace

yourgrace
.+just kidding
Nome: .¸¸.*♡*.yourgrace.*♡*.¸¸.
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Andradina, São Paulo, Brasil
Aniversário: 18 de Maio
Idade: 15
Cadastro:

The Selection: Safe and Sound


Postado


O ᴀᴍᴏʀ ᴇ́ ᴜᴍ ᴘʀᴇsᴇɴᴛᴇ ϙᴜᴇ ᴍᴜɪᴛᴏs ɴᴀ̃ᴏ sᴀʙᴇᴍ ᴄᴏᴍᴏ ʟɪᴅᴀʀ


P A R T E P E S S O A L

Nome Completo
ℳia Emily Harold Madison.
— Mia significa “estrela do mar”, “minha”. De origem Inglesa.
— Emily significa "rival" ou "aquela que fala de modo agradável".
— Haroldo significa "líder do exército".
— Madison significa "filho de um guerreiro poderoso".

Apelido
ℳi || Emy.
Mi é a maneira simples e abreviada de seu nome pela qual a sua mãe e algumas de suas amigas a chamam.
Emy é o apelido que quase ninguém usa, era muito utilizado pelo seu avô e é por isso que ela não gosta tanto dele.

Idade
𝓓ezoito anos de idade.
— Nascida no dia 30 de janeiro, às 07h15min, sendo do signo de Aquário.

Aparência
𝓐 menina possui os traços mais belos da família, assemelhando-se a um anjo. Sua pele é branca e leitosa e, por ela ter um cuidado muito grande com o seu corpo, a pele também está sempre muito bem hidratada e macia, sendo o seu cheiro característico o pêssego. Mia tem cabelos castanhos claros e compridos, que chegam um pouco mais abaixo de seus ombros, com a raiz lisa e as pontas onduladas. Seu corpo é cheio de curvas, com a barriga chapada, seus seios e glúteos são médios e as pernas são compridas e finas, sua cintura é marcada, porém, seu quadril é um pouco largo. As mãos têm dedos finos e delicados, com as unhas longas e raramente feitas. O seu peso é suficiente para a sua altura, ela pesa 52 kg e mede 1,68 m, apesar de ainda aparentar ser magra, ela é incrivelmente saudável.
O rosto angelical da jovem é magro, tendo os seus traços naturalmente marcados, já que ela não gosta de usar maquiagem, por isso, tem o seu rosto bem conservado para a sua idade, mantendo a sua profundidade original. Entre as poucas maquiagens que a acompanham, estão o gloss (já que ela não gosta muito de batom) e o blush, que ela usa nos dias em que sua pele está muito pálida. Os lábios da moça são finos e macios, acobertando os dentes brancos e alinhados por conta de sua obsessão por limpeza. O nariz de Mia é fino e levemente pontudo, o famoso "empinado", no sentido figurado, claro. Os seus olhos possuem a mesma tonalidade que os seus cabelos, sendo eles em um castanho claro, confundido com o verde em muitas as vezes. A mãe natureza fora, de fato, bondosa com Mia Madison.




Interprete
𝓔mma Watson.

Nacionalidade
𝓔la é Britânica, de Liverpool, no Reino Unido.

Casta
𝓒asta 03.

Profissão
𝓢erá Bibliotecária.

