~zephirat

zephirat
Simplesmente, sonha!
Nome: André Tornado
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Porto Santo, Ilha de Porto Santo, Portugal
Aniversário: 12 de Dezembro
Idade: 31
Cadastro:

Na floresta


Postado

Na floresta

E o mês de agosto já ficou para trás...

O propósito deste jornal, no entanto, não é falar sobre o correr inexorável do calendário, mas sim fazer uma pequena antevisão de mais um capítulo da história Star Wars A Criação da Luz. Aviso para aqueles que estão a entrar nesta estação apenas hoje: haverá revelações importantes para quem não leu os capítulos anteriores.

No próximo capítulo vamos encontrar a Cleo a atravessar a floresta noturna de Luyta, o sistema onde ela se encontra atualmente. O seu objetivo é salvar Luke Skywalker e enviar uma mensagem a Leia Organa Solo, para Coruscant. Bem, na realidade, a sua primeira ação será enviar essa mensagem e depois acionar os meios necessários para o salvamento do cavaleiro Jedi. Ou dizendo por outras palavras, colocar Han Solo e Leia no terreno (se é que já não estão no terreno, o que acham?).

Na tradição literária e de qualquer conto infantil, a floresta é sempre um lugar de mistérios e de perigos, de encontros estranhos e de descobertas ainda mais raras. Aqui quis usar esse imaginário e, por isso, a floresta não vai ser agradável para a Cleo. Num determinado ponto, também ela vai ter um encontro estranho...

E este é um excerto do capítulo XIX, Um Aliado:

"- Quieta! Não te mexas!
Falaram-me próximo ao ouvido esquerdo. Não pretendia mover um músculo antes de descobrir quem me tinha encontrado no meio daquela desolação. Qualquer movimento brusco assustaria quem me ameaçava e fiz o que me mandavam. Ao sentir o cano de uma pistola laser nas costas fiquei ainda mais imóvel.
Ele rodeou-me lentamente, mantendo a arma apontada. Olhei-o diretamente. À primeira vista, não parecia um dos soldados de Kram, já que não vestia nenhum dos uniformes que vira na nave.
- Olhem só o que anda a vaguear por aqui… – observou com ironia.
De uma forma desconcertante, achei-o atraente. Bem proporcionado, estatura elevada, ombros largos. Os cabelos eram loiros e ondulados, os seus olhos, verdes, uma barba rala a emoldurar um sorriso confiante, dentes perfeitos. Por causa da roupa informal não seria um dos soldados de Kram, mas podia ser um caçador de prémios à minha procura, a soldo de Kram. Resolvi ir com cautela.
- Porque estás a apontar-me isso? – indaguei, mostrando os braços devagar para não o assustar. – Estou desarmada. O que poderei fazer contra ti?
- Sim, tens razão – concordou desconfiado. – Posso revistar-te?
- Não te disseram que não estava armada? A revista parece-me desnecessária…
- Sou um homem previdente. E quem me haveria de falar de ti, posso saber?
Estaria a desconversar ou a ser honesto. Naquela fase não podia descuidar-me com primeiras impressões erradas e fiz um sinal com a cabeça para que avançasse."

A Cleo encontrou alguém. Ou parece mais que foi encontrada. Será um amigo? Pelo menos é alguém agradável ao olhar pois ela achou-o... bonito.

Espero-vos na próxima quarta com o entusiasmo de sempre. Que a Força esteja convosco.

Imagem por daekazu em http://daekazu.deviantart.com/.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...