História Eu Te Amodeio - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Tags Carmiel, Carrossel, Ciriquina, Daléria, Jorgerida, Kobi, Laudriano, Marilina, Paulicia
Exibições 358
Palavras 612
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu sei que prometi um capítulo às 20:30 e outro às 21:30, mas é que eu lembrei que tinha atividade de física para entregar amanhã e tive que ir responder, então fiz esse capítulo pequeno só pra vocês não ficarem chateados e to fazendo a continuação dele, daqui a pouco eu posto, prometo. E depois ainda vou tentar fazer um outro, mesmo que seja curto.
Boa leitura <3

Capítulo 11 - Saindo do hospital. - Maratona E1V 4x


Pov’s Paulo

. – Tudo bem. – Ela falou. – Não foi culpa sua, eu é que não prestei atenção. – Continuou. – E me desculpa por ter sido grossa lá na lanchonete, é que eu realmente fiquei chateada com o que aconteceu. E não precisava ter terminado o namoro.

. – Você teve razão de ficar chateada, por isso estou tentando me desculpar. E eu precisava ter terminado o namoro sim, a Katy é muito ciumenta, e eu não gosto de me sentir preso, e também a gente não namorava sério, ela e eu combinamos de ficar só para passar o tempo, e tals. – Falei e ela entendeu.

2 dias depois...

. – Credo, finalmente vou poder sair desse hospital, que nojo! Odeio hospitais! – Alicia falou enquanto saíamos do hospital e íamos em direção ao carro da minha mãe.

. – Se sente melhor, Alicia? – Minha mãe perguntou quando entramos no banco de trás do carro.

. – Sim, obrigada. – Alicia respondeu.

. – Você vai para a escola amanhã? – Perguntei para Alicia.

. – Sim, não posso perder mais nenhum dia de aula, afinal, eu ainda não conheço a escola. – Ela respondeu.

. – Vai comigo e com a Marce, ne? – Questionei.

. – Sim. – Ela respondeu.

. – Okay, então nós passamos lá na sua casa. – Falei.

Conversamos durante o caminho e minha mãe estacionou em frente à minha casa. Alicia saiu do carro e eu saí junto com ela, falei para minha mãe que deixaria Alicia dentro de casa e ela concordou.

Não demorou sem 2 minutos para chegarmos à casa de Alicia, ficava bem ao lado da minha, com pouquíssima distância de uma para a outra. Entramos e ela falou que ia tomar um banho, e disse que eu poderia subir para o seu quarto junto com ela, então fomos. Chegando lá, ela entrou no banheiro e ouvi a água cair do chuveiro. Comecei a admirar o quarto dela, as paredes eram brancas, assim como o piso do chão, e continham algumas decorações básicas: na parede, à cima da cama, tinha um quadro grande com uma foto maravilhosa dela, seus longos cabelos soltos e uma franjinha na testa, franjinha essa que ela não tem mais, ou pelo menos, eu não vi. Ao lado da cama tem um criado mudo, onde fica seu abajur; do outro lado do quarto, vi uma porta daquelas que puxa para o lado, imaginei ser seu closet; ao lado dessa porta, uma estante com alguns livros. Fui até lá. Ela separava muito bem os livros, tinha uma parte apenas para romances, outra para aventuras, outra para terror, outra para comédias, etc, tinha também uma parte onde ficava os livros que tinham continuação, como Harry Potter, Crepúsculo, etc. Havia uma parte que dizia “livro que estou lendo”, e nela tinha um livro chamado “Will&Will”, peguei para ver, estava marcado quase no final. Li a sinopse. Gostei. Depois vou pedir emprestado, eu gosto muito de ler.

. – Gosta de ler? – Olhei para trás, Alicia havia saído do banheiro com a toalha enrolada em seu corpo e seu cabelo preso em um maravilhoso coque.

. – Sim. – Respondi indo até ela com o livro na mão. – Quando acabar me empresta?

. – Claro. – Ela falou. – Desde que você tome muito cuidado com ele.

. – Eu tomo mais cuidado com um livro do que comigo mesmo. – Falei e ela riu.

. – Okay então. – Ela disse. – Quando eu acabar, eu te empresto ele.

Ela estava de frente para mim, e nós não estávamos muito distante, mais um passo e estaríamos praticamente colados um no outro. Ficamos nos olhando sem falar nada, percebi que ela corou e sorriu, então cheguei mais perto, e ela nada dizia. Estávamos colados e eu já podia ouvir sua respiração.


Notas Finais


Para se inscrever e participar da fanfic ----> https://spiritfanfics.com/historia/eu-te-amodeio-6704594/capitulo11
Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...