Personalidade
𝓐s pessoas que não conhecem Mia costumam a pensar que ela é uma garota metida, que se acha superior aos demais, já que ela está buscando ser melhor. Porém, muitas vezes elas podem se enganar.
A morena gosta de ficar no canto dela, lendo os seus livros, buscando por informações e aprendendo, então, quase sempre que a procuram e não a encontrar, ela está na biblioteca, lendo um novo livro, escrevendo algo novo para estudar, anotando tudo o que pode. Mia é bem simpática, apesar dela gostar do seu cantinho, se alguém puxar alguma conversa com ela, ela provavelmente irá continuar de maneira animada, gesticulando com a sua mão de modo engraçado como ela faz quando está interessada. A moça gosta de assuntos produtivos e, por mais que não seja faladora, se apresentarem para ela um bom tema e lhe derem a possibilidade, ela falará até não haver mais o que fazer. Passa horas se dedicando ao treino e se especializando nas áreas que mais gosta, buscando a perfeição, o que faz alguns pensarem que é difícil fazer amizade com a mesma, porém, muito pelo contrário, M é alguém que as pessoas podem se aproximar, já que ela é fácil de ser fazer amizade e não é nem um pouco tímida.
A moça é uma pessoa forte em ambos os sentidos, tanto no físico, devido às horas de treino da jovem, quando psicologicamente, uma vez que, Mia dificilmente se mostra abalada em alguma situação difícil. Quer dizer, ela não é insensível, apenas não demostra os sentimentos com muita facilidade. A menina sempre expõe um sorriso no rosto, mostrado toda a sua confiança, a confiança que ela possui e que tenta compartilhar com as demais pessoas ao redor. Orgulhosa, a adolescente não dá o braço a torcer ou muda a sua opinião, além de não gostar de ser subestimada, dizer que Mia não consegue fazer algo ou que é perigoso para ela, é a mesma coisa que pedir para ser colocado para caminhar na prancha. Independente, toma todas as suas atitudes por conta própria, além de gostar de fazer as coisas do seu jeito, sem que os outros se metam no meio (com exceção de seus amigos e sua mãe). Se Madison tivesse que fazer algo perigoso por quem ela ama, ela não pensaria antes de fazer, não temendo as consequências. É uma pessoa muito justa, não julga os outros, assim como também não gosta de ser julgada. Pode ser difícil para ela, mas, quando magoada, mesmo que demore, ela perdoa. A morena tem uma inteligencia até que admirável, a menina possui um pensamento lógico e é ótima com charadas, além de ser bem esperta para alguém de apenas 18 anos de idade.
A garota não pende a ter muitas dúvidas, faz as coisas apenas quando tem certeza. Mia Madison possui uma "richa" com pessoas que mentem, ela detesta mentiras e, por causa disse, desenvolveu uma habilidade de descobrir quando alguém está contando alguma mentira. Costuma a fazer perguntas audaciosas em momentos errado e, em grande parte do tempo, isto é um problema. Além de tudo, a moça possui um leve grau de TOC (transtorno obsessivo compulsivo) e quer deixar tudo organizado. Como dito antes, a menina também tem a mania que irrita muitos, a mania da limpeza.



Historia
𝓐os 39 anos de idade, viúvo, Comandante militar britânico e pai da jovem Luana, George Haroldo fora escolhido como um dos representantes por Gaston Lafaiete e Catalina Seydoux. George era um homem de bom coração, que se prontificava e oferecia a sua vida pelo bem maior, ele era um patriota e demostrava valentia e servia ao seu rei e à sua rainha com muito prazer.
Por todo esse sentimento que ele possuía pelo seu país de origem, fora um pouco difícil para ele ter que ficar um tempo longe da Inglaterra para poder instalar Luana no Instituto, já que ela havia se oferecido para fazer parte do mesmo, passando pelos treinamentos e teste do local. O homem estava orgulhoso de ver que a sua filha se interessava em se tornar uma agente e trabalhar pelo bem assim como ele.
Após um mês no local, George teve que voltar para o Reino Unido a pedido da base militar britânica. Ele foi e deixou a filha, confiante de que tudo ficaria bem. Quando chegou à base, descobriu que ele havia sido convocado para um busca pelos rebeldes que andavam fazendo arruaça em e Illéa, esta busca levou cerca de três semanas e, no fim, Haroldo ainda voltou para a casa com o braço ferido, porém, em completa faculdade mental e com alguns rebeldes presos, na esperança que alguns deles confessassem o plano de ataque ao castelo.
Ansioso por rever a sua filha, o mais velho pegou o primeiro avião que pôde e chegou ao Instituto, não fazendo ideia da grande surpresa que estaria por vir.


Mesmo que o militar tivesse passado apenas algumas semanas longe de sua filha, ele sabia que havia algo errado com ela. Apesar dos professores dizerem que a jovem era muito empenhada e aprendia com uma incrível facilidade, o pai estava ciente de que os atos da moça não eram mais iguais aos de antes.
Por mais estranho e inadequado que pareça/seja, o homem esperou até a noite de uma exta feira para poder seguir os passos da filha. Era meia-noite e a jovem não havia demonstrado nada de errado em seus comportamentos e, por minutos, George pensou esta errado. Entretanto, quando Luana saltou pela janela do quarto com o capuz preto cobrindo a cabeça, ele não esperou muito para fazer o mesmo e seguir a filha.
Quando a menina parou em frente a um lago e retirou o seu capuz, Georg estranhou e até pensou em ir até a mesma, porém, seus passos foram parados quando outra figura se aproximou da adolescente de 17 anos. Os lábios do homem se abriram em surpresa quando ele viu a sua filha e o homem desconhecido de beijando.
Seu sangue ferveu, é claro. Lua era a sua única filha, sua princesinha, ele a protegia como ninguém! Para o bem da garota, George voltou apara o Instituto, mas, dessa vez, instalou-se no quarto de Luana e esperou que ela voltasse. Já era quase duas horas da manhã quando a menina pulou para dentro do quarto e se assustou com a presença do pai, levando a mão ao peito e sussurrando alguns palavrões.
Aquela noite fora longa, com certeza, Luana nunca havia recebido uma bronca tão grande como a que estava recebendo naquele momento. Ela esperou até que o seu pai se acalmasse para que ela pudesse explicar a situação. Demorou, mas, aos poucos ela foi convencendo o pai de que ele não poderia a proteger para sempre e que ela estava apaixonada pelo cara chamado Steve.


Haroldo era um homem cabeça dura, por mais que a sua filha insistisse que o amado era uma boa pessoa, um simples corretor de imóveis que trabalhava para ajudar a sustentar a família e que a amava assim como ela o amava, ele queria ter certeza de que tudo estava bem.
George torcia para que o tal Steve Madison fosse o que Luana dizia, entretanto, ele se deparou com algo completamente contrário ao que a filha desejava. O homem não era nenhum detetive, mas, ao contratar um, ele investigou o histórico de Steve e, infelizmente, descobriu coisas que o descontentaram ao extremo.
Steve era um rebelde. Estava claro o fato de o homem ser um corretor de imóvel, não haveria jeito mais fácil para ele de se infiltrar na casa dos outros, se não fosse os ajudando a vendê-las e arrumarem outra casa, para que o trabalho de vigiá-los e descobrir coisas novas sobre eles ficasse mais fácil.
Ao descobrir que o possível genro era um rebelde, George fez uma das coisas que ele não se arrepende de ter feito, proibiu Luana de se encontrar com Steve e a subordinou a ficar as vinte e quatro horas do seu dia dentro do Instituto, separando o jovem casal. Além disso, Haroldo também ameaçou Steve e o disse para se afastar da moça e da criança antes que sofresse as consequências, mesmo que blefasse.


Um mês após a separação, Luana começou a sentir cansaço e dor de cabeça, além de ter náuseas e tontura pela manhã. Uma de suas colegas suspeitou de que a jovem estivesse grávida e que lhe comprou um teste, que ela fez relutantemente. Com cinco minutos de espera — que mais pareceram uma eternidade—, Luana descobriu estar grávida.
O peso de carregar uma criança era muito para a cabeça da garota e, por isso, ela tentou abortar com comprimidos. Graças ao bom Deus, uma colega de Lua informou o seu pai sobre o estado da mulher e George conseguiu chegar a tempo de levá-la até o hospital, onde eles fizeram uma lavagem em seu estômago e tentaram retirar todos os resíduos da pílula de seu corpo. A única consequência desse ato inconsciente fora um problema no pulmão da criança, mas nada grave que viesse a atrapalhar as suas atividades.
Durante a gestação, George se manteve longe da filha, ele era um católico fiel e não aceitava o fato de Lua ter tentado abortar o bebê. A pequena Mia nasceu no dia trinta de janeiro, pesando apenas 2,900 kg e medindo 60 cm. Aos poucos, enquanto via a criança crescer, George começou a se aproximar da menina, mesmo que a relação deles fosse limitada por conta da mãe da menina.
Aos quatro anos de idade, a garotinha era bem apegada ao avô e adorava quando ele se sentava com ela na sala das refeições e lhe lia um livro. Eles eram apegados até aquela época.


George Haroldo foi um homem de bom coração que demonstrou valentia e serviu ao rei e a rainha com muito prazer, com amor à profissão e que só foi parado durante uma batalha, onde deu seu último suspiro. Ele se colocara na frente do rei para evitar que o mesmo fosse morto e, com este ato, deu a sua vida pela sua profissão. O seu heroísmo repercutiu por todo o reino.
Com a história do ancestral, Mia também ficou famosa, as pessoas passaram a cumprimentá-la e a parabenizá-la pelos feitos de George. Porém, Mia não gostou da ideia de estar no Instituto e ser reconhecida por causa de um parente, queria ter seu próprio triunfo. Esse é um dos fatos dela se apresentar com Mia Madison, e não Mia Haroldo. Apesar de não conhecer o pai e ser muito apegada ao avô antigamente, ela utiliza o sobrenome paterno. Além disso, ela era muito nova e são os poucos momentos com George que ela se lembra.
Ela passou a dar o seu melhor em tudo que fazia, dedicando-se ao desenvolvimento de suas habilidades e tentando buscar a perfeição. Tornou-se responsável pelos seus próprios atos, deu motivo para as pessoas a elogiarem e desenvolveu atitude. Desde então, ela impõe respeito de verdade e está sempre buscando ultrapassar o seu melhor.
A repulsa que ela sente pelo seu avô também é, em parte, consequência da história que a sua mãe a contou sobre a maneira horrível que George havia a separado de Steve, o seu pai. De maneira errônea, Mia acreditou na versão de sua mãe, que afirmava que o pai era apenas um homem da casta 04 que ela havia se apaixonado e o seu avô não havia aceitado. Infelizmente, até o momento, nem Mia, nem Luana sabem a verdade.



Família

[ George Haroldo | Casta 02 | Ex-Comandante Militar | Avô | Morto ]

[Daniel Craig]
𝓖eorge Haroldo é o avô falecido de Mia, ele conheceu a neta, mimou e amou a mesma, porém, acabou falecendo quando a menina tinha apenas quatro anos. A jovem, ao invés de ter orgulho do avô, não gosta muito dele, ela acha que o histórico do homem lhe joga um peso e tira os seus valores, mesmo que ela tivesse sido muito ligada com Haroldo, depois que sua mãe lhe contou a versão não verdadeira da história de seu pai, a morena passou a não gostar mais ainda de seu vô. É esperado que Mia descubra "a verdade" e que perdoe a atitude do seu velho.


[ Steve Madison | Casta 04 | Corretor de imóveis | Pai | 39 anos]

[Rober Downey Jr]
𝓢teve não teve a oportunidade de trocar uma palavra cara a cara com a filha, mas, se um dia chegar a conhecer Mia por completo, ele terá orgulho de ser pai dela, uma garota forte, determinada, que não depende os outros para conseguir o que quer. Mia apenas conhece o seu pai por meio do diário e das histórias de sua mãe.


[ Luana Amy Haroldo | Casta 02 | Trabalha no Instituto como Auxiliar | Mãe | 35 anos ]

[Cobie Smulders]
ℒua ama a filha de um jeito incrível, ela se lembra do seu amor passado, Steve e, a filha sendo fruto do amor sincero, é a paixão da mãe. Elas têm um ótimo convívio, a Luana se orgulha de Mia e está sempre a apoiando. A mãe de Mia nunca se apaixonou novamente depois de Steve, então a garota não tem irmãos ou irmãs.


Segredos
— Mia leva o diário da mãe para todos os lados, o diário foi roubado, desse jeito ela acabou conhecendo o pai, Steve.
— Além do diário da mãe, Mia também tem o diário do avô, porém ela nunca o leu e, talvez seja por isso que ela não conhece a verdade sobre o pai.
— Mia já apoiou os rebeldes por certo tempo, porém, em uma certa noite enquanto ela observava um grupo deles que passava pelas redondezas do Instituto, um homem a olhou e a encarou, caminhou em sua direção e a ameaçou com um canivete, a menina nunca mais foi a favor destes.
— Ela domina o código Morse.

Manias
𝓔la costuma a apostar consigo mesma || Morder a bochecha quando nervosa || Franzir as sobrancelhas quando brava || Encher as bochechas de ar quando perde algo || Arrumar suas coisas || Limpar tudo que está bagunçado (o que é irônico para a sua profissão).


Medos / Traumas / Fobias
ℳia tem medo de falhar || Tem medo de cobras || Tem medo de palhaços.
— Ela apoiava os rebeldes, ser ameaçada por um quando mais nova a traumatizou.
— Ela se incomoda com lugares apertados, mas não chega a ser uma fobia


Gosta / Desgosta
[D]

𝓝ão gosta de chocolate, já que é lacto intolerante || Ser subestimada || O sobrenome de seu avô || Pessoas que formam pré-conceitos || Perder.

[G]

𝓔star bem acompanhada || Conversar || Treinar || Coisas organizadas || Senso de humor || Pudim, mesmo que tenha leite, ela ama, principalmente o que a mãe faz || Bala de Coco || Calor || Lareiras || Bebidas quentes.


Hobbie
ℒer || Treinar || Ouvir músicas || Estudar || Jogar xadrez.


Talento Secreto
— É instrutora de Yoga, não dá muitas aulas, até porque as pessoas não estão interessadas no Yoga, mesmo que este seja bom para o controle de raiva e ansiedade.
— Mia é ótima com geografia, é a sua matéria favorita e ela pode se localizar em qualquer ponto de terra firme.


Preferência de Príncipe
𝓣homas Forchhammer.

Relação com o Príncipe
𝓐 relação deles no início não é a melhor de todas, Mia quer conhecer o príncipe pelo qual ela é responsável e pelo qual ela daria a vida, então ela tenta encontrar e conversar com ele de todas as formas, mas o garoto é muito reservado e cauteloso e evita conversar com ela, o que a faz pegar um pouco de birra dele.
Porém, com o passar do tempo eles vão se aproximando e Mia faz de tudo uma bela amizade, ela aprende a amar o jeito paciente e os bons conselhos do garoto. Ela também acha fofo e delicado a forma como o garoto fala, se impressiona com a sua sabedoria. Ela conversa com ele sobre quase tudo e tem um apego por Apolo e Ártemis, a faz lembrar-se de sua gatinha Atena, apesar de serem animais diferentes.



Criadas

São, respectivamente, Amy, Charlotte e Ruby.
Amy e Mia são ótimas amigas, Amy é como sua conselheira particular, elas passam horas conversando.
Charlotte e Mi são basicamente irmãs, Mia nunca teve uma, mas a amizade delas é tão forte que funciona como se fossem laços sanguíneos.
Ruby é a menos aberta com Mia, mas elas estão sempre trocando sorrisos sinceros e respeitosos. Mia defenderia elas sempre que preciso.


Como se relaciona com as outras candidatas?
ℳia é simpática e tentará fazer amizade com elas, mas não aturará desaforo. As garotas que forem com "a cara dela", terão a sua amizade e será um prazer para a jovem conhecê-las, porém, as que lhe torcerem o nariz, apenas serão ignoradas, mesmo que a garota tenha que manter o seu papel, ela não ficará puxando assunto com quem não lhe dá valor e só faz cara feia, como se tivessem chupado um limão.


Como reagiria se fosse escolhida para essa missão e teria que participar da seleção?
ℳia não iria gostar muito no começo, a opinião dela sobre a Seleção é mais para cá do que para lá. Porém, pensando no propósito da Seleção, aceitaria ir, apesar de bater um pouco o pé antes de deixar o Instituto.


O que acha da seleção?
ℳia: Sendo sincera? Não gosto muito da Seleção, acho que as coisas são entregue de mãos beijadas para as garotas e algumas não fazem valer a pena a Seleção. Não são todas as Selecionadas, mas a maioria é interesseira e mimada, sonham com o príncipe e com contos de fadas, creem demais no que não é realidade.
Explicação: Mia não gosta muito da Seleção porque ela pensa que, as meninas se importa muito com a coroa e com os contos de fadas, não é uma determinação ou uma busca pelos seus objetivos, uma luta em si. Porém ela também está errada com esses pensamentos. A opinião dela sobre o castelo e a Seleção pode mudar com o passar do tempo, quando ela vê que o príncipe, ou os príncipes, são gente boa e que as selecionadas tem bom caráter, ela começa a mudar seu ponto de vista.


O que acha da família Real?
ℳia respeita muito a família Real, a garota faz de tudo proteger os mesmos, admira a rainha e seu modo delicado de ser, também gosta da simpatia do rei. A variedade de personalidades dos príncipes a impressiona, uns a encantam, outros a irritam. A princesa lhe parece um caso engraçado, ela não opina muito sobre a garota, mas sente uma leve semelhança.


Como reagiria ao perceber que está se apaixonando de verdade pelo príncipe?
𝓒omo já dito antes, Mia é muito teimosa, então ela lavaria um tempo para aceitar estar se apaixonando pelo príncipe, além de tentar se afastar por ter medo de estragar a sua missão. Mas, quando ela aceitar isso por vez, deixará o coração a guiar.




P A R T E T É C N I C A

Descendente ou Original?
𝓓escendente.

Como age no instituto?
ℳia está sempre buscando dar o melhor de si, impressionar os professores. Ela passa grande parte do seu tempo treinando. As vezes está no canto lendo seus livros ou relendo o diário da mãe. Pode também estar conversando com as demais. Muitas vezes, quando as pessoas a procuram e não a encontram, é porque a menina está sentada em algum canto da biblioteca, lendo ou estudando, aprendendo algo novo.


Qual sua especialidade?
— Luta corpo a corpo.
— Camuflagem e localização.


Qual tipo de arma usa?
— Adagas e espadas, já que estas são mais práticas de segurar, além de tudo, as adagas encaixam-se em qualquer lugar e passam de maneira discreta.


Como lida com momentos de desespero ou pressão?
ℳia vai buscar uma resposta lógica, tentar recuperar os sentidos e se acalmar. A pressão não assusta Mia, ela vai manter a cabeça erguida e dar o seu melhor seja no que for que esteja a intimidando. A moça não demostra muito os seus sentimentos, mas, por dentro, ela provavelmente estaria muito tensa.


Como age quando está zangada?
𝓔la é orgulhosa e, quando está zangada, se torna mais orgulhosa ainda. Tende a manter a cabeça levantada, as bochechas ruborizadas e um olhar crítico. Não fala com a pessoa até que perceba estar errada, mostrando a sua opinião forte. Muitas vezes, ela tenta não demostrar para as outras pessoas que está zangada, porém, às vezes lança palavras "venenosas" para pessoas que não tem nada a ver com a situação. Mia faz o possível para deixar as coisas no controle, mesmo que esteja, em grande parte, franzindo o cenho.


Teria coragem de deixar seu emprego no instituto pelo príncipe?
𝓥amos ser sinceras, Mia buscou o reconhecimento no Instituto, ela só deixaria-o se estivesse muito apaixonada pelo príncipe. [A gente se faz de difícil, mas sim, ela super deixaria o emprego -q]


Três músicas que defina sua personagem
Round and Round - Imagine Dragons
We are all living the same way, the same way
We are escaping the same way, the same way
Circling ooh
We are a part of the same play, the same play
We think we're making our own away, our own away


Scars – Tove Lo.
Know they're cutting you deep
Feel the scars in your sleep
What didn't kill us made us stronger
Stories left on our skin
Wear them with everything
What didn't kill us made us stronger


Love Myself - Hailee Steinfeld
Pictures in my mind on replay
I'm gonna touch the pain away
I know how to scream my own name

English Love Affair - 5 Seconds of Summer
The picture burning in my brain
Kissing in the rain
I can't forget my English love affair

Músicas que define sua relação com o par
I wanna be yours - Arctic Monkeys.
I will never rust
If you like your coffee hot
let me be your coffee pot
You call the shots babe
I just wanna be yours


Ho hey – The Lumineers.
I belong with you, you belong with me
You're my sweetheart
I belong with you, you belong with me
You're my sweetheart
Love we need it now
Let's hope for some
Cause oh, we're bleedin' out

Blue – Troye Sivan.
I can't say no
Though the lights are on
There's nobody home
Swore I'd never lose control
Then I fell in love with a heart that beats so slow
I want you

Algo a mais?
Ela tem uma gata chamada Atena, nome dado pela esperteza da mesma.

[ Bradley Madison | Casta 04 | Líder Rebelde | Tio por parte de pai | 40 anos ]

[Dylan Bruce]

[ Armie Madison | Casta 04 | Rebelde/Cozinheiro | Primo por parte de pai | 19 anos ]

[Grant Gustin]

R O U P A S

Primeiro dia no castelo


Encontro com o príncipe





Dia a dia no castelo








Jornal de Illéa






Festa a fantasia / Halloween

Bella de A Bella e a Fera

Malévola

Casamento


Pijama



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...